Sokoke

Gato Sokoke deitado

A raça de gatos Sokoke é originária do Quénia. É uma raça muito querida, mas também muito rara.

Na Europa, a raça de gatos Sokoke originária do Quénia é relativamente rara. No entanto isto pode mudar, pois estes belos gatos com padrão tabby são muito flexíveis e sociáveis. Estes pequenos felinos adoram estar na companhia da sua família humana, mas precisam também de alguma liberdade e de muito exercício.

História do Sokoke

Todos os gatos Sokoke têm as suas raízes no Quénia, mais concretamente na Floresta Arabuko Sokoke, uma das últimas florestas tropicais da zona da África oriental.

Em 1979, Jeni Slater, uma inglesa que morava no Quénia há muitos anos, descobriu uma ninhada de gatos órfãos selvagens. Jeni levou os gatos para a sua fazenda onde os criou. Em casa, os gatinhos demonstraram ser muito mansos e mesmo extremamente afetuosos para gatos selvagens. Assim, pensa-se que esta ninhada descende de gatos domésticos que fugiram e sobreviveram na floresta.

Do Quénia para a Dinamarca

Inicialmente, Jeni Slater não sabia muito sobre os novos habitantes da sua quinta. No entanto, ela percebeu que estes pequenos felinos tinham algo de especial e decidiu iniciar a criação, através de um processo de reprodução seletiva. Jeni denominou esta raça Sokoke em referência à floresta onde encontrou os gatinhos.

Para desenvolver a raça, Jeni cruzou estes gatinhos com gatos pretos domésticos. No entanto, durante o processo de criação, Jeni preservou a aparência peculiar dos gatinhos, a constituição corporal musculada e a pelagem malhada. Além disso, esta nova raça também manteve a personalidade aberta e amigável. Em 1984, Jeni recebeu a visita de uma amiga dinamarquesa, Gloria Moldrup, que ficou encantada com os gatos. Gloria levou então um casal de Sokoke para casa.

Gloria Moldrup receou que os gatos não se adaptassem ao clima frio do norte da Europa, no entanto os seus medos provaram ser totalmente infundados. Assim, em pouco tempo Gloria iniciou a criação de Sokokes na Dinamarca e esforçou-se imenso para que a raça fosse reconhecida oficialmente. Em meados de 1980, os primeiros gatos Sokoke criados na Dinamarca participaram de uma exibição em Copenhaga e em 1944 a Fédération Internationale Féline (FIFé) reconheceu oficialmente a raça.

Criação de gatos Sokoke atualmente

Os gatos Sokoke são raros na maioria dos países europeus. Isto deve-se principalmente aos requisitos de criação que são muito rigorosos. Ou seja, para que uma ninhada seja oficialmente reconhecida como Sokoke, o criador tem que apresentar documentação comprovativa da raça para cada reprodutor, que deve ser originário do distrito de Sokoke no Quénia. Só com estes documentos e informações é que os gatinhos são considerados da raça Sokoke.

No entanto, apesar destas restrições começaram a surgir criadores de gatos desta fascinante raça africana em países como a Noruega, Finlândia, Itália, Alemanha e EUA além de, naturalmente, na Dinamarca.

Aparência dos gatos Sokoke

A primeira coisa que salta à vista ao encontrar um Sokoke é o seu ar desportivo e resistente. O corpo musculoso e com ossos fortes está coberto por uma pelagem curta, destacando assim os contornos do corpo. As gatas adultas pesam entre 3.5 e 6 quilos, já o peso dos machos pode chegar aos 7 quilos.

Em relação ao corpo de tamanho médio e musculoso, a cabeça destes gatos parece ser relativamente pequena. No entanto, com orelhas de tamanho médio a grande e os olhos claros e em forma de amêndoa, os Sokoke têm um ar atento e curioso. Outra característica destes pequenos felinos são as pronunciadas maçãs do rosto e zona dos bigodes.

Gato Sokoke de perfil
Como identificar um Sokoke: todos estes gatos têm padrão tabby e o corpo musculado e bem definido.

Por fim, o pelo à volta do nariz e dos olhos tem uma cor mais pronunciada o que dá ainda mais destaque às feições destes gatos.

