Adotar um cão: escolher um macho ou uma fêmea

Já sabe que vai adotar um cão, agora é o momento de escolher um macho ou uma fêmea. Quando é o primeiro cão na família, os donos costumam ponderar qual será a melhor alternativa. Neste artigo damos algumas dicas para facilitar a sua decisão.

Os machos são mais difíceis de educar?

Quando pensa em escolher um macho ou uma fêmea a facilidade com que consegue educar o seu patudo é importante. Por vezes as pessoas pensam que os machos são mais agressivos e questionam a hierarquia. Mas não é assim tão simples, pois dentro das matilhas não existem papéis pré-definidos. Os cães machos são responsáveis pela defesa do território e também pela marcação do território. Assim, por terem tão presente os limites do seu território podem apresentar alguma tendência a desconfiar de outros cães.

Ao marcarem o território os machos estão a informar outros cães que eles não são bem vindos. Além disso, os machos mais jovens testam os seus limites com outros cães. Isto não significa que eles são agressivos, mas antes que estão a avaliar qual o seu lugar na hierarquia. É também uma forma de se prepararem para possíveis lutas a sério. Assim, as brincadeiras dos cães jovens parecem muitas vezes lutas. O importante é dar uma educação adequada e proporcionar um processo de socialização consistente a cães de raças tendencialmente dominantes.

Escolher macho ou fêmea: Qual é o mais carinhoso?

Na maior parte dos casos os machos são mais carinhosos do que as fêmeas. Além disso, os machos costumam manter-se brincalhões até à velhice. Naturalmente, isto também se passa com algumas fêmeas. Por outro lado, as fêmeas são geralmente mais cuidadosas quando brincam com crianças pequenas pois os machos olham para as crianças como pares e por isso as brincadeiras são mais brutas. No entanto, na maior parte dos casos não se pode estabelecer uma relação de causalidade entre o comportamento e o sexo.

Dimorfismo sexual: o aspeto dos machos e das fêmeas

Na maior parte das raças os cães machos são maiores e mais pesados do que as fêmeas. O corpo dos machos também costuma ser mais musculoso. No entanto, quando falamos de raças pequenas estas diferenças são praticamente irrelevantes. Por outro lado, em cães de raças grandes a diferença de peso pode ser de mais de 10 quilos. Mas ainda assim, as diferenças não são estanques, uma fêmea grande pode ser maior do que um macho pequeno da mesma raça.

O que acontece quando a cadela está com o cio?

Para escolher entre um macho ou uma fêmea é importante lembrar que as cadelas têm o cio. É igualmente importante saber o que se passa com ela nesta fase.

Dependendo da raça, as fêmeas atingem a maturidade sexual entre o 6 e os 12 meses e aparece o cio, que pode durar algumas semanas. As fêmeas têm o cio uma ou duas vezes por ano, mas existem diferentes fases no ciclo estral, ou seja, o período em que a fêmea está apta a reproduzir-se.

Proestro

À medida que os óvulos amadurecem, as cadelas começam a marcar o território para informar os machos que a altura do acasalamento está próxima. A urina das cadelas nesta fase é rica em feromonas, que atrai os machos. Nesta fase, que dura no máximo 10 dias, as cadelas também perdem sangue. No entanto a quantidade de sangue que perdem depende de indivíduo para indivíduo. Muitas cadelas lambem o sangue rapidamente para não deixar rastro. Nalguns casos é aconselhável que as cadelas usem uma proteção contra o cio. Durante esta fase as cadelas podem estar mais distraídas.

Estro ou cio

A ovulação inicia-se com o cio, que pode durar mais de 10 dias. Esta é a fase em que a cadela está mais fértil e por isso pode trazer mais problemas aos donos. Nesta altura, a cadela pouco se interessa por guloseimas ou brincadeiras. Toda a sua atenção vai para os machos. É frequente as cadelas no cio virarem-se de costas para o macho dando-lhe conta do seu estado. Além disso, nesta fase as cadelas não gostam de ter outras concorrentes por perto e podem até ser um pouco agressivas. É importante perceber que durante o cio as cadelas têm prioridades diferentes e por isso não são totalmente confiáveis. Assim, é mais aconselhável usar uma trela de campo quando for passear a sua patuda, pois deixá-la andar solta nesta fase pode ser um desafio. Depois do cio, a cadela torna-se mais calma e pouco atraente para os machos.

