Desenvolvimento dos cachorros This article is verified by a vet

Desenvolvimento dos cachorros

O desenvolvimento dos cachorros começa assim que nascem

Descubra neste artigo as fases de desenvolvimento dos cachorros e como ajudar o seu cachorro a tornar-se num adulto seguro e calmo.

Os cachorros passam por várias fases de desenvolvimento até chegarem à idade adulta. Numa fase inicial é a mãe cadela e o criador que têm o papel principal na educação dos cachorrinhos. No entanto, a partir do momento em que o patudo chega a sua casa os donos assumem o papel principal.

Vamos então conhecer as principais etapas no crescimento dos cachorros.

Fase neonatal

Esta fase de desenvolvimento dos cachorros começa no dia em que eles nascem e dura cerca de duas semanas. É importante lembrar que os cachorros nascem cegos e surdos. Assim, eles basicamente sentem fome e frio. Por isso passam a maior parte do tempo a dormir perto da mãe, que procuram para se aquecerem e para comer. Quando procuram a mãe, os cachorrinhos costumam fazer movimentos circulares com a cabeça. Desta forma eles tentam não se afastar muito do ninho.

No entanto e apesar de não terem todos os sentidos, a aprendizagem começa nesta fase. Por exemplo, os cachorrinhos aprendem que devem agir se sentirem fome ou frio. Além disso são recompensados com o leite ou calor da mãe pelo seu esforço. O criador não deve facilitar este processo para que o cachorro possa compreender a relação entre esforço e recompensa. Por outro lado, um nível de stress moderado permite um desenvolvimento emocional equilibrado.

Por fim, os cachorrinhos devem ser bem acompanhados nesta fase, mas não de forma excessiva.

Desenvolvimento dos cachorros: socialização com pessoas

Fase transacional do desenvolvimento dos cachorros

A terceira semana de vida dos cachorrinhos designa-se fase transacional. Nesta fase os olhos dos cachorros abrem, a audição começa a desenvolver-se e nascem os primeiros dentes de leite. No entanto, os cachorros só começam realmente a ver a partir do 17º ou 18º dia. É então a partir deste momento que começam a reagir aos irmãos, pessoas e ao mundo em geral.

Apesar de os cachorrinhos continuarem a dormir muito o nível de atividade aumenta. Assim, também o desenvolvimento muscular e a coordenação motora melhoram.

Nesta fase do desenvolvimento dos cachorros inicia-se a socialização, pois eles têm os primeiros contatos mais conscientes com os irmãos. O criador pode habituar os cachorros à presença de pessoas fazendo-lhes festinhas regularmente em todo o corpo.

A fase de socialização

A fase de socialização é a fase mais importante no desenvolvimento dos cachorros. Dependendo da raça esta fase pode estender-se até à décima sexta semana.

É nesta fase sensível e decisiva que os cachorros desenvolvem a sua personalidade e que fazem aprendizagens cruciais para o futuro. Os cachorros vão armazenar na sua memória todos os estímulos com que se confrontarem de acordo com a sua experiência. Ou seja, todos as novas situações positivas vão dar lugar a memórias positivas. Assim, as experiências positivas vão contribuir para que o cachorro se sinta seguro e para que no futuro reaja bem a novos estímulos.

A partir da sétima semana de vida os cachorros tornam-se naturalmente mais cautelosos. Assim, é muito importante expor os cachorros ao maior número possível de estímulos entre a terceira e quinta semanas. No entanto, os cachorros nesta idade são muito curiosos e por isso é uma fase ótima para iniciar aprendizagens. As sessões de treino devem ser essencialmente lúdicas e não é necessário recorrer a recompensas para atrair a atenção dos pequenos patudos.

Por volta das oito semanas os cachorrinhos ficam a conhecer a sua nova família. No entanto a fase de socialização ainda não terminou e cabe ao dono dar-lhe continuidade. Assim, quando o seu cachorrinho chegar a casa deve introduzi-lo calmamente ao novo ambiente e mostrar-lhe as coisas e rotinas do dia-a-dia.

Importante: O criador deve ter iniciado o processo de socialização e exposto os cachorrinhos a diversos estímulos e situações. Os donos devem dar continuidade a este processo de forma a consolidá-lo.

