Queimaduras solares nos gatos

Escrito por Bärbel Edel
gatos_queimaduras_1

Finalmente chegou o verão! Mas cuidado, os gatos também podem sofrer queimaduras.

É natural que as pessoas pensem que os seus gatos estão protegidos contra os perigos do sol por causa do seu pelo. No entanto, os pequenos felinos também podem sofrer queimaduras solares. Descubra neste artigo quais os gatos mais sensíveis ao sol e como identificar queimaduras solares nos gatos. Por fim também explicamos como evitar este problema.

Zonas mais propícias a queimaduras solares: orelhas, nariz e barriga

As queimaduras solares são lesões da pele causadas pela exposição aos raios ultravioleta emitidos pelo sol. Assim, a exposição prolongada ao sol sem qualquer proteção causa geralmente queimaduras solares. E isto aplica-se às pessoas, mas também aos gatos.

As zonas do corpo mais expostas à radiação solar são as que correm maior perigo. Nos gatos as zonas mais propensas a ter queimaduras solares são as orelhas e a ponta do nariz. Isto deve-se ao facto de nessas zonas o pelo dos gatos ser mais fino e, portanto, oferecer menos proteção.

No entanto, se o seu pequeno felino gosta de se deitar de barriga para cima ao sol, a barriga também é um ponto sensível. Tal como nas orelhas e no nariz, os pelos da barriga são mais finos e menos densos. Assim, a barriga dos gatos também pode sofrer queimaduras solares.

Quais os gatos que correm mais perigo de sofrer queimaduras solares?

Alguns gatos têm maior tendência a sofrer queimaduras solares devido aspetos físicos específicos. Como por exemplo, os gatos sem pelo como os gatos da raça Sphynx. No entanto, gatos que foram tosquiados recentemente ou gatos com pelo particularmente curto e fino também precisam de cuidados extra.

Além disso, algumas doenças de pele ou uma infestação por parasitas podem causar perda de pelo e tornar a pele mais sensível. Assim, também nestes casos os gatos têm mais probabilidade de sofrer queimaduras solares. As zonas da pele com cicatrizes de feridas ou de cirurgias ficam também mais sensíveis e como tal devem ser protegidas da exposição excessiva ao sol.

Existem também algumas doenças que pioram com a exposição solar. Assim, de acordo com os veterinários, gatos com doenças de pele autoimunes devem usar sempre protetor solar.

Queimaduras solares nos gatos brancos

Quanto mais clara a pele de uma pessoa, maior o risco de sofrer queimaduras solares. Esta regra aplica-se exatamente da mesma forma aos gatos. Assim, gatos de pelo branco, e gatos com o focinho, as orelhas ou barriga brancas não toleram tão bem o sol como os gatos de pelo mais escuro.

As queimaduras solares em gatos brancos ou sem pelo são mais comuns.

Identificar queimaduras solares nos gatos

Os sintomas de queimaduras solares nos nossos gatos são semelhantes aos nossos: uma queimadura ligeira deixa a pele ligeiramente avermelhada. Por outro lado, nos casos mais graves os gatos apresentam bolhas, inflamação da pele e a formação de crostas. Numa fase mais avançada a pele cai.

As queimaduras solares nos gatos também provocam dores e comichão. Assim, se o seu gato se começar a coçar muito depois de um longo banho de sol é possível que ele tenha uma queimadura. Infelizmente, como a pele está mais frágil o coçar-se pode permitir a entrada de bactérias ou outros patógenos. Assim, depois de uma queimadura solar o gato pode desenvolver infeções na pele e mesmo úlceras, ou seja, feridas. Na pior das hipóteses a exposição excessiva ao sol pode provocar o aparecimento de cancro na pele.

Como evitar queimaduras solares no seu gato

Um gato de apartamento que pode ir relaxar na varanda deve ter sempre locais com sombra à disposição. Coloque por exemplo um guarda-sol na varanda ou escolha plantas que deem bastante sombra. Ainda assim, muitos gatos preferem deitar-se a dormir ao sol.

Se o seu gato puder sair de casa sozinho não tem a possibilidade de saber o que ele faz. Assim, a melhor forma de prevenir as indesejadas queimaduras solares é pôr-lhe protetor solar nos locais mais expostos, como a ponta do nariz e as orelhas. Nos gatos sem pelo o protetor solar deve ser aplicado em todo o corpo.

Use apenas produtos resistentes à água, sem perfume e com pelo menos fator 30. Pode, por exemplo, usar os protetores solares para bebés. Estes produtos costumam ter um fator de proteção elevado e não contêm perfumes, corantes ou conservantes.

Como tratar queimaduras solares nos gatos

Se apesar de todos os cuidados o seu gato tem queimaduras solares, a primeira coisa a fazer é colocá-lo num local fresco. Em seguida, incentive-o a beber muita água, de forma a arrefecer o corpo por dentro.
Na internet é comum encontrar sites que aconselham a colocar iogurte ou cremes gordurosos nas zonas com queimaduras. Por favor, evite estes remédios caseiros, pois podem tornar a situação mais grave. Por exemplo, os cremes gordos impedem a dissipação de calor.

Se a situação é grave deve naturalmente levar o seu gato ao veterinário o mais cedo possível. O veterinário tem à sua disposição pomadas especificas e medicamentos com os quais consegue reduzir os sintomas. Nesses casos é provável que o seu gato tenha de usar um colar isabelino ou colar protetor. Desse modo, o gato não consegue coçar as zonas atingidas nem lamber possíveis feridas.

No nosso artigo 5 dicas para o seu gato lidar bem com as altas temperaturas encontra mais dicas para que o verão do seu gato seja o mais confortável possível!


Bärbel Edel
Bärbel Edel

I am a journalist, love animals and have already researched the relationship between humans and dogs during my folklore studies. A few years ago I adopted a tomcat from the Munich animal shelter. Elvis was the reason to start my cat blog "Lieblingskatze" and also to deal with animals in a journalistic way. With my articles I would like to help people understand their pets better.


Os nossos artigos mais relevantes
4 min

A idade dos gatos

Descubra neste artigo como determinar a idade dos gatos, quantos anos vive um gato, e com que idade é que um gato se torna idoso?