Tartaruga

Em colaboração com Tetra
tartaruga no chão

Ainda que não sejam animais carinhosos, o facto de serem uma das espécies animais mais antigas do mundo é fascinante para muitos fãs de tartarugas. Por outro lado, estes répteis têm uma esperança de vida alta. Desde que recebam os cuidados corretos, são companheiros para muitos anos. Descubra neste artigo como manter uma tartaruga como animal de estimação.

Qual o aspeto de uma tartaruga?

As tartarugas pertencem à classe dos répteis e distinguem-se pela sua carapaça característica. Esta cápsula é composta por ossos e pele ossificada e tem aberturas para a cabeça, pescoço, cauda e pernas. Os designados anéis de crescimento da carapaça indicam os surtos de crescimento dos animais mas não a sua idade.

Graças à sua pele coriácea e impermeável, as tartarugas estão perfeitamente protegidas contra a desidratação e ferimentos. No entanto, a pele não tem glândulas sudoríparas, pelo que evitam a exposição ao sol nas horas de maior calor para não sobreaquecerem.

Estes répteis com milhões de anos não têm dentes. Por outro lado, as mandíbulas inferiores e superiores das tartarugas estão bem desenvolvidas e permitem morder vegetais e agarrar as presas.

Que tipos de tartarugas existem?

São conhecidas 313 espécies de tartarugas, além de mais de 200 subespécies. A biodiversidade destes répteis, que povoam o planeta há mais de 220 milhões de anos, é imensa. Vai desde pequenas tartarugas de água, que habitam em lagos e pântanos, às gigantes tartarugas terrestres e aquáticas.

Apesar da sua esperança de vida, são muitas as espécies que atualmente estão em perigo de extinção por vários motivos. Se gostaria de ter uma tartaruga como animal de estimação verifique cuidadosamente a sua origem e evite adotar espécimes protegidos. Além de que nem todas as espécies de tartarugas são indicadas para ter como animal doméstico.

Espécies tropicais raramente são adequadas para principiantes, já que a sua manutenção requer muito esforço. Tartarugas menos exigentes a nível de cuidados são as melhores para leigos. A tartaruga-pintada, a tartaruga-almiscarada comum e a tartaruga-do-egito e a tartaruga-grega (ambas terrestres) são alguns exemplos.

tartaruga fundo branco

Onde vivem as tartarugas?

As tartarugas podem encontrar-se em todos os continentes, fora das regiões polares. Vivem em florestas tropicais, lagos e pântanos, e também em desertos, zonas de água salobra e nos oceanos. As espécies aquáticas vivem em lagos, pântanos e rios pelo mundo fora, enquanto as terrestres habitam zonas áridas.

Ter uma tartaruga

Tartaruga terrestre

As tartarugas terrestres podem ser pequenas e lentas mas não é por isso que não gostam de empreender explorações, pelo que precisam de bastante espaço. Assim sendo, não é uma apropriado mantê-las num terrário. Muito pelo contrário, são animais que necessitam de um recinto variado, no qual possam escalar, escavar e aquecer-se.

Os quatro elementos do terrário

Regra geral, o terrário deve ter um tamanho cinco vezes superior ao do comprimento da carapaça, tanto de largua como de comprimento. Quanto mais o animal cresça, maior tem que ser o terrário. Ao instalar o terrário, tenha em conta os seguintes quatro aspetos:

  • Solo: deve equipar o solo do terrário com um substrato que não faça pó. Deste modo, evitamos a irritação das vias aéreas do animal. Gravilha fina, areia do rio ou cobertura com casca são três boas opções e podem ser complementadas com algumas folhas ou feno. Algumas espécies gostam de escavar e se enterrar nestes ambientes.
  • "Banheira": as tartarugas adoram tomar banho. Além disto, usam a "banheira" como bebedouro, pelo que a água deve ser fácil de mudar. Uma tigela é normalmente suficiente para tartarugas pequenas.
  • Opções de esconderijo: no seu habitat natural, as tartarugas procuram abrigos para passarem a noite e descansarem. Portanto, estes locais não devem de modo algum faltar no terrário e devem estar ao dispor de qualquer animal.
  • Comedouro: as tartarugas são animais de hábitos e preferem comer sempre no mesmo sítio. Assim sendo, selecione um local do terrário para colocar a comida todos os dias.

