Welsh Springer Spaniel

wss_1

Os Welsh Springer Spaniel bem exercitados são excelentes cães de família.

A raça Welsh Springer Spaniel é uma das mais antigas raças de cães de caça do Reino Unido. Estes patudos cooperavam com os donos ao ir buscar e rastrear presas durante as caçadas. Mas além de caçador nato, este cão com pelo branco e vermelho é também carinhoso e bem-disposto e, por isso, traz imensa alegria ao dia-a-dia de uma família.

Aparência: Cães com uma pelagem única

A imagem de marca destes patudos é sem dúvida a cor da sua pelagem, que combina tons e textura únicas. Assim, o pelo de comprimento médio é denso e liso e sempre em tons de vermelho e branco. A textura do pelo é sedosa e repele a sujidade. Nas orelhas, peito, barriga e pernas a pelagem é especialmente densa.

O tamanho do Welsh Springer Spaniel

O Welsh Springer Spaniel atinge uma altura máxima de 48 centímetros na cernelha e, por isso, é um cão de porte médio. Comparativamente com a raça English Springer Spaniel (ou springer spaniel inglês), o Welsh Springer Spaniel é ligeiramente menor. No entanto, estes patudos têm um corpo mais compacto e são mais fortes do que os seus parentes próximos. Com um peso máximo de 15 quilos, o Welsh Springer Spaniel nunca parece um cão pesado ou lento.

Em comparação com o famoso cocker spaniel inglês, o Welsh Springer Spaniel é mais comprido e largo.

Um spaniel típico

Como todos os cães spaniel, também estes têm as típicas orelhas caídas, que chegam às bochechas. Além disso, as orelhas são de inserção baixa e vão-se estreitando até à ponta, assumindo uma forma parecida à folha da videira. Por fim, também estes patudos têm os olhos amendoados de cor avelã ou escuros e o olhar gentil e carinhoso característico dos spaniel.

Welsh Springer Spaniel cachorro com um pau na boca num riacho © Frank Gärtner / stock.adobe.com
O olhar suave e carinhoso do Welsh Springer Spaniel é irresistível.

Personalidade do Welsh Springer Spaniel: alegre, atento e cheio de energia

Raramente encontra um Welsh Springer Spaniel maldisposto. Estes patudos são conhecidos pela sua constante alegria e personalidade brincalhona. Assim, um patudo desta raça dificilmente recusa entrar numa brincadeira, ir passear ou fazer um desporto. Além disso, os cães desta raça sentem-se mesmo confortáveis na companhia dos donos e, por isso, fazem questão de os acompanhar a todos os sítios. A única coisa que pode realmente deixar um Welsh Springer Spaniel triste é ficar muito tempo sozinho.

Portanto, se pretende ter um destes patudos na família precisa de ter duas coisas: tempo e disposição para se dedicar ao seu companheiro de quatro patas.

Cães que gostam de estar ativos

Em primeiro lugar é importante sublinhar que esta raça foi desenvolvida especificamente para ir à caça. E apesar de a caça já não ser uma atividade tão frequente para estes patudos, eles não perderam a necessidade de estarem ativos.

A atitude do Welsh Springer Spaniel perante uma tarefa que esteja a desempenhar torna evidente que estes são cães de trabalho: estes patudos desempenham as suas funções com enorme entusiasmo e perseverança.

É também de sublinhar que manter um Welsh Springer Spaniel física e mentalmente ocupado não é apenas um requisito para ele se sentir bem. É igualmente essencial para uma convivência feliz e equilibrada em família, visto que ninguém gosta de ter um patudo triste e ansioso em casa. Assim, para ter o melhor do seu patudo não se esqueça de incluir sessões de brincadeiras diárias e outras atividades mais complexas ao longo da semana.

Educação do Welsh Springer Spaniel

Um Welsh Springer Spaniel bem-disposto é um aluno atento e obediente. Isto deve-se ao facto destes patudos serem inteligentes e sentirem uma enorme vontade de agradar aos donos. Estes cães lembram-se facilmente das palavras de comando que aprendem e compreendem como se devem comportar nas diversas situações.

O tipo de educação a dar a estes patudos deve ser consistente, mas também carinhosa. Se pressionar demasiado o seu patudo ou se for excessivamente duro, ele pode tornar-se teimoso e perder a vontade de cooperar consigo.

Por fim, sendo patudos fáceis de educar, eles são adequados para quem não tem experiência prévia com cães. No entanto, nesse caso, convém familiarizar-se primeiro com as regras básicas da educação canina. Leve também o seu patudo a uma escola para cachorros. Vai ver que é uma experiência muito quer para si, quer para o seu cachorro.

Cuidados

Cuidados e higiene a ter com um Welsh Springer Spaniel

Com os cuidados adequados, as visitas ao veterinário com estes cães são, geralmente, de rotina, ou seja, para levar os reforços das vacinas e para um exame geral de saúde.

Em termos de cuidados com o pelo, deve aparar regularmente o seu Welsh Springer Spaniel com uma tesoura ou aparador para cães. Dê especial atenção às patas, orelhas, cauda e pescoço. Além disso, para que o pelo não perca o seu brilho natural, convém escovar o seu patudo uma ou duas vezes por semana.

Controle também os olhos, patas, ouvidos e os dentes do seu patudo. Sempre que necessário use produtos adequados para limpar estas zonas. Caso encontre alguma inflamação, é altura de fazer uma visita extra ao veterinário.

Alimentação

A boa saúde depende não apenas dos cuidados, mas também de uma alimentação adequada. E no caso do Welsh Springer Spaniel esta não é uma tarefa complicada, já que estes patudos não são exigentes.

