Coelhos Angorá

Escrito por Bärbel Edel
Coelho Angorá branco na relva. A maior parte dos Coelhos Angorá são brancos

A maior parte dos Coelhos Angorá são brancos

Os Coelhos Angorá são especialmente famosos por causa do seu pelo felpudo, a lã angorá. No entanto, estes coelhos sofrem de vários problemas de saúde e por isso a sua criação não deve ser incentivada. Assim, se quer mesmo um destes orelhudos procure um que esteja para adoção em vez de o adquirir a um criador.

Imagem de marca dos Angorá: o longo pelo felpudo

Em termos de tamanho, os Coelhos Angorá são considerados médio, visto que na idade adulta pesam entre 3 e 5 quilos.

Mas o que torna estes coelhos muito especiais é o seu pelo longo e macio, que ainda hoje é utilizado na indústria têxtil. Na verdade, um Coelho Angorá pode produzir até 2 quilos de lã por ano. Além disso, estes coelhos são facilmente reconhecíveis por causa dos tufos de pelo que têm nas orelhas.

A lã angorá

Contrariamente a outras raças de coelhos, os Coelhos Angorá não mudam de pelo ao longo do ano. Assim, independentemente da estação do ano, o pelo destes orelhudos cresce continuamente. Esta característica significa que os coelhos precisam de ser tosquiados a cada 3 meses.

Os pelos destes coelhos têm também a particularidade de serem ocos por dentro e por isso são ideais para armazenar calor. Além disso, esta lã tem uma enorme capacidade de absorver a humidade. Desse modo os tecidos de angorá não parecem húmidos ao toque e são muito usados para a confeção de camisolas entre outros.

Estes coelhos não têm uma camada superficial de pelo. Ou seja, contrariamente à maior parte dos coelhos, que têm uma camada grossa de subpelo que os protege do frio e uma camada superficial que repele a água, os Coelhos Angorá não estão protegidos contra a humidade. Na verdade, a falta da camada de pelo superficial faz com que a lã angorá absorva água como se fosse uma esponja.

Por fim, a grande maioria dos Coelhos Angorá têm o pelo totalmente branco, ou seja, são na verdade coelhos albinos. No entanto, os Angorá podem ter várias cores se bem que apenas os coelhos com uma única cor são reconhecidos pelos criadores.

Cores dos Coelhos Angorá

As cores reconhecidas para estes coelhos são:

  • Branco
  • Amarelo
  • Havana (castanho-escuro)
  • Azul acinzentado
  • Azul

Produção de lã angorá

Cerca de 95% da lã angorá utilizada na produção de têxteis vem da China, onde os animais são criados em condições questionáveis em termos de saúde e bem-estar dos coelhos.
Por isto, ativistas do bem-estar animal criticam a forma de criação destes animais, que são mantidos em pequenas gaiolas. Também os métodos de tosquia são alvo de critica. Assim, ativistas aconselham os consumidores a não comprarem produtos feitos com lã angorá, visto que o método de produção desta lã não é compatível com o bem-estar dos animais.

O corpo dos Coelhos Angorá

Podemos apenas adivinhar o aspeto do corpo destes orelhudos, especialmente se eles não tiverem sido tosquiados. Os criadores descrevem o corpo como ligeiramente alongado, mas com a mesma largura na parte posterior e anterior. No entanto, a parte posterior do corpo é bastante arredondada. Já as pernas são de comprimento médio, mas bastante fortes. Por fim, o comprimento das orelhas varia entre os 11 e os 14 centímetros.

Dois coelhos Angorá, um branco e outro preto em cima de uma mesa no exterior.
Os Coelhos Angorá gostam de viver com outros companheiros.

Personalidade: Coelhos curiosos e carinhosos

Estes orelhudos fofinhos são muito simpáticos e carinhosoa. Assim, são animais de estimação adequados também para crianças. Por fim, os coelhos angorá são considerados curiosos e gostam de ter companhia.

Tal como os coelhos em geral, os angorá também precisam de bastante exercício e ficam entediados facilmente. Desse modo, é importante proporcionar-lhes atividades variadas. Os angorá também adoram correr e brincar.

Cuidados: os Coelhos Angorá gostam de companhia

Em estado selvagem os coelhos são muito sociáveis e vivem em colónias. E a necessidade de companhia mantém-se nos coelhos domésticos. Na verdade, os orelhudos precisam de companheiros para brincar e para se aninharem.

Os coelhos têm muitas ninhadas

Aos 3 meses, as coelhas estão sexualmente desenvolvidas e podem começar a procriar. Além disso, as coelhas podem ter várias ninhadas por ano, cada uma com 3 a 4 coelhinhos. Assim, para que os seus angorás não procriem deve castrar os seus coelhos.

