Whippet

Whippet

O Whippet tem muitas vezes a cauda entre as pernas. No entanto isto não é um sinal de medo, é antes uma das características desta raça.

O Whippet é um cão com muitas qualidades. Não é exigente com cuidados, está sempre disponível para novos desafios e é muito desportivo. Além disso, o Whippet adora receber miminhos enroscado no sofá. Assim, é natural que a popularidade este simpático galgo seja muito alta entre as famílias.

Aparência física: gracioso e desportivo

Este pequeno mas muito elegante patudo pesa apenas 12 quilos e tem uma altura na cernelha que atinge até 51 centímetros. O aspeto dinâmico do corpo mostra que esta raça foi desenvolvida para a prática de desporto. Por exemplo, o peito profundo com a caixa torácica bem definida e o ventre retraído indicam claramente que este cão é um corredor de excelência. Na verdade, o Whippet consegue alcançar uma velocidade de 60 km/h.

O pelo curto e fino pode ter qualquer cor ou mistura de cores. Os galgos maiores eram muito apreciados pelas classes mais abastadas e como o Whippet parece uma versão pequena desses especiais patudos ficou também conhecido como o “galgo dos pobres”.

Com delicadas orelhas em forma de rosa e olhos grandes e brilhantes, o ar gentil e afetuoso do Whippet não tem grande concorrência. Por fim, a cauda longa e afilada fica muitas vezes entre as pernas. Ao contrário do que acontece com cães de outras raças, isto não é um sinal de medo, mas uma característica da própria raça.

Personalidade dos Whippet: Simpáticos e energéticos

O Whippet é um companheiro indiscutível para todas as ocasiões. Por um lado, estes patudos têm personalidade descontraída, afável e equilibrada, por outro lado adoram mimos e a companhia dos donos. É importante sublinhar que o Whippet não deve ficar muito tempo sozinho.

Os cães desta raça vivem muito felizes em casa e quando vão passear são bastante ativos e abertos a qualquer tipo de brincadeira. No entanto, devido ao seu forte instinto de caçador nem todos os Whippet podem ser deixados soltos na natureza, pois tornam-se difíceis de controlar. Nos passeios diários estes patudos costumam ignorar pessoas estranhas com que se cruza, mas geralmente dão-se bem com cães desconhecidos.

Em casa o Whippet vive muito bem com várias pessoas, devido à sua personalidade sociável e curiosa. No entanto, acaba por estabelecer um vínculo muito forte com os donos. Por fim, apesar do ar atento e vigilante, estes cães não são de ladrar muito.

Whippet alerta num campo de relva
O Whippet é muito ativo e está pronto para qualquer atividade no exterior.

Cuidados: um cão pouco exigente

O curto pelo do Whippet não exige cuidados especiais. Mas uma escovagem regular estimula a circulação sanguínea e elimina pelos mortos. Um aspeto a ter em atenção nestes patudos são as unhas. Como os galgos não usam as unhas com frequência é provável que tenha de as cortar regularmente.

Ao cortar as unhas do seu Whippet tenha cuidado para não cortar na zona cor-de-rosa da unha, que é uma zona irrigada e com terminações nervosas. Use uma tesoura especial para cães e aproveite para cortar as unhas depois de um passeio à chuva. Nessa altura as unhas estão húmidas e são mais fáceis de cortar.

A higiene oral é também importante. Para tal use uma escova e pasta de dentes para cães. Além disso, habitue o seu patudo a lavar os dentes desde pequenino assim ele não vai estranhar estes procedimentos.

O Whippet é o cão certo para mim?

Contrariamente a outros galgos, o Whippet facilmente se adapta ao local onde vive e por isso é adequado para viver também num apartamento. No entanto, sendo um cão ativo precisa de passear e exercitar-se várias vezes ao dia. A casa ideal de um Whippet tem um quintal ou jardim com um muro ou cerca onde ele pode correr e brincar quando lhe apetecer.

O Whippet gosta de crianças e com uma socialização precoce pode dar-se bem com gatos. Além disso, como é um patudo social e bem-disposto é ideal para viver com outro cão. É também um cão que vive feliz com uma família grande ou com apenas um dono. Assim, estes patudos são adequados para quem não tem experiência prévia com cães.

Antes de trazer o seu novo companheiro para casa é importante que toda a família esteja de acordo. Deve igualmente pensar onde e com quem vai deixar o seu patudo quando for de férias ou se ficar doente. Mas se o puder levar consigo nas férias, o seu Whippet agradece!

Outro aspeto a ter em consideração antes de tomar uma decisão são os custos associados a ter um cão na família. Além dos gastos iniciais com o equipamento básico, conte também com gastos regulares no veterinário.

