12 perguntas para fazer a criadores quando for comprar um cachorro

cachorros huskies

Encontrou a sua raça favorita? Então mal pode esperar para levar um cachorro para casa. Mas para evitar surpresas desagradáveis, só deve comprar o cão da raça escolhida a um criador de confiança. As 12 perguntas seguintes podem ajudá-lo a verificar a seriedade do criador.

Uma pequena introdução

Depois de ver o cachorro fofinho e peludo a abanar a cauda alegremente com o seu olhar fiel a observá-lo com curiosidade, é tarde demais para tomar decisões sensatas. Mas, infelizmente, vendedores de animais pouco sérios também sabem disso. Com efeito, estes vendedores esperam obter dinheiro rápido com cachorros doentes, ansiosos e pouco socializados. E mesmo que realmente saibamos que o vendedor não é sério, temos vontade de proporcionar a pelo menos um de seus cãezinhos uma vida melhor. Mas tenha cuidado, não vai estar a fazer a algo de bom por si, nem pelo animal!

Porque é que é importante comprar a um criador sério

Com toda a certeza procura um cão forte e saudável. Já que espera que o seu novo amigo passe muitos anos consigo e com a sua família. Por conseguinte, a última coisa em que quer pensar é em problemas de comportamento, doenças e frequentes visitas ao veterinário. Mas quem comprar um cachorro a um qualquer produtor de vão de escada, infelizmente deve contar com isso. Pois, a suposta pechincha torna-se rapidamente numa armadilha. Ou seja, é comum que os custos com veterinários excedam várias vezes o preço do cachorro. Por outro lado, mas igualmente importante, ao fazer essa compra estará a colaborar com as atividades criminosas do vendedor. Assim como provavelmente também vai estar a contribuir para a continuação do sofrimento dos animais.

O  criador do seu cachorro deve ser escolhido com muito cuidado. Um criador sério seleciona cuidadosamente os cães reprodutores de acordo com os critérios prescritos. De tal forma que, a saúde e a pureza da raça estão sempre em primeiro plano. Em primeiro lugar, ao excluir cães doentes ou que apresentem comportamentos indesejáveis, o criador garante a continuidade da raça. Em segundo lugar, garante o mais possível que não terá surpresas desagradáveis com o seu cachorro.

A procura de um criador e o primeiro contato cara a cara

Informe-se junto de outros donos de cães ou de associações de criadores sobre contatos de criadores sérios da raça que procura. Ao pesquisar na internet, verifique igualmente se o criador tem um número de identificação do registo oficial obrigatório da Direcção-Geral de Veterinária (DGAV). O mais natural é que o primeiro contato com o criador seja por telefone. Assim, aproveite esta conversa para fazer algumas perguntas e se se certificar que a viagem vale a pena. Mas marque uma reunião para se conhecerem no local onde estão os cães. Uma vez que o contato telefónico não substitui a visita ao criador, ao canil e ver os cachorros. Durante a visita ao local, deve, sem dúvida, colocar as seguintes as doze perguntas. Um criador sério vai com certeza valorizar o seu interesse. Por conseguinte terá prazer em responder em detalhe às suas perguntas.

12 perguntas importantes para o criador

  • Mostra-me o seu canil?

    Um criador sério mostrará de bom grado as suas instalações e o local onde os cães ficam alojados. Durante a visita, verifique se o canil está limpo e se os cachorros crescem num ambiente claro, espaçoso, aquecido e amigável. Verifique igualmente se os cães têm água e brinquedos disponíveis e estão em contato direto com a família reprodutora. Além disso, os criadores não têm, geralmente, cachorros durante o ano todo e nem várias ninhadas ao mesmo tempo. Desta forma, o criador garante cuidados adequados à mãe e a cada um dos cachorros.

  • Posso ver os cachorros calmamente?

    Se o criador tiver cachorros em casa, ele certamente mostrará com orgulho as suas fofinhas bolinhas de pelo. Mesmo que o seu coração salte ao ver os desajeitados patudos e gostasse se os levar todos imediatamente, deve observar de perto a ninhada. Todos os cachorros parecem saudáveis e a box está limpa e cuidada? Qual é o aspeto do pelo e como se comportam os cachorrinhos? Os cachorros são naturalmente recetivos, curiosos e gostam de se mexer. Assim, se eles não se mostrarem minimamente interessados na sua visita, se estiverem apáticos encostados a um canto, parecerem assustados ou estiverem com a barriga inchada, deve cancelar a compra imediatamente.

