Tartaruga-almiscarada (Sternotherus)

Escrito por Bärbel Edel
tartaruga-almiscarada a nadar no aquário

Não tem um ar simpático? As tartarugas-almiscaradas são animais de água doce.

A tartaruga-almiscarada (nome científico: Sternotherus) pertence ao grupo das tartarugas aquáticas. Quando se sente ameaçada, espalha um cheiro desagradável, almiscarado – o que explica o seu nome. Regra geral, no entanto, as tartarugas-almiscaradas consideram-se animais relativamente fáceis de cuidar e ter. Neste artigo irá aprender os aspetos os aspetos mais importantes para ter uma tartaruga-almiscarada no aquário, de acordo com as necessidades da espécie.

Aparência: qual o aspeto da tartaruga-almiscarada?

Algumas espécies de tartarugas têm carapaça com padrões ou marcas coloridas na cabeça e nas pernas.

Em comparação, as tartarugas-almiscaradas têm um aspeto discreto. No caso da tartaruga-almiscarada comum (Sternotherus odoratus), por exemplo, a dorsal da carapaça é castanha-escura, cinzenta-escura ou preta. Não apresenta quaisquer desenhos. Apenas os exemplares mais jovens exibem pintas padrão escuras.

Cabeça, pernas e outros tecidos moles da Sternotherus odoratus vão desde o cinza-claro ao preto. Uma característica especial desta espécie são as duas riscas amarelas nas laterais da cabeça. Então, uma das riscas passa sobre os olhos e outra por baixo. No entanto, com a idade as riscas podem desvanecer.

As tartarugas-almiscaradas não crescem muito

Apesar do seu aspeto algo desinteressante, estas tartarugas tem o seu clube de fãs – sobretudo porque não crescem muito. Uma tartaruga almiscarada comum não cresce além dos 14 centímetros. Em média, a carapaça dos animais adultos é de 10 centímetros.

A parte ventral da carapaça regride

As tartarugas-almiscaradas, como a tartaruga-da-lama, pertencem à família Kinosternidae. Ambas as espécies parecem, à primeira vista, muito semelhantes. Mas há uma diferença importante:

Na tartaruga-da-lama tanto a parte ventral da carapaça como a dorsal estão ligadas por uma dobradiça. Isto permite aos animais encerrarem-se totalmente na sua “casa” em caso de perigo.

Porém, no caso da tartaruga-almiscarada, a parte ventral da carapaça regride. Não têm dobradiça. Portanto, permite aos animais moverem-se com mais facilidade. Mas, por outro lado, são mais fáceis de atacar. Compensam a pior proteção com maior agressividade.

Diferenças entre machos e fêmeas

Não é assim tão fácil distinguir machos e fêmeas. No entanto, os machos podem identificar-se pela cauda, mais comprida e mais grossa, e pelas escamas aumentadas nas patas traseiras.

tartaruga-almiscarada de dorso de navalha no aquário © Jon Anders Wiken / stock.adobe.com
As tartarugas-almiscaradas de dorso de navalha (Sternotherus carinatus) também são muito comuns nos aquários.

Ter tartarugas-almiscaradas

Ter tartarugas-almiscaradas: o que deve ter em conta?

As tartarugas-almiscaradas são consideradas fáceis de manter e, portanto, são indicadas para principiantes. No entanto, para que a sua tartaruga-almiscarada se sinta realmente confortável, é necessário corresponder às suas necessidades básicas.

Imperativo: ter as tartarugas-almiscaradas sozinhas

As tartarugas-almiscaradas adultas são solitárias e não querem partilhar o tanque com outros exemplares da espécie. Somente animais jovens se dão bem uns com os outros.

Assim, os machos devem ser tidos sozinhos ou tornam-se agressivos. Ter duas fêmeas no mesmo espaço pode, em determinadas circunstâncias, resultar. Mas são exceções à regra.

