Treino de obediência para cães

Treino de obediência para cães

Treino de obediência para cães

A designação “obedience training”, muitas vezes assim usada na versão original em inglês, significa treino de obediência. Trata-se do ensino superior da educação canina e, tal como os exercícios de agility, aprende-se nas escolas para cães. Foi lançado pelo "American Kennel Club", uma associação registada de pedigrees de cães de raça pura, nos EUA. O treino de obediência veio originalmente do treino dos cães de serviço (polícia e proteção pessoal).

Como posso ensinar os comandos básicos ao meu cão?

  • Senta!

De acordo com o “American Kennel Club” o pré-requisito para aprender a ordem “senta” é, antes de tudo, que o cão consiga ficar em pé à sua frente. Se ele não vier até si sozinho, caminhe lentamente até ele, puxe-o pela trela e leve-o até ao sítio de onde o chamou. Deste modo, mostrará ao seu amigo canino que ele deve obedecer às suas ordens, mas que o dono não está zangado com ele. Para ensinar ao seu cão o comando "Senta", pode usar duas abordagens.

Deve usar a que combina melhor consigo:

Variante 1: ajoelhe-se em frente ao cão e tenha uma guloseima pronta como recompensa. Segure a guloseima mesmo na frente do nariz do seu patudo, depois diga "Senta" enquanto o guia lentamente acima da sua cabeça. Provavelmente o cão vai obedecer ao comando “Senta” e erguer a cabeça para mordiscar o snack. Se ele se levantar, coloque gentilmente a outra mão na parte traseira e guie-o gentilmente até à posição sentada. Recompense-o nesse momento com a guloseima, independentemente dele ter necessitado da sua ajuda na execução do comando ou não.

Variante 2: sente-se ao lado do seu amigo canino, coloque uma mão no peito dele e a outra logo atrás das patas traseiras. Diga “Senta”, enquanto aplica apenas alguma pressão no peito e nas patas traseiras para colocá-lo na posição sentada. Assim que ele se sentar, deve recompensá-lo com a guloseima.

  • Deita:

Também para ensinar esta ordem há duas possibilidades de treino, devendo usar aquela com a qual se sente mais confortável:

Variante 1: para ensinar o cão a obedecer ao comando, ajoelhe-se à direita do seu cão e coloque a mão esquerda sobre os ombros dele. Coloque a sua mão direita diretamente atrás das patas dianteiras. Diga "Deita" enquanto pressiona suavemente nos ombros. Ao mesmo tempo, mova as patas dianteiras para a frente até ele se deitar. Acaricie-lhe as costas por alguns segundos para encorajá-lo a relaxar e ficar nessa posição. Por fim, elogie-o e recompense-o com um snack.

Agora use a chamada "palavra-chave" e deixe o seu cão levantar-se, pode elogiá-lo e recompensá-lo novamente. Volte a dar a ordem de deitar repetindo o comando "Deita". A partir daí, o seu cão deverá assumir essa posição sempre que o dono emitir o comando apropriado.

Variante 2: coloque a sua mão esquerda sobre os ombros do seu patudo, segurando um snack na frente dele com a mão direita. Diga "Deita" e lentamente coloque o snack entre as patas do cachorro, no chão. Nesse momento, lentamente, puxe o snack para a frente e afaste-o um pouco do cão. Logo que o animal esteja na posição desejada, deve recompensá-lo com a guloseima.

  • Fica: 

Este comando implica que o cão deve permanecer na posição desejada até que você diga a "palavra-chave" ou lhe dê outro comando. É importante que esta ordem tenha um ponto de partida concreto e um final também claramente reconhecível. Aconselhamos que não dê esta ordem tendo comida na mão, pois isso motivaria o seu cão a segui-lo. Treine este comando para que o seu cão fique no lugar até que o dono lá volte e diga a "palavra-chave". Se acha que seu cão quer sair do lugar e desobedecer à ordem dada, repita o comando "Fica".

Quais as ferramentas de treino recomendadas pelo American Kennel Club?

  • Treino com clicker – este é um método que usa o reforço positivo – tem origem na ciência. Com o clicker pode ensinar ao seu cão especificamente o que é necessário ele fazer para obter uma recompensa. O clicker emite um som gerado mecanicamente.
  • Em alternativa, pode usar uma palavra ou expressão, como substituto do clicker. De acordo com alguns críticos do clicker, o uso duma palavra ou expressão provavelmente fomenta mais o vínculo entre o cão e seu dono. No entanto, como o próprio "American Kennel Club" aponta, o clicker é um instrumento muito popular no treino canino.
  • A trela também é uma ferramenta básica no treino de cães, como recomenda o "American Kennel Club". Habitue o seu cão a usar e a gostar da trela e do peitoral, usando-os em casa enquanto brincam um com o outro.

