Insolação nos cães

como prevenir uma insolação nos cães

Quem não fica contente quando chega o verão? Nos dias de sol, as pessoas e os animais gostam de estar ao ar livre. No entanto, quando está muito calor é preciso ter cuidado, pois os cães também podem ter insolações. Há patudos mais vulneráveis ao calor. Por exemplo, os cães mais velhos, os que têm excesso de peso, ou problemas circulatórios. Também deve ter mais cuidados com cães com muito pelo e com pelo comprido. Mas não se esqueça, qualquer cão pode sofrer de insolação.

Como é que os cães apanham insolações?

Os cães têm poucas glândulas sudoríparas. Desta forma regulam a temperatura do corpo através da respiração e da transpiração nas patas. No entanto, isto pode não ser suficiente em dias muito quentes. Além disso, no processo normal de respiração dos cães há evaporação de água, por isso, ao arrefecer o corpo, os cães perdem muitos líquidos.

Um cão apanha uma insolação se não conseguir regular a temperatura corporal. Se o cão começar a ofegar com intensidade, a tremer, cair, apresentar cãibras, vómitos ou diarreia pode estar com uma insolação. Quando a temperatura sobe acima dos 41 graus, o corpo reage. Nessa situação o sangue flui principalmente para as partes externas do corpo. Assim, os órgãos vitais podem não receber sangue em quantidade suficiente. Numa situação mais grave, o sistema respiratório entra em paralisia, o que frequentemente causa a morte.

O que fazer em caso de emergência?

Leve o seu cão para um local fresco e com sombras. Se o cão estiver consciente, dê-lhe água para beber. Molhe principalmente a sua cabeça e pescoço com água tépida. Também o pode cobrir com uma toalha ou um cobertor húmido. Se o cão apresentar sintomas graves, deve levá-lo ao veterinário para ser tratado.

O melhor é prevenir

Não deixe o seu cão exposto ao sol escaldante por muito tempo. Certifique-se também que ele tem sempre água à disposição. Também nunca deve deixar o seu cão dentro do carro em dias muito quentes. Brincadeiras intensas e corridas, assim como passeios longos, devem ser evitados quando está muito calor. Aproveite as manhãs e os fins da tarde para os passeios, quando a temperatura está mais fresca.

Os nossos artigos mais relevantes
A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada?