Kohona

Escrito por Natalie Decker
gato sphynx de grandes olhos azuis

Este gato sphynx parece-se muito com um gato kohona.

O kohona é um gato sem pelo extremamente raro. Os animais desta raça são totalmente carecas. Portanto, nem têm bigodes. No entanto, tendo em conta que os bigodes representam um importante órgão sensorial dos gatos, a criação desta raça está envolvida em alguma polémica. Fique a saber mais neste artigo.

Aspeto do kohona: gato sem pelo com pele enrugada

Tal como o sphynx e o gato de raça ucraniana levkoy, também o kohona é um gato sem pelo. No entanto, muitas das raças de gatos sem pelo têm uma fina penugem. Pelo contrário, o kohona é totalmente careca. Na verdade, não tem quaisquer folículos pilosos e, portanto, não tem bigodes. A pele do kohona oscila entre o rosa e o rosado e é enrugada. De acordo com o criador Michelle Berge, a pele enrugada desta raça “é como uma vela quente”.

Embora, devido à falta de pelo, a aparência do kohona seja ossuda, o físico desta raça é bem musculado. Tratando-se de uma raça de porte médio, cada exemplar pesa entre 3 a 4 quilos. A cabeça é cuneiforme, a cauda é fina e pontiaguda. Além disso, são típicas do kohona as suas grandes orelhas de morcego e os olhos amendoados.

Kohona: ainda não reconhecida como raça

Até agora, a kohona ainda não foi reconhecida como uma raça independente pelas associações internacionais dedicadas a estes felinos. Portanto, não existem padrões de raça uniformizados. Por exemplo, em relação à cor dos olhos tudo é permitido – desde o azul, passando pelo verde e pelo cobre.

A aparência do kohona provoca reações nas pessoas. Na verdade, já foi considerado “o gato mais feio do mundo” e associado com personagens de filmes, como o E.T. e comparado com o Gollum. Ainda assim, são muitos os fãs fervorosos de raças de gatos sem pelo – e alguns acolheram o Kohona no seu coração.

Polémica em relação à criação de gatos sem pelo

Os ativistas dos direitos dos animais condenam a criação deliberada de gatos sem pelo, como o kohona. Condenam, sobretudo, a falta dos bigodes (cujo termo técnico é vibrissas), considerando-o um problema significativo para a raça. Pois os pelos faciais ajudam o animal a orientar-se. Aliás, os bigodes têm um papel muito importante, principalmente no escuro, na busca por presas e no primeiro contacto com outros gatos.

Proibição de criação de raças sem pelo como a kohona

Tendo em conta que os gatos da raça kohona têm em falta este importante órgão dos sentidos, a criação da raça está envolta em polémica. Em alguns países, como é o caso da Alemanha, a criação de gatos totalmente carecas está totalmente proibida.

Carácter do kohona: brincalhão e dócil

A sua aparência fora do comum, quase a fazer lembrar um alien, pode deixar de pé atrás alguns fãs de gatos. Mas a sua personalidade é de derreter corações. O kohona é considerado um gato afetuoso e brincalhão e que forma laços próximos com os donos. Além, trata-se de uma raça muito dócil. Com alguma paciência, pode ensinar alguns pequenos truques a estes espertos patudos, como dar a pata ou equilibrar-se nas patas traseiras.

Em geral, o carácter do kohona é muito semelhante ao de outro gato sem pelo – o sphynx. Porém, supostamente, o kohona é um pouco mais calmo e não tão temperamental como o seu parente careca. Na verdade, já que o kohona não é reconhecido como uma raça independente, são muito vagas as informações acerca dos seus traços de carácter típicos.

Manutenção e cuidados: exigências especiais do kohona

Quando se tem gatos sem pelo, como é o caso do kohona, devem ser tidas em conta algumas coisas. Tendo em conta que não têm pelo para os proteger, o melhor é não os deixar no exterior. Como gatos de exterior, estão desprotegidos contra o calor e o frio.

No entanto, mesmo dentro de casa são necessários cuidados para se certificar de que o kohona nunca tem muito frio nem muito calor. Além disso, não deve ser exposto a correntes de ar. Se, ainda assim, quiser que o seu patudo saia para o jardim ou para uma varanda com rede, deve proteger a sua pele sensível com protetor solar à prova de água e sem odor.

Cuidados meticulosos com olhos e ouvidos

A verdade é que um gato sem pelo como o kohona não precisa de ser escovado. Porém, os cuidados de manutenção não deixam de ser exigentes. Ao contrário de outros gatos, o kohona precisa de tomar banho com regularidade. E porque estes gatos não têm pestanas, os donos dos kohona têm que limpar-lhes os olhos cuidadosa e repetidamente. Também as grandes e bem espaçadas orelhas destes animais precisam da assistência dos donos em relação à limpeza.

Serão os kohona indicados para quem é alérgico a gatos?

Lê-se muitas vezes que os gatos sem pelo, como os kohona, são particularmente indicados para quem sofre de alergia. Mas isto não é verdade. Porque o alérgeno que desencadeia espirros e olhos lacrimejantes não se encontra no pelo do gato, mas sim na sua saliva. É verdade que os kohona não podem espalhar a sua saliva no pelo quando se lavam, como os outros gatos. Portanto, são gatos que podem somente provocar sintomas ligeiros nos alérgicos ou mesmo nada de pingo no nariz nem falta de ar. Porém, não há qualquer garantia disto.

