Pinscher Austríaco

Pinscher Austríaco adultos em pé sobre um fundo branco

O Pinscher Austríaco é muito simpático e carinhoso. É uma excelente opção para quem não tem muita experiência com cães!

A raça de cães Pinscher Austríaco esteve quase a desaparecer. No entanto, graças ao empenho dos fãs destes ativos patudos, a criação dos Pinscher Austríacos está estabilizada. Abaixo encontra a descrição detalhada  das principais características destes simpáticos cães.

Aparência do Pinscher austríaco

Esta raça faz parte da categoria dos cães de tamanho médio, ou seja, na cernelha, os machos medem de 44 a 50 cm, já as fêmeas, ligeiramente mais pequenas, medem de 42 a 48 cm. Em termos de aspeto, estes patudos podem passar despercebidos aos mais leigos e desatentos, que os confundem com cães sem raça determinada

O corpo destes patudos é musculoso, bem definido e com ossos fortes. As orelhas caem naturalmente lateralmente à cabeça e a cauda, relativamente longa, curva-se sobre o dorso. A expressão facial mostra que é um patudo alegre, alerta e cheio de vida.

A pelagem curta destes Pinscher consiste na verdade numa pelagem dupla – designada por stockhaar pelos especialistas – com densos pelos curtos e uma camada interna igualmente densa.

© zooplus

Por fim, as cores mais comuns do pelo destes patudos são o amarelo trigo, amarelo-escuro, vermelho fulvo e preto com manchas cobre. No entanto, existem também exemplares com pelo preto e castanho.

Personalidade: um Pinscher típico

O Pinscher Austríaco tem uma personalidade bastante marcada e com características próprias. E entre outros aspetos, são cães muito divertidos e por isso trazem imensa alegria à sua família humana.

Charmoso e carinhoso

O Pinscher Austríaco é muito ativo e está sempre pronto para brincar. Além disso, são patudos muito atentos que observam com interesse tudo o que se passa à sua volta. No entant, contrariamente a algumas raças Pinscher, estes patudos estabelecem laços fortes com a sua família humana e por isso não gostam nada de ficar sozinhos. Este aspeto conjugado com o enorme afeto que reservam para os donos, levam muitas pessoas a considerar estes cães demasiado dependentes.

Sendo inicialmente cães de agricultores, os Pinscher Austríacos são muito apegados ao seu território. Assim, estes cães têm um forte instinto de guarda e reagem rapidamente à presença de estranhos ladrando repetidamente. Pessoas estranhas à família dificilmente conquistam o coração destes patudos, que reagem as olham com indiferença ou mesmo desdém.

Por fim, seu instinto de caça desta raça é reduzido, exceção feita a ratos e outros pequenos roedores, pois como antigo cão de quintas, o Pinscher Austríaco costumava a caçar estas pequenas presas. Assim, mesmo no exterior, estes cães não sentem necessidade de estar sozinhos ou longe dos donos.

Educar um Pinscher Austríaco é um trabalho de equipa

Mesmo quem tem pouco ou nenhuma experiência com cães consegue educar um Pinscher Austríaco sem grandes dificuldades. Isto deve-se às características particulares da personalidade destes cães, nomeadamente a sua enorme vontade de trabalhar e agradar os donos. Além disso, o Pinscher Austríaco gosta de novos desafios e aprende rapidamente. No entanto, quem não tem muita experiência deve levar o seu pequeno patudo a uma escola para cães. Aí, o seu Pinscher vai conhecer outros cães, habituar-se à sua presença e aprender como reagir. Esta aprendizagem é importante para que mais tarde os encontros com outros patudos sejam agradáveis e relaxados.