Educação pela positiva

Os Whippet têm uma enorme vontade de aprender, são espertos, atentos e adoram agradar aos donos. Assim, estes patudos rapidamente aprendem regras de obediência básicas e alguns truques. No entanto a abordagem de ensino deve basear-se no reforço positivo, recompensas e elogios. Em caso algum deve adotar uma abordagem dura, pois isso terá um enorme impacto nestes simpáticos e sensíveis patudos.

O treino e educação do seu Whippet deve começar pelo chamar. Visto que é essencial que o seu patudo obedeça sempre que o chama. Só assim o pode soltar para que ele corra à vontade como tanto gosta em segurança. Na fase inicial do treino deve ter controlo total sobre a zona onde o patudo está solto para evitar problemas.

A educação do seu patudo deve também incluir um processo de socialização precoce. Para isso pode por exemplo procurar uma escola para cães que inclua também horas de brincadeira com outros cachorros. Nesta situação o seu patudo vai conhecer cachorros de outros tamanhos e assim quando ele for adulto vai-se relacionar bem com qualquer cão.

Desporto e outras atividades: O Whippet é altamente versátil

Como todos os galgos, também o Whippet adora andar pela natureza. Se o seu patudo é obediente e tem um vínculo forte consigo pode deixá-lo solto em locais em que o possa vigiar.
Os cães desta raça gostam muito de brincar com outros patudos. No entanto, é preciso algum cuidado com cães de raças mais calmas que podem ficar intimidados com a enorme energia e dinamismo do Whippet.

No entanto, como já referido, alguns Whippet têm o instinto de caça muito forte. Infelizmente patudos com esta característica não devem ser soltos em locais sem proteções, como cercas ou muros.

Um Whippet precisa de muito exercício?

O dono de Whippet tem imensas alternativas para atividades ao ar livre, pois estes patudos gostam de praticamente todos os desportos caninos. Eles também adoram acompanhar os donos a andar de bicicleta, a correr ou em longos passeios pela natureza.

Um desporto como o agility também é uma boa alternativa para exercitar o seu patudo. Naturalmente que um cão como o Whippet, que consegue atingir uma velocidade de 60 km/h, é o ideal para corridas em pista. No entanto, se deixar o seu patudo correr ao ar livre tome sempre cuidado com o local que escolhe, por exemplo nunca deixe o seu cão correr perto de estradas.

Por fim, apesar de adorarem praticar desporto e de atividades ar livre, os Whippet também gostam muito de passar uma tarde relaxados no sofá.

Saúde: uma raça robusta mas delicada

O aspeto quase frágil e a pequena estatura dos Whippet podem enganar muitas pessoas. Na verdade, os patudos desta raça têm uma saúde de ferro, pois são raras as doenças hereditárias que os acometem.

Um problema de saúde que pode afetar os Whippet é o crescimento anormal da massa muscular. Este é um problema de origem genética e altera o aspeto geral do patudo. Assim, os Whippet com esta condição são também conhecidos como “Bully Whippets”. No entanto, estes cães não correspondem ao padrão da raça.

Fora isto, os problemas de saúde do Whippet geralmente não são graves. Alguns patudos têm predisposição para ter cãibras ou para apresentar dificuldades na mordedura. No entanto, este problema é visível já nas primeiras semanas de vida. Além disso, um teste genético permite aos criadores identificar os cães portadores da mutação que causa este problema e excluí-los do processo de reprodução.

Como seria de esperar, o Whippet com o seu corpo delgado e pelo curto é sensível ao frio. Para evitar que o seu patudo tenha frio basta ter um quentinho casaco para cães à mão no inverno.
Por fim, a esperança média de vida destes patudos varia entre 12 e 15 anos.

Alimentação: uma vida saudável começa na comida

Uma alimentação equilibrada e adequada é a base para uma vida longa e saudável. No caso dos cães, que são animais carnívoros, uma alimentação adequada deve ser à base de carne. Assim, independentemente de dar ração ou comida húmida ao seu patudo, a carne deve ser sempre o ingrediente principal.

Em comparação com os omnívoros ou herbívoros, os carnívoros têm um intestino mais curto. Ou seja, o aparelho digestivo dos cães está projetado para digerir elementos ricos em proteínas de elevado valor nutritivo.

Se escolher dar ração ao seu patudo, tenha em atenção a quantidade de água que ele ingere ao longo do dia. Em termos de refeições, um cachorro deve comer até 4 vezes por dia. Por outro lado, os cães adultos só devem comer 2 vezes ao dia. E após as refeições deve dar sempre tempo ao seu patudo para descansar.

Se precisar de fazer alterações na alimentação do seu patudo deve fazê-lo faseadamente. Ou seja, se escolher um novo tipo ou marca de comida deve misturá-la gradualmente durante vários dias com a comida habitual. Desta forma evita problemas digestivos ao seu patudo.

