Caniche Médio

Aparência: caniche em “formato médio”?

Os caniches (também conhecidos por “poodle”) existem em quatro tamanhos diferentes, sendo o caniche médio a segunda maior variante a seguir ao grande ou gigante. O caniche anão não pesa mais de 6 kg e o caniche miniatura ou toy, que pesa até 4 kg, são as duas variantes também designadas de caniche pequeno. Todos têm em comum o padrão clássico de caniche, incluindo o pelo encaracolado. Este é de textura fina e lanosa e fortemente enrolado, e dificilmente cede a uma leve pressão com a mão – nesses casos também são denominados de caniche de lã. O pelo encaracolado, no entanto, tem pelo menos 20 cm de comprimento. A cabeleira exuberante das variantes está disponível em sete cores: preto, castanho, prata, branco, fulvo avermelhado, preto acastanhado e preto esbranquiçado, também chamado de arlequim.

drei kleinpudel gold braun

Cães com personalidade, charme e inteligência

O look clássico de "pelagem de leão", com novelos nas pernas e juba de leão na cabeça no qual muitos donos insistem, considerando o caniche mais como um acessório extravagante do que como um companheiro para todas as situações, não abona nada a favor da imagem da raça.

Quem passa algum tempo com um caniche médio, verifica que os clichês empoeirados desaparecem mais rapidamente do que o gelo derrete ao sol: os caniches médios são amigáveis, têm bom humor e adoram atividades ao ar livre. Além disso, gostam de estar perto da família e também estão entre as raças de cães mais inteligentes.

Independentemente do tamanho, por norma os caniches médios socializam facilmente com outros cães. Já aos humanos que lhe são estranhos, esta raça considera-os indiferentes. Quanto maior o caniche, mais calmo e prudente ele é - pelo menos assim afirmam muitos conhecedores da raça. Assim, o caniche médio goza do melhor de dois mundos: é um pouco mais ativo do que o caniche grande que é muito calmo e pacato, mas é mais sossegado do que o caniche anão e miniatura ou toy. A exceção confirma a regra.

O caniche médio também tem a vantagem do seu tamanho, pois pode facilmente ir a qualquer lugar e também é um excelente companheiro em atividades desportivas. Para aprender mais sobre o caráter do seu cão, no caso de querer adquirir um, é aconselhável que conheça os progenitores. Fique, desde já, com a indicação que o instinto de caça não costuma ser muito apurado nos caniches médios.

Cuidados a ter com o pelo encaracolado

Os caniches têm uma grande vantagem em relação à pelagem: o pelo não cai. Na verdade, isto não é totalmente correto: o pelo solto não cai, mas fica pendurado no pelo encaracolado. Por esse motivo é tão importante a escovagem regular, pois permite remover o pelo solto do seu caniche. Deve fazer uma sessão completa, pelo menos uma vez por semana, usando um pente e escova de dentes rijos. Deve separar o pelo ondulando e escovar por partes, separando o pelo denso. Em especial, as axilas, o abdómen e as coxas são propensos a formar emaranhados – deve ser particularmente minucioso e, se necessário, dependendo do comprimento do pelo, deve escovar estas zonas com mais frequência.

O caniche também exige tosquia regular, na qual o pelo é todo cortado. Não tem que fazer o típico penteado de juba de leão, novelos nas pernas e focinho rapado - é livre de fazer o corte que quiser e com o qual, tanto o cão como o dono, se sentem confortáveis. Se o dono aprender com um profissional, até pode ser o próprio a fazer um corte regular, em casa, com uma máquina de corte de alta qualidade.

Recomendamos que vigie diariamente os ouvidos do seu companheiro de quatro patas. Em períodos ou em zonas de clima quente e húmido, devido ao pelo encaracolado, pode rapidamente fazer infestação e inflamação por parasitas.

kleinpudel weiß

A alimentação do caniche médio

Para comer: um alimento com alto teor de carne

Como qualquer cão, um caniche precisa duma dieta rica em carne - seja ração ou comida húmida. Certifique-se que a carne está no topo da lista de ingredientes, com poucos cereais ou mesmo sem cereais. Desde cachorro, o patudo deve ser habituado a ter uma zona de alimentação fixa, onde ele pode comer sem ser perturbado.

Até aos seis meses de idade, o ideal é que o seu amigo de quatro patas receba três a quatro porções diárias, ao ficar adulto pode passar para duas refeições por dia. Também é importante incluir recompensas e snacks na ração diária do animal, mas com a devida moderação para que o seu caniche médio não engorde.

Para mimar o seu pequeno cabeça de caracol pode dar-lhe ocasionalmente alguns pedaços de carne crua – mas nunca carne de porco! – para ele ter algo adequado para mastigar. Os produtos naturais de mastigação, como as orelhas de carne seca, também favorecem os cuidados dentários.