Um aspeto a que deve dar uma atenção especial é ao ladrar. Os cães ladram naturalmente como forma de comunicação, no entanto, como antigos cães de guarda, os Pinscher Austríacos podem ladrar demais. Se for o caso, não se exalte com o seu patudo, pois ele pode achar que está a “ladrar” com ele e assim vai reforçar o comportamento. Nalguns casos é aconselhável recorrer a um treinador especializado para ensinar o seu patudo quando e por quanto tempo ele pode ladrar. No entanto, os Pinscher Austríacos não devem ser impedidos de ladrar, já que este comportamento faz parte da sua personalidade.

Para saber mais sobre este tema leia o nosso artigo: Habituar o seu cão a ladrar menos

Viver com um Pinscher Austríaco

Viver com um Pinscher Austríaco

Estes patudos preferem viver numa casa com um espaço exterior grande onde brincar e correr estar à vontade. Além disso, a família será mais feliz se os vizinhos não forem muito sensíveis ao ladrar do seu patudo. No entanto, o Pinscher Austríaco não é nada exigente em relação ao local onde vive, especialmente depois de formar laços fortes com os donos.

Cuidados com o pelo

O pelo dos patudos desta raça é extremamente de cuidar simples, pois, o pelo curto não se embaraça nem forma nós. Durante a altura da mudança do pelo, pode pentear o seu patudo com uma luva com cerdas de borracha e assim remover o pelo morto. No entanto, geralmente, os patudos gostam de ser penteados, pois os movimentos sobre o corpo são lhes agradáveis. Assim, ao pentear o seu cão está também a fortalecer a sua relação. Além do pelo, observe de vez em quando os ouvidos do seu patudo. As orelhas descaídas tornam o canal auditivo um local quente e húmido onde bactérias se podem desenvolver facilmente criando infeções.

Perfil da família do Pinscher Austríaco

Estes patudos são simpáticos, simples e flexíveis. Assim, o Pinscher Austríaco é uma excelente companhia quer para quem tem pouco, como quer para quem tem já muita experiência com cães. É também um bom companheiro numa família ou para quem vive sozinho. A única regra é: não deixe o seu Pinscher Austríaco sozinho regularmente por períodos longos.

A personalidade descomplicada destes cães permite-lhes viver satisfeitos na cidade. No entanto, eles sentem-se mais felizes em meios mais rurais onde pode explorar a natureza. Assim, se viver na cidade planeie regularmente visitas ao campo. Ir passear ao parque uma hora por dia não satisfaz plenamente estes ativos patudos.

Em conclusão, a família ideal do Pinscher Austríaco gosta muito de passear e leva-o sempre que possível.

Atividades e desporto

Manter um Pinscher Austríaco ocupado

Os Pinscher Austríacos são cães inteligentes e cheios de energia. Assim, para se sentirem bem e relaxados estes patudos precisam de exercício diário, mesmo quando está a chover. Um Pinscher Austríaco adulto acompanha os donos a fazer jogging, a andar a cavalo ou mesmo a andar de bicicleta, desde que ajuste o seu ritmo às capacidades do seu patudo. No entanto, longas caminhadas, de preferência na natureza, são a atividade favorita destes cães.

Relativamente à prática de desporto, estes patudos podem fazer praticamente tudo, mas, não devem ser forçados. Lembre-se que os Pinscher Austríacos têm uma personalidade relativamente forte e, por isso, podem precisar de incentivos para praticar uma atividade nova. Além disso, estes patudos não são por natureza competitivos e portanto, para eles praticar um desporto deve ser antes de mais nada divertido.

Como são bastante inteligentes, os cães desta raça aprendem a fazer truques com facilidade. Com o treino devido, a personalidade dos Pinscher Austríacos também lhes permite ser excelentes cães de terapia.

Saiba mais sobre cães de terapia no nosso artigo Cães de assistência.

Pinscher Austríaco jovem deitado com uma corda de brincar © Erik Lam / stock.adobe.com
Pinscher Austríaco cachorro.