Se pretende mais informações pode ler o artigo Como educar um cachorro na Magazine da zooplus.

A fase juvenil do desenvolvimento dos cachorros

A fase juvenil nos cachorros começa com a mudança dos dentes de leite para a dentição permanente e termina quando os cachorros atingem a maturidade sexual. O marco da maturidade sexual nas cadelas é o primeiro cio e nos machos acontece geralmente quando eles começam a levantar a perna para fazer xixi. Dependendo da raça, a maturidade sexual dá-se entre os seis a doze meses.

Durante a fase juvenil não se observam mudanças tão rápidas ou radicais no desenvolvimento dos cachorros. O crescimento rápido dos primeiros meses terminou e os patudos já atingiram cerca de dois terços do tamanho. Nesta fase o desenvolvimento centra-se sobretudo no aumento da força e da motricidade.

A importância de uma educação consistente e carinhosa

Neste período os donos devem continuar a treinar os seus patudos de forma lúdica e consistente. Os períodos de treino podem ser mais longos. Também deve introduzir a aprendizagem de palavras de comando e estimular o desenvolvimento das capacidades motoras.

Nesta fase os cachorros testam constantemente os seus limites. Este é um processo natural e necessário para os cachorros aprenderem e integrarem as hierarquias sociais no seu comportamento. Assim, para que o seu cão se torne um companheiro feliz e integrado na família deve impor regras claras no dia-a-dia dando-lhe sempre muito carinho.

Muitas vezes por volta dos quatro meses os pequenos patudos tornam-se mais medrosos. De repente situações familiares tornam-se perigosas aos olhos dos cachorros. Se o seu patudo passar por isto deve mostrar-lhe com tranquilidade que pode confiar em si, permitindo assim que ele se acalme. Além disso dê-lhe tempo para ele próprio ultrapassar os seus receios.

Desenvolvimento dos cachorros: Labrador na escola

A fase adolescente do desenvolvimento dos cachorros

O início da adolescência depende muito da raça dos cães. Assim, os cães podem entrar na fase adolescente entre os seis e os doze meses.

Maturidade sexual

A primeira etapa da adolescência, a puberdade, começa com a maturidade sexual. Pode ser um momento desafiante para os donos, pois com a ativação das hormonas sexuais muitos patudos parecem ter desaprendido tudo que sabiam. Assim, se de repente o seu cão que obedecia facilmente aos seus comandos deixar de seguir as ordens mais simples não se espante. O importante é manter a calma e ser consequente pois a relação de confiança que desenvolveu com o seu patudo não se perdeu. Assim, continue a treinar o seu patudo com o mesmo carinho de sempre.

Nesta etapa é também muito importante que o seu cão tenha contato com outros cães. No entanto, os encontros devem ser calmos e controlados para que eles não entrem em lutas por poder. Evite sempre encontros potencialmente conflituosos.

Entrada na idade adulta

Dependendo da raça, os cães começam a entrar na fase adulta por volta dos dois anos. Muitas vezes os traços de personalidade típicos da raça só agora começam a aparecer. É também frequente os cães demonstrarem comportamentos territoriais acentuados. Nesta altura há uma estabilização hormonal que corresponde também à estabilização do comportamento relativamente a outros cães. Assim, muitos cães tornam-se seletivos em relação a outros cães e reagem quando sentem que o seu território está a ser invadido.

A fase adulta

Quando chegam à idade adulta os cães têm a sua personalidade e características físicas completamente desenvolvidas. Assim, experiências ou situações negativas pontuais não os perturbam. De vez em quando os cães ainda testam os limites e as regras para saber se ainda são válidos.

Regra geral: as raças de cães grandes atingem a fase adulta mais tarde do que as de cães pequenos.


Cornelia Kolo, Veterinarian
Cornelia Kolo

During my studies of veterinary medicine and my doctorate at the Ludwigs-Maximilians-University in Munich, I was able to gain numerous insights into the diverse fields of veterinary medicine. Since 2011, I have been in practice as a veterinarian with a wide variety of animals and their diseases. My passion belongs to the task of helping my patients in the best possible way and ensuring their well-being. I also like to share my knowledge as a veterinarian and as a long-time dog owner and dog athlete as an author.


Os nossos artigos mais relevantes