Diarreia nos gatos This article is verified by a vet

Diarreia em gatos: apesar de ser um sintoma e não uma doença, a diarreia pode ter consequências graves

A diarreia consiste num movimento dos intestinos que leva à evacuação das fezes com uma quantidade exagerada de líquido. Muitas vezes há também um aumento no volume de fezes evacuadas. No entanto, a diarreia nos gatos não é uma doença em si, mas antes um sintoma com causas variadas. E apesar de surgir com alguma frequência, a diarreia em gatinhos, gatos adultos e idosos pode ser um problema grave por causa da desidratação. Em situações extremas a diarreia pode mesmo ser fatal.

Causas da diarreia nos gatos

A diarreia pode surgir por problemas intestinais. Nesse caso, a diarreia pode ser do intestino grosso ou delgado. No entanto, são várias as causas deste problema. Vamos ver então as principais causas de diarreia em gatos:

Alimentação

É muito comum o corpo dos gatos reagirem a deficiências, intolerâncias ou alergias alimentares através da diarreia. No entanto, a causa da diarreia é geralmente a ingestão de alimentos estragados ou uma alteração no tipo de comida demasiado rápida.

Infeções

Bactérias, vírus e parasitas também provocam frequentemente diarreia nos gatos. As principais infeções nos gatos que desencadeiam diarreia são:

  • Vírus: Parvovirus, Coronavírus, o vírus da leucemia felina (FeLV) e o vírus da imunodeficiência felina (FIV)
  • Bactérias: salmonelas, Campylobacter
  • Parasitas: lombrigas, ténias, protozoários, que causam doenças como por exemplo giardíase, tritrichomonose ou coccidiose

Produtos tóxicos

A ingestão de produtos tóxicos e alguns medicamentos, como por exemplo antibióticos, podem provocar diarreia nos gatos. Para evitar uma sobredosagem e efeitos secundários graves qualquer medicamento deve ser prescrito por um veterinário. Além disso, deve sempre seguir as indicações dadas sobre a dosagem e duração da administração.

Doenças e tumores

Algumas doenças provocam também diarreia nos gatos, como por exemplo a pancreatite ou hipertiroidismo. Tumores intestinais ou em outros órgãos são igualmente causas possíveis de diarreia.

Alteração estrutural dos intestinos

Por vezes os intestinos sofrem alterações estruturais indesejadas. Por exemplo, o intestino pode dobrar-se e retrair-se como se fosse um telescópio. Esta condição chamada intussusceção causa obstipação e também pode causar diarreia, geralmente acompanhada de sangue. Dada a gravidade desta condição, um gato doente apresenta outros sintomas como uma rápida degradação do seu estado de saúde geral.

Idiopática

Se após vários exames e análises não for possível detetar a causa da diarreia, considera-se um caso de diarreia idiopática.

Sintomas associados à diarreia em gatos

A diarreia pode ser súbita/aguda ou crónica de acordo com a duração temporal. Os sintomas que acompanham a diarreia também variam com a causa. Assim, uma leve intolerância alimentar pode causar apenas uma diarreia passageira. Por outro lado, uma diarreia infeciosa é muito mais grave e naturalmente tem outros sintomas associados, como por exemplo:

  • Fezes com a consistência alterada: aguadas e moles
  • Sintomas gerais: fraqueza, apatia e febre
  • Presença de sangue ou muco nas fezes
  • Desidratação (perda de água significativa) que causa pulso fraco, batimentos cardíacos acelerados e até mesmo arritmia cardíaca
  • Outras queixas do foro gastrointestinal: perda de apetite e perda de peso, vómitos, náuseas e cólicas
  • Perda de força muscular
Diarreia nos gatos: são várias as causas da diarreia, incluindo alterações bruscas na alimentação

Como diagnosticar as causas da diarreia em gatos?

A diarreia é um problema que não deve ser subestimado. A perda maciça de água e eletrólitos pode constituir um risco de vida. Assim, é fundamental consultar um veterinário se o seu gato estiver com diarreia.
Para fazer o seu diagnóstico o veterinário começa por recolher informações junto dos donos. Alterações bruscas na alimentação, a ingestão de substâncias potencialmente tóxicas e a duração da diarreia são dados essenciais para compreender as causas do problema.

Em seguida o veterinário faz um exame geral ao gato para verificar se há algum problema que precise de atenção imediata. Por exemplo, se houver algum problema no sistema circulatório do gato, este deve ser tratado em primeiro lugar. Quando o sistema circulatório estiver estabilizado, o veterinário faz então exames e análises mais específicos.

Análises ao sangue são essenciais para verificar os parâmetros sanguíneos como a concentração de granulócitos ou linfócitos, plaquetas e glóbulos vermelhos. Por exemplo, uma elevada concentração de eosinófilos indica uma reação alérgica ou a presença de parasitas.

O exame às fezes é também fundamental para confirmar a presença de parasitas, bactérias ou vírus e assim confirmar a suspeita de uma infeção. Exames como raio X ou ultrassom são também bastante úteis. Com estes exames o veterinário verifica se os intestinos estão obstruídos com um corpo estranho ou se há uma alteração estrutural.

Se o veterinário excluir causas infeciosas ou substâncias tóxicas, procede-se a uma dieta de exclusão. Desse modo é possível identificar se o gato tem intolerância ou alergia a algum tipo de comida. Assim, os ingredientes principais da comida habitual são eliminados da dieta do gato. Se o gato melhorar após algum tempo, pode-se comprovar a intolerância ou alergia voltando a dar a comida inicial. Se os sintomas regressarem considera-se que a causa da diarreia é alimentar.

Tratamento da diarreia em gatos

O tratamento da diarreia em gatos tem duas vertentes. Uma direcionada aos sintomas e outra específica de acordo com as causas.

Tratamento dos sintomas

  • Terapia de infusão com açúcar e potássio para reidratação e restabelecimento das funções corporais
  • Analgésicos
  • Antieméticos para redução dos vómitos e náuseas
  • Alimentação por sonda
  • Protetores gástricos

Tratamento específico de acordo com a causa

  • Alimentação: alteração para comida de fácil digestão
  • Causas infeciosas: antibióticos ou desparasitantes
  • Produtos tóxicos: medicamentos para estimular o vómito
  • Alterações da estrutura dos intestinos: cirurgia
  • Causa idiopática: não existe um tratamento padrão

Descubra a nossa oferta de comida para gatos com problemas gastrointestinais!

Prognóstico

O prognóstico da diarreia nos gatos depende muito da causa e portanto do tratamento. Assim, se a causa da diarreia for um problema na alimentação, alguns ajustes na comida resolvem geralmente o problema. Por outro lado, se for o caso de uma intoxicação aguda ou uma alteração na estrutura dos intestinos é preciso intervir rapidamente. Nestes casos, se o tratamento for iniciado muito tarde o gato pode não sobreviver.

Prevenção da diarreia em gatos

Nem sempre se consegue prevenir a diarreia. No entanto, pode minimizar os riscos adotando as seguintes medidas preventivas:

  • Desparasitação interna regular
  • Faça muito poucas alterações à alimentação do seu gato. Caso seja necessário mudar de comida a transição deve ser lenta e gradual.
Os nossos artigos mais relevantes
4 min

A idade dos gatos

Descubra neste artigo como determinar a idade dos gatos, quantos anos vive um gato, e com que idade é que um gato se torna idoso?