Cães e lobos: semelhanças e diferenças This article is verified by a vet

Cães e lobos: Exemplar de lobo cinzento num campo

As orelhas típicas dos lobos são eretas, curtas e triangulares.

O cão é conhecido por ser o melhor amigo do homem, mesmo sendo descendente de um predador. Neste artigo, explicamos como lobos e cães se distanciaram e também que características os nossos patudos ainda partilham com os lobos.

Cães e lobos voltam a partilhar território

Durante muito tempo os lobos foram objeto de caça intensiva devido ao perigo que estes animais representavam para a vida dos seres humanos. Infelizmente, esta prática pôs em risco a sobrevivência de várias espécies de lobos. No entanto, associações para a preservação da natureza lutaram para inverter esta situação e com o apoio de iniciativas governamentais, em vários países surgiu legislação para a proteção dos lobos e, por isso, estes animais estão a voltar ao seu habitat natural. Ainda assim, grande parte das espécies de lobos ainda está em perigo,

Na península ibérica, o lobo ibérico (Canis lupus signatus) esteve muito próximo da extinção, sendo atualmente considerado uma espécie em perigo. No entanto, nos últimos anos alguns exemplares têm sido libertados na natureza numa tentativa de inverter esta situação. Atualmente a população estimada de lobos ibéricos em Portugal e Espanha é de 2.000 exemplares.

Dois exemplares da raça Cão-lobo-de-saarloos sentados numa floresta no outono
Lobo ou cão? O Cão-lobo-de-saarloos é muito parecido com um lobo.

Onde estão as diferenças?

Ninguém confundiria um pug ou um dachshund com um lobo. No entanto, dada a enorme diversidade de raças de cães é natural que muitos tenham semelhanças físicas com os lobos e que alguns sejam mesmo muito parecidos. Entre as raças de cães, as que fazem parte dos chamados cães-lobos são os mais difíceis de distinguir, por exemplo, o galgo irlandês ou o cão-lobo-de-saarloos. Os cães destas raças fazem lembrar o lobo cinzento. No entanto, estes lobos com uma altura na cernelha de 60 a 80 centímetros, são geralmente maiores do que o cão-lobo-de-saarloos, que atinge uma altura de aproximadamente 70 centímetros.

Curiosidade: Existem lobos com pelagem de várias cores. Por exemplo, o lobo-ibérico tem a pelagem em tons de castanho. Já o lobo cinzento tem, naturalmente o pelo cinzento. Mas existem também lobos com pelagem branca. Por fim, a cor dos olhos dos lobos também pode variar.

Cães e lobos: 5 diferenças

As seguintes características ajudam a distinguir os lobos dos cães. No entanto, nalguns casos é mesmo preciso recorrer a uma análise de ADN para ter a certeza:

  • A forma das orelhas: regra geral, os lobos têm as orelhas pequenas, eretas e triangulares. Por outro lado, os nossos patudos geralmente têm orelhas maiores ou orelhas que pendem lateralmente ao focinho.
  • A marcha: ao andar ou correr os lobos costumam colocar as patas traseiras no mesmo local das patas dianteiras, ou seja, em vez de deixarem pegadas das 4 patas, deixam de apenas duas. Já os cães mudam de direção várias vezes e, por isso, deixam um rasto mais irregular.
  • Posição da cauda: os lobos costumam andar com a cauda para baixo. Por outro lado, os nossos patudos levantam a cauda em várias situações, por exemplo, quando estão contentes. Além disso, muitos os cães mantêm a cauda mais levantada ou baixa de acordo com o seu estado de humor.
  • Comunicação: os nossos patudos aprenderam a comunicar com os humanos. Além disso, os cães ladram e ganem, enquanto a forma de comunicação por excelência dos lobos é o uivar.
  • Digestão: apesar de serem ambos carnívoros, ao contrário dos lobos, os cães conseguem digerir amido, que se encontra em cereais.

Posso dar uma alimentação vegetariana ao meu cão? Descubra a resposta no nosso artigo!

Semelhanças entre cães e lobos

Apesar de, muitas vezes, os cães serem visualmente diferentes dos lobos, a verdade é que estes animais têm semelhanças importantes:

  • Os lobos e os cães têm os sentidos do olfato e audição extremamente apurados.
  • Ambos são carnívoros.
  • Tal como os lobos, os cães também vivem em matilhas.
  • Os lobos e os cães rebolam na terra para disfarçar o seu próprio cheiro quando caçam uma presa.
  • Cães e lobos apresentam comportamentos de caça semelhantes, ainda que algumas raças de cães não tenham um instinto de caça pronunciado.

Quantos anos vive um lobo?

Este é outro aspeto comum entre cães e lobos, visto que a sua esperança de vida varia entre os 14 e 16 anos.

Todos os cães descendem dos lobos?

