Galgo afegão

Galgo Afegão de pelo branco junto a uma sebe.

O Galgo Afegão tem uma personalidade forte e é extremamente leal aos donos

Durante centenas de anos estes fascinantes patudos foram considerados verdadeiros tesouros na sua terra natal, o Afeganistão. Inicialmente criados como cães de caça, estes patudos chamaram à atenção de amantes de cães em todo o mundo por causa do seu pelo e postura fora do comum. Hoje em dia o Galgo Afegão é uma raça presente em exposições caninas e procurada por quem quer ter um patudo inteligente, meigo e com aspeto imponente.

Aparência do Galgo Afegão: uma raça fora do comum

Com longos pelos sedosos, uma estatura dinâmica e uma expressão graciosa, o Galgo Afegão é, de facto, um cão impressionante.

O pelo destes patudos é realmente um dos seus aspetos mais característicos, que cobre na totalidade as pernas, cai do dorso cobrindo a barriga por inteiro e a parte superior da cabeça. A pelagem do Galgo Afegão não só é longa e sedosa mas também bastante densa, pois os antepassados destes patudos enfrentavam temperaturas baixas nas zonas altas do Afeganistão. Além disso, todas as cores são permitidas pelo padrão da raça. A cauda do Galgo Afegão é longa, posicionada para baixo e encaracolada na ponta.

Os machos atingem uma altura na cernelha até 74 centímetros, as fêmeas, mais baixas, chegam aos 69 centímetros. Em termos de peso, o Galgo Afegão não ultrapassa os 30 quilos.

Personalidade marcada e multifacetada

Se procura um companheiro com uma personalidade previsível e obediente, o Galgo Afegão não é o patudo indicado para si. Estes cães, que originalmente eram caçadores, agiam de forma autónoma e por isso são independentes e seguros. Assim, apesar de ter um forte vínculo com os donos, o Galgo Afegão é por vezes relutante em obedecer.

Estes patudos não têm tendência a ladrar, mas estão sempre alerta quando se trata do seu território e da sua família. Além disso, pode esperar um comportamento tranquilo dentro de casa, mas quando estão no exterior eles tornam-se bastante mais ativos.

Devido ao seu fortíssimo instinto de caça, estes patudos geralmente não podem andar soltos. Visto que se virem uma presa dificilmente respondem aos comandos do dono. Em termos de convivência com outros cães ou com pessoas estranhas o Galgo Afegão é muito reservado. Por fim, estes patudos têm uma excelente memória, e assim reconhecem quem os tratou bem ou mal mesmo passados alguns anos.

Galgo Afegão adulto com pelo comprido ao vento.

Uma educação consistente para cães de personalidade forte

Quem decidir ter um Galgo Afegão na família deve ter experiência com cães e gostar de desafios. O seu passado como caçador solitário torna o Galgo Afegão num patudo que gosta de tomar as suas próprias decisões. Assim, não espere que o seu patudo lhe obedeça cegamente.

No entanto, uma educação consistente, firme e bastante paciente permite aos donos controlar os comportamentos de um Galgo Afegão. Um aspeto muito importante na educação destes cães é a atitude dos donos. Se adotar uma abordagem autoritária é provável que não atinga os seus objetivos. Os Galgo Afegão são cães orgulhosos e sensíveis e por isso autoridade excessiva ou desmedida pode levar o seu patudo a tornar-se desconfiado e tímido, algo que deve ser evitado a qualquer custo.

Os fãs desta raça sublinham como aspetos positivos a sua personalidade forte e a lealdade. No entanto, para atingir uma convivência harmoniosa em família com um destes patudos o dono deve encontrar o equilíbrio entre firmeza e compreensão, o que nem sempre é fácil. Por esta razão, esta raça não é adequada para donos inexperientes.

O Galgo Afegão é o cão certo para mim?

O dono ideal de um Galgo Afegão gosta de praticar desporto regularmente. Passeios e corridas ocasionais não chegam para satisfazer a enorme necessidade de exercício físico destes patudos. Além disso, estes cães devem ter à disposição um jardim ou quintal grande devidamente vedado onde se possam movimentar livremente.

