Munchkin

Munchkin castanho adulto

As pernas curtas são a característica física mais marcante dos Munchkin

O Munchkin é uma raça original dos EUA e ainda é relativamente rara no resto do mundo. Um dos aspetos mais característicos destes gatos são as suas pernas curtas, que resultam de uma mutação espontânea. A personalidade inconfundível destes gatos, assim como seu aspeto físico peculiar conquistam o coração de amantes de gatos e despertam grande interesse entre os criadores.

Aparência física: um gato com pernas curtas

As pernas dos Munchkin chamam muito à atenção pois em comparação com o resto do corpo são pequenas. Na verdade, esta é a imagem de marca desta raça. No entanto, apesar do tamanho, as pernas destes gatos são fortes e musculosas.

Também as orelhas destes pequenos felinos têm qualquer coisa de especial. São grandes para o corpo, estão inseridas na parte superior da cabeça e são ligeiramente arredondadas. Já a cabeça é cuneiforme e a testa é plana. Por fim, estes gatos têm olhos amendoados, ligeiramente inclinados e devidamente afastados, que podem assumir qualquer cor.

Todas as pernas dos Munchkin devem ter o mesmo tamanho, no entanto as pernas traseiras podem ser ligeiramente maiores. As patas devem estar viradas para a frente, e não para os lados e devem ser também arredondadas. A cauda tem aproximadamente o comprimento do corpo e é ligeiramente arredondada na ponta.

Em termos de tamanho, estes gatos estão entre o médio e grande e apresentam músculos fortes e bem delineados. Em termos de peso, as fêmeas atingem os 2 a 3.5 kg e os machos 3 a 4 kg.

Munchkin: gatos com pelo colorido e sedoso

O tamanho do pelo do Munchkin varia entre curto a semi-longo, mas em qualquer caso o pelo está sempre junto ao corpo, ajudando a definir os músculos. A cor do pelo, tal como a dos olhos, é a mais variada possível, indo desde o preto ao branco, incluindo vários tipos de padrões.
Entretanto surgiram também variedades desta raça. Entre as quais está a Mei Toi Munchkin, um Munchkin anão, e a Munchkin Super Short, que são gatos com pernas ainda mais pequenas.

A personalidade do Munchkin

Os Munchkin são considerados carinhosos, calmos e ao mesmo tempo bastante sociáveis e brincalhões. Além disso, estes gatos gostam tanto de exercício físico como qualquer outro gato. Na verdade, apesar da sua aparente calma, estes pequenos felinos adoram correr e brincar. E as suas pernas curtas não os impedem de ser extremamente rápidos e excelentes trepadores. Assim, os arranhadores são dos seus brinquedos favoritos. No entanto, os gatos desta raça não conseguem saltar tão alto como gatos com pernas maiores.

Estes gatos são também excelentes companheiros para famílias com crianças, outros gatos ou outros animais de estimação. Além disso, adoram receber mimos e atenção por parte dos donos. Como são gatos particularmente curiosos, adoram participar nas atividades dos donos. Na verdade o Munchkin é bem conhecido pela sua curiosidade! Não é raro os donos encontrarem o seu pequeno felino em pé para ver melhor o que se passa à sua volta.

Gatinho Munchkin branco numa estrada com relva.
Os Munchkin são gatos cheios de energia e muito curiosos

Comportamento dos Munchkin

Como já mencionado, os Munchkin adoram a companhia dos donos. Assim, estes gatos não são uma boa alternativa para famílias que passam o dia fora. A família ideal para um Munchkin tem bastante tempo para brincar com ele e dar-lhe miminhos e pode ou não incluir crianças. No entanto, é importante que as crianças compreendam que os gatos têm o seu próprio ritmo e nem sempre estão disponíveis para brincar.

Estes pequenos felinos também não devem sair à rua sozinhos. Visto que os Munchkin não têm a facilidade dos outros gatos em saltar e podem não conseguir sair de buracos ou outros locais fundos. Assim, para que o seu gato possa desfrutar do ar livre em segurança só o deve deixar solto num jardim ou varanda devidamente vedados.

Cuidados de higiene e alimentação

A frequência da escovagem do pelo depende do tamanho do pelo do seu Munchkin. Mas deve sempre escová-lo regularmente para evitar a formação de nós. Além disso, as sessões de escovagem ajudam a fortalecer o vínculo com o dono e evita que o seu sofá fique coberto de pelo. Naturalmente também precisa de um arranhador, pois estes gatos adoram afiar as unhas.

A higiene oral destes gatos depende também do tipo de alimentação. Assim, uma ração de alta qualidade é a melhor alternativa para o seu Munchkin. Mas não se preocupe muito com esta questão, com os cuidados adequados não vai precisar de ir com o seu pequeno felino ao veterinário por causa de problemas na boca.