Na natureza, as tartarugas terrestres tendem a ser solitárias e não precisam propriamente de companhia. No entanto, pode tê-las aos pares ou mesmo em pequenos grupos. Contudo, tenha presente que o sexo só pode ser determinado com exatidão passados alguns anos. Isto significa que, alcançada a maturidade sexual, podem surgir rivalidades em grupos com vários machos. Para o evitar, opte por comprar tartarugas adultas, pois a verdade é que vivem bastante tempo. Grupos compostos por várias fêmeas e apenas um macho são o ideal para uma coexistência harmoniosa.

Hibernação

Outro aspeto importante a ter em conta quando se tem tartarugas terrestres é a hibernação. Porém, não é algo que afete todas as espécies. No inverno, as tartarugas europeias escondem-se e hibernam. Já o clima quente dos habitats da tartaruga-grega, como é o caso de Marrocos, permite-lhes ser ativas também no inverno.

Por outro lado, e dependendo das condições climatéricas, as tartarugas europeias terrestres invernam entre final de outubro e novembro e só saem da hibernação quando o tempo está mais quente. No caso de o animal estar doente deve evitar-se ou adiar-se a hibernação por alguns meses. Tendo em conta que os preparativos para a hibernação começam em setembro, é recomendável comprar uma tartaruga até agosto, no máximo.

Três meses antes do início desta fase, as tartarugas devem ser examinadas para detetar parasitas e doenças. Para tal, basta entregar uma amostra de fezes a um veterinário especializado. Na verdade, animais doentes ou fracos raramente sobrevivem à hibernação, pelo que este exame é essencial. Se o exame assim o recomendar deve adiar-se o período de hibernação.

Caso os animais sejam mantidos no exterior, não há muito a fazer para preparar a hibernação. No terrário, pelo contrário, é importante reduzir as horas de luz durante quatro horas por dia cerca de um mês antes da hibernação. Simultaneamente, a temperatura noturna deve ser fresca. Assim, os animais vão comendo cada vez menos - e eventualmente param totalmente.

Dependendo da espécie, devem ser observadas temperaturas e horas de luz especiais antes de a tartaruga começar a procurar o local adequado para hibernarem. Durante os três a cinco meses de hibernação, os animais devem ser incomodados e pesados não mais que duas vezes. O objetivo é ter a certeza que está tudo a correr bem.

Tartaruga aquática

Mais pequenas, as tartarugas aquáticas são ideais para serem mantidas em terrários. Apesar disto, devem ser suficientemente grandes. Nos meses de verão, algumas espécies podem ser mantidas no exterior, no lago de jardim, e hibernar dentro de casa.

Um aquário de 80 centímetros é suficiente para a tartaruga-pintada, espécie que não mede mais do que 10-15 centímetros. Porém, são muitas as espécies que precisam de aquários maiores. O vendedor pode informá-lo com precisão acerca desta matéria.

No dia a dia no aquário, as tartarugas precisam não só de variedade como de oportunidades para apanharem sol e se esconderem. Para tal, o aquário deve estar equipado com ilhas (flutuantes), pedras e/ou bocados de madeira, além de plantas não tóxicas. Os oxigenadores e os filtros de água garantem a qualidade da água. Já os tubos fluorescentes especiais asseguram a correta iluminação e aquecimento do aquário.

tartaruga em cima de uma pedra

Qual a alimentação correta para uma tartaruga doméstica?