Uma família calma, mas amante de desporto

Visto que o Galgo Afegão é sensível e gosta de tranquilidade dentro casa ambientes muito agitados não combinam com estes patudos, o ideal é que a sua família humana goste de relaxar em casa e aprecie praticar desporto no exterior.

Geralmente, o Galgo Afegão dá-se bem com crianças, especialmente se não forem muito pequenas. É também importante que as crianças saibam respeitar as necessidades e personalidade destes patudos. Lembre-se que os Galgo Afegão são emocionalmente sensíveis e ressentem-se se não se sentirem bem tratados.

Assim, converse com toda a sua família antes de trazer um Galgo Afegão para casa. Todos os membros devem estar cientes do desafio que este patudo constitui. Além disso, não se esqueça de ter a certeza de que não existem problemas de alergia na família. Se o seu novo amigo for bastante jovem é possível habituá-lo a viver com gatos.

Igualmente importante é decidir de antemão qual o veterinário e também onde ele vai ficar durante as férias da família. Este último aspeto é especialmente relevante dada a enorme necessidade de exercício destes patudos. Caso prefira levá-lo consigo nas férias planeie antecipadamente o destino e o alojamento.

Importante: o Galgo Afegão é muito exigente no que se refere à educação e treino. Assim, não é uma raça adequada para donos inexperientes. Se escolheu um cão desta raça para a sua família deve estar muito seguro em relação a métodos de treino canino. Educar um Galgo Afegão é um enorme desafio que não deve menosprezar.

Equipamento básico

Antes da decisão final, faça algumas contas. Além do valor do próprio Galgo Afegão conte também com as despesas do equipamento básico. Entre outras coisas todos os cães precisam de:

Além disso, não se esqueça das despesas de alimentação, pois os patudos necessitam naturalmente de uma ração adequada e das despesas com o veterinário. Conte também com situações inesperadas, como doenças ou acidentes, que podem resultar numa conta elevada no veterinário.

O pelo do Galgo Afegão exige muitos cuidados?

O pelo longo e sedoso do Galgo Afegão exige que o penteie diariamente. As sessões de beleza destes patudos são relativamente complexas. Para evitar que o pelo fique embaraçado deve dividir o pelo em camadas e escovar cada uma delas. Além disso, escove o seu patudo com cuidado para não arrancar pelos. Por fim, é importante habituar o seu Galgo Afegão a ser penteado desde pequenino.

A seguir a todos os passeios deve retirar os ramos ou folhas que facilmente ficam agarradas ao pelo. Não deve cortar o pelo do seu Galgo Afegão, pois o pelo cresce e cai naturalmente.

Outros cuidados

De forma a evitar que o seu patudo apanhe parasitas externos e a manter o pelo limpo pode dar-lhe banho com um champô suave. Alguns donos optam por dar banho ao seu patudo a cada 3 ou 4 semanas, com amaciador adequado além do champô. Dessa forma pentear o patudo torna-se mais fácil.

Durante a sessão de cuidados não se esqueça das orelhas. Observe-as diariamente para ver se existem parasitas ou alterações na pele. A temperatura elevada e a humidade na zona das orelhas e interior do ouvido tornam-na excelente para o desenvolvimento de parasitas e inflamações.

Além disso, o seu Galgo Afegão pode usar um protetor para as orelhas à hora da refeição. Encontra no mercado diversos produtos que mantêm as orelhas presas e as impedem de estarem constantemente dentro do comedouro e que se sujem ou sejam mordidas por outro patudo. Deve habituar o seu patudo ao protetor desde cedo para que ele não o rejeite.

Para a higiene oral pode dar snacks especialmente concebidos para este efeito. Além disso, escove diariamente os dentes do seu patudo com uma pasta de dentes especial para cães.

Galgo Afegão com pelo comprido num bosque

Como ocupar um Galgo Afegão?

