West Highland White Terrier (Westie)

West Highland White Terrier em pé na relva com ar atento

A grande maioria dos West Highland White Terrier são corajosos e muito seguros de si.

Aparência: Um patudo fofinho e cheio de energia

Apesar de relativamente pequeno, o Westie é um patudo notável. Com pelo branco e brilhante, olhos escuros e nariz preto, estes cães não passam despercebidos. O pelo superior é duro, com cerca de 5 centímetros de comprimento e sem cachos. Já o subpelo é curto e muito macio. As orelhas são pequenas mas portadas com grande firmeza. Por fim a cauda é reta e tem cerca de 15 centímetros de comprimento.

Em termos de tamanho, estes patudos fofinhos medem até 28 centímetros na cernelha e pesam entre 7 e 10 quilos.

Personalidade do West Highland White Terrier: sedutores e confiantes

Tal como a aparência, a personalidade destes patudos é inconfundível. Apesar de pequenos, são muito seguros de si, corajosos e não gostam particularmente de cães estranhos. No entanto, os West Highland White Terrier são muito afetuosos especialmente com a sua família. Estes patudos formam laços muito fortes com os donos, mas costumam manter alguma distância de estranhos.

Junto dos donos os Westie são dóceis e brincalhões e também bons cães de guarda. Infelizmente, alguns cães desta raça ladram em demasia. Este problema geralmente é o resultado de falta de exercício físico. Na verdade, um Westie que gaste energia de forma regular não tende a ladrar exageradamente.

Importante: Apesar da aparência fofa, muitos Westies têm um forte instinto de caça.

West Highland White Terrier a brincar com um pau na natureza

Educar um patudo pequeno mas cheio de autoconfiança

A grande maioria destes patudos são fáceis de educar. No entanto, os donos devem ter atenção ao seu lado teimoso e independente. Visto que estes patudos foram inicialmente criados para caçar sozinhos é natural que tenham tendência a assumir a posição dominante. Assim, sem uma educação consequente e firme pode acabar por ter um lindo e fofo tirano no seu sofá.

Em suma, não se deixe enganar pelo ar sedutor e angelical destes patudos. E lembre-se que estes inteligentes cães facilmente aprendem usar o seu ar fofo em seu favor. É sempre bom sublinhar que os Westie são extremamente seguros de si e precisam de donos firmes.

Um processo de socialização precoce é igualmente essencial. Uma vez que têm tendência a ter comportamentos dominantes, os Westie devem conviver desde cedo com outros cães. Assim, leve o seu cachorrinho a escola para cães. Aí ele vai ter contato com cães de vários tamanhos e personalidades em segurança e aprender a lidar com eles.

O bem-estar de um West Highland White Terrier

No dia-a-dia e, especialmente, nos dias de chuva e vento, o pelo dos Westie tende a ficar castanho. Assim, os donos devem ter disciplina e de tempo para manter branco o belo pelo dos seus patudos.

A escovagem regular é o primeiro passo para manter o pelo do seu patudo limpo e brilhante. Assim, habitue o seu Westie a este procedimento desde pequenino. Mas os cuidados com o pelo não ficam por aqui. Deve levar o seu patudo a um especialista a cada 10 a 12 semanas para fazer a tosquia indicada para a raça. Neste caso, a técnica a usar deve ser o trimming ou stripping, para remover os pelos mortos, que não caiem sozinhos, sem danificar a pele. Os Westies não devem ser tosquiados com máquina, visto que esse processo apenas encurta os pelo, não remove o excesso.

Em casa pode aparar algum pelo mais comprido com uma tesoura. No entanto, se pretende tratar do pelo do seu belo West Highland White Terrier em casa procure uma formação profissional. Por fim, os Westie não precisam de tomar banho frequentemente. Mas quando não conseguir tirar a sujidade do pelo com a escova dê-lhe um banho com um champô suave.

Além dos cuidados com o pelo não se deve esquecer da higiene oral. Assim, use uma escova e uma pasta de dentes para cães para lavar regularmente os dentes do seu patudo.

Comportamento: o Westie é o cão certo para mim?

Regra geral, estes charmosos patudos dão-se bem com todos os tipos de família. Os Westie são excelentes cães de família e vivem felizes na cidade, numa casa ou apartamento. Além disso são ótimos companheiros de brincadeira para crianças que saibam respeitar os ritmos do seu patudo.

O West Highland White Terrier acompanha os donos em longos passeios, vai buscar bolas com entusiasmo e está sempre pronto para aprender novos truques. Por fim, o Westie apega-se a toda a família, visto que estes patudos não elegem uma pessoa como dono a seguir.

Se o seu Westie for bem socializado a família pode incluir também um gato. No entanto, não se espante se na natureza o seu bem comportado Westie desate a correr atrás de coelhos. O instinto de caça destes patudos pode sempre vir ao de cima.

Em termos de desporto, estes patudos esperam que os donos brinquem e passeiem com eles. No entanto, não precisam de praticar desportos mais exigentes.

Por fim, considere o problema das férias com antecedência. Tem onde deixar o seu patudo em segurança ou prefere levá-lo consigo? Se for esse o caso, evite levar o seu pequeno peludo para locais quentes. Estes cães não se dão muito bem com temperaturas altas.

West Highland White Terrier a correr na praia

Um Westie é uma responsabilidade para muitos anos

Antes de decidir adotar um Westie lembre-se da responsabilidade que está a assumir. Ter um patudo implica dedicar-lhe tempo diariamente e sustentá-lo por muitos anos.

Além do valor inicial que gasta ao adquirir o seu patudo conte também com o equipamento básico. Assim, no seu orçamento conte com, por exemplo comedouro, cama, trela, peitoral, utensílios de higiene, como escovas e tesouras, e também a conta do veterinário. Lembre-se que os patudos devem ir ao veterinário pelo menos uma vez por ano. No entanto em caso de doença naturalmente terá gastos adicionais.

Atividades e desporto: o Westie não é um cão para andar ao colo

Longos passeios e muita brincadeira são os principais ingredientes para fazer o seu Westie feliz. Ainda que o West Highland White Terrier tenha uma grande necessidade fazer de exercício físico, estes patudos não são os melhores companheiros de jogging. Afinal, eles adoram parar a remexer e cheirar tudo o que encontram.

Em casa pode ter brinquedos de inteligência, que costumam agradar muito a estes patudos cheios de energia e curiosidade. Se quiser pode também ajudar outras pessoas com o seu Westie. Estes patudos fofos e bem comportados fazem as delícias de pessoas idosas ou deficientes que vivem em lares. Claro que para desempenhar as funções de cão terapêutico o seu Westie vai precisar de treino adicional. No entanto, esta pode ser uma tarefa muito recompensadora para ambos.

Alimentação de um Westie: a carne é o ingrediente principal

Como todos os cães, o West Highland White Terrier também é um carnívoro. Assim, estes patudos precisam de uma alimentação com elevada percentagem de carne. Por fim, independentemente de ser ração ou comida húmida, idealmente a comida não deve conter cereais.

Nos primeiros dias na sua nova casa o Westie deve comer a comida habitual que o criador lhe indicou. Caso pretenda alterar a alimentação do seu patudo deve fazê-lo faseadamente. Lembre-se que alterações repentinas na alimentação podem causar problemas gastrointestinais. Isto também é válido para a mudança de comida de cachorro para cão adulto.

Os cachorros devem fazer duas a quatro refeições por dia, já os patudos adultos só devem comer duas vezes ao dia.

Deve ter em atenção o peso do seu Westie. Estes patudos ganham facilmente peso se a alimentação não for adequada ao seu tamanho, peso e nível de atividade. Assim, tenha também cuidado com a quantidade de guloseimas que lhe dá. Por fim, para manter os dentes do seu patudo tão brancos como o pelo dê-lhe snacks de higiene oral.

Descubra na loja para cães zooplus a nossa oferta de comida e acessórios para o seu West Highland Terrier.

Saúde: um patudo robusto com os cuidados adequados

O West Highland White Terrier foi uma estrela em vários anúncios televisivos da década de 90 e assim tornou-se muito popular. Geralmente a popularidade não traz nada de bom para as raças. A criação em massa dos patudos para responder à procura leva muitas vezes ao aparecimento de problemas de saúde. Tal aconteceu com os Westies e por isso é essencial encontrar um criador sério que se preocupe realmente com a saúde dos seus cães.

Atualmente estes patudos originalmente muito robustos têm tendência a ter alergias, luxações da patela ou rótula e osteopatia craniomandibular, que implica o crescimento anormal da mandíbula.

Os cães desta raça também podem sofrer de Doença de Krabbe, que causa graves problemas neurológicos. Esta doença surge até aos 3 meses de idade e geralmente os cachorros doentes não atingem um ano de vida. Atualmente os criadores conseguem evitar que os seus cães tenham a doença através de testes de ADN.

