Cymric

Gato Cymric dourado sentado com fundo preto

Gato Cymric sem cauda

Os gatos da raça Cymric são originários da Ilha de Man, território do Reino Unido. Esta é uma raça diretamente relacionada com a raça Manx, no entanto os Cymric têm pelo comprido. A principal característica destes gatos é a ausência de cauda. Este facto levanta algumas questões de saúde e bem estar dos gatos, pelo que a sua reprodução é desaconselhada.

Aspeto dos Cymric: gatos sem cauda

Os gatos Cymric têm um pelo muito fofo e macio. A cabeça é redonda com olhos grandes e igualmente redondos. As orelhas, inseridas no topo da cabeça, estão bem separadas. Por fim, o corpo destes gatos é bem constituído e compacto.

Estes gatos pesam entre 3 a 6 quilos e por isso a raça Cymric faz parte das raças de gatos de tamanho médio. O pelo é longo, espesso e volumoso, em parte devido à camada de subpelo. De acordo com o padrão das associações de gatos o pelo dos Cymric pode ser de todas as cores. Por fim, em termos anatómicos, as pernas de trás destes gatos são mais compridas do que as dianteiras. Assim, ao andar estes pequenos felinos fazem por vezes lembrar um coelho a saltitar. Esta semelhança é mais vincada devido à ausência de cauda.

A cauda dos Cymric

A maioria dos Cymric não têm cauda. No entanto alguns gatos desta raça apresentam vestígios de cada. Esta é uma anomalia relativamente comum entre os gatos oriundos da Ilha de Man. A raça Manx, também originária desta ilha, apresenta exatamente as mesmas características no que se refere à cauda.

De acordo com a ausência ou tamanho da cauda, os Cymric são classificados em:

  • Rumpy: Total ausência de cauda. Nestes gatos é frequente sentir-se uma pequena depressão no local onde estaria a cauda. Esta é a variante preferida dos criadores.
  • Rumpy-Raiser: A cauda consiste apenas em cartilagem ou num número reduzido de vértebras.
  • Stumpy: Cauda muito curta, com apenas 2 a 3 centímetros de comprimento.
  • Stubby: Cauda curta.
  • Longy: Cauda com cerca de metade do comprimento normal. Alguns criadores optam por cortar a cauda destes gatos. Esta prática é proibida em países como, por exemplo, a Alemanha e Portugal. Além disso, vai contra as disposições da Convenção Europeia para a Proteção dos Animais de Companhia. É naturalmente uma prática altamente desaconselhada dadas as consequências para os animais.

Personalidade: gatos alegres e brincalhões

Os gatos Cymric são excelentes caçadores de ratos. Além disso, são gatos com uma personalidade alegre e ativa. São também gatos muito curiosos que se interessam por tudo o que se passa com a sua família. Por fim, se tiver um destes gatos em casa não precisa de um cão de guarda. O Cymric é um gato extremamente atento que reage imediatamente, rosnando, se algo de errado se passar à sua volta.

No entanto, estes gatos também têm um lado muito calmo e gentil. Ao colo dos donos, os Cymric passam horas felizes a fazer uma bela sesta. Além disso, são gatos muito carinhosos e leais para com os donos. Estes gatos também convivem bem com outros animais de estimação incluindo cães.

Os Cymric gostam de água

Sendo na sua origem animais do deserto, os gatos geralmente não gostam de água. No entanto existem algumas exceções. Por exemplo, os gatos da raça Van turco gostam bastante de água. E os Cymric fazem parte da exceção, pois sentem uma atração fora do comum por água fria.

Dia-a-dia dos Cymric

Os gatos Cymric precisam de muita atenção. Assim, a família de um Cymric deve ter bastante tempo disponível para brincadeiras e miminhos.

Estes pequenos felinos são muito inteligentes e, por isso, adoram que os donos lhes ensinem truques. Atividades de agility ou o treino com clicker são ideais para estes gatos. Além disso, se forem ensinados, estes gatos adoram passear com trela junto dos donos.

Cuidados com o pelo e ouvidos

O pelo denso dos Cymric precisa de escovagens regulares, ou seja, deve escovar o seu pequeno felino entre 3 a 4 vezes por semana. Estes cuidados evitam que o bonito e longo pelo se embarace.

As orelhas dos Cymric são peludas e, por isso, facilmente ficam com sujidade agarrada. Além disso, os pelos e a humidade natural das orelhas são um local ideal para parasitas, como, por exemplo, ácaros. Assim, é muito importante limpar regularmente as orelhas do seu gato.

Saúde e criação: os problemas da ausência de cauda

Como mencionado acima os gatos desta raça não têm cauda ou quando têm esta é pequena. Esta característica física resulta de uma mutação genética que não afeta apenas a cauda. Na verdade, as consequências desta mutação estendem-se a toda a coluna vertebral e também à medula.