Tamanho do tanque e nível da água

As tartarugas-almiscaradas sentem-se bem em aquários relativamente pequenos. Para um Sternotherus odoratus adulto vai precisar de um tanque de água doce de, pelo menos, 112 litros (aproximadamente 80 x 40 x 40 centímetros). Naturalmente, a sua tartaruga aquática também será feliz num tanque maior, com uma configuração variada.

Animais jovens, por outro lado, precisam de menos espaço. Os especialistas recomendam optar por tanques mais pequenos para tartarugas-almiscaradas jovens, porque, se assim não for, será difícil encontrá-las. Para exemplares com carapaça entre os quatro e os cinco centímetros, um aquário com 25 litros de volume (40 x 25 x 25 cm) é suficiente.

Já para tartarugas-almiscaradas adultas, os especialistas recomendam um nível de água de 30 centímetros, no mínimo. Ao ir habituando gradualmente os animais, um nível de água de 60 centímetros também é possível.

Para manter a sua tartaruga-almiscarada saudável, também vai precisar de um filtro de dimensões adequadas. Deste modo, a água está sempre límpida.

Temperatura da água

As tartarugas-almiscaradas contam com uma área de distribuição bastante extensa. Podem ser encontradas desde o sudeste dos EUA até à zona sudeste do Canadá. Portanto, a temperatura da água adequada para estes animais é diferente.

No caso da tartaruga-almiscarada comum, os especialistas recomendam que a água esteja entre os 22 e os 26 graus Celsius.

No entanto, durante o período de hibernação de cerca de três meses, a água deve, em qualquer caso, estar mais fria. Animais oriundos do norte exigem temperaturas entre os quatro e os cinco graus Celsius. Por outro lado, exemplares do sul hibernam com a temperatura da água entre os dez e os 15 graus.

Iluminação

Ter uma tartaruga-almiscarada de acordo com as necessidades da espécie significa também proporcionar-lhe suficiente luz e calor. Como répteis cuja temperatura corporal varia com a do meio ambiente, não têm a capacidade de produzir calor por eles próprios. Portanto, estão dependentes do calor do exterior e precisam de uma zona “ao sol” bem iluminada.

Ter tartarugas-almiscaradas em lagos de jardim

As tartarugas-almiscaradas comum também pode ser tidas em lagos de jardim durante o verão. Certifique-se de que as margens são pouco profundas e de a cerca é apropriada, para impedir que o animal se perca. Em situações de mau tempo, no entanto, irá precisar de um potente aquecedor de aquário para que a água no lago não fique demasiado fria.

Instalação

O que ter em conta ao instalar e organizar o aquário?

A tartaruga-almiscarada gosta de andar pelo fundo do aquário. Também gosta de cavar a areia. Portanto, dois a três centímetros de areia de quartzo são uma excelente opção de substrato.

Tratando-se de animais carnívoros, as tartarugas-almiscaradas não comem plantas. Porém, gostam de as arrancar. Os especialistas aconselham optar por plantas que flutuem, como rabo-de-raposa, elódea, lemna ou amazon frogbit.

Incluir zonas terrestres

As tartarugas-almiscaradas são consideradas más nadadores. No entanto, gostam de escalar e fazem-no bem. Também gostam de ter a oportunidade de escalar até à superfície da água do aquário. Para tal, pode equipar o tanque com raízes e pedras. Para evitar que a tartaruga escorregue na subida, as superfícies devem ser abrasivas.

A tartaruga-almiscarada também é fã de esconderijos – e, como répteis poiquilotérmicos, apreciam raios de sol de vez em quando. Com uma pequena ponte de salgueiro a sobressair da água, mata dois coelhos de uma cajadada só: a tartaruga consegue confortavelmente escalar para fora da água e apanhar sol na ponte.

Em alternativa, ou adicionalmente, pode pôr um tubo de cortiça no aquário. O tubo deve sobressair o suficiente da superfície da água de forma a que o topo se mantenha seco para o animal se bronzear.