A propósito de veterinário, o seu gato deve ir pelo menos uma vez por ano ao veterinário. Assim, mantém a desparasitação e a vacinação dele em dia. Lembre-se que uma boa alimentação juntamente com cuidados médicos preventivos adequados evita o aparecimento de muitos problemas de saúde.

Qual a melhor alimentação para estes gatos?

A ração tem várias vantagens em especial para os donos, visto que quase não tem cheiro e não se estraga. Dessa forma, donos que trabalham fora todo o dia podem deixar a comida na tijela para o que o seu pequeno felino coma quando sentir fome.

No entanto, para o bem-estar do gato dê a ração em conjunto com comida húmida. Só assim consegue garantir uma dieta saudável ao seu Munchkin. Ao conjugar a ração com comida húmida evita por exemplo doenças urinárias e renais. Além disso, a ração tem mais calorias e a conjugação evita também que o seu gato fique com excesso de peso.

Saúde do Munchkin

De acordo com a The International Cat Association (TICA), as pernas curtas destes gatos não têm um impacto negativo na sua saúde. No entanto, alguns críticos consideram que estes gatos têm menos mobilidade e tendência a ter problemas nas costas.

Por outro lado, não são ainda conhecidas doenças específicas desta raça. No entanto, como é uma raça relativamente nova, veterinários podem vir a encontrar doenças associadas aos Munchkin.
Infelizmente, os Munchkin apresentam com alguma frequência uma alteração na curvatura da coluna vertebral. Este problema é conhecido comummente como lordose. Os gatinhos que sofrem deste problema têm uma esperança de vida reduzida. No entanto, não está ainda provada a relação entre esta alteração e as pernas curtas.

Qual a esperança de vida desta raça?

Um Munchkin pode viver até aos 18 anos desde que receba uma alimentação e cuidados de saúde adequados.

Ter um Munchkin: Onde encontrar um criador sério?

Visto que a maioria dos criadores desta raça vivem nos EUA, pode ter alguma dificuldade em encontrar o seu pequeno Munchkin. Uma vez encontrado um criador sério e responsável é provável que tenha de se deslocar alguns quilómetros para conhecer o seu futuro companheiro.

Ainda que possa ter algumas dificuldades em encontrar um criador sério não escolha o caminho mais fácil. Assim, antes de mais nada certifique-se que o criador que escolheu segue as boas práticas de criação. Por exemplo, os gatinhos devem ficar com a mãe até pelo menos às 12 semanas. É nesse período que a mãe ensina aos seus gatinhos o que eles precisam saber. Dessa forma, se lhe oferecem um gatinho mais novo deve recusar. Afaste-se também de pechinchas e de criadores que não têm os documentos dos seus gatos.

Qual o valor de um Munchkin?

O valor de um gato desta raça varia muito. Assim, pode encontrar Munchkins entre 300 e 1.500 dólares.

É muito raro encontrar estes gatos em associações de proteção de animais para adoção. No entanto, vale sempre a pena visitar estas associações, nunca se sabe se não encontra aí o gato dos seus sonhos!

Origens do Munchkin: uma raça jovem

Estes peculiares gatos ficaram conhecidos no início do século 20. No entanto, a Segunda Guerra Mundial fez com que estes pequenos felinos ficassem esquecidos. O Munchkin reapareceu em Estalinegrado e em Nova Inglaterra anos mais tarde e nos anos 80 na Louisiana, EUA. Aí Sandra Hochenedel adotou uma pequena gata preta com pernas curtas à qual chamou Blackberry. Nas várias ninhadas desta gata encontravam-se sempre cerca de 50% de gatos com pernas curtas. Uma amiga de Sandra Hochenedel adotou um macho com pernas curtas, o Toulouse, que foi cruzado com Blackberry. Assim, sabemos que Blackberry e Toulouse deram origem aos atuais Munchkin.

Em 1991 foi apresentado o primeiro gato Munchkin no Madison Square Garden em Nova Iorque. Em 1994 a TICA reconheceu a raça e o programa de criação. A partir de 2003 esta raça foi admitida em campeonatos.

No entanto, várias associações de criadores de renome, como por exemplo FIFe (Fédération Internationale Féline), não reconhecem esta raça. Considera-se que esta raça resulta de uma deformidade hereditária ou que esta deformidade pode causar problemas de saúde aos gatos. No entanto, criadores e veterinários discordam desta posição. Eles consideram que o Munchkin não está fisicamente limitado e que também não é particularmente suscetível a doenças.

O nome da raça faz alusão a Munchkin, local habitado por pessoas de baixa estatura no filme O Feiticeiro de Oz de 1939 realizado por Victor Fleming.

Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Persa

Os gatos persas são das raças mais populares, antes de adotar um gato persa fique a saber: Que cuidados ter; Personalidade; Alimentação e muito mais.
12 min

Bosque da Noruega

O bosque da Noruega conquista facilmente o coração de toda a gente graças ao seu aspeto selvagem e personalidade genuína.