Cientificamente, a origem do cão doméstico (Canis lupus familiaris) ainda não está totalmente clara. Os cientistas presumem que os cães e os lobos têm um ascendente comum, mas ainda não se sabe em que momento o lobo (Canis lupus) se separou do cão.

Os arqueólogos consideram que a domesticação do cão iniciou-se entre 15.000 e 20.000 anos atrás. No entanto, alguns indícios arqueológicos indicam que os primeiros cães domésticos viveram há até 135.000 anos.

Curiosidade: o objetivo do estudo genético dos restos mortais dos cães é, entre outros, conhecer as origens dos cães domésticos modernos.

A teoria mais conhecida sobre a origem dos cães defende que os homens da Idade da Pedra e os lobos partilhavam o mesmo tipo de alimentação. Assim, quando os homens caçavam, os lobos mantinham-se por perto na esperança de apanhar os restos da caça.

A proximidade física dos lobos aos seres humanos ao longo do tempo fez com que as espécies se habituassem uma à outra. Com o tempo, alguns lobos mais dóceis aproximaram-se ainda mais dos seres humanos, que por sua vez os integraram no seu dia-a-dia. E assim, o lobo deixou de ser um concorrente e tornou-se um aliado. Por exemplo, os lobos protegiam a comida que partilhavam com os humanos de outros predadores, como por exemplo, ursos ou tigres.

Durante milhares de anos, os seres humanos selecionaram para procriar os cães com as características mais úteis para as tarefas do dia-a-dia. E assim, surgiram as raças de cães de caça, de trabalho, de pastoreio ou de companhia. Hoje em dia, as raças de cães de caça e de cães de companhia são as mais populares. No entanto, outras raças continuam a desempenhar um papel crucial nas atividades humanas.

Grupo de cães de raças diferentes. Os cães estão sentados num caminho numa floresta.
A domesticação dos lobos deu origem a inúmeras raças de cães

Cães e lobos: a relação ainda é próxima?

Os cães e os lobos partilham a maior parte do seu código genético, o que indica claramente que existe uma relação muito próxima entre os dois. No entanto, as diferenças genéticas são importantes e têm um grande impacto.

A FCI (Federação Cinológica Internacional) reconhece a existência de 350 raças de cães, que terão evoluído de cães ancestrais. Existem vários aspetos que distinguem as raças, como o tipo de personalidade ou o aspeto físico, no entanto, todos partilham as características base.

Em termos genéticos, não há nada que impeça o cruzamento entre cães e lobos, além disso os descendentes, os híbridos de lobo, são férteis. No entanto, o estilo de vida destas espécies é muito diferente e, por isso, cruzamentos naturais são raros.

Em primeiro lugar é preciso lembrar que os lobos são animais protegidos até à quarta geração. Além disso, manter um lobo como animal de estimação é uma tarefa muito difícil. Por um lado, eles precisam de muito espaço e esconderijos, por outro, são animais sociais que precisam de companhia dos pares para viverem felizes. Por fim, a linguagem dos lobos é muito diferente da linguagem dos cães, o que geralmente causa mal-entendidos com os humanos. Em conclusão, ter um lobo em casa é um desafio legal e de ordem prática e, por isso, não é aconselhável ter um destes animais em casa.

Encontrar um lobo selvagem

Quem gosta de ver estes animais no seu habitat natural pode observá-lo em parques naturais. No que se refere ao lobo ibérico, este encontra-se principalmente no centro norte e norte de Portugal. Existem também centros de recuperação de lobos que aceitam visitas permitindo que as pessoas observem mais de perto estes fantásticos animais.

No entanto, os lobos são relativamente tímidos e não se aproximam das pessoas facilmente. Assim, não é muito provável que ao passear com o seu patudo encontre um lobo. Mas se tal acontecer, o lobo provavelmente sente curiosidade e, por isso, chame o seu cão e mantenha-o perto de si. Geralmente, o lobo desiste de se tentar aproximar e segue o seu caminho.

Quer um companheiro de quatro patas para as suas longas caminhadas na natureza? Então, leia os nossos perfis das várias raças de cães e de certeza que aí encontra o patudo ideal!


Franziska G., Veterinária
Profilbild von Tierärztin Franziska Gütgeman mit Hund

Estudei medicina veterinária na Universidade Justus-Liebig em Gießen, onde pude ganhar alguma experiência em vários campos, como medicina para pequenos e grandes animais, medicina exótica, farmacologia, patologia e higiene alimentar. Desde então, não trabalhei apenas como autora veterinária. Também trabalhei na minha tese, que foi influenciada cientificamente. O meu objetivo é proteger melhor os animais contra patógenos bacterianos no futuro. Além do meu conhecimento, partilho as minhas próprias experiências como dono de um cão e, assim, consigo entender e dissipar medos e problemas, bem como outras questões de saúde animal.


Os nossos artigos mais relevantes
5 min

A idade dos cães

Novos dados científicos aprimoraram e conversão da idade dos cães em idade humana. Descubra aqui como fazer esta conversão!