Cocker Spaniel Inglês

Elegante, aventureiro e com uma atitude obstinada e atrevida – não é de estranhar que o Cocker Spaniel inglês se encontre entre as raças de cães mais populares. Descubra neste artigo tudo o que precisa de saber sobre este castiço britânico de longas orelhas.

Descubra a nossa seleção de comida para cães de raça especialmente concebida para Cocker Spaniel inglês!

Aparência

Beleza sedosa

Alcançando cerca de 40 cm de altura ao garrote e podendo chegar aos 14,5 kg, os animais da raça Cocker Spaniel inglês são de média dimensão e robustos. O seu pelo é suave e incrivelmente sedoso. A cor do pelo é variável, embora os animais de pelagem monocromática não devam apresentar mais do que pelo branco no peito. As orelhas longas, descaídas e de inserção baixa são uma das características mais diferenciadoras da raça.

Descendentes da heterogénea família Spaniel

A origem precisa do Cocker Spaniel inglês é uma incógnita – uma teoria, ou melhor, uma lenda, assume que estes cães chegaram à Grã-Bretanha a partir de Espanha há mais de dois mil anos na companhia da legião romana de Júlio César. Afirmam também que o nome da raça deriva do termo latino para “cão espanhol”. Certo é que os antepassados dos atuais Cocker Spaniel inglês são populares desde há várias centenas de anos. E são vários os exemplos que o comprovam: escritor britânico Geoffrey Chaucer menciona os “cães espanhóis” ainda no século XIV, enquanto William Shakespeare, cerca de 200 anos mais tarde, imortaliza a raça nas suas obras. Em 1570, o cientista John Caius classificou as contemporâneas raças de cães britânicas, incluindo os Spaniels, dividindo-os entre terrestres e de água. No primeiro grupo inclui os Springer Spaniels, animais que se dedicavam à caça de coelhos ou aves, entregando-os aos donos depois de atingidos. Inúmeras outras raças se desenvolveram a partir dos Springer Spaniels, incluindo a Cocker Spaniel inglês, reconhecida como raça independente em 1892, pelo Kennel Club. A partir daí, outros clubes dedicados à criação de cães pura raça foram sendo fundados pela Europa fora. Tal como aconteceu com outras raças de cães de trabalho, a criação unicamente focada em determinados aspetos estéticos conduziu a exageros, como é o caso das orelhas demasiado longas e descaídas.

Utilização como cão de trabalho

O Cocker Spaniel inglês foi criado especificamente para a caça da galinhola. Esta ave tem excelentes capacidades de camuflagem no chão da floresta, sendo dificilmente visível – não escapa, porém, ao olfato apurado destes cães. Os animais desta raça contam-se entre o grupo dos gun dogs e apresentam uma forma distinta de caçar: para o caçador isto significa que o cão corre à sua frente aos ziguezagues ou círculos, tentando reconhecer o cheiro da hipotética presa. O Cocker Spaniel inglês não hesita em zonas de matagal ou canaviais, assustando as aves que aí se encontram, para, de seguida, o caçador atirar. Atualmente, estes cães ainda são utilizados na caça em Inglaterra e na Escócia. Contudo, a maioria dos Cocker Spaniel inglês vivem hoje em dia como cães de família. Dado o seu olfato super apurado, são usados pela polícia e pelos serviços alfandegários.

english cocker spaniel welpe

Personalidade

Alegre, amigável e guloso

As aparências não enganam: o Cocker Spaniel inglês é um cão alegre e extrovertido e muito ligado à família. É amigável com humanos e outros animais, a menos que estes últimos não se afigurem como possíveis presas. São cães bastante disponíveis para jogos e brincadeiras, sendo meigos, leais e fofinhos. O seu ladrar é infalível para dar conta da presença de estranhos. Todavia, rapidamente fazem amizade com os ditos desconhecidos e é este o motivo que faz deles maus cães de guarda. Apesar de amigáveis, não esquecem o seu passado de caçadores e quando decidem seguir um rasto não há obediência que os demova. Além da família e da caça, há uma outra coisa que faz o coração do Cocker Spaniel inglês bater mais depressa: a comida. Adoram snacks, não sendo raros os casos de excesso de peso.

