Gastrite em cães This article is verified by a vet

Escrito por Franziska G.
Um cachorrinho vomitou no chão. Vomitos e diarreia são sintomas comuns da gastrite nos cães

Os vómitos podem indicar que a parede do estômago está inflamada e que, portanto, o seu patudo tem uma gastrite

Se já teve problemas de estômago, sabe que é uma situação muito incómoda. E os cães também sofrem quando têm o estômago inflamado. Neste artigo encontra informações importantes para compreender, tratar e prevenir a gastrite em cães.

Qual a gravidade da gastrite nos cães?

Tal como para as pessoas, a gastrite é muito desconfortável para os cães. Entre outros sintomas, os cães com gastrite apresentam vómitos frequentes e também diarreia. Em consequência os patudos perdem muita água e sem tratamento adequado podem desenvolver desidratação.

Além disso, se a inflamação da parede do estômago não for tratada podem surgir úlceras que na pior das hipóteses provocam hemorragias internas. Em casos realmente graves as úlceras podem ser fatais.

Quais os sintomas da gastrite em cães?

Os patudos com gastrite apresentam os seguintes sintomas, que, no entanto, podem variar de acordo com a severidade da inflamação.

  • Frequentemente os cães ficam moles e evitam mexer-se.
  • Comem menos ou deixam mesmo de comer.
  • Se os patudos sentirem dores fortes no estômago eles ganem muito e rangem os dentes.
  • Depois de comer os patudos regurgitam a comida sem a digerir.
  • Se o cão vomitar comida digerida ou bile amarela, podem surgir também pequenas quantidades de sangue.
  • É muito frequente os patudos que sentem náuseas comerem ervas, salivarem muito e lamberem os lábios repetidamente.
  • Os cães têm tendência a ter mau hálito.

Uma gastrite pode ser aguda, ou seja, repentina ou crónica. Se o seu patudo apresenta vómitos, mas mais nenhum sintoma, ele provavelmente tem uma gastrite aguda.

Já no caso das gastrites crónicas os patudos apresentam-se moles durante várias semanas e perdem peso. Além disso, o pelo também perde brilho. Por fim, dado que o sistema imunitário do cão está mais fraco ele pode desenvolver outras doenças.

Cão a fazer uma ecografia. Este exame é importante para o veterinário verificar o estado do estômago em caso de gastrite
Com uma ecografia é possível verificar a espessura da parede do estômago

Como se faz o diagnóstico de gastrite em cães?

Se o seu cão vomita e anda sem energia, deve levá-lo ao veterinário. Na consulta o veterinário vai recolher informações junto dos donos, como por exemplo se o cão apresenta outros sintomas ou quais as vacinas que tomou. É também importante conhecer a dieta alimentar do seu cão e se tomou medicamentos recentemente.

De acordo com a informação recolhida junto aos donos e do exame geral ao patudo o veterinário decide o que fazer em seguida. Caso haja suspeitas de uma inflamação no estômago o veterinário pode fazer uma ecografia para determinar a espessura do revestimento da parede estomacal. Se houver uma inflamação a parede do estômago está mais grossa.

Em alternativa o veterinário pode também prescrever uma endoscopia. No entanto, para realizar este exame o patudo tem de estar anestesiado. Caso seja necessário o veterinário pode aproveitar para retirar uma amostra da parede do estômago para análise laboratorial.

Uma vez confirmado o diagnóstico de gastrite o veterinário vai investigar a causa da inflamação para então determinar o tratamento. Para tal o veterinário pode recorrer a diversos exames:

  • Análise ao sangue para identificar sinais de infeção ou de doenças em outros órgãos internos, como por exemplo o fígado.
  • Análise às fezes para verificar se o patudo tem parasitas internos.
  • Exames imagéticos, como por exemplo Raio X ou ecografias, permitem ao veterinário verificar se o patudo tem corpos estranhos ou alterações estruturais internas.

Qual o tratamento para a gastrite em cães?

Para que o seu patudo se sinta melhor no geral e para eliminar as dores o veterinário tem várias alternativas:

  • Administração de analgésicos e anti-inflamatórios
  • Prescrição de protetores gástricos que protegem a parede do estômago do ácido gástrico
  • Jejum por 12 horas por dia
  • Prescrição de uma dieta leve por vários dias, ou seja, limitar os alimentos a por exemplo arroz, batatas e carne magra de aves
  • Alteração permanente da dieta
  • Terapia com fluidos para garantir a hidratação

Além disso é necessário fazer um tratamento direcionado para as causas da gastrite. Assim, de acordo com a causa do problema, o veterinário prescreve antiparasitários, antibióticos ou medicamentos específicos para doenças metabólicas.

Desenho por computados que mostra a parede do estômago avermelhada. Este é um sintoma domum de gastrite nos cães
Num caso de gastrite é comum a parede do estômago ficar avermelhada.

Quais as causas da gastrite nos cães?

Existem muitas causas para a gastrite nos cães. Em grande parte das situações o estômago produz demasiado ácido gástrico, que naturalmente irrita a parede do estômago.

Em seguida apresentamos as causas de gastrite mais comuns divididas entre infeciosas e não infeciosas:

Causas infeciosas

  • Parasitas intestinais, como por exemplo vermes, giardia e protozoários causadores de coccidiose.
  • Infeções provocadas por bactérias, como por exemplo salmonelas ou helicobacter.
  • Infeções provocadas por vírus, como por exemplo parvovirose, adenovírus ou vírus da cinomose canina.

Causas não infeciosas

  • Doenças hepáticas
  • Doenças renais (Síndrome hemolítico-urémica)
  • Erros alimentares, como por exemplo alterar o tipo de comida demasiado rápido, ou intolerância alimentar
  • Intoxicação ou medicamentos, como por exemplo anti-inflamatórios não esteroides ou glucocorticoides
  • Stress prolongado
  • Doenças hormonais, como por exemplo hipotiroidismo, Doença de Addison

Sabe o que é o refluxo?

Se o seu patudo tem o estômago completamente vazio antes de dormir, a bile pode irritar a parede do estômago. Em consequência o patudo vomita assim que se levanta. Para evitar este problema pode dar uma guloseima ao seu patudo antes de ir para a cama.

Como proteger o seu cão de gastrites?

Para evitar que o seu patudo desenvolva gastrite comece por eliminar o máximo possível de stress da vida dele. Assim, leve-o a passear regularmente e crie um cantinho em casa onde o seu patudo possa relaxar sem ser incomodado.

Em segundo lugar, mantenha as vacinas e a desparasitação em dia. Assim consegue evitar que o seu patudo apanhe doenças e previne infestações parasitárias.

Dica: se mudar o tipo de alimentação do seu cão faça-o gradualmente. Desse modo o organismo do cão vai-se habituando à nova comida e não corre o risco de rejeição. Não se esqueça que qualquer alteração na dieta dos patudo deve ter em consideração o seu estado de saúde e nível de atividade.

Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Castração de cães

A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada? Qual a diferença entre castração e esterilização?