Galgo afegão

Galgo afegão

Galgo afegão

Ao longo de milhares de anos, estes fascinantes amigos de quatro patas foram considerados verdadeiros tesouros na sua terra natal, o Afeganistão. Até hoje, os atletas de pelos compridos continuam a ser algo especial para muitos amantes de cães em todo o mundo.

Aparência graciosa

Com um longo manto de seda, uma estatura dinâmica e uma expressão graciosa, um galgo afegão é, de facto, uma visão impressionante. Os machos atingem uma altura de cernelha até 74 cm, as fêmeas podem chegar aos 69 cm, estas belezas desportivas pesam no máximo 30 quilos. O pelo comprido, que já protegia os ancestrais da raça do ar frio da montanha, consiste numa pelagem espessa e sedosa e que pode aparecer em várias tonalidades.

História

Tesouro do Afeganistão

Os ancestrais desta raça pertenciam às matilhas de cães mais antigas que coabitavam com os humanos. Na sua terra natal afegã, estes cães serviram o povo por milénios como cães de guarda e cães de proteção e eram companheiros especialmente populares para a caça, onde eram usados como caçadores pela visão, especialmente devido à sua rapidez em corrida. Com tenacidade e velocidade, caçavam tudo, desde o coelho até felinos selvagens. Estes companheiros de caça eram muito apreciados, pois no deserto estéril o bom desempenho dos cães era considerado vital para a sobrevivência do homem. A exportação destes cães era punida com pena de morte no seu país de origem, mas um oficial britânico conseguiu trazer os primeiros galgos do Afeganistão para a Grã-Bretanha por volta de 1890. No início do século XX, os amantes britânicos desta raça cruzaram cães de caça de vários tipos: estes cruzamentos incluíam cães do deserto e da montanha. Os filhotes resultantes destes cruzamentos representam o início da criação moderna do galgo afegão. Noutros países a raça começou a ser conhecida mais tarde, como por exemplo na Alemanha, onde apenas ficou célebre a partir de 1930. Com a crescente popularidade da raça como cão de moda e exposições, houve também uma mudança no padrão: o pelo tornou-se mais volumoso, o que acabou por se revelar um obstáculo para o sucesso na passerelle. Hoje, dependendo da finalidade - cão de companhia, cão de exposição ou cão de desporto - existem diferentes linhas de reprodução que podem apresentar desvios, em alguns pormenores, das características originais da raça.

Caráter

Personalidade canina com muitas facetas

Se procura um companheiro animal simples e sempre obediente, não vai gostar da personalidade sumptuosa deste cão: o galgo afegão é independente e autónomo, de acordo com a sua origem como caçador solitário. Eles são relutantes em obedecer e mantêm sempre uma posição altiva, apesar de, por vezes, estabelecerem laços próximos com os seus donos. Os representantes da raça não têm tendência para ladrar, mas estão sempre alerta quando se trata do seu território e da sua família. Se, por um lado, têm um comportamento tranquilo dentro de quatro paredes, podem transformar-se quando estão no exterior. Devido ao seu fortíssimo instinto de caça, este animal dificilmente está disponível para brincadeiras e para descontrair, pois está sempre com uma potencial presa em vista. O galgo afegão é geralmente muito reservado na convivência com outros cães ou com humanos, sendo frequente rejeitar mesmo essa convivência. Os animais são conhecidos pela sua excelente memória, graças à qual, mesmo após vários anos, eles sabem quem os tratou bem ou mal.

afghanischer windhund im park

Educação para cães com uma personalidade forte

A educação dum galgo afegão deve ficar a cargo dum dono que seja conhecedor de cães e que goste dum companheiro de personalidade muito forte. Como caçadores solitários, os representantes desta raça têm pouca tendência para obedecer e ser subordinados e, instintivamente, querem agir de forma independente. Porém, estes cães também podem receber treino de obediência básica, mas é necessário ter muita paciência e uma atitude de liderança clara e consistente. Uma abordagem excessivamente autoritária é ofensiva para os cães mais sensíveis – acaba por transformar animais orgulhosos em companheiros desconfiados e tímidos, contra a sua vontade, e nunca deve ser esta a opção a fazer. Qualquer dono que espera que este cão oiça e obedeça a cada ordem dada, não combina com esta raça. Quem é fã do galgo afegão, aprecia a forte personalidade e lealdade desta nobre raça. O equilíbrio certo entre rigor e compreensão para treinar um caráter com temperamento tão forte não é fácil de encontrar, pelo que um dono principiante rapidamente se sentiria constrangido.

Saúde

Tudo depende dos antepassados!

