Flatulência nos gatos This article is verified by a vet

Tabby cat step inside a litter box and poops or pee

O seu gato tem muito gases? Então, pode ser um sinal de flatulência!

Quem tem um gato na família, geralmente sabe bem que o seu pequeno felino também tem gases. O que é totalmente natural, pois tal como as pessoas, os cães, gatos e outros mamíferos produzem gases. Neste artigo explicamos o qual a origem da flatulência nos gatos e quando este problema precisa de ajuda médica.

Os gatos têm gases?

Como mencionado acima, os gatos também podem desenvolver gases. Quando a produção de gases é excessiva pode causar dores e outros sintomas que muitas vezes requerem a intervenção de um veterinário.

Sintomas de flatulência nos gatos

O simples facto do seu gato ter gases em excesso indica que ele tem flatulência. No entanto, de acordo com a causa e gravidade, o seu pequeno felino pode apresentar vários sintomas, entre os quais:

  • Dores no estomago ou intestinos, que se forem fortes podem levar o gato a emitir vocalizações de dor
  • Zona abdominal mais dura
  • Mal estar generalizado
  • Perda de apetite
  • Queixas do trato gastrointestinal, como vómitos, diarreia e náuseas

Quando é a altura de ir ao veterinário?

Se o seu gato está com dores há mais de um dia e os gases não param, leve-o ao veterinário. Geralmente, o veterinário percebe rapidamente se o gato tem um problema grave, como uma obstrução intestinal. Se for esse o caso, é preciso intervir de imediato, pois uma obstrução pode ser fatal.

Gato laranja e branco deitado no sofá. A apatia é um sintoma que pode surgir com a flatulências nos gatos
Se o seu gato não se sente bem e tem o abdómem inchado e duro é provável que tenha flatulência.

Diagnóstico da flatulência nos gatos

Regra geral os donos não conseguem ficar indiferentes aos odores dos gases emitidos pelos seus gatos. E se a situação ficar fora do controle é altura de ir ao veterinário.

No consultório, o veterinário faz em primeiro lugar um exame geral ao estado de saúde do seu gato. Além disso, também recolhe informações importantes sobe o seu pequeno felino, como os seus hábitos alimentares e idas à caixa de areia.

Apalpação e exames de imagem

Um dos exames principais para estes casos é a apalpação da zona do abdómem. Este exame permite ao veterinário verificar se os intestinos e/ou estômago estão, por exemplo, inchados. Se o veterinário precisar de mais informações vai fazer exames de imagem, como uma radiografia ou ecografia à zona abdominal do gato.

Análises às fezes e sangue

Ao fazer uma análise às fezes do seu gato, o veterinário verifica se existem parasitas que possam estar na origem da flatulência. Por outro lado, as análises ao sangue detetam se existem problemas em órgãos importantes do sistema digestivo e intestinal, como por exemplo, o pâncreas.

Tratamento da flatulência nos gatos

O tratamento da flatulência em gatos depende, antes de mais nada, da origem do problema. Assim, se o veterinário não encontrar nenhum problema, uma mudança na dieta alimentar geralmente resolve o problema. Nestes casos, a solução pode passar por uma alteração na ração ou comida húmida ou por uma dieta leve e temporária, que geralmente consiste em frango e arroz cozido.

Por outro lado, se o seu gato tem parasitas ou uma infeção o tratamento é feito com medicamentos. No caso dos parasitas, o veterinário prescreve antiparasitários. No caso de uma infeção, o gato terá de tomar antibióticos. Por fim, se o problema encontrado for mais grave, como insuficiência do pâncreas, um tumor ou uma obstrução intestinal, o tratamento é mais complexo e regra geral inclui uma intervenção cirúrgica.

Para saber mais sobre parasitas em gatos leia o nosso artigo Parasitas dos gatos.

Quais as causas da flatulência nos gatos?

Existem inúmeras causas para o aparecimento massivo de gases nos gatos. No entanto, existem algumas causas mais comuns do que outras. Abaixo encontra um pequeno resumo das mais comuns.

