Diarreia nos cães

A diarreia nos cães é uma situação relativamente comum.

Muitos cães têm problemas gastrointestinais.

Infelizmente a diarreia nos cães é um problema relativamente comum. Quase todos os patudos têm diarreia algumas vezes durante a sua vida. Mas quais são as causas deste problema? É um problema sério? Neste artigo encontra as informações mais relevantes sobre este tema.

A diarreia nos cães é perigosa?

A gravidade da diarreia depende em primeiro lugar das causas. Por exemplo, um cão adulto que bebeu água de uma poça pode apresentar diarreia, mas geralmente recupera rapidamente. No entanto, tenha atenção se o seu cão tiver diarreia, pois pode ser um sintoma de uma doença mais grave.

Nos cachorrinhos a diarreia pode ser uma situação grave. A perda massiva de líquidos e o consequente desequilíbrio interno pode ser fatal para os cães mais jovens.

Quais as causas da diarreia?

A diarreia não é uma doença em si, mas antes um sintoma relativamente comum nos cães. As causas também são muito variadas. Por exemplo, se o cão está a passar por um momento stressante, como uma mudança de casa ou o nascimento de um bebé, ele pode literalmente sentir dores de barriga. Outra causa possível é uma mudança repentina na alimentação, por exemplo, de comida húmida para ração. Também a comida muito fria ou estragada pode causar diarreia.

Causas mais graves da diarreia nos cães

Infelizmente a diarreia pode ser causada por problemas mais sérios. Os mais frequentes são:

  • Parasitas
  • Infeções bacterianas ou virais
  • Alergia ou intolerância alimentar
  • Doenças como a doença de Addisson ou pancreatite
  • Doenças autoimunes como a doença inflamatória intestinal
  • Intoxicações, por exemplo através da ingestão de plantas tóxicas
  • Ingestão de corpos estranhos

Independentemente da causa, estar com diarreia é sempre muito desconfortável para os cães, exatamente como é para as pessoas. Muitas vezes a diarreia surge acompanhada por outros sintomas como dores de barriga e flatulência.

Diarreia nos cães: quando é a altura de ir ao veterinário?

Um cão adulto que tenha diarreia por mais de 48 horas, que tenha outros sintomas, como por exemplo sangue nas fezes, fraqueza ou febre, deve ir ao veterinário. Por outro lado, se um cachorrinho tiver diarreia por mais de 6 horas deve ir ao veterinário, porque o corpo deles tem menos reservas e defesas.

Na consulta o veterinário recolhe informações junto ao dono e verifica o estado de saúde geral do patudo. Em seguida, é provável que o médico peça análises complementares. Por exemplo, através de análises ao sangue e às fezes o veterinário deteta a presença de bactérias, vírus ou parasitas. A análise às fezes também dá indicações sobre a saúde e equilíbrio da flora intestinal do patudo.

Exames como raio X ou ecografias mostram se o cão tem algum corpo estranho ou inflamações no intestino ou em outros órgãos.

Em casos particularmente complexos é muitas vezes necessário fazer uma biopsia. Para tal o veterinário recolhe amostras da mucosa intestinal através de um endoscópio. As amostras são analisadas e assim é possível diagnosticar doenças como a doença inflamatória intestinal.

Qual o tratamento para a diarreia nos cães?

A partir do momento que o seu cão apresenta fezes líquidas, ou seja, diarreia, não o deve alimentar durante um dia. Desse modo permite que a mucosa intestinal se recomponha. No entanto, certifique-se que o seu patudo bebe bastantes líquidos. Nesta fase, o mais indicado é dar-lhe água fervida ou chá de erva doce ou de camomila, sempre frios.

Passadas 24 horas depois do primeiro episódio deve dar-lhe comida leve, como frango ou arroz cozidos. No entanto, deve dar em pequenas porções. Em alternativa pode dar-lhe uma ração de dieta. Em grande parte dos casos a diarreia desaparece espontaneamente em dois dias.

Se não for esse o caso, deve levá-lo ao veterinário e seguir o tratamento prescrito. Existem variados tratamentos para a diarreia de acordo com a causa. Por exemplo, se o patudo tiver parasitas, como vermes ou giardia o veterinário prescreve medicamentos antiparasitários. Se a causa for alergia ou intolerância alimentar a solução é passar para uma ração veterinária adequada à situação. Por fim, se o patudo tiver um corpo estranho geralmente é preciso uma intervenção cirúrgica para fazer a sua remoção.

Por fim, não se assuste se o veterinário precisar de colocar um cateter no seu patudo. Esta intervenção serve para garantir que o seu cão ingere líquidos em quantidade suficiente. Apesar desta intervenção não tratar a causa da diarreia, faz com que o seu cão se sinta bastante melhor.

Qual o prognóstico da diarreia nos cães?

Na grande maioria dos casos o prognóstico é muito bom. Muitas vezes uns dias a comer comida leve e descanso chegam para que o cão recupere totalmente sem precisar de ir ao veterinário.

No entanto, se a diarreia tiver causas mais graves o prognóstico varia. Por exemplo, se o patudo tiver a Doença de Addison a diarreia melhora com o tratamento. No entanto, como se trata de uma doença crónica, o tratamento dura o resto da vida.

Como evitar que o seu cão tenha diarreia?

Os erros na alimentação são a causa mais comum para a diarreia aguda. Assim, se tiver em consideração as seguintes dicas consegue evitar este problema:

  • Não dê grandes porções de comida por refeição ao seu patudo.
  • Dê uma dieta pobre em hidratos de carbono.
  • Evite fazer mudanças repentinas na alimentação.
  • Evite dar comida com muita gordura, pois os cães têm dificuldade em digerir.
  • Verifique sempre o prazo de validade da comida. Em caso algum os cães devem comer alimentos estragados.
Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Castração de cães

A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada? Qual a diferença entre castração e esterilização?