Os gatos sem pelo têm necessidades energéticas mais elevadas do que os gatos com pelo. Já que não têm pelo para os isolar, o seu organismo precisa de gastar mais energia para manter a temperatura corporal. Em gatos saudáveis, a temperatura ronda os 38, 39 graus Celsius. Em gatos sem pelo, a temperatura corporal normal pode chegar aos 42 graus. Portanto, precisam de obter a energia de que precisam a partir da comida.

Por este motivo, os gatos sem pelo precisam de ingerir mais comida do que outras raças do mesmo tamanho e peso. Além disso, tal como todos os gatos, a alimentação dos kohona deve basear-se em ração ou comida húmida de elevada qualidade e rica em proteína.

Tendo em conta que a criação do kohona é muito recente e escassa, nada se sabe sobre as doenças típicas da raça. No entanto, como o património genético é muito reduzido, pode assumir-se que a consaguinidade possa ser um problema nesta raça.

Gatinhos cujos pais partilham muitas semelhanças a nível de genes podem nascer com várias doenças ou deficiências. Traços típicos de consaguinidade incluem animais de tamanho reduzido ou hidrocefalia.

Calor e frio como um risco para a saúde

Além de tudo o que já referimos, também a ausência de pelo é fonte de problemas para os kohona. Por um lado, arrefecem muito depressa; por outro, podem queimar-se com muita facilidade. E como não têm bigodes, têm dificuldades em entrar em contacto com outros gatos.

Isto deve-se ao facto de os bigodes constituírem um importante meio de comunicação e terem um papel decisivo nas expressões faciais. Por exemplo, quando os bigodes estão para baixo podem expressar inibição. Já quando estão apontam para cima indicam atenção.

A raça kohona é extremamente rara e, regra geral, não se encontra disponível no nosso país. De facto, esta raça de gatos raramente é criada fora dos EUA, sobretudo devido às questões éticas que isso implica. Relatórios de 2007 referem apenas 18 exemplares da raça – em todo o mundo. É uma incógnita quantos kohona existem atualmente.

Gatos sem pelo nas associações protetoras de animais

Se sonha com um gato sem pelo, é provável que tenha de focar os seus desejos na raça sphynx, bastante mais comum. Mas a verdade é que estes animais também sofrem com problemas de saúde, relacionados com a ausência de pelo.

Os amantes de animais devem, portanto, reconsiderar a ideia de adotar um gato sem pelo. E se se perdeu de amores por um gato deste tipo, recomendamos que tente adotá-lo num gatil ou associação protetora de animais. Assim, não está a alimentar um negócio pouco ético.

História: raça oriunda do Havai

Os kohona são muito provavelmente originários do Havai. Portanto, também são designados por “havaianos sem pelo”. Outro nome para esta raça é “rubber cat”, já que a textura da sua pele, nua e enrugada, faz lembrar borracha.

Sumariando, apareceu no Havai, pela primeira vez em 2022, um gato sem pelo. Porém, não foi fruto de criação deliberada, mas sim de um capricho da natureza. Assim, todos os outros kohonas descendem desta progenitora.

Os verdadeiros amantes dos animais não têm gatos kohona

Portanto, apesar de semelhantes, os kohona desenvolveram-se independentemente dos sphynx. Estes últimos são oriundos do Canadá. Também existe uma diferença importante entre estas duas raças de gatos sem pelo. Enquanto o sphynx conta com uma suave penugem, os kohona são animais completamente nus. Além disso, não têm bigodes nas áreas do focinho nem dos olhos, o que coloca algumas questão a nível ético. Em resumo: comprar e ter um kohona não é aconselhável.

Demnach hat sich die Kohona unabhängig von ihrer haarlosen Kollegin, der Sphynx, entwickelt. Diese stammt nämlich ursprünglich aus Kanada. Zudem gibt es einen wichtigen Unterschied zwischen den beiden Nacktkatzenrassen. Während die Sphynx noch einen sanften Haarflaum besitzt, ist die Kohona komplett nackt. Sie hat auch keinerlei Tasthaare im Bereich der Schnauze und der Augen, was diese Rasse zu einer Qualzucht macht. Vom Kauf und von der Haltung einer Kohona ist daher abzuraten.


Natalie Decker
Profilbild Natalie Decker (mit Pferd)

"A vida sem um Pug é possível, mas não faz qualquer sentido," disse Loriot. Eu concordo totalmente, mas acrescento: "A vida sem um cavalo, gato ou coelho é igualmente sem sentido.". Adoro todos os animais e tenho a enorme sorte de escrever sobre a minha paixão como autora freelance. Com os meus artigos espero chamar à atenção das questões sobre o bem estar animal e dar dicas úteis a todos os amantes de animais.


Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Persa

Os gatos persas são das raças mais populares, antes de adotar um gato persa fique a saber: Que cuidados ter; Personalidade; Alimentação e muito mais.
3 min

Siamês

Aos siameses costumam chamar-se “cão em corpo de gato“, tendo em conta que se deixam treinar, até certo ponto, pelas pessoas.