O tempo livre do Galgo Afegão deve ser ocupado antes de mais com atividades físicas. Ele adora acompanhar os donos enquanto estes correm ou andam de bicicleta.

No entanto, o desporto mais adequado para estes patudos são as corridas de cães, nas quais eles podem mostrar todo o seu potencial. Estes cães têm resistência física, mas a sua paixão é a corrida de velocidade. Em corridas de galgos, em que os patudos perseguem uma fita esvoaçante ou um coelho falso, eles podem atingir uma velocidade de 60 km/h.

O Coursing é também um desporto indicado para os fãs da corrida. Neste desporto os cães correm atrás de uma presa em campo aberto. Também neste desporto é usada uma presa falsa, que é puxada e pode percorrer entre 500 e 1.000 metros.

Os patudos que participam nestes desportos devem usar um açaime. Visto que correm com outros cães existe um risco real de ferimentos caso vários cães cheguem à “presa” ao mesmo tempo. O açaime evita este problema.

Outros desportos caninos, como por exemplo agility, não são tão indicados para o Galgo Afegão.

Saúde: os pontos fracos do Galgo Afegão

De um modo geral, os cães desta raça gozam de boa saúde desde que vivam de forma adequada às suas necessidades, o que inclui o exercício físico. No entanto, estes patudos têm alguma tendência a ter displasia da anca e cataratas.

O Galgo Afegão também pode apresentar uma doença degenerativa hereditária, a mielopatia. Esta doença específica da raça manifesta-se no primeiro ano de vida e geralmente provoca a paralisia total do cão em algumas semanas. Criadores sérios e responsáveis conseguem eliminar esta doença das suas ninhadas através de uma seleção criteriosa dos seus cães reprodutores.

Se não tiver problemas de saúde adicionais, o Galgo Afegão vive entre 12 e 14 anos.

A alimentação correta para o Galgo Afegão

O Galgo Afegão é, como todos os cães, principalmente carnívoro. No entanto, outros alimentos também fazem parte da dieta natural dos cães. Assim, é fundamental que o seu Galgo Afegão coma uma percentagem elevada de proteínas de origem animal.

Encontra diversos artigos sobre este tema na secção Comida para cão da zooplus Magazine. Na loja online zooplus encontra uma enorme oferta de ração e comida húmida para cães de elevada qualidade.

Caso precise de mudar a ração, faça a mudança gradualmente ao longo de vários dias, misturando a nova ração à anterior. Dessa forma reduz o risco de irritação do aparelho gastrointestinal, o que também pode provocar diarreia e vómitos. Esta regra também se aplica quando chega um cachorro a casa. Ou seja, mantenha a ração a que ele está habituado por algum tempo, assim evita que o processo de adaptação à nova casa e à nova família seja mais difícil.

Em termos de refeições, os cachorros devem comer quatro vezes ao dia. Já o Galgo Afegão adulto deve comer duas vezes por dia, com um intervalo suficiente entre elas para que ele faça a digestão completa.

Como mencionado acima, o Galgo Afegão é um patudo cheio de energia que adora fazer exercício. E a quantidade de comida depende do nível de atividade do seu patudo. Consulte as recomendações do fabricante da ração para saber a quantidade que deve dar ao seu cão diariamente.

No entanto, visto que o Galgo Afegão gasta imensa energia e não têm tendência a ficar com peso a mais, pode aumentar um pouco a quantidade. Mas controle sempre o seu patudo e ajuste a quantidade de ração se ele perder ou ganhar peso.

Origem: uma raça com uma história particularmente longa

Os antepassados do Galgo Afegão pertencem às raças de cães que mais cedo começaram a viver com seres humanos. No Afeganistão estes cães eram de grande utilidade para os donos para guardar e proteger a família e as propriedades. Além disso, estes cães eram particularmente úteis para a caça, visto que aliavam resistência e velocidade. Assim, caçavam desde coelhos até felinos. Esta capacidade era muito apreciada pelos donos, pois na região estéril do Afeganistão a caça era uma atividade essencial para a sobrevivência.

