Maltipoo

Quer seja um Golden Doodle, Cockapoo ou Maltipoo – todas estas raças têm uma coisa em comum: trata-se de raças híbridas, resultantes do cruzamento dum caniche com cada uma de outras raças reconhecidas. Atualmente, estes lindos exemplares de "cães de designer" são bastante populares. No entanto, quem gosta de cães, também deve ter em conta os aspetos críticos da "reprodução híbrida" antes de se decidir por um desses simpáticos cães.

Aparência

Cães com aspeto de ursinho de peluche

Como os Maltipoos são híbridos, a sua aparência não pode ser generalizada, ou seja, não há um padrão. Mas em termos de tamanho, pelo menos, pode-se dizer que o Maltipoo é um cão de porte pequeno. Dependendo da variedade com a qual foi cruzado – caniche anão ou caniche miniatura/toy -, estes patudinhos pesam entre 2 e 10 kg, em média pesam cerca de 4 kg e têm cerca de 28 cm de cernelha. Outra característica é as orelhas flácidas e os olhos redondos, o que dá ao Maltipoo o típico aspeto de ursinho de peluche. Embora todos os (bichon) maltês sejam brancos, os Maltipoos - dependendo do caniche com o qual foram cruzados - podem ser encontrados em todas as cores: branco, preto, castanho, creme ou damasco, sendo muito frequentemente bicolores. O nariz é geralmente preto ou rosado.

História dos cães de designer

O Maltipoo é um cão híbrido ou, por outras palavras, um mestiço. A toda a hora é possível encontrar em classificados no jornal ou na Internet anúncios para venda de mestiços, onde os benefícios da combinação de duas raças são apregoados. Isto não é novidade, mas os "cães de designer" estabelecem outros padrões: os amantes destas raças híbridas anunciam apenas as qualidades positivas das duas raças que podem ser encontradas na ninhada - por exemplo, a ausência de queda de pelo do caniche e o caráter do Retriever. Talvez as combinações mais famosas destes cães híbridos sejam o Labradoodle e o Golden Doodle. O caniche inteligente e robusto é muito comum em raças híbridas. Isto pode dever-se ao facto de ter caído em descrédito como "cão da avó" ou "cão da moda", embora seja uma raça que tem muitas características positivas. Com os híbridos geralmente não se vai além do primeiro cruzamento, pois as características herdadas na segunda geração seriam muito imprevisíveis.

O Maltipoo é também resultado do cruzamento com caniche: é o cruzamento entre (bichon) maltês com caniche anão ou toy. O maltês remonta aos antigos cães de colo, enquanto os ancestrais do caniche eram cães de trabalho versáteis. Originalmente usado como cão de caça, principalmente para caçar na água, o caniche acumula outras características, além de ser um cão social puro.

Caráter e educação

Devido aos diferentes antecessores, os bonitos Maltipoos são uma caixinha de surpresas, em termos de caráter. É impossível prever quais as qualidades que serão dominantes. Por norma os Maltipoos são brincalhões e estão intimamente ligados ao seu cuidador, seguindo-o para onde quer que vá. Ambas as raças que dão origem a este cruzamento têm um comportamento um pouco distante perante pessoas que lhes são estranhas, e isso também se verifica com o Maltipoo. Com os da sua espécie geralmente entendem-se bem, mas a esse respeito, é claro, a primeira impressão é crucial: o criador deve trabalhar a socialização dos cachorros em pormenor e em vários contextos da vida quotidiana (p.ex. perante aspiradores, o serem tocados, a possibilidade de haver gatos em casa). Muitos donos de Maltipoos descrevem estes patudos como sendo curiosos, corajosos e arrojados. Estes mestiços também manifestam estranheza, mas por serem bem educados, não costumam ladrar.

Ao educar um Maltipoo, como com qualquer outro cão, não deve abrir exceções às regras estabelecidas. Mesmo que o seu patudinho olhe para si de forma irresistível, seja sempre consistente na educação dos cachorros, para que entendam desde início o que se espera deles. E nisto todos os membros da família devem agir em conformidade. Se derem ao novo membro da família regras claras de forma consistente, ele irá aprendê-las rapidamente. A verdade é que até os cães de porte pequeno podem levar-nos ao desespero, se não tiverem aprendido a regras de obediência básica. Recomendamos que visite a escola para cães com o seu patudo e depois que assista às sessões de treino na escola, para promover o comportamento social do animal e aprender juntamente com ele.

A personalidade do Maltipoo, em resumo:

  • Por norma é brincalhão
  • Desenvolve uma estreita ligação com o seu cuidador
  • Geralmente tem um comportamento distante com pessoas estranhas
  • Normalmente dá-se bem com outros da sua espécie
  • Por norma não ladra, se for educado
  • É descrito como corajoso, curioso e arrojado

Saúde

Será que os mestiços como o Maltipoo são mais saudáveis?