O túnel de cortiça deve ser preso para que não se vire dentro de água quando o animal o trepar. O melhor é prênde-lo cuidadosamente entre as paredes do tanque.

Importante: todas as fêmeas precisam de um local para desovar

Embora passem a maior parte das suas vidas na água, as tartarugas aquáticas desovam em terra. Portanto, as fêmeas adultas precisam imperativamente de um sítio para pôr os seus ovos. Pode ser, por exemplo, uma caixa de plástico cheia de areia.

Se uma fêmea não conseguir livrar-se dos seus ovos pode fazer retenção de ovos. Esta é uma complicação bastante séria, extremamente dolorosa para o animal, e que deve ser tratada pelo veterinário.

Ovos mesmo sem contacto com machos Também fêmeas que não tenham tido contacto com machos da mesma espécie podem formar ovos! Embora não tenham sido fecundados, têm que ser largados em terra.

Alimentação

O que come a tartaruga-almiscarada?

No seu habital natural, estes animais alimentam-se sobretudo de insetos aquáticos, caracóis, anfíbios e até carne de animais mortos. A dieta da tartaruga-almiscarada é feita sobretudo de alimentos de origem animal e de muito poucas plantas.

Portanto, alimente a sua tartaruga principalmente com comida para tartarugas, minhocas, camarões, tiras de carne e de peixe. Ocasionalmente, pode dar-lhe alimentos vegetais.

Tal como no caso de outras tartarugas aquáticas, pode simplesmente deitar a comida na água. Animais jovens com carapaça até aos cinco centímetros podem ser alimentadas uma vez por dia. Já no caso de animais adultos, são suficientes quatro refeições por semana.

Saúde

Esperança de vida da tartaruga-almiscarada

Tartarugas-almiscaradas tidas como animal doméstico podem viver até aos 50 anos. Portanto, é um aspeto a ter presente ao adquiri-las. Pois poderá ter que cuidar do animal e do aquário durante décadas.

Um aquário bem mantido com água limpa é o requisito básico para animais saudáveis. Se a sua tartaruga lhe parece doente, não hesite por muito tempo. Em vez disso, consulte um veterinário logo que possível.

Os seguintes comportamentos podem ser sinais de doença:

  • Diminuição do apetite, recusa de comida
  • Padrões de movimento estranhos ou alterados (sinais de dor)
  • Apatia e fraqueza
  • Afastamento
  • Mais necessidade de calor (passa mais tempo ao sol)

Comportamento

Comportamento da tartaruga-almiscarada

A tartaruga-almiscarada passa a maior parte do tempo na água. No seu habitat natural, procuram árvores caídas ou ramos para apanharem sol – embora não o façam com tanta frequência como, por exemplo, as tartarugas ornamentais.

Algumas espécies, como a tartaruga-almiscarada comum, são mais ativas ao anoitecer e gostam de ir até terra durante a noite. Outras espécies, porém, são mais ativas durante o dia.

Quando se sentem ameaçadas, as tartarugas-almiscaradas libertam uma secreção desagradável. Portanto, em inglês também são chamadas “stinkpod”. No entanto, não se preocupe, pois é algo que raramente acontece no aquário.

Hibernação

A maioria das espécies hibernam por dois a três meses. Esta fase é muito importante para a sua saúde.

Na fase da hibernação, a tartaruga-almiscarada precisa de um ambiente mais frio, por exemplo, água mais fria. A transição deve ser feita lenta e gentilmente. Informe-se acerca das necessidades especiais de cada espécie e prepare tudo para o período de hibernação.

Reprodução

O período de reprodução ocorre entre abril e maio e entre setembro e outubro. Em cada período, podem ser largadas duas a quatro ninhadas de ovos, contendo até cinco ovos. Já o período de incubação, ou seja, o tempo até os ovos eclodirem, é de cerca de 70 dias no habitat natural.