Relativamente à quantidade de comida deve seguir as indicações do fabricante. No entanto, controle a elegante figura do seu Whippet e ajuste a quantidade de comida, especialmente se ele praticar muito exercício. A qualidade da alimentação reflete-se quer na sua forma física, quer no pelo brilhante e saudável.

Onde posso encontrar o meu Whippet?

Naturalmente se procura um cachorrinho desta raça, a primeira coisa a fazer é entrar em contato com um criador. No entanto, o criador deve estar registado numa associação e ter toda a documentação do seu futuro cachorrinho em ordem. Dessa forma tem a certeza de que o criador segue as normas de criação da raça e põe o bem-estar e saúde dos seus cães em primeiro lugar.

Além disso, um criador sério abre a sua casa para que possa conhecer os cachorrinhos e também os seus progenitores. Lembre-se que patudos saudáveis têm um ar feliz e amigável. Durante a visita ao criador aproveite igualmente para tirar todas as dúvidas em relação à raça e ao seu futuro patudo.

Se o criador lhe fizer algumas perguntas pessoais, como por exemplo o seu estilo de vida e experiência com cães é bom sinal. Pois isso significa que ele se preocupa com o futuro dos seus cachorrinhos.
No dia em que for buscar o seu cachorrinho o criador deve dar-lhe também os seus documentos incluindo o boletim de vacinas, visto que nessa altura o cachorro deve estar devidamente desparasitado e vacinado.

Evite pechinchas!

Em caso algum deve adquirir o seu patudo por uma pechincha a um criador sem referências. Nesses casos, o mais certo é que o cachorro não tenha sido devidamente acompanhado em termos de saúde, nem tenha tido um processo de socialização adequado.

Criadores pouco sérios não se preocupam com aspetos de saúde dos reprodutores. Por exemplo, não deixam a cadela ter o tempo necessário de recuperação entre gravidezes. Estes criadores geralmente também não têm conhecimentos para fazer a seleção de reprodutores e por isso os cachorros muitas vezes não têm as características físicas e emocionais da raça. Evite também levar um destes patudos por pena, pois também assim vai incentivar esta prática desregulada e prejudicial para os cães.

Seis alegres cachorrinhos Whippet sentados num sofá.
Para ter um pequeno Whippet saudável e bem socializado procure um criador sério e responsável.

Quanto custa um Whippet?

O valor de um Whippet num criador sério pode chegar aos 1.300 euros.

Alternativas a um Whippet cachorro

Se está mesmo decidido a ter um Whippet na família, um patudo adulto é também uma boa alternativa. Procure na internet associações que acolham patudos para adoção pois por vezes existem galgos à espera de um lar.

Estes patudos que estabelecem laços muito fortes com os donos sofrem bastante quando ficam nestas associações e por isso estão ansiosos por um novo lar. Assim, adotar um patudo é uma experiência muito positiva e recompensadora para o patudo e para a nova família.

A história dos Whippet

Cães muito semelhantes ao Whippet existiam há mais de 300 anos em Inglaterra. No entanto, a raça em si surgiu apenas no século 19. Os galgos de tamanho maior eram maioritariamente usados pela nobreza na caça. Já as classes menos abastadas procuravam um cão mais pequeno e mais fácil de manter.

Por exemplo, operários e mineiros no norte de Inglaterra procuravam um cão pequeno, mas eficaz na caça a coelhos. Assim, o Whippet é o resultado do cruzamento de galgos mais pequenos com Terriers de pelo curto e era maioritariamente usado na caça ilegal.

Reconhecimento da raça

O Kennel Club Inglês reconheceu oficialmente esta raça 1891. Nessa altura, tal como agora, os Whippet eram cães de corrida com uma personalidade calma e obediente. Com o tempo, estes patudos tornaram-se estrelas nas corridas de cães, ainda que não consigam ultrapassar os grandes galgos em termos de velocidade. Hoje em dia estes patudos são também populares cães de família.

Terão também existido Whippets de pelo comprido. No entanto, a raça Whippet de Pelo Longo ou Silken Windsprite nada tem a ver com o Whippet. Trata-se de uma nova raça com os seus próprios padrões.

O nome da raça, Whippet, é uma combinação das palavras “whip” e “pet”, que significam, respetivamente, chicote e animal de estimação. Esta conjugação faz alusão à cauda longa e afilada que se curva para cima quando o patudo corre, fazendo lembrar um chicote.

Ainda hoje, a maior parte dos criadores de cães desta raça estão no Reino Unido, mas estes patudos têm um fiel conjunto de fãs em todo o mundo.

Os nossos artigos mais relevantes
12 min

Yorkshire Terrier

Está a pensar adotar ou comprar um Yorkshire Terrier? Saiba qual é a sua personalidade, tipo de alimentação, cuidados de saúde e muito mais.