Tetra fogo (Hyphessobrycon amandae) This article is verified by a vet

Tetra fogo sob fundo azul

Com tons de vermelho forte, o tetra fogo não podia ter um nome mais adequado.

O tetra fogo ou tetra ember, também conhecido apenas por foguinho, é um peixe pequeno. Mas apesar de ter um comprimento máximo de 3 centímetros, estes peixes não passam despercebidos em nenhum aquário devido à sua cor forte e bonita. Neste artigo damos várias informações sobre o aspeto, habitat natural e cuidados a ter com estes peixes.

Tetra fogo: pequeno mas impressionante!

O tetra fogo, cujo nome científico é Hyphessobrycon amandae, também é conhecido entre nós como tetra ember, uma designação derivada do seu nome em inglês. No Brasil, de onde é originário, este peixe chama-se foguinho.

Esta espécie de peixes de água doce pertence à família Characidae. No entanto, com um comprimento que vai de 1.7 a um máximo de 3 centímetros, estes peixes são os mais pequenos da sua família.

Aspeto

Sem dúvida que o tetra fogo dá cor e alegria a qualquer aquário. Com escamas brilhantes e transparentes, mas com cores fortes, que vão desde o vermelho e laranja ao amarelo, estes peixes são muito populares. Além disso, como as escamas são transparentes é possível ver os órgãos internos ou a coluna dos tetra fogo. A cor das escamas torna-se mais intensa se a água do aquário for macia e ácida. A boca destes peixes é pequena e ligeiramente elevada e o corpo esguio e alongado. Outra característica do tetra ember é a sua lista avermelhada lateral.

Dimorfismo sexual

Muitas espécies de animais têm um claro dimorfismo sexual, ou seja, é fácil distinguir os machos das fêmeas. Este não é o caso do tetra fogo e, por isso, é difícil identificar qual o sexo dos seus peixes a olho nu. Nas descrições que encontra na internet é muitas vezes referido que as fêmeas tetra fogo têm tons mais discretos e que os machos são ligeiramente mais pequenos. No entanto, estas diferenças não são muito acentuadas e por conseguinte, podem induzir em erro.

© Oleksii Fadieiev / stock.adobe.com
O corpo dos tetra fogo é achatado nas zonas laterais.

Comportamento dos tetra fogo

Vida em comunidade

Os tetra fogo são considerados peixes especialmente pacíficos, visto que só na altura do acasalamento é que podem surgir alguns comportamentos territoriais por parte dos machos.

Se quiser ter outras espécies de peixes no seu aquário, o ideal é escolher animais igualmente pacíficos e de tamanho aproximado. Assim, pode escolher, por exemplo bagres calictídeos ou loricarídeos menores e ainda peixes machado e camarões, incluindo camarões anões. Se tiver um aquário grande pode combinar o tetra fogo com rasboras menores, barbos ou anabantideos.

Cuidados a ter no aquário

Estes são peixes de cardume e, por isso, precisam de viver com companheiros da mesma espécie. Na verdade, eles preferem nadar em grupos de cerca de 10 indivíduos. No que se refere à proporção machos/fêmeas, o grupo deve ter mais fêmeas que machos.

Tamanho do aquário para peixes tetra fogo

Para que os seus peixes se possam movimentar à vontade, o aquário deve ter capacidade para pelo menos 30 litros. No entanto, se puder ter um aquário maior, com capacidade entre 50 e 80 litros, os seus peixes agradecem, pois podem nadar mais livremente e explorar o ambiente.

Parâmetros da água

A qualidade da água deve ser ajustada às necessidades dos seus peixes, para que eles tenham uma vida longa e saudável. Além disso, os tetra fogo adquirem as cores mais vivas se os parâmetros da água estiverem dentro dos seguintes intervalos:

  • Dureza da água: 2 bis 12 °dGH
  • Dureza de carbonatos: 2 bis 8 °KH
  • Valor do pH: 5,5 bis 7,5
  • Temperatura da água: 23 bis 29 °C

Plantas para o aquário

Como já mencionado, o tetra fogo adora nadar e, por isso, o aquário não deve ficar cheio de plantas. No entanto, estes peixes também gostam de se esconder, por isso, o aquário deve ter uma quantidade bastante equilibrada da plantas.

Para dar mais destaque às cores vivas destes peixes, pode escolher um substrato escuro para o fundo do aquário,

Pequeno cardume de tetra fogo © Oleksii Fadieiev / stock.adobe.com
Os tetra fogo são peixes de cardume que vagueiam pelo seu território em pequenos grupos.

Criação de peixes tetra fogo

Nem todos as espécies de peixes são fáceis de criar em aquário e o tetra fogo pertence a esta categoria. Assim, geralmente só os profissionais é que se dedicam a esta atividade, que requer experiência e conhecimentos.

