Spitz Lobo ou Keeshond

Hund  Wiese Frühling

Os Spitz Lobo fazem mesmo lembrar os lobos!

O Spitz Lobo, também conhecido como Keeshond ou Wolfsspitz, é uma raça de cães que faz lembrar os lobos. O nome da raça tem origem na semelhança que estes patudos com abundante pelo de cor cinza-prateado têm com os lobos. Estes patudos são cães de guarda ideais. No entanto, devido à boa relação que estabelece com os donos e por serem fáceis de tratar tornaram-se também populares entre as famílias.

Spitz Lobo: um aspeto selvagem

A personalidade doce e amigável destes patudos contrasta com a sua aparência quase selvagem. Estes patudos têm pelagem dupla, ou seja, tem uma camada de subpelo bastante espesso. Em termos de cor, os pelos são cinza-prateados com as pontas pretas. É o aspeto denso e a cor do pelo, características típicas desta raça, que fazem com que estes cães se pareçam com lobos.

Em termos de tamanho, o Spitz Lobo tem uma altura na cernelha de 43 a 55 centímetros e por isso é pertence ao conjunto dos Spitz grandes. No entanto, comparativamente às outras raças de cães no geral, estes têm tamanho médio.

Tal como os cães das raças Spitz, o Spitz Lobo tem um focinho proporcional ao tamanho do crânio, tal como os lobos. A parte inferior do focinho e as orelhas costumam ser pretas. O pescoço por sua vez está coberto por uma pelagem espessa e abundante, formando uma juba cinza-claro. O pelo vai escurecendo nas costas e barriga. Por fim, a cauda é espessa e geralmente está para cima cobrindo parcialmente das costas.

Personalidade: um amoroso cão de guarda

O Spitz Lobo é conhecido pela sua lealdade. Além disso, é um cão muito atento, desconfiado em relação a estranhos e por isso era um cão de guarda muito popular para quintas e casas térreas.

Ainda que atualmente estes patudos sejam principalmente cães de família, eles mantêm a sua natureza leal, afetuosa e vigilante. Na verdade, estes patudos adoram estar na companhia dos donos. Como sentem uma enorme vontade de agradar e são pouco exigentes em termos de cuidados, os cães desta raça podem acompanhar os donos a praticamente qualquer lado.

Estes patudos são também muito versáteis e adaptam-se facilmente ao dia-a-dia dos donos, desde que estejam na sua companhia.

Spitz Lobo em grande plano
Os Spitz Lobo criam laços fortes com os donos e são muito fiéis.

Viver com um Spitz Lobo

Os cães desta raça são pouco exigentes. Ainda assim não os subestime. Embora se adapte a quase todas as situações e seja um patudo bem-disposto e obediente desde que bem educado, ele continua a ter algumas necessidades.

Por exemplo, mesmo que não precise de passar horas a fazer exercício, o Spitz Lobo adora estar ao ar livre e passear. Em casa estes patudos deitam-se calmamente junto dos donos, mas no exterior mostram-se ativos e sentem-se muito felizes. Assim, os donos devem proporcionar-lhes momentos de lazer e exercício.

Por exemplo, o Spitz Lobo está sempre aberto a dar longos passeios pela natureza com os donos e são facilmente motivados para fazer desportos caninos.

Este é cão para famílias ativas?

Como referido, o Spitz Lobo é muito versátil. Assim, este patudo vive feliz com famílias mais ou menos ativas, desde que possa ir passear ao livre regularmente. No entanto, dada a sua natureza de cão de guarda, o Spitz Lobo é mais feliz a viver no campo do que numa casa dentro da cidade.

Quais os desafios na educação dos Spitz Lobo?

Em primeiro lugar, o Spitz Lobo precisa de uma educação consistente para que as suas capacidades se desenvolvam plenamente. Além disso, sendo cães de guarda por natureza, estes patudos têm tendência a ladrar, especialmente se estiverem entediados. Assim, ao educar o seu Spitz Lobo lembre-se que o deve ensinar a controlar os latidos.

Um processo de socialização precoce também ajuda bastante a evitar que o seu patudo ladre repetidamente. Por fim, se ele gastar energia através de exercícios físicos diários vai sentir-se mais calmo e relaxado. Assim, não vai ladrar por tudo e por nada.

É também importante habituar o seu patudo a ficar sozinho o mais cedo possível, mesmo que seja por períodos curtos.

Os cães desta ração são considerados extremamente dóceis, inteligentes e muito apegados aos donos. Assim, se ele receber a educação correta baseada na confiança e carinho, o seu Spitz Lobo vai fazer tudo para agradá-lo e eliminar comportamentos que o desagradem.

Cuidados e higiene

Apesar das camadas de pelo denso, o Spitz Lobo não precisa de ser escovado diariamente. A camada interior de pelo não tem tendência a ficar embaraçada ou com nós. Desse modo, escovar o seu patudo uma vez por semana é suficiente. Além disso, o pelo destes cães é inodoro e por isso não fica com um forte odor a cão, como se passa com outras raças.