Este procedimento não só evita que em pouco tempo tenha a casa cheia de coelhinhos, como também acalma os machos. Os coelhos machos castrados têm menos tendência a envolver-se em lutas territoriais ou hierárquicas.

Deve também esterilizar as fêmeas

Esterilize também as suas coelhas. Caso contrário elas podem desenvolver inflamações no útero além de tumores.

Sabia que…
Os coelhos machos continuam férteis entre 4 a 6 semanas depois da castração

Coelhos angorá e outros animais de estimação

Os seus coelhos angorá podem conviver com outros animais de estimação como cães ou gatos, desde que tenha alguns cuidados. Acima de tudo, por questões de segurança, nunca deixe a presa e o predador juntos sem supervisão.

Por outro lado, muitas vezes os coelhos vivem com porquinhos-da-índia. Infelizmente esta não é a melhor combinação. Na verdade estas duas espécies têm pouco em comum e não partilham a mesma linguagem. Assim, mal entendidos e comportamentos agressivos são comuns entre coelhos e porquinhos-da-índia.

A casa dos coelhos

Os coelhos adoram estar em movimento. Assim, o local onde vivem deve ter espaço suficiente para eles saltarem, correrem e brincarem. Lembre-se que para os seus coelhos serem felizes e terem uma vida saudável eles precisam de espaço e companhia.

Equipamento básico para o recinto dos coelhos:

Naturalmente o recinto dos coelhos deve ser limpo regularmente para que os seus coelhos se sintam satisfeitos.

Na loja online zooplus encontra uma enorme variedade de gaiolas e parques. Encontra também túneis e tocas, acessórios excelentes para o seu coelho se esconder e brincar.

Vida no exterior

Como os Coelhos Angorá não têm a camada de pelo superior, eles são muito sensíveis ao calor e à humidade. Por exemplo, os dias frios e chuvosos são particularmente perigosos. Nessa situação a água penetrar no pelo, atingir a pele e aí ficar extremamente fria ou mesmo congelada, o que pode causar a morte do seu coelho. Assim, os Coelhos Angorá não devem viver no exterior durante o inverno.

Nas outras estações do ano os seus coelhos podem viver no exterior desde que tenha as condições adequadas. Assim, os orelhudos precisam de um local protegido onde se possam abrigar do vento e de bastante sombra para relaxarem nos dias quentes de verão.

Encontra na zooplus Magazine o artigo Coelhos ao ar livre, com todas as informações que precisa para manter os seus coelhos no exterior.

Cuidados com o pelo dos Coelhos Angorá

Os Coelhos Angorá não mudam de pelo, ou seja, o pelo destes coelhos não cai sozinho. Assim, eles precisam de ser tosquiados regularmente, de preferência 4 vezes por ano.

A tosquia pode ser feita por um profissional, por exemplo, pelo veterinário. No entanto, pode também aprender a fazer a tosquia. Em seguida, damos algumas dicas sobre este procedimento. No entanto, antes de tosquiar o seu coelho peça ao seu veterinário para lhe fazer uma demonstração.

Procedimentos para a tosquia

Antes de começar a tosquia deve pentear cuidadosamente o pelo do seu orelhudo. Use um pente ou uma escova de forma a retirar toda a sujidade que possa estar presa no pelo, como feno, palha ou terra. Em seguida, corte o pelo com uma tesoura. Pode também aproveitar para aparar os pelos das orelhas. Se o seu coelho tiver tendência a saltar durante a tosquia use uma tesoura com pontas arredondadas. Dessa forma evita que ele se magoe. Por fim, pode também usar uma máquina de tosquia especial para coelhos.

Encontra produtos de higiene para coelhos na loja online zooplus.

Importante: depois da tosquia mantenha o seu coelho quente
Depois da tosquia os coelhos arrefecem facilmente e por isso podem-se constipar. Assim, quando a temperatura estiver mais baixa, coloque palha e feno na casinha do seu coelho. Ao comer o feno a temperatura interior dos coelhos também aumenta.

Além disso, deve pentear o seu coelho diariamente para evitar que o pelo fique embaraçado. Esta rotina é muito importante pois o pelo embraçado dificulta a regulação da temperatura e é também um íman para parasitas, como por exemplo ácaros. Os coelhos podem também apanhar uma infestação de larvas de moscas.

Por fim, verifique regularmente o tamanho das unhas do seu coelho. Se as unhas estiverem muito compridas deve cortá-las com uma tesoura especial para este fim.

Alimentação: legumes e feno

Os coelhos são herbívoros. Assim, estes animais adoram legumes frescos, como por exemplo cenouras. Os coelhos gostam também de ervas frescas e dentes-de-leão.