Saúde

Saúde do Pinscher Austríaco

Incialmente os Pinscher Austríacos eram cães de quintas e por isso os exemplares que sobreviviam e se reproduziam não tinham tendência a apresentar doenças. No entanto, tal como muitas raças, também o Pinscher Austríaco pode desenvolver displasia da anca, do cotovelo e luxação da patela. No entanto, criadores sérios e responsáveis fazem os devidos testes aos futuros pais das suas ninhadas e excluem da reprodução os que apresentam problemas.

Durante algum tempo, o número de Pinscher Austríacos era relativamente reduzido e por isso era comum haver criadores que recorriam à endogamia, ou seja, a reprodução entre cães de parentesco muito próximo. O maior problema desta prática é levar ao aparecimento de doenças genéticas associadas à raça. No entanto, atualmente o coeficiente de endogamia na raça diminuiu significativamente.

Por fim, a esperança de vida dos Pinscher Austríacos varia entre 12 a 14 anos.

Comprar um Pinscher Austríaco

Criação dos Pinscher Austríacos

Em Portugal praticamente não existem criadores desta raça. Assim, se pretende ter um Pinscher Austríaco o melhor é procurar um criador no estrangeiro. Como seria de esperar, a Áustria é o país onde se encontram mais criadores desta raça. No entanto, também existem criadores devidamente registados na Alemanha, Suíça, Países Baixo e Dinamarca.

A forma mais simples de encontrar criadores desta raça é pesquisar na internet clubes de criadores de Pinscher Austríaco. Em seguida entre em contato com o criador para saber como pode trazer um destes patudos para Portugal.

Antes de falar com o criador informe-se bem sobre o que deve perguntar no nosso artigo 12 perguntas para fazer a criadores quando for comprar um cachorro.

História

História: uma raça que esteve à beira da extinção

Como o nome da raça deixa claro, a terra Natal dos Pinscher Austríacos é a Áustria. De facto, esta é uma raça de cães típica das quintas da antiga Áustria e podemos encontrá-los em diversas pinturas que retratam o dia-a-dia do mundo rural austríaco.

Em 1921, a raça Pinscher Austríaco, na altura denominada Pinscher Austríaco de pelo curto, foi oficialmente reconhecida e descrita como independente. No entanto, a raça quase desapareceu, pois nos anos 70 do século 20, havia apenas um macho Pinscher Austríaco identificado. Amantes desta raça resolveram evitar o desastre e acasalaram intencionalmente cães semelhantes ao Pinscher Austríaco quer em termos de aspeto, quer e personalidade. Assim, evitaram a extinção da raça e ao mesmo tempo aumentaram a sua diversidade genética.

A Federação Cinológica Internacional (FCI) alterou em 2000 o nome da raça para Pinscher Austríaco.

Quais são as raças de cães semelhantes ao Pinscher Austríaco?

A raça mais próxima ao Pinscher Austríaco é o Pinscher Alemão. No entanto, a personalidade dos patudos da raça alemã é mais vincada. Raças como Pinscher Miniatura ou Affenpinscher são mais pequenas e menos exigentes no que se refere à educação e à necessidade de exercício. Os conhecidos Schnauzer são também parentes do Pinscher Austríaco e partilham várias características, visto que também eram cães de quintas.

Se não se importar de ter um cão sem raça definida visite associações de proteção de animais. Aí encontra inúmeros patudos parecidos com o Pinscher Austríaco à espera de uma família.

Conclusão: à redescoberta de uma raça de cães antiga

O Pinscher Austríaco é um excelente cão de família. Despretensiosos, mas muito ativos e apegados aos donos, estes patudos trazem imensa vida e alegria à sua família. Assim, se gosta de atividade física e de passear pela natureza encontra no Pinscher Austríaco o companheiro ideal. Lembre-se também que estes patudos são por natureza cães de guarda e que têm este traço de personalidade bem vincado.

Artigos relacionados
Os nossos artigos mais relevantes
13 min

Yorkshire Terrier

Está a pensar adotar ou comprar um Yorkshire Terrier? Saiba qual é a sua personalidade, tipo de alimentação, cuidados de saúde e muito mais.