Desparasitação interna dos gatinhos This article is verified by a vet

A desparasitação interna dos gatinhos faz parte de um início de vida saudável., por isso mesmo os gatinhos devem ser desparasitados.

A desparasitação interna dos gatinhos faz parte de um início de vida saudável.

Assim que nascem, os gatinhos estão expostos a inúmeros perigos. Um destes perigos são os parasitas internos que podem passar para através do leite da mãe. Descubra neste artigo a importância da desparasitação interna dos gatinhos e como e quando adotar este procedimento.

Os gatinhos podem nascer infetados com parasitas?

Infelizmente a resposta a esta pergunta é: Sim, sem dúvida! Se a mãe gata tiver parasitas eles podem entrar no organismo dos gatinhos antes mesmo do nascimento ou através do leite.

Desparasitação interna dos gatinhos: Quando e com que frequência devo adotar este procedimento?

Visto que mesmo os gatinhos podem apanhar parasitas, os veterinários recomendam que a primeira desparasitação ocorra às 2 ou 3 semanas de idade.

Em alternativa, pode falar com o seu veterinário para fazer uma análise às fezes dos gatinhos. Dessa forma verifica se existem ou não parasitas e escusa de submeter o gatinho aos desparasitantes. No entanto, as fezes da mãe devem também ser analisadas, visto que a mãe pode ser transmissora.

Se os gatinhos e a mãe estiverem infetados o veterinário prescreve a medicação adequada, assim como a dose e quando administrar.

A desparasitação deve ser feita regularmente

Deve repetir a desparasitação interna dos gatinhos e da mãe a cada duas semanas até que os gatinhos deixem de mamar. Pouco tempo depois disso os pequenos gatinhos vão para a sua nova família e devem então receber as primeiras vacinas. Mas os donos também devem falar com o veterinário sobre a desparasitação. Regra geral os veterinários aconselham desparasitar os seus gatinhos aos 4, 6, 9 e 12 meses. A desparasitação dos gatos com mais de 1 ano depende muito das suas condições de vida.

Quais os sintomas de infestação por parasitas?

Mesmo os pequenos gatinhos são muito bons a esconder sintomas de doenças. No entanto, alguns sintomas devem despertar a sua atenção:

Se vir vermes no vómito ou nas fezes, o diagnóstico é simples. No entanto, raramente se conseguem ver os vermes, a não ser em infestações muito graves.

Se o seu gatinho apresentar um ou mais dos sintomas mencionados deve consultar o seu veterinário para fazer uma análise às fezes. Visto que os vermes e ovos não são expelidos regularmente nas fezes, a análise deve ser feita a colheitas realizadas em 3 dias seguidos.

Como funciona a desparasitação interna dos gatinhos?

Atualmente, os medicamentos usados na desparasitação são de largo espetro. Ou seja, estes medicamentos atuam contra várias espécies de vermes, assim como contra vermes adultos, larvas e ovos.

No entanto, algumas espécies de vermes conseguem resistir aos medicamentos. Assim, os veterinários geralmente fazem análises para saber exatamente qual o verme que atacou o seu gatinho. Além disso, os desparasitantes devem variar de forma a impedir que os parasitas criem resistências.

Existem desparasitantes em várias formas, como pastas, comprimidos e pipetas. As pipetas contêm um líquido que é aplicado diretamente na pele da zona do pescoço dos gatinhos. Este método é especialmente indicado para gatos que recusam ativamente os compridos ou as pastas.

Importante: deve desparasitar todos os seus animais de estimação ao mesmo tempo. Caso contrário os parasitas voltam passar de um para outro.

No entanto, lembre-se que os medicamentos têm indicações diferentes. Assim, nem todos os medicamentos para cães podem também ser administrados aos gatos.

Desparasitação interna dos gatinhos: comida húmida ideal para gatinhos

Cosma Nature Kitten 6 x 70 g

  • Pequenos pedaços: ideais para os dentes dos gatinhos
  • Indicada para gatos sensíveis
  • Sem corantes, conservantes ou aromatizantes

Como evitar que o meu gato apanhe parasitas?

Infelizmente não há uma forma 100% segura de proteger o seu gatinho de parasitas. Na casa mais limpa podem entrar despercebidos ovos de parasitas nos sapatos ou na roupa dos donos.

Além disso, os medicamentos contra parasitas não têm um efeito profilático. Ou seja, apenas combatem eficazmente os parasitas que já estão no corpo do gato. Por isso, se o gato entrar em contato com um parasita no dia seguinte à desparasitação, o ciclo recomeça.

Os nossos artigos mais relevantes