Factos interessantes sobre a história e o desenvolvimento do treino de cães

Os cães de trabalho sempre tiveram que saber obedecer a ordens. Os respetivos comandos relacionavam-se com as funções que os cães desempenhavam. Por exemplo, os Cães Pastores aprenderam a guiar um rebanho na direção dada pelo pastor. Com base nessa tarefa original de pastoreio, tarefa que foi ao longo dos tempos interiorizada por estes cães, atualmente eles gostam muito de guiar bolas quando estão a ser treinados.

Qual é a diferença entre treino de obediência e teste de obediência?

A maior diferença entre treino de obediência e teste de obediência é que os cães recebem muitas mais recompensas durante o treino. Por exemplo, o objetivo pode ser que o cão manifeste 50% mais de potência do que uma competição exigiria, antes de receber qualquer recompensa de treino. Deve habituar o seu cão a sequências longas de treino sem receber recompensas. No final de cada sequência, claro, há sempre um miminho para os nossos amigos patudos.

O treino de obediência varia entre métodos muito simples, pelos quais o cão aprende a ouvir e realizar com confiança comandos como “Senta”, até competições de alto nível de desempenho, organizadas pelo “American Kennel Club”, “United Kennel Club” e “Canadian Kennel Club”. Nesse contexto, a execução e desempenho precisos de outros comandos adicionais são avaliados pelo júri.

Para que o cão realmente mereça o título de "obediente" – o que é diferente de apenas "treinado" - deve de facto reagir com firmeza a todas as instruções do dono e executá-las corretamente. Lidar com um cão bem comportado é motivo de grande alegria para o dono. E, por sua vez, o cão também tira grande prazer disso. Se o cão não obedecer devidamente, pode tornar-se um problema para o dono, para o espaço onde se movimenta e, em certa medida, para o próprio cão. Afinal, é extremamente importante num contexto social que o cão obedeça ao seu dono - sobretudo para não pôr em perigo outras pessoas ou animais.

Qual a duração normal dum treino de obediência?

O treino de obediência pode ser um processo longo. O sucesso desse treino depende tanto do cão, como do método utilizado e, claro, não menos importante, depende igualmente da habilidade do treinador ou do dono do animal. Além disso, definir o nível desejado de obediência é também crucial para definir o tempo necessário. Algumas raças, como por exemplo o Pastor Alemão e o Border Collie, gozam da fama de serem mais fáceis de treinar do que outras raças. O princípio mais importante do treino canino é sempre a consequência. O treino de obediência pode ser considerado como uma preparação para outras medidas de treino adicionais. Um fator decisivo para o sucesso das medidas de treino é o bom relacionamento entre o cão e o seu dono. Esta ligação pode ser fortalecida por atividades lúdicas conjuntas. Quando o cão e o seu dono formam uma boa equipa e trabalham juntos em atividades que são do agrado de ambas as partes, isso fortalece o vínculo entre os dois, o que, por sua vez, é um pré-requisito para o sucesso da educação.

Numa família ativa, os diferentes membros da família podem realizar diferentes atividades com o cão, dependendo de quem faz o quê. É muito importante que o cão sinta prazer nessas atividades.

As regras básicas são ensinadas ao cão, com a colaboração do dono, no prazo de 6 a 10 semanas. Nesta fase é demonstrado ao dono como deve comunicar com o seu querido patudo e como pode ensinar vários comandos simples ao mesmo. Na maioria destes treinos, é dado um comando ao cão. Saber controlar/guiar bem o cão pela trela é uma parte muito importante desses treinos. Somente quando o cão domina esta técnica é que está pronto para aprender mais comandos.

Qualquer treino é adequado para qualquer cão?

Alguns cães podem demonstrar aos donos terem uma preferência por treino em pista. Podem manifestar esse desejo colocando-se na posição de receber guloseimas, a fim de darem a si próprios essa recompensa (sistema de auto-compensação).

O objetivo principal do desporto para cães é que ambas as partes se divirtam. Do mesmo modo, deve estar sempre atento às condições físicas do seu cão. Por exemplo, os cães que têm pernas curtas não devem acompanhar o dono ao andar de bicicleta. Se não tiver a certeza, deve aconselhar-se junto do criador ou do veterinário sobre o tipo de desporto mais adequado para o seu cão, considerando as características físicas do mesmo.

O que se deve ter em conta antes de participar em competições?

O treino de obediência pode levar à prática de desportos competitivos, mas não inevitavelmente. Pode fazer-se este treino apenas pela diversão que envolve ou só mesmo para que o cão seja obediente.

No entanto, se o dono e o cão ficarem tão entusiasmados com o treino de obediência ao ponto de quererem participar em competições, têm antecipadamente de fazer um exame de cães de companhia e passar. Este exame é um requisito obrigatório para poder participar em competições.

Os nossos artigos mais relevantes