  • Posso ver a mãe?

    Para um começo de vida ideal, os cachorros devem ficar com a mãe durante pelo menos oito semanas. Com efeito, em muitos países este período de tempo está legalmente definido. Se os cachorros viverem sem a mãe, é sinal de que se trata de um criador pouco sério. Naturalmente, muitos criadores ilegais sabem disso e mostram aos seus clientes uma outra cadela adulta. Por isso, observe bem como a cadela se comporta em relação aos cachorros. Se ela não se mostrar interessada neles e os afastar, provavelmente não é provavelmente a mãe. Igualmente importante é a relação entre a mãe e o criador. Existe uma ligação próxima, carinhosa e amigável entre os dois? Ou, pelo contrário, a relação parece difícil e caracterizada por desconfiança? Nesse caso, deve ir à procura de outro criador.

  • O que quer saber sobre mim?

    A criação de cães de raça requer muito esforço e empenho por parte do criador. Portanto, um criador sério gosta genuinamente da sua profissão. Caso contrário dificilmente suportaria as rígidas imposições legais, os procedimentos de supervisão, as longas horas em festivais e exposições caninas e as noites sem dormir com a cadela grávida. Claro que o criador ganha algum dinheiro com a venda dos cachorros. Mas ao compreender o trabalho que esta atividade exige, percebe-se rapidamente que a criação de cães se faz sobretudo por paixão e com o objetivo da preservação da raça. Assim, não se surpreenda se o criador lhe fizer perguntas pessoais. Por exemplo, sobre as suas condições de vida, o seu trabalho e seus planos futuros. Um criador sério quer naturalmente saber se os cachorros vão ser bem cuidados. Por isso, interprete as perguntas como um sinal de que está em boas mãos com esse criador. Além disso, quanto melhor o criador o conhecer, melhor ele poderá avaliar se a raça em geral é apropriada para si e qual o melhor cachorro para si.

  • Os cachorros estão vacinados, desparasitados e com chip?

    Os criadores são obrigados a vacinar seus cachorros no momento certo. Assim, com oito semanas de idade, os cães devem ser vacinados contra hepatite, leptospirose, parvovirose e cinomose ou esgana. Peça ao criador para ver o Boletim Sanitário. Neste verifique a sua autenticidade, bem como se todas as vacinas obrigatórias foram administradas. Se contatar o criador antes da primeira vacinação, pode igualmente perguntar se o pode acompanhar ao veterinário. Por fim, peça o nome e morada do veterinário e pergunte se os cachorros têm chip e são desparasitados regularmente.

  • Todos os documentos necessários estão disponíveis?

    Cães de uma raça oficialmente reconhecida são registados. Em Portugal, estes cães devem ser registados no Livro de Origens Português (L.O.P.) ou ter um pedigree. Um criador sério não terá qualquer problema em lhe mostrar estes documentos. Visto que, terá os documentos completos e em dia. Neste documento pode verificar os registos das características, assim como os testes de saúde do cão reprodutor. Observe cuidadosamente as informações e converse com o criador. Este terá escolhido os reprodutores com muito cuidado e vai certamente gostar de lhe dar mais dados sobre os seus cachorros.

  • É membro de uma associação de criadores de raça?

    Criadores de raça sérios são geralmente membros de uma associação de raça oficial. Em Portugal, várias associações e criadores são filiados no Clube Português de Canicultura. Peça ao criador o comprovativo de afiliação. Idealmente, ao procurar um criador, só deverá contatar os que constam num site oficial como o do Clube Português de Canicultura.

  • Porque escolheu esta raça?

    Como mencionado no ponto 4: é preciso muita paixão para criar cães de raça. Pois ninguém fica rico com este hobby extremamente dispendioso. Portanto, um criador terá boas razões para ter escolhido aquela determinada raça para criar. Por exemplo, o que torna essa raça aos seus olhos tão especial? O que é que ele gosta mais no trabalho com os cães dessa raça? É provável que aprenda muito sobre a raça numa conversa com um criador experiente. Verifique se seus motivos para escolher esta raça coincidem com as experiências do criador. Com efeito, uma conversa com um criador com muitos anos de experiência com a raça, é geralmente muito rica em detalhes. E de forma alguma substitui informações sobre a raça que encontre num livro ou na internet.

  • Que ração dá aos seus cachorros?