A criação responsável é imperativa

Esta raça apresenta, como todas, predisposição para o desenvolvimento de determinadas doenças. A síndrome vestibular congénita é uma doença que afeta o ouvido interno, provocando problemas ao nível do equilíbrio e, em alguns casos, surdez de um ou de ambos os lados. É também notória, e superior em comparação com outras raças, a ocorrência de problemas oculares (cataratas). É importante mencionar a hipoteticamente genética “síndrome da raiva” que se traduz em surtos de agressividade comparáveis a ataques epiléticos e seguidos de total exaustão. Estes momentos não têm nada que ver com os designados “cinco minutos selvagens” de um cachorro brincalhão ou de um cão não treinado, pois os primeiros requerem uma ida ao veterinário. Teorias que afirmam que os cães monocromáticos são mais afetados do que os com manchas brancas são, hoje em dia, consideradas obsoletas. A criação responsável tem a capacidade de limitar a ocorrência do “síndrome da raiva”. Doenças do foro renal afetam os exemplares desta raça com maior frequência do que outras.

Apesar de tudo, a maioria dos Cocker Spaniel inglês são animais robustos, já que os problemas hereditários afetam apenas uma pequena percentagem dos representantes da raça. Ainda assim, é melhor prevenir do que remediar! Antes de adquirir um destes cães, informe-se acerca da da saúde e dos cuidados oferecidos aos seus progenitores. Atualmente é fácil excluir a presença de inúmeras doenças através de análises genéticas, sendo, assim, minimizado o risco de doenças hereditárias. Há um aspeto que lhe compete apenas a si controlar: pouca atividade física e muita comida traduzem-se em excesso de peso, uma tendência do Cocker Spaniel inglês. Um exemplar saudável vive, em média, 15 anos.

Cuidados

“Um assunto cabeludo”

As primeiras impressões podem enganar, pois os cuidados com o pelo de um Cocker Spaniel inglês são algo complexos. A sua pelagem sedosa deve ser rigorosamente escovada de dois em dois dias, idealmente todos os dias. O pelo da zona axial e o das orelhas tem tendência para emaranhar. O melhor é habituar o seu cachorro a todo o ritual de escovagem, usando uma escova macia, e praticando em áreas mais “complicadas”, como a do estômago. Deste modo, o animal irá aprender a apreciar este processo, obrigatório. Após os passeios, é essencial verificar o pelo, isto é, procurando por pedaços de folhas que possam ter ficado presos, além de picos ou insetos. Os lábios devem ser limpos diariamente com um pano húmido – é importante acostumar o animal desde tenra idade, com o objetivo de evitarem infeções. O amor dos Cocker pela água pode dificultar os cuidados com o pelo, pois estes cães sentem-se atraídos por poças de lama; não há como escapar da banhoca a seguir!

Os Cocker Spaniel inglês devem ser tosquiados a cada dois meses. O pelo das costas, dos lábios, por debaixo das orelhas e do estômago requer especial atenção. Com alguma paciência e com os acessórios adequados (tesoura, máquina de tosquiar, escova, pente e aparadores) é possível cuidar do pelo deste seu patudo em casa, desde que tome muito cuidado. Para prevenir infeções e sujidade, também os pelos das almofadas das patas devem ser aparados. As orelhas descaídas, quentes e húmidas, são propensas ao aparecimento de fungos e irritações, que podem evoluir para infeções. É essencial “espreitar” por debaixo das orelhas do animal, diariamente. Estão disponíveis snacks e brinquedos específicos para os cuidados dentários.

Educação

Consistência é a palavra-chave

Este dedicado caçador necessita de uma educação e treino consistentes e nunca severos. Estabeleça regras concretas relativamente ao treino antes de o animal chegar ao seu novo lar. Se não o fizer, o Cocker Spaniel inglês, na sua teimosia, irá interpretar cada pequena exceção como uma nova regra. Determinadas as regras, o treino é acessível a todos, mesmo a donos menos experientes. O apetite voraz desta raça faz com que seja muito fácil oferecer-lhe snacks durante as sessões de treino. Porém, não se deixe ludibriar – os cães desta raça não hesitam em usar os seus olhinhos doces para alcançarem o seu propósito, neste caso, a obtenção de comida. Não ceda e mantenha fixos os horários das refeições e os snacks racionados. Brincadeiras que impliquem recuperar objetos são também formas de recompensa. Certifique-se que a paixão do seu patudo por seguir rastos está sob controlo, isto para que possa passeá-lo sem trela.

english cocker spaniel portrait

Atividade é essencial!

Embora pequeno e bem-humorado, bate no peito do Cocker Spaniel Inglês um coração de caçador, característica que requer suficiente exercício e ocupação – uma hora ou duas por dia, pelo menos. Além dos passeios quotidianos, estes animais precisam também de manter o cérebro ocupado com, por exemplo, jogos de procurar e recuperar objetos. Muitos destes cães adoram simplesmente saltar para dentro de água. Enérgicos, os Cocker Spaniel inglês constituem a companhia ideal para praticantes de jogging, desde que treinados para o efeito. Já que adoram seguir rastos, estes cães adoram tarefas de busca, sendo ideais para mantrailing e para seguir pistas. Além do exercício e da atividade, adoram receber mimos junto dos donos. Um Cocker Spaniel inglês dedicado e em forma será certamente um leal companheiro, contagiando toda a gente com o seu bom humor.