Em termos de pelagem, os Sokoke apresentam sempre um padrão tabby, ou seja, um malhado escuro sobre pelo de cor cinza ou castanho-dourado. Além disso, os gatos desta raça raramente desenvolvem uma camada de subpelo e, por isso, a pelagem curta fica mesmo rente ao corpo.

Personalidade

Os Sokoke geralmente precisam de algum tempo até se sentirem totalmente seguros junto dos donos. No entanto, a partir do momento em que confiam nos donos, estes gatos africanos desenvolvem uma relação extremamente próxima e carinhosa com os donos.

Eles adoram passar tempo com os donos, brincar e conversar com eles. Na verdade, estes gatos são muito comunicativos. Tal como os siameses, os Sokoke emitem vários sons ao longo do dia, e por vezes durante a noite, quer para conversar, quer para chamar à atenção dos donos. Estes simpáticos pequenos felinos também esfregam a cabeça nos donos como sinal de carinho.

Desportistas, inteligentes e curiosos

Os ativos e desportistas Sokoke estão sempre prontos para brincar ou para participar em  atividades que os donos lhes proporcionem. De facto, estes inteligentes gatos gostam de aprender pequenos truques e de praticar alguns desportos com donos. E não pense que as suas habilidades se esgotam em aprender a abrir portas, pois estes gatos sabem como usar as suas capacidades para muito mais.

Os Sokoke não são gatos para quem trabalha muito

A curiosidade está no sangue destes gatos. Assim, eles exploram intensamente todos os cantos e recantos da casa e cheiram tudo o que encontram pela frente, desde os móveis, a cortinas, sapatos e plantas. Além disso, se há uma coisa de que estes gatos não gostam é a monotonia, por isso, estes pequenos felinos não gostam de ficar sozinhos. E é por esta razão que se tem um trabalho que exige muito do seu tempo não deve escolher um Sokoke como companheiro.

Viver com um Sokoke

Os gatos desta raça precisam da companhia da sua família, mas também se dão bem com outros gatos. No entanto, de vez em quando eles gostam de ir dar um passeio em paz e desfrutar à sua vontade do que a vizinhança tem para oferecer. Estes gatos são muito ágeis e por isso são excelentes trepadores.

Espaço é preciso!

Viver num pequeno apartamento de cidade não é de todo adequado para estes gatos, pois eles precisam de ter acesso ao exterior. Assim, se viver num apartamento deve ter uma varanda grande e segura ou um quintal bem vedado. No entanto, para estes gatos o ideal é viverem numa zona mais rural onde possam sair de casa sem muitas restrições.

A personalidade e comportamento destes gatos exige que os donos tenham cuidados adicionais. Tal como mencionado acima, estes pequenos felinos adoram explorar o que os rodeia. Assim, em casa não tenha plantas venenosas ou objetos potencialmente perigosos ao alcance do seu gato, pois ele pode adoecer ou magoar-se.

Os Sokoke precisam de companhia

Quem gosta tanto de conversar como os Sokoke não pode ficar sozinho. Na verdade, estes gatos sofrem muito se ficarem sozinhos por longos períodos de tempo. Assim, se prevê que o seu gato vai ficar sozinho de vez em quando, procure um segundo gato. Geralmente a chegada de um novo companheiro não é um problema, pois os Sokoke são muito abertos e afáveis.

As crianças também encontram no carinhoso e ativo Sokoke um bom companheiro de brincadeiras. No entanto, as crianças devem ter idade suficiente para perceber que gato de família não é um brinquedo e que, nalguns momentos, ele precisa do seu espaço e de não ser incomodado. Por fim, prender o seu Sokoke não é a melhor ideia, pois por mais carinhoso que ele seja, estes gatos mostram claramente quando não querem mais miminhos. Nessas situações vai se aperceber da sua força e possivelmente do poder das suas unhas.

Os Sokoke são gatos muito saudáveis

Quem resolver adotar um destes gatos raramente terá preocupações com a sua saúde ou perder muito tempo com cuidados. Esta é uma raça extremamente saudável e resistente.