A importância destes cães no Afeganistão fica clara pela legislação local, que proibia a sua exportação e a punia com pena de morte. No entanto, em 1890 um oficial britânico levou o primeiro Galgo Afegão para o seu país. No início do século 20 os amantes desta raça no Reino Unido cruzaram Galgos Afegãos com outras raças, incluindo cães de pelo comprido e longo. Este foi o início da criação moderna desta raça.

Noutros países esta raça só se tornou conhecida mais tarde. Por exemplo, na Alemanha o Galgo Afegão só ganhou popularidade a partir de 1930. O crescente interesse por estes patudos para exposições caninas e de companhia alterou o padrão da raça. Assim, o pelo ganhou volume o que dificultou o sucesso destes patudos nas pistas de corrida. Hoje em dia existem várias linhagens que respondem à função principal do patudo como cão de companhia, de exposição ou para corridas.

Onde posso encontrar um Galgo Afegão?

Dadas as exigências desta raça em termos de educação e treino e de exercício não existem muitos criadores sérios. Assim, se deseja ter um destes patudos na família prepare-se para esperar algum tempo pelo seu companheiro. Procure um criador sério e responsável que esteja oficialmente reconhecido.

Cuidados a ter quando for adquirir um cachorrinho

Se tem a possibilidade de ter um cachorrinho, em primeiro lugar deve ir visitar o criador e conhecer as suas instalações. Assim tem a possibilidade de conhecer não apenas o seu futuro patudo mas também os seus pais. Um criador sério tem prazer em mostrar os seus cães e em responder a todas as suas perguntas, como por exemplo sobre os cuidados de saúde e a personalidade dos patudos.

É importante decidir em primeiro lugar se pretende um cão de companhia, de exposição ou para corridas. E naturalmente procurar um criador com Galgos Afegãos com as características correspondentes. Por exemplo, o Galgo Afegão para exposições precisa de cuidados intensivos com o pelo. Por outro lado, um Galgo Afegão para corridas precisa de mais exercício físico do que as outras linhagens.

Quando conhecer os cães do criador observe a sua expressão corporal e comportamento. Os cães física e emocionalmente saudáveis têm uma expressão alegre e são descontraídos na presença de outras pessoas. Além disso, é muito natural que o criador lhe faça algumas perguntas, como por exemplo a experiência que tem com cães, as suas expectativas e planos para atividades de lazer com o seu patudo. Lembre-se que estas perguntas revelam que está em presença de um criador sério que se preocupa com o futuro dos seus cães.
Quando o cachorrinho chegar às suas mãos ele vai desparasitado, vacinado e com chip. Assim, o seu novo amigo traz consigo o boletim de vacinas e o certificado de pedigree. É também de esperar que o criador lhe dê algumas porções da ração que o seu patudo come.

Galgo Afegão jovem de pelo preto num campo de relva e flores

Cuidado com criadores não certificados

Não adquira o seu Galgo Afegão a um criador que não pertença a uma associação de criadores. Regra geral os criadores sem registo preocupam-se apenas em ganhar dinheiro e não adotam as regras básicas de saúde com os seus cães. Assim, corre o risco de receber um cachorro doente e impreparado para viver em família.

Encontrar um Galgo Afegão para adoção

Se gostava de ter um Galgo Afegão adulto comece por procurar em associações protetoras de animais, onde por vezes cães desta raça esperam por uma nova família.

No entanto, lembre-se que um cão adulto pode não ter tido a melhor educação ou treino. Assim, um Galgo Afegão adulto não é a melhor opção para pessoas com pouca experiência com cães. Apesar disso, adotar um patudo é geralmente muito gratificante para os donos e naturalmente para os patudos!

Desejamos-lhe que se divirta muito com o seu Galgo Afegão!

Os nossos artigos mais relevantes
12 min

Yorkshire Terrier

Está a pensar adotar ou comprar um Yorkshire Terrier? Saiba qual é a sua personalidade, tipo de alimentação, cuidados de saúde e muito mais.