Algumas questões antes da grande mudança

Os Cocker Spaniel inglês são amigáveis, afetuosos, leais e brincalhões, características ideais de um cão de família. São os companheiros apropriados para famílias ativas e praticantes de desporto, que apreciam o ar livre. Os cães desta raça são rápidos em fazer amizade com outros animais, embora no exterior o seu instinto de caça possa prevalecer.

Antes de abrir a porta do novo lar a um Cocker Spaniel inglês, reflita sobre o seguinte:

  • Terá disponibilidade diária durante os próximos 15 anos para atender às exigências do seu pelo e às de atividade.
  • Considere atempadamente alternativas no caso de adoecer ou de viajar; quanto a esta última hipótese informe-se acerca de destinos de férias que sejam adequados para todos.
  • Não se esqueça também de verificar se algum membro da família é alérgico a cães.
  • Por norma, os animais desta raça adoram crianças, pelo que firmadas as regras de conduta e respeito entre toda a família, não existirão obstáculos a uma sólida amizade.
  • Tenha em conta despesas como as alimentares, as veterinárias, as possíveis taxas e seguros de responsabilidade, além das mais básicas, isto é, trela, comedouro, mantas, brinquedos, proteção para o automóvel, cestos, entre outras.

A aquisição de um Cocker Spaniel inglês constitui, por si só, uma despesa elevada. Problemas de saúde inesperados traduzem-se em despesas imprevistas. Ainda antes de o animal chegar, procure uma escola para cães, já que a socialização é indispensável; além disso, receberá dicas preciosas em relação ao treino e a atividades para o seu patudo. Caso seja um dono pouco experiente, faça alguma pesquisa relativamente à nutrição mais indicada para a raça, pois estes animais têm tendência para o excesso de peso. Para não ingerirem mais calorias do que as necessárias, é recomendável pesar com regularidade a ração, de forma a estimar-se a quantidade de calorias a serem ingeridas e, assim, controlá-las.

Procura um Cocker Spaniel inglês?

Tratando-se de uma raça tão popular, não é de estranhar que existam inúmeros criadores. Escolher um Cocker Spaniel inglês é uma decisão a ser tomada com cabeça e coração. Procure um criador profissional, dedicado aos seus animais, focado na qualidade ao invés de na quantidade. Mantenha-se longe de criadores sem vínculos a associações e que não disponham de exames médicos para lhe mostrar. Um bom criador está realmente preocupado com a saúde dos progenitores, e dos antepassados, do patudo em causa, procurando oferecer-lhe momentos de socialização, e permitindo à cadela recuperar entre partos. Além do mais, tem interesse em saber que condições esperam o seu protegido no novo lar. Um criador responsável será um excelente ponto de contacto para si, disponível para responder às suas dúvidas após a compra do animal. Aquando da aquisição, o cão é vacinado e desparasitado, além de entregue com um certificado de pedigree, boletim de vacinas e um microchip.

Se não se importar de adotar um cão adulto é quase certo que encontrará animais nas redondezas a precisar de um novo lar, tendo sido abandonados pelos primeiros donos. Existem organizações dedicadas à proteção dos Spaniels em vários países, cuja função é oferecer uma segunda oportunidade a Cocker Spaniel e arraçados. Por que não investigar o canil da sua área de residência? A verdade é que, tratando-se de uma raça tão popular, alguns animais acabam, lamentavelmente, em abrigos. Os donos menos experientes podem, assim, adotar um cão já treinado. Todavia, é certo que tantos outros animais dão entrada nos canis pelo facto de o seu treino e educação terem sido tarefas demasiado exigentes para os donos... Paciência e algum know-how são fundamentais. Os funcionários dos canis conseguem, por norma, quase instintivamente determinar se dono e cão farão uma boa equipa. Oferecer a um cão adulto uma nova oportunidade pode sem dúvida ser uma experiência muito gratificante.

As maiores felicidades para si e para o seu brincalhão Cocker Spaniel inglês – são os nossos desejos!

Os nossos artigos mais relevantes
Está a pensar adotar um Rafeiro Alentejano? Conheça todas as características da raça e se é o cão indicado para si.
Gosta de agradar, adora pessoas e é robusto: o Labrador Retriever é extremamente popular como cão de família.