Dieta alimentar

Provavelmente a causa mais comum de flatulência nos gatos é a ingestão de comida estragada ou de comida que o sistema digestivo dos pequenos felinos não consegue digerir. Esta é uma situação muito comum em gatos que saem à rua sozinhos.

Entre os alimentos que causam flatulência está o leite de vaca e derivados. Isto acontece porque grande parte dos gatos não produz lactase, a enzima que decompõem a lactose, em quantidade suficiente. Assim, a lactose ou açúcar do leite não se decompõe, por conseguinte não é absorvida pelo organismo e provoca flatulência.

Outros alimentos como couve ou feijão podem igualmente causar flatulência nos gatos.

Síndrome da mal absorção

Diversas doenças podem levar ao mau funcionamento do intestino e impedir que o organismo do gato absorva os nutrientes necessários. Nesses casos, o gato apresenta deficiências nutricionais além de perda de peso e diarreia. A flatulência pode ser um outro sintoma desta síndrome.

As principais causas da síndrome da mal absorção são:

Problemas digestivos

Muitas doenças levam a que o sistema gastrointestinal dos gatos deixe de conseguir digerir a comida adequadamente. Um exemplo, é a insuficiência pancreática exócrina (IPE), que é mais comum nos cães do que nos gatos.

Esta doença surge quando o pâncreas deixa de produzir enzimas digestivas em quantidades suficientes para decompor hidratos de carbono, gorduras e proteínas. Dessa forma, estes nutrientes permanecem no intestino delgado causando vários problemas, entre os quais a flatulência.

A insuficiência pancreática exócrina geralmente é uma consequência de uma pancreatite grave em que os tecidos do pâncreas ficaram danificados.

Dismotilidade

A dismotilidade caracteriza-se pelo relaxamento muscular, neste caso do intestino ou estômago. Quando isto acontece o processo digestivo do gato fica prejudicado e pode também levar à formação de gases. Este problema pode ser uma consequência de uma obstrução intestinal.

Prognóstico da flatulência nos gatos

O desaparecimento ou não da flatulência depende antes de mais nada da causa. Na maior parte dos casos, o problema não é grave e o gato volta ao normal rapidamente.

No entanto, como vimos acima, a flatulência pode ser um sintoma de uma doença grave. Nessas situações, o prognóstico depende da eficácia do tratamento da doença original, mas também da altura em que a doença foi diagnosticada. Naturalmente, doenças detetadas precocemente têm maior probabilidade de cura.

O que pode fazer para evitar o aparecimento de gases no seu gato

Para identificar e prevenir o aparecimento de doenças gastrointestinais, o seu gato deve fazer análises às fezes regularmente – entre 3 a 4 vezes por ano. Dessa forma, o veterinário identifica se existem parasitas no gato e prescreve o tratamento se necessário.

Além disso, não deve dar leite de vaca ao seu gato, nem restos de comida. Deve, também, lavar todos os dias o comedouro e bebedouro do seu gato diariamente com água quente.

Por fim, para que o seu gato se mantenha saudável deve levá-lo periodicamente ao veterinário, ou seja, pelo menos uma vez por ano. Lembre-se que quanto mais cedo o veterinário detetar uma doença, mais fácil e eficaz é o tratamento.


Franziska G., veterinária
Profilbild von Tierärztin Franziska Gütgeman mit Hund

Estudei medicina veterinária na Universidade Justus-Liebig em Gießen, onde pude ganhar alguma experiência em vários campos, como medicina para pequenos e grandes animais, medicina exótica, farmacologia, patologia e higiene alimentar. Desde então, não trabalhei apenas como autora veterinária. Também trabalhei na minha tese, que foi influenciada cientificamente. O meu objetivo é proteger melhor os animais contra patógenos bacterianos no futuro. Além do meu conhecimento, partilho as minhas próprias experiências como dono de um cão e, assim, consigo entender e dissipar medos e problemas, bem como outras questões de saúde animal.


Os nossos artigos mais relevantes
4 min

A idade dos gatos

Descubra neste artigo como determinar a idade dos gatos, quantos anos vive um gato, e com que idade é que um gato se torna idoso?