Dum modo geral, o galgo afegão goza de boa saúde, incluindo um bem-estar geral adequado. A raça tem uma ligeira tendência para sofrer de displasia da anca e cataratas. A Mielopatia Afegã ocorre apenas nesta raça. Trata-se duma degeneração hereditária presumivelmente da matéria branca na medula cervical e torácica. Geralmente ocorre no primeiro ano de vida e leva algumas semanas até provocar a paralisia total dos quatro membros. Os criadores de renome procuram excluir a doença através da seleção competente das crias. Os galgos afegãos podem chegar à idade de 12 ou 14 anos com boa saúde.

A alimentação do galgo afegão

Nutrição para um irrequieto

Como todos os cães, o galgo afegão é carnívoro, pelo que uma boa percentagem de carne nos ingredientes da ração é um fator fundamental. Caso necessite de alterar a ração do animal, deve fazê-lo de forma gradual e ao longo de vários dias. Deste modo estará a minimizar os riscos de provocar alguma irritação no estômago do seu amigo de quatro patas, o que pode resultar em diarreia e vómitos. Esta recomendação também se aplica no momento em que vai receber este novo companheiro de casa: não altere a dieta que ele já conhece (do criador, se for o caso) logo que vem para sua casa. Dê-lhe algum tempo para se habituar ao espaço novo, em vez de acumular estas duas mudanças em simultâneo. Enquanto o filhote necessita de até quatro refeições por dia, o galgo afegão adulto necessita apenas de duas porções, devendo fazer um intervalo (para a digestão completa) entre as refeições. Uma vez que os cães de desporto gastam muita energia no exercício, as necessidades nutricionais diárias vão variar sempre de acordo com o nível de atividade do animal. Para saber a quantidade diária a dar ao seu galgo afegão, pode orientar-se pelas doses recomendadas pelo fabricante da ração, porém pode também dar-lhe doses um pouco mais generosas, por se tratar duma raça que consome efetivamente muita energia em exercício e não tem tendência para o excesso de peso ou obesidade. Fique atento à cintura fina do animal e ajuste as quantidades diárias de alimento em conformidade, para o cão não perder a elegância.

afghanischer windhund welpe

Cuidados redobrados com a pelagem

O pelo longo e sedoso do galgo afegão exige cuidados diários com a escova. Esta rotina é relativamente exigente, pois o pelo deve ser escovado em várias camadas para alcançar todos os pontos e evitar emaranhados. Escove cuidadosamente para evitar arrancar pelos e com o tempo o seu amigo vai estar habituado à rotina de ser penteado por camadas. Após cada caminhada, limpe as folhas ou galhos que possam ter ficado presos no pelo comprido do animal. Uma vez que a pelagem se desenvolve naturalmente, não deve cortar o pelo do galgo afegão com faca de corte nem tesoura. A fim de evitar parasitas e limpar completamente o pelo, pode ser útil um banho com champô suave para cães. Alguns donos de galgos afegãos fazem esta rotina a cada três ou quatro semanas e complementam o champô com um amaciador adequado, para tornar a escovagem mais fácil. Cuide das longas orelhas do seu afegão enquanto lhe faz a rotina de escovagem: verifique com regularidade se há parasitas ou alterações na pele, porque em clima quente e húmido, abaixo das orelhas a inflamação pode desenvolver-se rapidamente. Ao comer, o seu galgo afegão deve usar um “protetor auricular”: há babetes ou espécies de molas que permitem unir as orelhas do cão, para que estas não estejam constantemente dentro do comedouro nem corram o risco de ser mordidas. Recomenda-se que habitue o cão desde pequeno a este tipo de proteção das orelhas. Os cuidados dentários podem ser otimizados se der ao cão snacks adequados para esse efeito e, além disso, se fizer escovagem dentária regular com pasta dentífrica para cães e uma escova igualmente adequada.

Com o galgo afegão é assim: muita ocupação!

“Movimento” tem de ser a palavra de ordem no dia a dia do seu galgo afegão. Ele gosta de acompanhar o dono enquanto corre ou anda de bicicleta, mas a ocupação ideal para um galgo é, claro, corridas de cães, onde ele se sente realmente feliz. Este atleta de quatro patas é, de facto, perseverante e a sua paixão é a velocidade: em corrida livre pode atingir a espantosa marca de 60 km/h. Em corridas de galgos, os animais competem perseguindo uma fita ou um coelho mecânico. Praticar Coursing (desporto no qual os cães perseguem coelhos) também é uma boa atividade que entretém o galgo afegão. Neste caso, em terreno aberto, também é usado um objeto de imitação: os cães caçam em pares uma "lebre" feita de plástico, que é puxada a 500 - 1000 metros de distância. Uma vez que os cães correm aos pares, tal como acontece nas corridas de competição, geralmente têm que usar açaime, porque existe um alto risco de potenciais ferimentos se alcançarem a presa. Esta raça é menos adequada para outro tipo de desportos, como agility, por exemplo.

Será que o galgo afegão combina comigo?