Compra

Onde posso comprar uma tartaruga-almiscarada?

A tartaruga-almiscarada é uma espécie que se pode encontrar em lojas de animais especializadas e na internet. Dependendo do vendedor, uma tartaruga-almiscarada custa entre 60 e 100 euros.

Infelizmente, estes preços comparativamente baixos seduzem algumas a pessoas a comprar impulsivamente. Mais tarde, acabam por perceber que esta tartaruga aquática dá mais trabalho do que pensavam, acabando por entregá-la a uma associação de animais.

Mas existe outro problema. As tartarugas-almiscaradas são criadas em grande escala em quintas especiais nos EUA. O transporte até à Europa é, portanto, bastante longo e esgotante para os animais.

Se quer dar uma casa a uma tartaruga-almiscarada, o melhor é, antes de mais, dar uma vista de olhos a uma associações de animais ou santuário para répteis. Além disso, não se esqueça que esta espécie de tartaruga vive várias décadas e é possível que tenha de cuidar do seu animal de estimação por 50 anos.

Origem

Qual a origem da tartaruga-almiscarada?

A tartaruga-almiscarada pertence à família da tartaruga-da-lama (Kinosternidae). A sua área de distribuição estende-se desde o sudeste dos EUA até ao sudeste do Canadá.

Nessas regiões vivem em água doce, isto é, em lagos, charcos e pauis. Também se sentem em casa em rios com corrente e canais.

Na maior parte do tempo, mantêm-se no fundo. Uma vez por outra, sobem até à superfície da água para apanhar ar ou sol.

Espécies de tartaruga-almiscarada

Existem várias espécies de tartaruga-almiscarada. Conheça algumas:

  • Tartaruga-almiscarada comum (Sternotherus odoratus)
  • Tartaruga-almiscarada de dorso de navalha (Sternotherus carinatus)
  • Tartaruga-almiscarada cabeçuda (Sternotherus minor minor)
  • Tartaruga-almiscarada de pescoço listado (Sternotherus minor peltifer)
  • Tartaruga-almiscarada achatada (Sternotherus depressus)
  • Tartaruga-almiscarada do Alabama (Sternotherus intermedius)
tartaruga-almiscarada num lago © Nina / stock.adobe.com
Tartaruga-almiscarada num lago na Geórgia (EUA)

Bilhete de identidade

Nome: Tartaruga-almiscarada, Sternotherus, “Stink Pod”

Comprimento do corpo: 10 centímetros em média

Aquário: Água doce, volume mínimo: 112 litros

Temperatura da água: 22 – 26 graus Celsius no período ativo

Hibernação: 2 – 3 meses

Alimentação: Sobretudo de origem animal

Companhia: Sozinhas

Grau de dificuldade: Indicado para principiantes

Fontes:

https://www.zierschildkroete.de/

https://wasserschildkroeten-auffangstation.de


Bärbel Edel
Profilbild von Magazin-Autorin Bärbel Edel

Sou jornalista e adoro animais. Um dos meus interesses é a relação entre os seres humanos e os cães. Há alguns anos adotei o Elvis, um gato que vivia num abrigo para animais em Munique. E assim comecei o meu blog "Lieblingskatze", no qual também escrevo sobre animais numa perspetiva jornalistica. Com os meus artigos quero ajudar as pessoas a entender melhor os seus animais de estimação.


Os nossos artigos mais relevantes
10 min

Gecko Leopardo

Descubra mais sobre o comportamento e cuidados a ter com os Gecko Leopardo assim como informações sobre as características que o seu terrário deve ter.
11 min

Camaleões

Que terrário tem de comprar, o que comem os camaleões, que cuidados deve ter, como manter o terrário de forma a que o camaleão esteja saudável...
10 min

Dragão Barbudo

O Dragão Barbudo é um réptil muito popular pois com alguma paciência estes répteis podem ser domesticados e tornarem-se mesmo bastante dóceis.