Queimaduras solares nos cães

Queimaduras solares nos cães podem ser graves, por isso devemos proteger os nossos cães nos dias de sol intenso

É importante proteger os cães contra queimaduras solares durante o verão.

O verão chegou e passear com o seu cão é ainda mais divertido. No entanto, as queimaduras solares nos cães também são uma realidade. Assim, é importante proteger os nossos patudos dos perigos do sol.

Nos dias quentes de verão muitos donos adoram fazer desporto ou simplesmente dar grandes passeios com os seus cães. No entanto, enquanto as pessoas colocam protetores solares, chapéus e óculos de sol, os patudos ficam ao sol sem proteção. Se o seu cão tiver a pele clara deve adotar alguns cuidados, pois estes patudos são muito sensíveis aos raios ultravioleta.

Os perigos do sol

Os raios de sol deixam-nos sempre bem dispostos. No entanto, os raios de sol também são perigosos, podendo provocar queimaduras solares, envelhecimento precoce da pele e também aumentam o risco do aparecimento de cancro da pele. E estes problemas não atingem só as pessoas, alguns dos nossos patudos também podem ter estes problemas.

Grupo de risco: os cães que facilmente ficam com queimaduras solares

Tal como acontece com as pessoas também os cães com pele e pelo claro têm maior probabilidade de sofrer com o sol. Além disso, o comprimento do pelo também é muito importante nos cães. Assim, quanto mais comprido for o pelo do seu patudo menos probabilidade ele tem de ser afetado pelos raios ultravioleta. As seguintes raças são particularmente sensíveis ao sol:

Cães rafeiros, ou seja, sem raça determinada, com pelo claro, assim como raças parecidas com as acima mencionadas também têm tendência a ter problemas com o excesso de exposição ao sol.

Outros fatores de risco

Os cachorrinhos também apanham queimaduras solares com alguma facilidade. Além disso, alguns medicamentos e doenças podem aumentar a sensibilidade dos patudos ao sol. Por exemplo, uma infestação por parasitas e doenças da pele podem aumentar o risco de queimaduras solares nos cães.

Se o seu patudo tiver uma doença de pele autoimune deve aconselhar-se com o seu veterinário sobre como melhor o proteger. A proteção contra o sol é absolutamente essencial se o seu cão tiver uma doença que reage aos raios solares, como por exemplo pênfigo ou alguns tipos de Lupus.

Identificar queimaduras solares nos cães

Os sintomas de queimaduras solares nos cães são parecidos com os das pessoas. Ou seja, tal como as pessoas os cães também ficam com a pele vermelha e inflamada, que pode escamar. Além disso, os patudos podem sentir comichão. No entanto, os cães raramente sentem dores ou apresentam bolhas na pele.

As zonas da pele mais sensíveis às queimaduras solares são:

  • Boca e nariz, ou seja, a parte da frente do focinho
  • Orelhas, especialmente a parte interna assim como a ponta das orelhas
  • Parte superior da cabeça
  • A barriga, se o seu cão gostar muito de se deitar de costas

Quando a pele apresenta lesões devido ao excesso de sol fica com maior propensão a desenvolver tumores. Assim, as queimaduras solares nos cães, tal como nas pessoas ou nos gatos, podem ter consequências para a saúde a longo prazo.

Proteção contra queimaduras solares nos cães

Os patudos que têm tendência para ter queimaduras solares devem ter sempre lugares à sombra para descansarem no verão. Além disso, evite que o seu cão fique muito tempo ao sol e não o deixe apanhar sol entre as horas de maior intensidade, ou seja, entre as 11 e as 16 horas. Opte por dar os passeios mais longos de manhã ou ao fim da tarde, quando os raios solares são menos agressivos.

No entanto, é evidente que não é possível proteger completamente os patudos do sol durante o verão. Por isso, se o seu cão tem uma pele sensível ao sol deve colocar-lhe um protetor solar.

Nas zonas das orelhas com menos pelo e por isso mais sensíveis deve colocar um protetor solar com fator 30. Para evitar alergias não use protetores que contenham corantes ou perfumes. Atualmente existem no mercado protetores solares especialmente desenvolvidos para cães que são uma boa opção. No entanto, não deve usar creme ou protetor solar no nariz do seu patudo. Para a proteção do nariz a única solução é mesmo evitar o sol.

As altas temperaturas de verão podem causar problemas no sistema circulatório dos cães. Descubra o que pode fazer no nosso artigo 10 dicas para refrescar o seu cão nos dias mais quentes.

Queimaduras solares nos cães: o que fazer?

A primeira coisa a fazer se verificar que o seu cão está com uma queimadura solar é naturalmente tirá-lo do sol. À sombra pode pôr-lhe compressas refrescantes ou passar-lhe uma pomada calmante para a pele. No entanto, não deve usar este tipo de produto sem consultar primeiro o seu veterinário.

Em casos de queimaduras graves pode ser útil usar produtos à base de cortisona para reduzir a inflamação. Nos raros casos em que os patudos apresentam dores, o veterinário pode prescrever um analgésico.

Perigos no verão: Na zooplus Magazine para cães encontra mais informações sobre insolação nos cães.

Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Castração de cães

A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada? Qual a diferença entre castração e esterilização?