Quem quer ter um galgo afegão como companheiro de quatro patas tem de ser uma pessoa igualmente atlética. Fazer ocasionalmente sessões de jogging não é atividade suficiente para esta raça. Além disso, é conveniente ser um dono seguro e experiente em lidar com cães, porque a educação e treino dum galgo afegão inclui muitos desafios. Desde logo deve ter condições para oferecer ao seu ágil amigo um grande espaço exterior vedado, onde ele possa movimentar-se livremente. Visto que este cão é sensível e irradia tranquilidade em espaços interiores, não sendo admirador de grande azáfama, é importante que os membros da família tenham também uma atitude tranquila e sejam amantes de desporto. A raça geralmente dá-se bem com crianças, mas apenas se forem um pouco crescidas e que já consigam ter uma atitude respeitosa com os cães, pois os orgulhosos galgos afegãos são muito sensíveis relativamente à forma como são tratados. Antes de adicionar este novo membro à sua família, é importante esclarecer se todos concordam com isso e verificar se não há elementos da família com alergias a animais. Se o cão entrar na família ainda bastante jovem é possível habituá-lo à companhia de gatos. Convém também verificar antecipadamente como é que o seu patudo vai ser tratado em caso de doença ou de férias dos donos, porque mesmo nessas situações ele precisa de muito exercício. Se preferir levá-lo consigo de viagem, deve antes verificar os sítios mais adequados.

Além do preço para adquirir um galgo afegão, deve também fazer contas ao equipamento inicial de que vai necessitar (comedouro, trela, coleira ou peitoral, cama ou almofadão, brinquedos, cinto de segurança em viagem, objetos para a higiene como escovas, champô, etc), bem como a outras despesas regulares inerentes (ração adequada, seguro de responsabilidade civil, visitas regulares ao veterinário). Se o cão adoecer, os custos com o veterinário e eventuais tratamentos podem disparar inesperadamente.

afghanischer windhund seriös

Onde posso encontrar o meu galgo afegão?

Uma vez que o galgo afegão deve apenas estar com alguém experiente e motivado na sua educação e treino, não há muitos criadores. Na Alemanha, por exemplo, só nascem cerca de 120 filhotes por ano. Portanto, se quer ter um galgo afegão tem de procurar um criador de renome com a devida antecedência e deve estar atento à informação sobre novas ninhadas, publicada pelos clubes nacionais de raças. Se houver a opção de receber um cachorro, deve ir conhecê-lo. É importante conhecer o cachorro e ele a si, bem como conhecer o criador e colocar-lhe todas as questões que tiver, assim como aprender o que puder sobre os necessários cuidados de saúde e os seus objetivos em relação ao temperamento e caráter do animal. É natural que o potencial dono se tenha informado antecipadamente se o criador que selecionou é especializado em cães de desporto ou de exposições. Os cães que se destinam a exposições têm necessidades muito específicas em relação è pelagem e pele, por outro lado, os cães que se destinam ao desporto têm de ser treinados ainda com mais exigência do que um galgo afegão “normal”. Verifique se todos os animais têm uma expressão alegre e descontraída. Se o criador lhe fizer perguntas sobre a sua experiência com cães, ou quais as suas expectativas ao adquirir um cão, ou ainda sobre as suas atividades de lazer, deve ver isso com bons olhos, pois significa apenas que o criador se preocupa em entregar os seus cachorros a bons donos. Ao receber o cachorro, devidamente desparasitado e vacinado, receberá também o certificado de pedigree e um certificado de vacinação, incluindo a identificação do chip, bem como, normalmente, alguma ração a que o animal está habituado.

Desaconselhamos vivamente a aquisição de crias provenientes de intermediários não certificados, nem associados a nenhum clube de raças e que procuram apenas fazer dinheiro. Quem opta por esta alternativa, além de estar a favorecer um comportamento incorreto, também corre sérios riscos de receber um animal doente ou com problemas de socialização.

Se procura um galgo afegão mais velho, é possível encontrá-los, por exemplo, nas associações protetoras de animais, já que nestas entidades por vezes são entregues estes cães, por parte dos compradores originais, pelas mais diversas razões. Além disso, as organizações especializadas na proteção do galgo publicitam com frequência a disponibilidade de galgos afegãos para adoção, nas suas páginas Web. Em todo o caso, deve ter em conta que a personalidade dum cão adulto – incluindo as consequências de possíveis erros de educação/treino por parte dos anteriores donos – pode estar bem solidificada e, consequentemente, o mais vantajoso é que esses cães sejam entregues agora a um dono com longa experiência. De qualquer forma, a vida com um “cão em segunda mão” pode ser muito gratificante.

Desejamos-lhe muitas felicidades e que viva excelentes momentos com o seu galgo afegão!

Os nossos artigos mais relevantes
Está a pensar adotar um Rafeiro Alentejano? Conheça todas as características da raça e se é o cão indicado para si.
Gosta de agradar, adora pessoas e é robusto: o Labrador Retriever é extremamente popular como cão de família.