Os criadores de raças híbridas geralmente argumentam que os mestiços são mais saudáveis, já que o conjunto genético é maior do que em cães de raça pura. Porém, os criadores de raças puras trabalham com exemplares que passaram por numerosos exames ainda antes de serem aprovados para reprodução. Isto porque a maioria das associações exige um teste de adequação à reprodução antes que o cão possa ser usado para essa finalidade. Estas restrições dão ao comprador uma segurança mínima na aquisição dos cachorros. Além do mais, os criadores dedicados estão sempre disponíveis para lhe dar informações sobre os cuidados de saúde da raça.

Infelizmente, apenas um número reduzido de criadores de híbridos investe dinheiro em extensos exames médicos antes de fazer criação. Porém, uma vez que muitas doenças só ocorrem em animais adultos, os compradores acabam por “pagar a fatura” posteriormente. Num cruzamento entre caniche e maltês, os progenitores devem ser examinados para despistar doenças específicas das raças. Em ambas há a registar doenças oculares e problemas nas articulações dos joelhos. É importante saber que o exercício adequado e um peso corporal saudável podem proteger as articulações do seu Maltipoo. Outro exemplo é a combinação incomum de caniche de pelo frisado e maltês de pelo sedoso, a qual pode levar a cachorros com problemas de pele. Um Maltipoo saudável pode atingir uma idade média de 15 anos.

A alimentação dos Maltipoos

O que deve dar de comer ao seu Maltipoo? Tal como acontece com o caniche, o bichon maltês e qualquer outro cão, estes híbridos adoráveis também preferem uma ração de qualidade com muita proteína animal. Verifique a embalagem de cada ração para ver o teor de carne contida: a carne deve estar sempre no topo da declaração. Outros ingredientes que apenas servem para “encher” a ração, como é caso dos cereais ou matérias açucaradas, não devem estar incluídas na comida do seu amigo de quatro patas. É perfeitamente possível combinar alimentos secos e húmidos: por exemplo, pode dar ração como recompensa durante o treino e para fazer jogos de busca, enquanto a comida húmida fica reservada para a "refeição principal". Enquanto um cachorro precisa de várias refeições por dia, um cão adulto precisa de apenas uma ou duas. Os ossos de roer, de couro cru ou de carnes secas, proporcionam ao seu Maltipoo momentos extra de prazer a mastigar. Mas deve ficar atento para evitar que o patudinho fique com excesso de peso. É importante que o animal tenha sempre água à disposição. Sobre este assunto, deixamos-lhe uma dica: se fizer uma caminhada mais longa com ele, vá munido duma garrafa de água.

Cuidados a ter com um Maltipoo

Embora o caniche exija poucos cuidados, o maltês é bastante mais rigoroso a esse respeito: o cãozinho de “casaco” branco precisa duma escovagem diária, e também não dispensa o banho regular. Num híbrido não é previsível a forma como o pelo se vai desenvolver. Como já foi referido, devido à predisposição genética do maltês, bem como à estrutura de pele diferente dos malteses e dos caniches, podem ocorrer problemas de pele e pelo. Além disso, os cuidados a ter podem ser exigentes: alguns donos de Maltipoos relatam que o pelo é difícil de pentear e tende a emaranhar-se muito rapidamente. Deve reservar diariamente algum tempo para cuidar do pelo do seu Maltipoo. Se tiver pelo mais longo, deve escová-lo após cada passeio, pois pode trazer pequenos galhos ou folhas agarrados. Se necessário, consulte um cabeleireiro canino para se aconselhar sobre o corte mais adequado – mas cuidado, as tesouras muitas vezes causam problemas de pele e pelo aos Maltipoos. Se as unhas do seu Maltipoo estão muito longas, deve cortá-las com uma tesoura específica. Verifique as unhas frequentemente – até um pequeno som da unha a raspar no chão durante a caminhada indica que está na hora de voltar a usar a tesoura. Se ainda não se sentir à vontade para fazê-lo, peça ajuda a donos experientes ou ao seu veterinário.

Entretenimento

O que é que diverte um Maltipoo

Estas pequenas bolas de energia gostam muito de longas caminhadas, durante as quais têm a oportunidade de farejar e brincar. Um Maltipoo adulto e treinado terá prazer em acompanhar o dono em caminhadas longas, mas é necessário que tenha cuidado para não sobrecarregar o patudinho. Os Maltipoos costumam ser brincalhões e, por isso, estarão felizes se tiverem ao alcance uma variedade de brinquedos para cães de porte pequeno. Muitos gostam de aprender truques usando os brinquedos ou de fazer jogos de busca para entregar o brinquedo ao dono. As atividades de agility para cães de porte pequeno são outra alternativa muito apreciada pela raça. Mas não se esqueça de fazer pausas para descansar, assim o animal também aprende a aproveitá-las.

