5 dicas para o seu gato lidar bem com as altas temperaturas

Os gatos adoram sentir o sol quente no seu pelo enquanto se deitam no tejadilho do carro ou na varanda. Em dias de verão particularmente solarengos e com temperaturas elevadas, os gatos podem atingir os seus limites. Entre as consequências contam-se queimaduras solares e insolações. As seguintes cinco dicas irão ensinar-lhe como proteger o seu patudo nos dias mais quentes.

Verão com gatos em segurança: o protetor solar certo

Muitos de nós não sabem mas até os gatos podem estar sujeitos a queimaduras solares no verão! À primeira vista, faz sentido que gatos sem pelo, como os sphynx, sofram queimaduras. No entanto, por que motivo são também afetados os gatos com pelo? Estes têm pelo menos denso na ponte nasal, nas orelhas e no abdómen, em comparação com o resto do corpo. Nessas partes do corpo, a exposição solar excessiva pode conduzir à inflamação da pele. Gatos de pelo claro ou de pelo mais curto apresentam um risco especialmente elevado de queimaduras. Os primeiros sinais de queimadura são vermelhidão da pele, aumento da sensibilidade à dor e comichão intensa. Em casos mais graves, podem ocorrer náuseas e lesões cutâneas dolorosas com bolhas.

Proteja o seu gato das queimaduras solares ao aplicar protetor solar com um fator de proteção elevado nas áreas mais vulneráveis do corpo. Ao selecionar um protetor solar apropriado, certifique-se de que substâncias que causam irritação, como perfumes ou alergénios, foram processadas.

Água potável fresca sempre disponível

Nos dias quentes de verão, os gatos precisam de beber mais água do que o habitual. Se o seu patudo não ingerir água suficiente pode ficar desidratado. Deixamos-lhe algumas dicas para encorajar o animal a beber quando as temperaturas estão mais elevadas:

  • Distribua vários bebedouros ou fontes pela casa;
  • Mude a água diariamente;
  • Reservatórios de água no jardim encorajam muitos gatos de exterior a beber fora das quatro paredes habituais;
  • Qualquer gato gosta de caldo de galinha ou caldo de carne sem sal;
  • Complemente a ração com comida húmida com uma elevada percentagem de humidade.

Depósitos de água no jardim estimulam muitos gatos a brincar e a beber durante o tempo mais quente.

Proporcione ao gatinho um lugar à sombra

Durante os meses de verão, os pavimentos escuros e as estradas alcatroadas aquecem de tal modo que dificilmente os nossos patudos aí conseguem caminhar. Para manter o piso agradavelmente fresco pode, por exemplo, cobri-lo com uma manta de cor clara ou humedecida. Experimente ainda adquirir um tapete refrescante ou criar um lugar à sombra por debaixo do chapéu de sol, ambas excelentes ideias para o patudo se refrescar.

Se o seu gato é doméstico e não de exterior sugerimos que abra as janelas durante a noite ou de manhã cedo, de modo a arejar a casa a fundo. Durante o dia é recomendável escurecer a casa, baixando as persianas ou fechando as cortinas. Assim, a temperatura ambiente mantém-se agradável para si e para o seu patudo mesmo nos dias mais quentes.

Piscina para refrescar

Gatos e água nem sempre têm a melhor relação. Porém, a mesma pode mudar drasticamente durante as ondas de calor. Ofereça ao seu animal de estimação várias opções para se refrescar no verão:
Os gatos de exterior ficarão nas nuvens com uma pequena piscina refrescante ou com um irrigador no jardim. Por outro lado, um gato doméstico sentir-se-á feliz com uma banhoca de água fria ou com uma toalha húmida.

Cubos de gelo são uma forma saborosa para os gatos se refrescarem. Torne as coisas mais interessantes para o seu gatinho e esconda uma guloseima no meio dos cubos de gelo.

Proteja o animal dos parasitas no verão

Carraças e pulgas são fãs do verão e das temperaturas elevadas. Durante os meses mais quentes, estes parasitas podem ser encontrados em grande número nas ervas e árvores, podendo transmitir doenças infecciosas perigosas aos gatos. Assim, é fundamental proteger os gatos de exterior na primavera com a ajuda de antiparasitários eficientes.

Dependendo do espectro e da duração do efeito de proteção, pode optar por diferentes formas de dosagem:

  • As coleiras fazem com que menos carraças piquem ao animal. Por norma, os efeitos perduram ao longo de vários meses;
  • Os spot-ons, ou pipetas, são aplicados no pescoço dos gatos, para que o produto se distribua no pelo dos animais;
  • Os comprimidos são administrados oralmente e provocam a morte dos parasitas após a picada.

Não hesite em questionar o médico veterinário acerca da composição, dosagem e possíveis efeitos secundários destes produtos.

Os nossos artigos mais relevantes

Vacinas para gatos

Devo ter meus gatos vacinados? Se sim - contra o quê? Todas as informações sobre vacinas de gatos.