Bearded collie

Bearded Collie

Bearded Collie

Os admiradores dos Bearded collies estão de acordo – quem não conhece esta raça, é imprescindível que o faça! Depois de a ver a correr pelos campos com o seu pelo a ondular, a sua alegria e energia durante as brincadeiras e, também, a atenção que dá aos desejos dos seus donos, não será fácil esquecer o incomparável encanto desta raça tão original!

Características dos Bearded collies

Os Bearded collies, também apelidados beardies ou collies barbudos, são cães ativos que transpiram vitalidade e seguem pela vida seguros de si mesmos. Apesar da sua personalidade forte, não mostram indícios de agressividade ou nervosismo; pelo contrário, são animais sensíveis e atentos. Graças à sua inteligência e elevada capacidade de observação, parecem saber exatamente qual o comportamento que se espera deles. Adoram agradar aos donos, e embora esta característica não faça parte dos padrões oficiais de raça estabelecidos pela Federação Cinológica Internacional (FCI), pode dizer-se que são animais com uma notável capacidade de adaptação que sentem grande simpatia pelos humanos. Obedecem com entusiasmo às tarefas que a vida – e os seus donos – os encarregam de fazer, mas isto sem porem de lado a sua própria personalidade. A sua alegria permanece inalterável e não é de estranhar que, ao brincarem, exteriorizem a sua felicidade ladrando.

Não são fãs de ruídos intensos e, em situações de mau tempo, alguns preferem aninhar-se numa esquina silenciosa. Este traço de personalidade justifica o apelido «bola de pelo nervosa» que lhes é dado e que, no entanto, não é merecido. São animais sensíveis, mas não medricas, e embora um estrondo possa assustá-los, isto não significa que se inquietem ou que percam totalmente o seu equilíbrio emocional. De entre as várias raças de cães pastores escoceses, os Bearded collies são os únicos que, como cães pastores, se encarregavam originalmente tanto do pastoreio do gado, como também da sua vigilância e proteção. É notável que até aos nossos dias não tenham perdido a sua capacidade de atenção inata, mantendo-se sempre tranquilos e impassíveis, não sendo inflexíveis nas suas ações.

No que se refere à educação e treino, rejeitam a dureza e as ordens severas, pelo que conseguirá obter muito mais destes cães com tons de voz tranquilos e suaves. Como agradecimento, são companheiros perfeitos para famílias ou pessoas que vivam sozinhas; sempre que seja necessário, estarão lá para si.

Aparência dos Bearded collie

Não tenha dúvidas de que o Bearded collie lhe vai encher a casa de alegria e, claro, de alguma sujidade nas patas. Durante os passeios pelo campo, é natural que se possam emaranhar pauzinhos e terra na sua pelagem longa. O seu pelo duro e liso retém a sujidade, mas, por sorte, não durante muito tempo. A maior parte da areia e da terra caem por si mesmas e as folhas e os ramos podem ser facilmente retirados com a mão ou com um pente.

Segundo as normas desta raça, o pelo da camada exterior é liso, embora sejam permitidas ligeiras ondulações, enquanto que a camada inferior apresenta um pelo suave e aveludado. Apesar da pelagem forte e desalinhada, não têm um ar desajeitado. Novamente de acordo com os padrões da raça, estabelecidos pela FCI, a pelagem deve ser, por um lado, suficientemente grossa e comprida para oferecer uma boa proteção, e, por outro lado, não demasiadamente, isto é, quando os contornos do corpo deixam de ser visíveis. A sua constituição forte e atlética tem que se notar mesmo com as camadas de pelo. Tratando-se de um antigo cão de pastoreio, o Bearded collie é delgado, ativo, com proporções adequadas e tudo menos torpe. A altura de ombro a ombro pode chegar, nos machos, aos 53 – 56 cm; no caso das fêmeas, as medidas são ligeiramente inferiores, podendo medir entre 51 a 53 cm.

Embora o pelo situado em torno da ponte do nariz seja algo escasso, este alarga-se na zona das bochechas e do queixo, formando assim a sua barba característica. Esta pelagem tão particular dá o nome à raça: Bearded collie, collie barbudo ou, em Inglês, simplesmente Beardie.

Relativamente às cores do pelo, verifica-se uma enorme variedade de tons. Quando nascem, as principais cores dos cachorros são preto e branco, castanho e branco, azulado e branco e bege e branco; ao alcançarem a idade adulta, as cores vão desde o cinzento-ardósia, ao avermelhado, ao castanho-claro, passando pelo preto e pelo azul até todos os tons de cinzento, castanho e areia. Podem apresentar manchas brancas em algumas zonas do corpo, como a cara, o nariz, o peito, as patas ou na zona das unhas, tal como na ponta da cauda.

bearded collie welpen

História

Não se sabe muito acerca das raízes dos Bearded collies; acredita-se que as suas origens remontem aos peludos cães pastores da Europa de Leste e da Ásia, que chegaram à Inglaterra durante o século XV, juntamente com as vacas e ovelhas. Na Escócia, começaram a ser utilizados para pastar o gado. A diferença entre estes e outros cães pastores reside no facto de os Bearded collies tomarem a iniciativa de também vigiar e proteger o gado de predadores e ladrões de gado, de tal modo que alguns dos pastores dessa época delegaram neles toda a responsabilidade do cuidado do rebanho. São tão dignos da confiança dos humanos, que inclusivamente se falava de cães que eram enviados sozinhos desde o mercado de gado de Londres até à Escócia.