Alguns donos também costumam escovar os dentes do patudo com pasta de dentes específica para cães - isto é muito eficaz se for feito com regularidade. Certifique-se que o cão tem sempre água potável à disposição.

Encontre a ração adequada para o seu caniche na nossa loja online!

Fazer criação de caniches com os melhores cuidados de saúde

O facto do caniche ter perdido o estatuto de cão da moda há cerca de 50 anos, até teve o seu lado positivo, pois assim não chegou a haver uma “febre” de criadores da raça, o que tantas vezes resulta em extremos de risco para a saúde dos animais ou na proliferação de criadores ilegais. No entanto, há alguns aspetos a ter em conta quando se trata do caniche médio: esta variedade da raça é mais propensa a doenças oculares hereditárias, como APR (atrofia progressiva da retina) e cataratas - das quais há também uma variante não-hereditária. Os bons criadores excluem animais afetados da criação, especialmente porque a APR agora pode ser determinada por um teste genético mesmo antes de surgir algum surto. A prevenção é muito importante porque ambas as doenças podem levar à perda completa da visão.

O caniche médio também tem tendência a fazer luxação patelar - uma condição em que a patela ou rótula se desloca da sua posição normal e o cão tenta proteger a perna de forma visível. Deve ainda dar uma atenção especial e ter cuidados regulares com os ouvidos, já que estes estão sempre sujeitos a inflamações. Um caniche saudável acompanha o dono por um longo período de tempo: podem viver até terem 17 anos.

O dócil caniche médio

Com um caniche, o dono tem o privilégio de partilhar a casa com um dos cães mais inteligentes de todos os tempos. Ele não impressiona apenas com sabedoria, mas também é muito cooperativo e gosta de aprender com o seu dono - é por isso que também é um ótimo cão para principiantes. Com o seu caniche médio poderá cumprir novas tarefas com companhia e podem divertir-se muito a praticar pequenos truques, dos quais ambos se vão poder orgulhar. Tudo o que precisa é de paciência e consistência. Comece por praticar unidades educacionais curtas e divertidas com o patudo ainda cachorro. Assim, estimula nele a vontade de aprender e não sobrecarrega o curto espaço de atenção que o jovem cão consegue ter.

kleinpudel welpe weiß

Entreter um caniche médio talentoso

Um caniche médio é um companheiro para (quase) todas as ocasiões: é um parceiro cuja vontade de se mover é de grau médio, o que significa que ele gosta de longas caminhadas com o dono mas também é fã duma tarde chuvosa passada no sossego do lar - o principal é que ele está sempre presente! Esta raça também o acompanha num passeio a cavalo ou andar de bicicleta, se o levar, já como cão adulto, para esse tipo de atividades, mas sem exagerar na velocidade nem na distância do passeio. Não basta o treino do corpo, mas também é importante o treino mental: o caniche médio estimula a mente com pequenos truques e aprecia desportos caninos que desafiam a inteligência, como dog dancing. Alguns caniches são adequados até para treino de cães de resgate e salvação. Uma coisa é certa: com o perspicaz caniche médio nunca ficará entediado!

História: durante séculos, uma raça polivalente e formidável

Todos os quatro tamanhos de caniche são descendentes de cães d’água usados para a caça e têm as suas raízes na Idade Média, porém a origem exata permanece desconhecida. Em todo o caso, a palavra "poodle" confirma a afinidade do animal com o elemento água, já que deriva da palavra alemã antiga para "poça". Da sua capacidade de caçar na água vem a ideia essencial do típico pelo encaracolado, que originalmente tinha um benefício muito pragmático: o pelo mais comprido oferecia proteção ao caniche na testa, no peito e nos ombros. Nas restantes partes do corpo, os caçadores faziam a raspagem para que o seu companheiro pudesse nadar melhor na água, com menos atrito. Os antepassados dos caniches eram cerca de 10 a 20 kg mais pesados do que cada variante que lhe corresponde hoje. A sua origem exata - Rússia, França ou Itália - não é clara. O que é certo é que ao longo dos séculos eles têm vindo a cativar cada vez mais admiradores, devido à sua inteligência e charme.

No entanto, os caçadores no século XVII cedo deram preferência de cães de pelo curto sobre os cachos encaracolados. Por outro lado, estes últimos conquistaram um novo terreno com a sua beleza e inteligência: a nobreza europeia. Nos salões de senhoras, os caniches, frequentemente muito bem arranjados, eram bem-vindos. O caniche passou de cão de caça a cão de vida social. Isto porque os caniches não são apenas bonitos, mas também inteligentes, tendo muitos deles realizado truques em circos no início do século XX. As iniciativas de fazer criação desta raça, por parte de ingleses e franceses, levaram nesta altura a desenvolvimentos significativos na criação de caniches, de modo que estes belos animais se tornaram ainda mais conhecidos. Os caniches grandes e médios são as variantes mais antigas da raça, que foi reconhecida em 1936 pela FCI (Federação Cinológica Internacional). Embora muito da história dos caniches possa ter passado pela Alemanha, a França já foi considerada o país de origem da raça.