Como qualquer raça de coelhos, também os angorás têm um estômago sensível. No entanto, ao dar uma porção de feno e palha frescos por dia evita problemas digestivos aos seus coelhos. Além disso, os coelhos devem ter sempre água fresca à disposição. Dê também raminhos de árvore aos seus coelhos para eles roerem.

Por fim, ao comprar ração para o seu coelho verifique que os ingredientes são de qualidade e que a comida não contém açúcar ou aditivos.

No nosso artigo Alimentação dos coelhos encontra informações importantes sobre este tema.

Saúde: os problemas da lã angorá

Os Coelhos Angorá não conseguem sobreviver sem os cuidados dos donos ou criadores. O pelo destes orelhudos cresce muito rapidamente, e sem tratamento embaraça-se facilmente. Assim, se não tratar do seu coelho por um longo período de tempo o pelo fica tão embaraçado que dificulta seriamente os seus movimentos.

Outros problemas da lã angorá:

  • Os coelhos ficam nervosos e podem-se magoar durante a tosquia.
  • Aparecimento de inflamações nos olhos devido ao pelo que cobre os olhos.
  • Problemas gastrointestinais provocados por bolas de pelo. Os coelhos lavam-se regularmente e acabam por ingerir o pelo que forma bolas no estômago.
  • Quando fica embaraçado o pelo pode provocar doenças de pele e atrai parasitas como por exemplo larvas de moscas.
  • Tendência a ficar com a temperatura corporal elevada devido ao pelo.
  • Tendência a apanhar constipações, porque o pelo não é impermeável.

Qual a esperança de vida dos Coelhos Angorá?

A esperança média de vida dos coelhos domésticos é de 9 anos. Com os cuidados adequados, os Coelhos Angorá facilmente chegam a esta idade.

Adquirir um Coelho Angorá

Estes orelhudos fofinhos conquistaram o seu coração e gostava de ter um pequeno grupo de angorás? Então, conte com um valor entre 50 e 160 euros, pois os valores pedidos variam muito. No entanto, dada a elevada procura, as condições de criação destes coelhos nem sempre é a melhor. Assim, por questões éticas deve evitar pechinchas ou criadores duvidosos.

Se pretende ter coelhos de estimação, o primeiro passo deve ser entrar em contato com associações de animais. Existem vários casos de coelhos que esperam uma família e por isso é provável que encontre numa dessas associações o coelho que vai derreter o seu coração.

História e criação dos Coelhos Angorá

O nome Coelhos Angorá resulta do facto de ser uma raça originária da Turquia, mais concretamente da região de Angorá, atualmente Ancara. No entanto, esta raça tornou-se rapidamente conhecida na Europa. Por exemplo, os angorá são conhecidos no Reino Unido há mais de 300 anos. Na Alemanha existem exemplares desde 1777.

A criação desta raça privilegia particularmente coelhos de pelo longo. O antigo padrão da raça determinava que o pelo destes coelhos devia ter pelo menos 25 centímetros de comprimento. No entanto, para entrarem em concursos e exibições, o pelo destes coelhos devia ter pelo menos 40 centímetros. Por fim, criação destes coelhos foi impulsionada durante a primeira e segunda guerra mundial para a produção têxtil.

Raças parecidas

Os Coelhos Angorá pertencem à categoria de espécies de coelhos de pelo longo. Existem naturalmente outras espécies semelhantes. Coelhos das raças Fox Rabbit, Jamora assim como o Coelho Teddy têm o pelo longo.

Conclusão

Com o pelo farto e macio, os Coelhos Angorá são especialmente fofinhos. No entanto, estes orelhudos necessitam de cuidados diários com o pelo. Assim, não adote um ou mais Coelhos Angorá se não tiver tempo suficiente para eles.

Além disso, estes animais de estimação têm vários problemas de saúde e por isso a sua criação não deve ser incentivada. Assim, antes de procurar um criador, informe-se junto de associações de proteção de animais se existem angorás à espera de um lar.


Bärbel Edel
Profilbild von Magazin-Autorin Bärbel Edel

I am a journalist, love animals and have already researched the relationship between humans and dogs during my folklore studies. A few years ago I adopted a tomcat from the Munich animal shelter. Elvis was the reason to start my cat blog "Lieblingskatze" and also to deal with animals in a journalistic way. With my articles I would like to help people understand their pets better.


Os nossos artigos mais relevantes
4 min

Furão

Está a pensar comprar ou adotar um furão? Conheça as características deste animal, tipo de alimentação, cuidados de saúde etc.
9 min

Ouriço pigmeu africano

Os ouriços estão entre animais domésticos e exóticos. Saiba como os pode adotar e que cuidados deverá ter com a sua alimentação, saúde entre outros.