A chuva e o frio raramente afetam este cão originário das Terras Altas da Escócia. No entanto, os donos devem ter cuidado durante os dias quentes de verão. Assim, estes patudos devem ter sempre locais frescos e à sombra para descansarem quando as temperaturas sobem.

Qual a esperança de vida desta raça?

Um Westie saudável e com cuidados adequados pode chegar facilmente aos 16 anos de idade.

Onde posso encontrar o meu Westie?

Apesar do West Highland White Terrier já não ter a popularidade de outros tempos, existem ainda muitos criadores. No entanto, certifique-se sempre que o criador está devidamente registado numa associação de criadores e que os seus cães estão registados, com chip, desparasitados e vacinados.

Um criador sério convida os potenciais donos a visitar a sua casa e a conhecer os seus cães. Além disso, tem todo o gosto em responder a todas as suas perguntas. E não se espante se também o criador tiver perguntas para lhe fazer. É sinal de que ele se preocupa com o futuro dos seus cachorrinhos.

Quando for conhecer cachorrinhos tenha atenção a sua postura e atitude. Os cães e cachorros saudáveis e bem cuidados estão bem dispostos e calmos. Além disso, o criador deve ter já integrado os cachorros no seu dia-a-dia de forma que eles estejam familiarizados com os sons e objetos comuns.

Tenha cuidado com criadores pouco sérios que pedem valores baixos pelos seus cachorros. Além disso, não aceite um cachorro sem registo oficial. O único objetivo destes criadores é fazer dinheiro e por isso não se preocupam com o padrão da raça ou com aspetos de saúde. Assim, ao contrário dos criadores responsáveis, estes não fazem os testes dispendiosos mas necessários para garantir que os cachorros são saudáveis.

Em grande parte das situações, estes criadores também não mantêm os cães progenitores nas melhores condições. Por exemplo, não dão às cadelas o intervalo necessário entre ninhadas. Lembre-se que criar cães de raça implica uma grande responsabilidade e conhecimento sobre a raça, doenças hereditárias e condições de saúde no geral.

Qual o valor médio de um West Highland White Terrier?

O valor médio que criadores sérios pedem por um Westie é de 1.000 euros.

Adotar um Westie

Se pretende ter um West Highland White Terrier na família pode também visitar associações que acolhem cães para adoção. Também neste caso deve visitar a associação para conhecer o seu futuro companheiro. Nessa altura fale com os funcionários para saber mais sobre os hábitos e personalidade do patudo. Dessa forma pode tomar uma decisão mais fundamentada.

Lembre-se que os cães adultos têm a vantagem de já estarem educados. No entanto, não tem como saber antecipadamente se o patudo recebeu a educação mais adequada. Por fim, West Highland White Terrier mais velhos são uma excelente alternativa para quem gosta de passar algumas horas sentado no jardim a desfrutar do ar fresco e da natureza. Uma coisa é certa, adotar um West Highland White Terrier é sempre uma experiência muito recompensadora.

História do West Highland White Terrier

Os antepassados do West Highland White Terrier não eram apreciados pelos criadores ou donos. A cor branca do pelo estava associada com fraqueza física e por isso praticamente todos os filhotes brancos dos Cairn Terrier estavam condenados à nascença.

No entanto, o Coronel Edward Donald Malcom gostou muito da personalidade bem humorada destes patudos. No final do século 19 Malcom decidiu iniciar a criação dos Terrier brancos. Como caçador, este Coronel também apreciava a cor branca dos seus cães, pois assim não os confundia com as presas. Estes patudos, tal como os cães das raças Terrier, eram excelentes caçadores de texugos, lontras e raposas.

Em 1905 foi fundado na Escócia a primeira associação dos West Highland White Terrier. Em 1907 o Kennel Club britânico reconheceu a raça oficialmente.

Nos anos 90, em vários países europeus, o West Highland White Terrier foi a estrela de alguns anúncios de televisão de uma conhecida marca de comida para cães. Esta raça tornou-se então mais conhecida do público e a sua popularidade aumentou. Ainda hoje estes patudos são muito procurados por todos os tipos de família que desejam um patudo com uma personalidade e energia muito próprias.

Os nossos artigos mais relevantes
12 min

Yorkshire Terrier

Está a pensar adotar ou comprar um Yorkshire Terrier? Saiba qual é a sua personalidade, tipo de alimentação, cuidados de saúde e muito mais.