Comprar um cachorro: o que precisa de saber

Comprar um cachorro: qual será o novo membro da família?

A visão de uma ninhada de cachorros faz bater mais depressa o coração de qualquer fã de cães. Os pequenotes são tão fofinhos que a vontade é levá-los a todos para casa. Mas a verdade é que tem de escolher um. Será o preto, o preto e branco ou aquele que tem uma manchinha engraçada no peito? A indecisão aumenta. Neste artigo damos-lhe dicas para escolher e comprar o melhor cachorro para si.

Deixe que o cachorro o escolha a si

Um dos cachorros aproxima-se e procura ficar perto de si? É um bom sinal. Quando um cão sente simpatia por um desconhecido é porque se sente atraído por algum motivo. Trata-se, então, de uma excelente base para uma futura vida em comum. Porém, se os animais foram um pouco mais velhos, recomendamos estudar-lhes o comportamento cuidadosamente.

Estudar a personalidade do cachorro antes da compra

Em cada ninhada existem exemplares mais atrevidos, outros mais calmos e outros ainda particularmente afetuosos. Assim, perca algum tempo a analisar o comportamento dos vários cachorros. O modo como se comportam durante as brincadeiras dá-nos informações preciosas acerca dos traços de personalidade.

É indiscutível que o carácter de um cão é também moldado por influências externas, como a socialização, a educação e o ambiente. Ainda assim, não se pode negar que determinadas características sejam próprias de cada animal: são poucos os cães ansiosos que se tornam corajosos e seguros de si. Por outro lado, os mais conflituosos e audazes tendem a tornar-se adultos dominantes.

O "patinho feio"

Em algumas ninhadas existe um cachorro que se distingue bastante dos irmãos. Enquanto os irmãos se revelam curiosos com o estranho visitante, este cachorro afasta-se receoso e recusa-se a voltar. Ignora as brincadeiras dos outros e nem uma guloseima o faz sair da "toca".

Muitas vezes é precisamente este cachorro que mais encanta. No entanto, ainda que o cachorrinho de olhar suplicante lhe desperte o instinto de proteção, não é indicado adotá-lo.

Jovens cães que instintivamente se escondem e recuam assim que veem alguém estranho, pertencem a mãos experientes. Ou seja, o medo facilmente se transforma em atitudes problemáticas. As mordidelas por medo, a falta de higiene e outros transtornos comportamentais são bastante frequentes em cães cuja insegurança não foi trabalhada a tempo.

Tenha em conta os conselhos do criador

Uma visita de duas horas não é suficiente para ter uma ideia completa de cada um dos animais. Não é possível decidir-se pela compra de um cachorro depois de tão pouco tempo.

Assim sendo, tenha uma conversa longa com o criador e visite a ninhada várias vezes antes de optar por um dos cachorros.

Aconselhe-se com um criador experiente. Na verdade, um bom profissional consegue perceber se cão e humano são compatíveis. Se sentir que o futuro dono não tem experiência suficiente para lidar com um macho dominante, provavelmente aconselha-o a escolher uma fêmea mais calma.

Afinal, há muita coisa a considerar antes de decidir definitivamente comprar um cachorro. Qualquer pessoa que se informe em detalhe antes de dar este passo e reflita acerca daquilo que tem para oferecer ao seu novo amigo de quatro patas está a criar as melhores condições para uma vivência em harmonia.

E quando o cachorro está doente?

Se comprou um cachorro que está claramente doente fale com o criador ou vendedor para encontrarem uma solução. Isto é, podem devolver-lhe o dinheiro, aceitar o animal de volta ou providenciar-lhe outro cão.

Na prática, no entanto, as coisas não são bem assim: os compradores são os culpados. Qualquer pessoa que adquira um cão a alguém dedicado à criação intensiva só para poupar algum dinheiro pode vir a sofrer as consequências.

Embora não exista forma de se proteger completamente contra o facto de o animal adoecer, deve prestar atenção a alguns aspetos antes de comprar um cachorro. Assim, verifique se os ouvidos do cão estão limpos, se não existem zonas do corpo sem pelo e se não se verificam secreções nasais ou oculares. O animal coça-se com frequência, abana muito a cabeça ou esfrega o rabo? Rosna ou esconde a cauda assustado? Mantenha-se longe desses cães, pois estão doentes ou não estão a ser criados num bom ambiente.

Ter acesso à documentação completa é essencial antes de comprar o cachorro

Sem documentos e um contrato não há qualquer garantia. Muitos compradores deixam-se impressionar pela árvore genealógica, que pode ser falsificada ou que, por algum pretexto, só é enviada depois da compra do cachorro.

Pode figurar no contrato uma cláusula de isenção de responsabilidade, ainda que um criador responsável por norma não o necessite. Em caso de fraude, as cláusulas do género "o comprador renuncia a exigir direitos relacionados com o comportamento, desenvolvimento da personalidade, defeitos ou doenças" são inválidas.

A melhor opção é quando o vendedor pode garantir o pedigree do animal, apresentar o certificado de vacinação e, além disso, assegurar que o cão não tem doenças nem defeitos genéticos e que está de acordo com o quadro legal.

Encontra o equipamento básico para receber o seu pequenote na nossa loja online para cachorros.

Os nossos artigos mais relevantes
7 min

Adoção de cães

Se quer adotar um cão e está à procura dum cão sem raça definida, deve dirigir-se a uma associação protetora de animais.