    A alimentação correta tem um papel decisivo na saúde dos cachorros. Durante as primeiras seis a dez semanas, os cachorros recebem todos nutrientes importantes através do leite materno.  Mas, à medida que crescem, têm que se habituar gradualmente a comer por si. Os pequenos peludos precisam de duas a quatro vezes mais energia e nutrientes do que os cães adultos. Portanto, precisam de uma ração específica para cachorros, perfeitamente adaptada às suas necessidades. Um criador sério dá aos cachorros uma ração de alta qualidade. Com essa ração, o criador certifica-se que os cachorros recebem todos os nutrientes necessários na quantidade certa. Assim, garante que os cachorros crescem saudáveis. Quando falar com o criador sobre a ração, ele vai lhe dar todas as informações necessárias. Ao mesmo tempo, é provável que recomende um plano nutricional para as primeiras semanas na sua nova casa.

  • Como socializam os cachorros?

    As primeiras semanas de vida do cão são decisivas para a sua vida futura. Assim, manter contato próximo com a mãe, com os irmãos e os cuidados intensivos por parte criador e da sua família vão marcar o cachorro. Também é nesta fase que os cachorros ganham autoconfiança. Nas primeiras semanas, os cachorros devem ficar familiarizados com as coisas que vão encontrar mais tarde no seu dia a dia. Por exemplo, outros cães, pessoas, crianças, sons dos utensílios de cozinha, carros ou motas. Uma socialização de sucesso é fundamental para o desenvolvimento de um caráter equilibrado, corajoso e estável. No entanto, é importante que o cachorro não seja sobrecarregado.

    Um criador sério tem, geralmente, um plano de socialização concreto para as primeiras semanas dos cachorros. Enquanto vive o criador, o cachorro aprende várias coisas. Assim vai estar melhor preparado para viver com a sua família definitiva. No entanto, o criador não deve exagerar em termos de exposição dos cachorros a estímulos. Visitas de estranhos, contato com outros animais de estimação ou com o barulho do aspirador, da televisão ou dos sacos de plástico devem ser doseados. Em conclusão, um criador sério consegue dizer-lhe exatamente a que é que os cachorros estão habituados e também como deve continuar a socialização do cachorro em sua casa.

  • Quanto custa um cachorro e existe contrato de venda?

    Naturalmente, também vai conversar sobre o valor da compra com o criador. Pois, com certeza, está interessado em saber o preço que está a pedir pelos cachorros. Regra geral, os cães de raça pura custam entre 800 e 1.200 euros. Obviamente, o preço varia de acordo com a raça e o criador. No entanto, deve ficar desconfiado se o preço estiver claramente abaixo do preço médio. Um criador investe muito tempo e dinheiro nos seus cães. Por exemplo, leva-os ao veterinário, faz-lhes exames, vacina-os e desparasita-os. Além disso, tem que levar a cadela até ao cão reprodutor e garante alimentação, cuidados de higiene e ocupação suficiente aos animais para além de participar em ações de formação. Portanto, um valor próximo de 1.000 euros é justificado. Assim, se estiver em presença de um bom criador, ele sem dúvida explica-lhe como chegou a valor que está a pedir.

    Um criador sério só irá vender os seus cães mediante um contrato. Neste documento consta o preço acordado e os detalhes de contato do comprador e do criador. Além disso, constam também informações importantes sobre as responsabilidades do criador e dados de identificação do cão, como raça, sexo, número identificativo e número do chip.

  • Posso voltar?

    Um cão implica muitas mudanças na vida de seus donos. Portanto, a aquisição de um animal de estimação deve ser considerada com cuidado. Um criador vai ajudá-lo e apoiá-lo nessa importante decisão e nunca o tentará convencer ou pressionar a comprar. Pelo contrário, o criador vai-lhe dar informações precisas sobre a raça. Por exemplo, diz-lhe quanto exercício físico é que a raça precisa, se se dá bem com crianças e quais as suas necessidades de alimentação, cuidados físicos e educação. Por fim, é bastante normal e até aconselhável que não decida comprar um cachorro na primeira visita. Pergunte ao criador se pode visitar os cachorros novamente para conhecê-los melhor. Todos os cachorros são diferentes. Por isso, quanto melhor o criador o conhecer, mais fácil será para ele escolher o cachorro da ninhada que melhor se ajusta a si e com o qual terá uma vida feliz.

Os nossos artigos mais relevantes