Assim, gatos Cymric podem apresentar vertebras deformadas ou fundidas. Noutros casos, o gato pode nascer com espinha bífida, ou seja, com o tubo neural deformado. Estas malformações por sua vez causam outros problemas, como paralisia nas patas dianteiras e dificuldades na eliminação de fezes e urina. Por fim, hoje sabe-se que os gatos sem cauda são extremamente sensíveis na região pélvica, ou seja, sentem dores fortes com facilidade.

Esta mutação genética tem também um enorme impacto na criação. Ao cruzar dois Cymric sem cauda, um quarto dos gatinhos morre ainda no útero materno ou logo a seguir ao nascimento. É também importante sublinhar que os gatos precisam da cauda para trepar e para manterem o equilíbrio. Além disso, os gatos também usam a cauda para comunicar. Assim, os gatos sem cauda ficam com os seus comportamentos naturais limitados.

No nosso artigo Linguagem dos gatos descubra o significado das várias posições da cauda do seu gato.

Por fim, os gatos desta raça também têm tendência a desenvolver artrite, uma inflamação dolorosa das articulações.

Importante: leve o seu Cymric regularmente ao veterinário
Se tem um gato desta raça leve-o regularmente ao veterinário para fazer exames gerais de saúde. Não menospreze os problemas na coluna, pois com o passar dos anos esta condição tende a piorar

Limites à criação de Cymric

Veterinários e outros especialistas em animais consideram que a ausência de cauda causa dores, sofrimento e impedem que os gatos desenvolvam as suas capacidades físicas naturais. Assim, em alguns países a criação de gatos Cymric e Manx está proibida.

Onde posso encontrar o meu Cymric?

Não é fácil encontrar representantes desta raça e por isso geralmente os criadores pedem valores elevados. Estes valores devem-se essencialmente às dificuldades de criação associadas aos problemas congénitos podem afetar os gatinhos. Ou seja, geralmente as ninhadas de Cymric são mais pequenas do que o normal e por isso o valor dos gatinhos é superior ao normal.

Importante: Mesmo que se tenha apaixonado por um destes gatos não incentive a sua criação. Ao adquirir um Cymric está a contribuir para que estes gatos com sérios problemas de saúde continuem a ser reproduzidos intencionalmente.

Assim, se procura um pequeno felino para a sua família visite em primeiro lugar uma associação com gatos para adoção. Muitas vezes encontram-se aí belos gatos de raça à espera de um novo lar.

História: Gatos da Ilha de Man

Os gatos da raça Cymric são parentes muito próximos dos gatos Manx. Ambas as raças têm origem na Ilha de Man localizada no mar da Irlanda.

O ADN dos gatos que viviam nesta ilha sofreu uma mutação genética responsável pela ausência de cauda. Visto que a população de gatos estava isolada, esta mutação tornou-se comum e assim surgiu uma população grande de gatos sem cauda.

O nome da raça Manx está diretamente relacionado com a Ilha de Man. Nos anos 20 do século passado, esta raça foi oficialmente reconhecida por várias associações. Os Manx têm pelo curto. E assim, os poucos Manx que nascem com pelo comprido não são selecionados para reprodução. Só nos anos 60 do século 20 é que a criação intencional de gatos Manx com pelo comprido começou, no caso no Canadá e assim surgiu a raça Cymric.

O nome Cymric deriva da palavra Cymru, que significa Gales em gaélico. No entanto, estes gatos não foram desenvolvidos nesta região. O objetivo era apenas dar um nome com um toque celta a esta raça.

Raças de gatos sem cauda

As raças Manx e Cymric não são as únicas raças de gatos sem cauda. Por exemplo, os gatos das raças Bobtail Japonês, Mekong Bobtail, Kurilen Bobtail, Pixiebob e Bobtail Americano também não têm cauda.

Conclusão

Os Cymric encantam os amantes de gatos com o seu aspeto e sua personalidade fora do comum. Estes gatos são inteligentes, brincalhões e afetuosos, tudo o que uma família deseja num pequeno felino.

No entanto, dado o impacto negativo que a ausência de cauda tem na saúde dos gatos, a criação destes gatos levanta problemas éticos e, por isso, não deve ser incentivada. Assim, se pretende um destes pequenos felinos visite uma associação de animais para adoção. Se não encontrar, o melhor é então escolher uma outra raça.

Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Persa

Os gatos persas são das raças mais populares, antes de adotar um gato persa fique a saber: Que cuidados ter; Personalidade; Alimentação e muito mais.
12 min

Bosque da Noruega

O bosque da Noruega conquista facilmente o coração de toda a gente graças ao seu aspeto selvagem e personalidade genuína.