Até à década de 1960, os caniches nos três tamanhos maiores – o caniche miniatura ou toy só foi reconhecido nos anos 90 – tornaram-se gradualmente um cão da moda, que era comum encontrar-se por toda a Europa. Contudo, este grande entusiasmo terminou abruptamente: os caniches passaram rapidamente a ser considerados uns cãezinhos de “peluche”. Esta transição foi muito penosa porque ao fixarem a análise apenas no pelo encaracolado, muitos críticos da raça obviamente negligenciaram a grande personalidade, a extraordinária astúcia e, por último mas não menos importante, as muitas possibilidades alternativas oferecidas por estes animais. A versatilidade dos caniches foi demonstrada pelo americano John Sutor, que em 1976 participou com seis caniches grandes numa das corridas de cães de trenó mais difíceis do mundo, a Iditarod (Iditarod Trail Sled Dog Race), no Alasca, e foi um dos poucos a chegar à linha de chegada. Afinal, talvez não seja a raça que é antiquada, mas sim a opinião que muitos amantes de animais têm dela.

O caniche médio será o cão ideal para si?

Os caniches médios são companheiros de convivência fácil para famílias com ou sem filhos ou para jovens solteiros ou solteiros menos jovens que gostam de passar tempo com seus patudos. Os exemplares desta raça não gostam de ficar sozinhos por muito tempo porque adoram ter a “matilha” sempre por perto. Como os caniches não largam pelo são frequentemente recomendados para pessoas com alergias. E assim é simples viver com caniches, para quem sofre de alergias… ou não necessariamente – os membros da família que sofram de alergias, devem procurar aconselhamento junto do seu médico e também devem observar se fazem reação ao ambiente onde se move o criador da raça.

É igualmente importante que organize as férias ou que consiga gerir algum período de doença antes do caniche médio ir viver consigo. Uma vez que os caniches adoram ter a família por perto e também são fáceis de levar para qualquer lugar, talvez umas férias com o patudo não estejam fora dos seus planos - informe-se com antecedência sobre possíveis destinos de viagem e hotéis que aceitem cães.

Independentemente do caniche médio ser o seu primeiro cão ou não: uma boa escola para cães é sempre um diferencial na socialização e na educação de seu novo membro da família. Recomendamos que procure uma escola de cães do seu agrado antes que o cachorrinho chegue. E, também antes da chegada do patudinho, deve considerar o seu tempo disponível, assim como todas as obrigações financeiras envolvidas. A par com o preço da aquisição do animal, o equipamento básico para um cachorro inclui comedouro e bebedouro, coleira, peitoral, trela, cama e manta, pente, escova, um champô suave para cães, bem como forma de transporte em segurança para viagens, brinquedos e proteção contra pulgas e carraças. Os custos contínuos incluem seguro de responsabilidade civil, imposto local sobre posse de cães e, claro, alimentação de qualidade. No início, é provável que o criador lhe dê uma pequena quantidade da ração à qual o cachorro está habituado, e que deve manter por algum tempo, inclusivamente para que o cachorro se adapte melhor à nova casa. Além do que já foi referido, naturalmente deve considerar as visitas regulares ao veterinário e custos associados.

braun kleinpudel im grass

E assim encontra o seu caniche médio!

Qualquer fã de caniches pode contribuir para a manutenção saudável da raça adquirindo num criador responsável. Estes criadores estão, sem exceção, ligados a uma associação e só vendem animais desparasitados, vacinados e com certificado de pedigree. Além disso, estes criadores estão sempre disponíveis para dar informação aos compradores sobre os cuidados de saúde necessários, dão dicas sobre o caráter e nutrição do animal e também se disponibilizam a recebê-lo noutra ocasião posterior, agendando previamente, para que conheça os progenitores da cria que adquiriu. Ser um criador responsável de caniches também significa conhecer bem os futuros donos de animais da sua criação - por isso não se surpreenda se o criador fizer perguntas sobre o seu estilo de vida e a sua experiência com cães. Tal interesse mostra que se preocupam com o bem-estar do cachorro que vão entregar.

Se pretende adquirir um caniche mais velho, procure no abrigo animal da sua área ou em associações de proteção de caniches. Como qualquer cão de outra raça, os caniches médios podem estar a precisar dum novo lar por várias razões: alguns perderam o dono por este ter falecido ou são "vítimas de abandono". Em qualquer caso, dar um novo lar a um caniche idoso pode ser uma experiência enriquecedora.

Desejamos-lhe a si e ao seu caniche um futuro fantástico com muitas e divertidas brincadeiras!

Os nossos artigos mais relevantes
Está a pensar adotar um Rafeiro Alentejano? Conheça todas as características da raça e se é o cão indicado para si.
Gosta de agradar, adora pessoas e é robusto: o Labrador Retriever é extremamente popular como cão de família.