Dicas para uma criação bem sucedida

Se está decidido a tentar a sua sorte na criação destes peixes, tenha em atenção os seguintes aspetos:

  • Coloque plantas filamentosas, com folhas longas e finas, como por exemplo musgo de java.
  • Certifique-se que a água do aquário tem os seguintes parâmetros: dureza abaixo de 5 °dGH (água macia) e pH entre 5,6 e 6,5.
  • Utilize um casal ou um macho e várias fêmeas.

Procedimento após a desova

As fêmeas põem cerca de 100 ovos e nessa altura deve colocar os progenitores noutro aquário. Caso contrário é provável que os tetra fogo acabem por comer os próprios ovos. Além disso, é importante criar as condições adequadas para a eclosão dos ovos, nomeadamente manter a temperatura do aquário entre os 22 e 24 graus Celcius.

Os ovos eclodem um ou dois dias após a desova e em poucos dias as larvas transformam-se em pequenos e ágeis peixes. Nessa altura, alimente os seus pequenos peixes com Paramecium ou alimento seco de pequenas dimensões. Pode também introduzir gradualmente náuplios de Artemia, microworm, etc., a partir do momento em que os peixes tenham tamanho suficiente para digerir estes alimentos.

Alimentação dos tetra fogo

A maior parte dos peixes tetra são omnívoros, e o tetra fogo não é exceção. Assim, alimentar os seus peixes é muito simples, podendo dar flocos para peixes, comida vida e congelada ou larvas de mosquito.

Dica: Para saber mais sobre a alimentação dos peixes, leia o nosso artigo Alimentação dos peixes de aquário. Além disso, na loja para peixes zooplus encontra uma grande variedade de comida para peixes.

O tetra fogo é um peixe saudável?

A esperança de vida do tetra fogo é de 2 a 3 anos. Um bom indicador do estado de saúde dos peixes é a cor das escamas. Assim, se o vermelho das escamas for bastante brilhante, pode ficar descansado, os seus peixes estão bastante saudáveis.

No entanto, se as cores das escamas ficarem esbatidas, comece por verificar os parâmetros da água e ajustar os que estiverem desequilibrados. Se ainda assim, os seus peixes não melhorarem procure ajuda junto de um veterinário. Lembre-se que o tetra fogo está sujeito às doenças comuns dos peixes.

Origem e habitat natural

O habitat natural destes peixes é o interior do Brasil, mais concretamente na bacia do rio Araguaia e no estado do Matogrosso. Ainda não se sabe exatamente a extensão do território em que vive o tetra fogo, mas encontram-se exemplares em afluentes e lagoas deste rio. É raro encontrar estes peixes nos cursos principais de rios.

Comprar peixes tetra fogo

Estes pequenos peixes são acessíveis, custando cerca de 1 euro cada exemplar. Além disso, encontra estes peixes na maior parte das lojas de animais que vendam peixes ornamentais. Encontra também estes peixes com facilidade em lojas online. No entanto, antes de comprar os seus peixes certifique-se que eles estão saudáveis e que conhece a procedência.

Se ainda não tem um aquário, lembre-se que além do que irá gastar com os peixes e o aquário também terá de comprar vários equipamentos. Por fim, terá a despesa regular com a comida.

Conclusão: o tetra fogo é uma boa opção para o meu aquário?

Estes pequenos, mas impressionantes peixes são muito sociáveis e amigáveis. Além disso, estes peixes não são muito exigentes no que se refere a cuidados e são bastante saudáveis. Assim, com uma alimentação e condições no aquário adequadas terá os seus tetra fogo por muito tempo. Em conclusão, o tetra fogo é uma espécie de peixes adequada para principiantes, mas a criação é um processo mais complexo que requer experiência.


Franziska G., Veterinária
Profilbild von Tierärztin Franziska Gütgeman mit Hund

Estudei medicina veterinária na Universidade Justus-Liebig em Gießen, onde pude ganhar alguma experiência em vários campos, como medicina para pequenos e grandes animais, medicina exótica, farmacologia, patologia e higiene alimentar. Desde então, não trabalhei apenas como autora veterinária. Também trabalhei na minha tese, que foi influenciada cientificamente. O meu objetivo é proteger melhor os animais contra patógenos bacterianos no futuro. Além do meu conhecimento, partilho as minhas próprias experiências como dono de um cão e, assim, consigo entender e dissipar medos e problemas, bem como outras questões de saúde animal.


Os nossos artigos mais relevantes
9 min

Peixe-palhaço

Os peixe-palhaço são animais de água salgada, oriundos do Pacífico e apresentam tons que variam entre o preto, laranja, amarelo e vermelho.
10 min

Axolote

Há vários anos que o axolote mexicano está na moda como animal doméstico. O seu aspeto simpático e as suas cores fazem dele o centro das atenções. Além disso, ter um axolote é relativamente fácil.