Alimentação da tartaruga terrestre

As tartarugas terrestres são vegetarianas e a sua dieta inclui várias ervas silvestres, vegetais e frutas. Entre as plantas que crescem no quintal ou no campo são muitas as que as tartarugas podem comer. A varidade é muito importante, pelo que podem comer alguns vegetais. No caso da fruta, no entanto, a história é outra: devido à presença de frutose só raramente se deve dar fruta às tartarugas.

duas tartarugas a comer alface e ervas silvestres

As tartarugas também comem feno, mas preferem comida fresca acima de tudo. Portanto, também no inverno deve oferecer-lhes ervas frescas ou saladas. Tendo em conta que as saladas de supermercado têm elevados níveis de pesticidas, se possível plante a sua própria alface.

Para garantir o fornecimento de cálcio, as tartarugas devem comer casca de ovo, cal em pó ou ossos de choco não tratatados.

Alimentação da tartaruga aquática

A alimentação das tartarugas aquáticas é bastante diferente. Alimentam-se sobretudo de alimento vivo ou congelado à base de caracóis, burriés, minhocas, minhocas-da-terra, gafanhotos e grilos. Também podem fazer parte do menu peixes de água doce (eperlano, por exemplo), pequenos ratos ou ratazanas, baratas, isópodos (bichos-de-conta) e moluscos. Além disto, a dieta deve ser suplementada com lemna, elódea, antóceros e folhas de nenúfar. A alimentação das tartarugas terrestres e aquáticas tem um ponto em comum: os ossos de choco. Estes asseguram o fornecimento de cálcio e contribuem para carapaças saudáveis.

Porém, saiba que não deve polvilhar o cálcio por cima da comida, mas sim dá-lo ao animal em separado. Ao polvilhar, o risco de sobredosagem é bem mais elevado e daí podem surgir doenças. Por norma, peixe inteiro, isto é, com pele, espinhas e vísceras, é suficiente para garantir o aporte de vitaminas e cálcio. As tartarugas sabem quando os seus níveis de cálcio estão baixos. Então, deixe-lhes ao dispor cascas de choco para que possam comer quando precisarem.

Qual a esperança de vida das tartarugas?

Quer adotar uma tartaruga como animal de estimação? Então, saiba que as tartarugas terrestres pequenas podem viver até aos 70 anos, enquanto as de tamanho médio podem mesmo chegar aos 120 anos. Dependendo da espécie, as tartarugas aquáticas não vivem tanto tempo, mas não deixam de ter longevidade. Em resumo, não deve comprá-los a pensar que são companheiros para meia dúzia de anos.

Onde é possível comprar tartarugas?

Chegado o momento da aquisição da sua tartaruga, só deve comprar o animal a um criador legítimo ou a um centro de resgate. Só assim está a preservar as populações selvagens. Nesses locais podem aconselhá-lo acerca dos cuidados e ainda observar qual a melhor forma de manter as tartarugas. Além do mais, os criadores estão disponíveis para o ajudar com as suas questões e eventuais problemas.

Já que estes animais vivem bastante tempo, não há nenhuma desvantagem em adotar uma tartaruga com alguns anos. Pelo contrário, até tem certas vantagens, pois o sexo está já definido, sendo mais fácil antever o comportamento. Em resumo, se procura um ou vários destes animais, adquirir uma tartaruga adulta num abrigo de animais é uma boa opção.

Ao planear adotar uma tartaruga, tenha presente que algumas das espécies hibernam nos meses frios. Então, idealmente as tartarugas devem ser compradas na primavera, o mais tardar em agosto.

Encontre todos os produtos de aquariofilia, como comida para peixes e limpeza da água, na loja online da zooplus.

Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Gecko Leopardo

Descubra mais sobre o comportamento e cuidados a ter com os Gecko Leopardo assim como informações sobre as características que o seu terrário deve ter.
11 min

Camaleões

Que terrário tem de comprar, o que comem os camaleões, que cuidados deve ter, como manter o terrário de forma a que o camaleão esteja saudável...
10 min

Dragão Barbudo

O Dragão Barbudo é um réptil muito popular pois com alguma paciência estes répteis podem ser domesticados e tornarem-se mesmo bastante dóceis.