O Maltipoo é o cão certo para si?

Um Maltipoo tanto se adapta a viver no campo como num apartamento, na cidade. O importante é que esteja (quase) sempre perto do dono! Este cão afetuoso é geralmente bom para principiantes. No entanto, deve informar-se devidamente sobre o treino de cães e visitar o seu amigo de quatro patas na escola de cães, para obter dicas valiosas a aplicar quando viverem juntos. Estes cães afáveis vivem bem com uma família. Se tiver filhos ainda muito pequenos, deve garantir que eles não vejam o patudo como um "brinquedo". Nesses casos, há sempre o risco de magoarem o cão, ainda que o façam sem intenção – deve ensiná-los desde tenra idade a respeitarem os animais. Além disso, o Maltipoo deve ter sempre um espaço que funcione como um retiro para ele usar, se o ambiente estiver demasiado agitado. Uma vez que é difícil conseguir calcular a intensidade dos cuidados que o cão vai exigir quando atingir a idade adulta, o melhor é preparar-se para gastar algum tempo diariamente com essa tarefa.

Além disso, antes de adquirir o seu novo companheiro de casa, deve ter um plano para quando for de férias ou no caso de ficar doente. Devido ao seu tamanho prático, poderá levá-lo consigo, dependendo do seu destino de férias. Cada vez há mais hotéis e pensões a aceitarem não só os hóspedes bípedes, mas também os quadrúpedes, desde que sejam bem comportados. Outro assunto a considerar seriamente antes de comprar um animal de estimação é verificar os custos que terá com ele, a longo prazo. Isto porque, além do preço de compra e do equipamento básico e despesas regulares, acrescem: alimentação de qualidade, seguro de responsabilidade do cão, visitas regulares ao veterinário, incluindo vacinação e desparasitação e, possivelmente, visitas ao cabeleireiro canino, ou ainda, se algo correr mal, um orçamento para tratamento de doenças graves.

Onde se pode encontrar um Maltipoo?

É aconselhável fazer a sua procura de cachorros nalgum criador que esteja filiado nalguma associação reconhecida pela FCI e que lhe dará toda a documentação necessária relativa ao patudinho. Deste modo, pode ter certeza que o criador adere aos padrões da raça e aos estatutos da associação. Um criador responsável está sempre filiado nalguma associação. No entanto, como o Maltipoo não é uma raça pura, não vai encontrar nenhum criador filiado. Alertamos que deve evitar os criadores que anunciam que entregam o cão com a devida papelada, porque nenhuma associação reconhecida passa documentação para raças que, oficialmente, não existem. Se não abdica de ter um cachorro Maltipoo, então recomendamos que tente descobrir o máximo possível sobre os progenitores e a sua origem.

Melhor ainda: vá diretamente a criadores das raças caniche e maltês - talvez uma das raças seja o que procura? Ambos têm um maravilhoso caráter e há muitos criadores responsáveis que podem ajudá-lo a encontrar o seu novo companheiro de quatro patas. Visitar uma exposição canina, onde as diferentes raças podem ser admiradas ao vivo, e conversar com os criadores também pode ser útil, quando se trata de encontrar a raça certa.

Se está disposto a ter um cão adulto, recomendamos que procure nalgum abrigo animal da sua área ou mesmo na vastidão da Internet: certamente vai encontrar um patudo adequado. Nos abrigos há muitos mestiços que esperam ter uma nova casa e, assim, até já pode ficar com uma ideia do tipo de pelo e do comportamento do cão, quando se conhecerem. Não raras vezes, é desta forma que muitos donos encontram o cão dos seus sonhos e, simultaneamente, estão a dar um enorme contributo para o abrigo animal. Em alternativa, também pode procurar um caniche ou maltês adulto, os quais em muitos casos aguardam um novo lar, através de associações especiais da raça.

Desejamos-lhe as maiores felicidades com o seu patudo!

Artigos relacionados
Artigos relacionados
Os nossos artigos mais relevantes

Rafeiro Alentejano

Está a pensar adotar um Rafeiro Alentejano? Conheça todas as características da raça e se é o cão indicado para si.

Yorkshire Terrier

Está a pensar adotar ou comprar um Yorkshire Terrier? Saiba qual é a sua personalidade, tipo de alimentação, cuidados de saúde e muito mais.

Labrador Retriever

Gosta de agradar, adora pessoas e é robusto: o Labrador Retriever é extremamente popular como cão de família.