Gravidez psicológica ou pseudociese

Se a cadela não foi coberta, então não está grávida. No entanto algumas cadelas comportam-se como se estivessem. Este fenómeno tem raízes na vida selvagem destes animais, quando viviam em matilhas. Visto que a cadela com uma gravidez psicológica também pode produzir leite, este estado era útil à matilha, pois estas cadelas ajudavam a alimentar os cachorrinhos. Na maior parte dos casos este é um processo normal e vem acompanhado de outros comportamentos. Por exemplo, a sua cadela pode criar uma espécie de ninho ou lamber os brinquedos de peluche. Se a sua cadela apenas demonstrar este tipo de comportamentos "maternais" não tem razões para se preocupar. No entanto, algumas fêmeas tornam-se nervosas, agressivas e perdem peso. Além disso, se a sua cadela começar a proteger os brinquedos com mordidas ou se produzir muito leite é aconselhável falar com o veterinário.

Escolher macho ou fêmea: o problema da marcação de território

Durante os passeios que faz com o seu patudo ele levanta a perna inúmeras vezes. E ele gosta particularmente de esquinas, postes ou mesmo de carros. Trata-se de um comportamento normal que no entanto pode tornar-se um problema para os vizinhos. Mas não se preocupe, basta um pouco de treino e o seu patudo vai perceber que não deve marcar o território nestes locais. Assim, incentive-o a fazer xixi em árvores ou na relva.

Dois cães na família – qual a melhor combinação?

Como diz a sabedoria popular, um macho e uma fêmea vivem mais felizes do que dois cães do mesmo sexo. Quando dois cães do mesmo sexo vivem na mesma casa, é frequente eles olharem para o seu parceiro de quatro patas como um concorrente. Assim, os seus patudos podem desenvolver comportamentos pouco harmoniosos. No entanto, existem muitas exceções a esta regra. De uma maneira geral, se os cães vivem juntos desde muito novos eles dão-se bem toda a vida.

Escolher um macho ou uma fêmea: Mudanças de comportamento depois da castração?

Muitos donos preocupam-se com as consequências da castração nos seus patudos. E uma questão frequente é se depois de castrados os comportamentos sexuais desaparecem. Os donos também se interrogam sobre possíveis alterações de personalidade. Na verdade, alguns cães podem tornar-se algo ansiosos ou mais medrosos após a castração. Além disso, muitos cães e cadelas têm tendência a ganhar peso depois da castração. No entanto, existem vários benefícios associados a esta intervenção. Assim, antes de tomar qualquer decisão é fundamental falar com o seu veterinário.

A decisão: escolher macho ou fêmea?

Os machos e as fêmeas podem ter personalidades diferentes. No entanto, mais importante do que o sexo relativamente à personalidade do seu patudo é a sua raça e a educação que ele recebe. Assim, pode ver abaixo um pequeno resumo das características de cada sexo. Mas não se esqueça que muitos patudos não se encaixam nesta descrição.

Cães – machos típicos?

  • Considerados mais carinhosos, mas também mais barulhentos
  • Costumam ter comportamentos dominantes em presença de outros cães
  • Marcam o território com mais frequência do que as cadelas
  • Na maior parte das raças os machos são maiores e mais fortes do que as fêmeas

Cadelas – tipicamente femininas

  • Geralmente são mais independentes
  • São consideradas particularmente simpáticas com crianças
  • Têm o cio uma ou duas vezes por ano
  • De acordo com a raça são mais pequenas e mais delicadas do que os machos

Se pensa acrescentar um cachorrinho à sua família e não sabe se vai escolher um macho ou uma fêmea, pode usar estas dicas para o ajudar a tomar uma decisão. No entanto, deve levar em consideração a opinião do criador. Um criador sério vai ajudá-lo a decidir qual o cachorrinho da ninhada que mais se adequa à sua personalidade e à sua família. Pode também adotar um cão já adulto. Neste caso o mais comum é encontrar o seu companheiro num canil ou com um dono temporário. Em ambos os casos as pessoas que trataram do patudo já lhe podem dar muitas informações sobre a sua personalidade. E frequentemente os comportamentos que associamos ao sexo não se manifestam. Assim, deixe-se encantar pelo seu novo amigo, independentemente de ser macho ou fêmea.

Os nossos artigos mais relevantes

Adoção de cães

Se quer adotar um cão e está à procura dum cão sem raça definida, deve dirigir-se a uma associação protetora de animais.