Quer opte por dar ração ou comida húmida, consulte atentamente os ingredientes e escolha uma alimentação rica em proteínas de origem animal e que contenha as vitaminas e minerais necessários aos patudos.

Por fim, tenha sempre água fresca à disposição do seu patudo!

Viver com um Welsh Springer Spaniel

Dia-a-dia com um Welsh Springer Spaniel

Em geral, o Welsh Springer Spaniel é um cão pouco exigente e bastante saudável. Assim, questões com a alimentação, cuidados e educação não costumam levantar problemas. E por isso, os cães desta raça são também adequados para quem ainda não teve a experiência de ter um patudo na família.

A única coisa que os donos de um Welsh Springer Spaniel devem ter em atenção é o exercício físico e mental. Lembre-se que estes patudos são caçadores por natureza e, por isso, não gostam de passar o dia sem fazer nada. Assim, reserve pelo menos 2 horas por dia para as atividades com o seu cão, especialmente se o seu Welsh Springer Spaniel não for à caça.

A casa ideal para estes cães tem um quintal ou jardim seguro onde eles possam correr e brincar à vontade. No entanto, estes patudos vivem felizes num apartamento desde que se exercitem adequadamente. Por fim, no que se refere à convivência com outros animais de estimação se o seu Welsh Springer Spaniel for habituado à presença de gatos desde pequeno, eles podem conviver harmoniosamente. Mas não deve ter animais pequenos, como hamsters ou porquinhos-da-índia que o seu Welsh Springer Spaniel pode ver como presas devido ao seu forte instinto de caça.

Desporto e atividades

Manter um Welsh Springer Spaniel ocupado

O Welsh Springer Spaniel gosta de dar passeios longos e por caminhos diferentes onde ele encontra sempre novos cheiros, buracos, plantas, etc. Além disso, estes patudos apreciam especialmente passeios em locais onde possam tomar um banho, como por exemplo, junto a um rio ou um lago.

As sessões de brincadeira também não devem ser curtas, por isso tenha vários brinquedos em casa. Pode também ensinar truques ao seu patudo ou ainda praticar com ele desportos caninos, atividades que o Welsh Springer Spaniel costuma aderir com entusiasmo. Experimente por exemplo praticar agility ou dog dancing, que são atividades divertidas e muito diversificadas. Além disso, fazer atividades com o seu Welsh Springer Spaniel é também uma forma de fortalecer a vossa relação e aumentar a confiança.

Welsh Springer Spaniel adulto de perfil © GT-Films / stock.adobe.com
O Welsh Springer Spaniel adora praticar atividades ao ar livre!

Saúde

Saúde do Welsh Springer Spaniel

Os cães desta raça são bastante saudáveis. Ainda assim, o Welsh Springer Spaniel pode desenvolver doenças típicas dos cães spaniel, como a nefropatia ou a fucosiodese, ou doenças hereditárias como a displasia da anca ou doenças oculares. No entanto, estas doenças não têm uma incidência elevada.

Comprar um Welsh Springer Spaniel

Criação de Welsh Springer Spaniel

O principal objetivo da maioria dos criadores desta raça reconhecida oficialmente em 1902 continua a ser criar patudos para atividades relacionada com a caça.

Encontrar um criador sério

Apesar da personalidade agradável e carinhosa, estes patudos continuam a não ter a popularidade de outras raças spaniel. Assim, encontrar um bom criador de Welsh Springer Spaniel perto de casa pode ser uma tarefa quase impossível.

Se quer ter um Welsh Springer Spaniel na família, o primeiro passo é procurar associações de criadores reconhecidas onde lhe podem indicar os melhores criadores. No entanto, além da distância da casa do criador, é também possível que tenha de ficar em lista de espera para ter um cachorrinho.

Sempre que possível visite a casa do criador e veja presencialmente as instalações dos patudos. Observe também os cães e cachorros, que devem ter um ar atento e bem-disposto. Aproveite a visita para falar também com o criador sobre as características e necessidades da raça e para tirar qualquer dúvida que tenha.

Além de simpático, um criador deve ser sério e responsável. Assim, não aceite um cachorrinho sem documentos de saúde devidamente certificados por um veterinário. Os cães de raça pura têm que ter também um certificado que ateste a sua origem e ascendência.

Qual o preço de um Welsh Springer Spaniel?

O valor que um criador sério pede por Welsh Springer Spaniel puro é cerca de 1.500 euros.

História: uma raça antiga

Apesar de não ter uma popularidade sequer aproximada ao cocker spaniel, a raça Welsh Springer Spaniel existe há quase 400 anos. E ao longo desses anos, a sua personalidade, instinto de caça ou aspeto físico praticamente não mudaram. Na verdade, existem pinturas do século 17, especialmente da zona de Gales, onde cães muito semelhantes a estes patudos aparecem representados. Assim, esta é uma das mais antigas raças de cães de caça do Reino Unido, de onde são originários.

Variedades de raças spaniel

Durante muito tempo, todas as variedades spaniel eram conhecidas como Field Spaniels. No entanto, a partir de 1803, os spaniel foram divididos em duas categorias, Springing Spaniels e Cocking Spaniels, de acordo com as suas principais capacidades para a caça.

A designação springer (da categoria springing) refere-se aos patudos que encontram e espantam a caça, permitindo aos caçadores apanhar as presas em campo aberto.

Os nossos artigos mais relevantes
13 min

Yorkshire Terrier

Está a pensar adotar ou comprar um Yorkshire Terrier? Saiba qual é a sua personalidade, tipo de alimentação, cuidados de saúde e muito mais.