Somente chegaram até nós dados acerca dos primeiras décadas de existência desta raça. Tal dever-se-á ao facto dos primeiros donos dos Bearded collies serem pastores, os quais, não sendo letrados, não terão registado informação sobre os seus cães. No início do século XX, e durante os tempos conturbados que se sucederam, em consequência das duas guerras mundiais, perdeu-se quase por completo o rasto destes animais. Em 1944, a raça foi redescoberta, casualmente. A história reza que a criadora de cães inglesa Mrs. G. O. Willison quis adoptar um cachorro Pastor de Shetland e da cesta que lhe foi entregue saiu um cachorro castanho e branco que considerou, num primeiro momento, rafeiro. Quatro meses mais tarde, um velho pastor reconheceu, naquela cadelinha supostamente rafeira, uma Bearded collie. A senhora Willison ficou tão entusiasmada com o seu novo cachorro que fez todos os esforços para voltar a colocar esta raça no mapa da criação. Procurou afincadamente, entre os pastores britânicos, os singulares Bearded collies para dar início a uma nova base de criação. Este entusiasmo contagiou outros companheiros de profissão e assim se retomou a criação destes exemplares.

Criação

Estão referenciadas várias associações de Bearded collies a que criadores de reconhecido prestígio acedem regularmente para aumentar os seus conhecimentos acerca da raça e também para formação dos jovens criadores. Por sorte, a maioria destes profissionais distanciou-se da criação do «collie barbudo moderno». Os chamados «show beardies», os Bearded collies de concurso, tiveram origem na criação com puros objetivos estéticos, que conferiu a estes cães o estatuto de cão de exposição, demasiado arranjadinhos e vistosos. Cães provenientes de criação excessivamente seletiva têm o pelo artificialmente longo e podem sofrer de problemas capilares. Em consequência do facto de esta criação se ter centrado somente no aspeto físico, foram ocorrendo modificações de carácter que passaram despercebidas. Os Bearded collies modernos reajem com mais medo e agressividade do que o normal.

Os criadores sensatos voltaram a dedicar-se ao «antigo modelo» dos collies barbudos, tendo em vista não tanto os prémios de beleza mas sim a criação de cães de família fortes, inteligentes, atléticos e com personalidade.

Cuidados e higiene

A pelagem de comprimento médio do Bearded collie clássico é muito mais fácil de cuidar do que o pelo relativamente mais curto do «show beardie», e igualmente bonita. O pelo destes útlimos, apesar de ser mais curto, é suficientemente longo para reter alguma sujidade, ainda que menos do que o de outras raças de pelo curto. Graças à sua pelagem dura e suave, basta que passe com a escova uma a duas vezes por semana. O que implica mais investimento de tempo são mesmo as horas de lazer, pois são cães ativos e dinâmicos.

Passeios longos são bastante apreciados, sendo a altura em que se podem mover com maior liberdade e naturalidade. Se os donos tiverem a atitude certa perante a sua educação, estes cães poderão ficar fãs de truques e de Dog Dancing; claro que também gostam imenso de desportos, como Agility ou Treibball. Além do exercício físico, cães inteligentes precisam igualmente de estímulos mentais; experimente dedicar algum tempo a jogos de inteligência e a charadas e verá como lhes agrada.

Os Bearded collies são fáceis de treinar e não suportam ordens bruscas; precisam, todavia, de uma educação consequente. Se for capaz de se dedicar a eles desta forma, será certamente recompensado com um companheiro grato, amável e encantador. Mansinho, interage bem com outros cães – mas não se esqueça, para ele, em primeiro lugar estarão sempre as pessoas com quem convive. Os fãs dos Bearded collies estão de acordo – depois de conviver com ela, é uma raça inesquecível!

Alimentação do Bearded collie

A dieta dos cães deve ser rica em carne e adaptada ao tamanho, peso e idade do animal. Descubra a nossa grande variedade de comida para cães na loja de cães zooplus!

Artigos relacionados
Artigos relacionados
Os nossos artigos mais relevantes

Rafeiro Alentejano

Está a pensar adotar um Rafeiro Alentejano? Conheça todas as características da raça e se é o cão indicado para si.

Yorkshire Terrier

Está a pensar adotar ou comprar um Yorkshire Terrier? Saiba qual é a sua personalidade, tipo de alimentação, cuidados de saúde e muito mais.

Labrador Retriever

Gosta de agradar, adora pessoas e é robusto: o Labrador Retriever é extremamente popular como cão de família.