Tal como com todos os cães, deve verificar e limpar regularmente os olhos, patas, dentes e ouvidos do Spitz Lobo. Naturalmente, o seu patudo deve fazer um check-up anual no veterinário, assim como ser vacinado e desparasitado.

A alimentação dos Spitz Lobo

Os donos questionam-se muitas vezes sobre qual é a melhor comida para o seu patudo. E mesmo com um patudo pouco exigente como o Spitz Lobo é importante garantir que a comida tem todos os nutrientes necessários.

No entanto, as necessidades nutricionais variam de cão para cão e também dependem da idade. Por exemplo, a comida de um cachorro tem uma composição diferente da comida para cães adultos ou sénior. A alimentação de um cachorro que está a crescer tem uma composição diferente da alimentação de um patudo sénior que passa a maior parte do tempo a relaxar. Assim, a frequência e quantidade de exercício físico, o tamanho, o peso e a saúde são fatores que influenciam as necessidades nutricionais.

Se tiver dúvidas em relação à alimentação do seu Spitz Lobo fale com o seu veterinário ou com o criador.

A saúde do Spitz Lobo

Esta é uma raça extremamente saudável e robusta, que não apresenta doenças típicas.

Qual a esperança média de vida destes patudos?

É comum ver um Spitz Lobo com 15 anos. Isto deve-se provavelmente ao facto de esta raça não ter sido explorada indiscriminadamente por criadores pouco sérios no passado. Embora tenha sido uma raça popular em épocas difíceis, como por exemplo durante a Segunda Guerra Mundial, estes patudos nunca ficaram na moda. Assim, eles conseguiram manter as suas características originais.

Adquirir um Spitz Lobo

Esta raça continua a ser relativamente rara, por isso pode ter que esperar algum tempo pelo seu novo companheiro. Aproveite a espera para se preparar para a chegada do seu cachorrinho. Em primeiro lugar, divirta-se a comprar o equipamento básico, como comedouro ou uma cama. Mas aproveite também para planear onde o vai deixar nas férias ou se adoecer. É também uma boa altura para se informar sobre o plano de vacinação dos cães ou para conhecer melhor as alternativas de alimentação.

Depois de encontrar um criador desta raça certifique-se que ele segue as melhores práticas de criação. Um criador sério vai convidá-lo para visitar a sua casa, conhecer as instalações dos seus cães e os próprios cachorros. Durante a visita tem a oportunidade de pedir vários esclarecimentos ao criador.

A visita permite-lhe também ficar com uma ideia de como os cachorrinhos são criados e socializados. Visto que até às 9 semanas de idade os cachorros estão particularmente abertos a novas aprendizagens é muito importante que sejam socializados adequadamente pelo criador.

Quanto custa um Spitz Lobo?

O valor de um Spitz Lobo varia entre os 1.000 e os 1.400 euros. Valores muito inferiores indicam que não está a lidar com um criador sério e por isso deve recusar a oferta.

Spitz Lobo cachorro sentado na relva
Os Spitz Lobo são relativamente raros e por isso não é fácil encontrar criadores sérios.

Spitz Lobo: história de uma raça particularmente antiga

De acordo com a FCI, os Spitz Alemães descem de cães da Idade da Pedra e são por isso as raças com raízes mais antigas na Europa Central. Várias raças Spitz descendem destes cães que evoluíram de forma diferente em vários países.

Na Alemanha, onde o Spitz Lobo se desenvolveu, estes patudos tornaram-se indispensáveis como cães de guarda de casas e quintas durante muitas gerações.

A mascote do Partido Popular Holandês

O líder do Partido Popular Holandês, Cornelis “Kees” de Geyzelar, tinha um Spitz Lobo como fiel companheiro. Em 1781, este patudo tornou-se o símbolo da revolução nacional e numa referência ao seu famoso dono, o Spitz Lobo ficou conhecido nos Países Baixos como Keeshond: Kees e hond, cão em neerlandês.

Na verdade, atualmente nos Países Baixos todas as variantes do Spitz Alemão incluem a palavra “hond”, como por exemplo Dwergkeeshond = Spitz anão.

Da Alemanha e dos Países Baixos para o mundo

Esta raça acabou por ser divulgada em outros países europeus e nos EUA, onde ganharam popularidade.

A Federação Cinológica Internacional (FCI) agrupa os Spitz Alemão num padrão único e não reconhece diferenças entre Spitz Lobo e Keenshond. No entanto, outras organizações consideram que se trata de raças diferentes e também com origens diferentes. Esta divergência pode causar alguma confusão em relação ao nome correto a usar para denominar a raça. Por exemplo, os cinólogos alemães e neerlandeses sublinham a diferença entre o Spitz Lobo e o Keenshond. Consideram que o Spitz Lobo tem pernas mais longas e pelagem mais curta. No entanto, a enorme semelhança no aspeto e personalidade levou organizações como a FCI a desvalorizar estas pequenas diferenças.

Os nossos artigos mais relevantes
12 min

Yorkshire Terrier

Está a pensar adotar ou comprar um Yorkshire Terrier? Saiba qual é a sua personalidade, tipo de alimentação, cuidados de saúde e muito mais.