Vacinação

Apesar de terem uma saúde robusta, estes gatos estão sujeitos a apanhar as doenças comuns dos gatos. Assim, é indiscutível que deve vacinar o seu Sokoke contra doenças graves como a gripe, raiva ou leucemia felina. As vacinas são ainda mais importantes se o seu gato puder sair sozinho, visto que ele pode encontrar gatos doentes ou superfícies infetadas. Naturalmente, as vacinas não evitam o aparecimento de infeções do sistema respiratório ou problemas gastrointestinais.

Cuidados com o pelo

O pelo extremamente curto dos Sokoke não precisa de cuidados especiais. A ausência de camada de subpelo e os comportamentos higiénicos naturais do gato garantem que o pelo destes gatos se mantém limpo sem precisar da intervenção dos donos. No entanto, estes gatos apreciam ser escovados, afinal o movimento suave da escova é muito relaxante.

Alimentação

Como todos os gatos, o Sokoke precisa de uma comida para gatos de qualidade que lhe forneça todos os nutrientes e vitaminas essenciais para uma vida saudável. Além disso, sendo carnívoros, os gatos precisam de uma dieta rica em carne, cerca de 60% do total. Só assim é que o seu Sokoke ingere a quantidade necessária de proteínas.

A dieta BARF é adequada para os Sokoke?

Muitas famílias estão a optar por dar uma dieta BARF aos seus gatos. A base deste tipo de alimentação é a dieta dos gatos selvagens e inclui principalmente carne fresca crua. Como complemento desta dieta, os gatos comem também vegetais, óleos alimentares e outros alimentos.

No entanto, ao optar pela dieta BARF certifique-se que tem informações credíveis e suficientes sobre as necessidades nutricionais do seu gato. É essencial que ele ingira vitaminas e minerais em quantidades adequadas para que não surjam carências alimentares mais tarde.

Cuidados a ter ao escolher a dieta dos gatos

Hoje em dia existe menus de dieta BARF prontos e comida húmida para gatos que respondem adequadamente às necessidades dos pequenos felinos. No entanto, ao escolher a comida para o seu gato verifique se os rótulos têm todas as informações importantes e que os ingredientes usados são de boa qualidade. Por exemplo, evite comida que contenha resíduos de carne e subprodutos animais. Além disso, comida com conservantes químicos, intensificadores de sabor ou açúcar deve ser totalmente banida do comedouro do seu gato.

Se preferir dar ração, certifique-se que o seu gato bebe água em quantidades suficientes. Assim, tenha sempre água fresca à disposição do seu gato. Existe, no mercado, uma enorme variedade de opções para incentivar os gatos a beber água. Se o seu gato tem alguma relutância à água, experimente uma fonte para gatos.

Na loja online zooplus encontra comida de elevada qualidade para o seu gato. Temos à sua disposição uma enorme variedade de comida húmida e também de ração para gatos.

Comprar um Sokoke

Encontrar um verdadeiro Sokoke não é uma tarefa muito simples. Mas se se encantou por estes fascinantes gatos africanos comece por procurar um criador devidamente registado, o que pode demorar algum tempo. Em seguida, prepare-se para ficar algum tempo em lista de espera pelo seu companheiro. Em termos de preço, os criadores de Sokoke pedem entre 1.000 a 2.000 euros pelos seus gatinhos.

Ao comprar um destes gatos verifique cuidadosamente os certificados que atestam a raça do seu pequeno felino. Como existem várias raças de gatos que apresentam o padrão tabby, é possível que tentem fazer passar um gato de outra raça como Sokoke para poderem pedir um valor elevado.

Conclusão

Quem tem a sorte de ter na família um destes especiais e raros gatos vai ser muito feliz. Os Sokoke não são apenas extremamente bonitos e fora do comum, como também muito carinhosos e divertidos. Na verdade, estes gatos faladores e curiosos proporcionam entretenimento constante à família.

Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Persa

Os gatos persas são das raças mais populares, antes de adotar um gato persa fique a saber: Que cuidados ter; Personalidade; Alimentação e muito mais.
12 min

Bosque da Noruega

O bosque da Noruega conquista facilmente o coração de toda a gente graças ao seu aspeto selvagem e personalidade genuína.