Gatos miniatura: aparência e problemas de saúde

Muito populares na internet: fotos de gatos miniatura dentro de chávenas de chá.

Os gatos miniatura são de tal forma pequenos que cabem dentro de uma chávena de chá - mesmo em adultos. Porém, o seu ar adorável é responsável por graves problemas de saúde.

A internet está cheia de fotografias de gatos fofinhos dentro de chávenas de chá. A maioria são jovens animais, ainda longe da idade adulta. Mas e se um gato se mantivesse assim toda a vida - pequeno e adorável?

Os gatos miniatura têm vindo a ganhar cada vez mais popularidade, em especial nos Estados Unidos da América (EUA). Como cabem dentro de uma chávena de chá, estes pequenotes são apelidados "teacup cats".

Aparência dos gatos miniatura

Os gatos miniatura têm basicamente o mesmo aspeto que os gatos vulgares - mas são significativamente mais pequenos. O seu corpo tem cerca de dois terços do tamanho do de um gato comum.

Enquanto um gato doméstico adulto pesa cerca de 5 kg, um gato miniatura pesa somente entre 2,5 a 3 kg.

Os gatos "teacup" não constituem uma raça por si. Pelo contrário, existem gatos em formato miniatura de quaisquer raças de gatos. Aspeto, qualidade do pelo e personalidade são baseados no original de cada raça. Os persas miniatura são particularmente populares.

Os gatos miniatura não são gatos anões

Em relação a proporções, os gatos miniatura em nada diferem dos seus irmãos de formato comum. Comparadas com o tronco, as suas pernas têm um comprimento normal. Esta é uma das características que os distingue dos Munchkin, uma raça de gatos anões que exibem pernas curtas, à semelhança dos cães da raça Teckel.

Criação: como é que os gatos miniatura ficam tão pequenos?

O objetivo dos criadores é obter um gato o mais pequeno possível. Para tal, são acasalados entre si animais de estatura abaixo da média. E é aqui que está o problema:

Alguns gatos podem efetivamente ser mais pequenos do que a norma. Porém, por detrás de uma estatura baixa está, em muitas situações, uma anomalia congénita ou uma doença. Também a subnutrição pode interferir no crescimento saudável destes animais.

Regra geral, exemplares com este tipo de problemas não sobreviveriam por muito tempo nem chegariam a reproduzir-se. No entanto, a sua criação continuada traduz-se no nascimento de gatinhos com sérios problemas de saúde.

Saúde: estatura pequena – problemas em formato grande

Independentemente da raça, os gatos miniatura têm maior propensão para problemas dentários do que os gatos de tamanho vulgar. Devido ao tamanho diminuto dos seus ossos e articulações, as lesões são mais comuns. Também problemas como artrite ocorrem com maior frequência. Sabe-se igualmente que os gatos "teacup" não são os melhores a regular a sua temperatura corporal.

Em resumo, a esperança de vida de um gato miniatura não é elevada. Segundo especialistas, é de poucos anos.

Os persa miniatura são especialmente suscetíveis a doenças

As versões miniatura de raças associadas a problemas de saúde são especialmente suscetíveis a doenças. Assim, os persa, por exemplo, têm maiores probabilidades de desenvolver infeções oculares no formato "teacup".

O típico nariz dos persa é ainda mais pequeno nos persa miniatura, o que aumenta o risco de problemas respiratórios. O funcionamento limitado do maxilar e as consequentes dificuldades de mastigação são mais comuns nos persas miniatura.

Além disto, os persas apresentam tendência para a doença do rim policístico (DRP). Os veterinários acreditam que o risco é maior quando os rins são mais pequenos.

Também há cães miniatura disponíveis

A propósito, sob a designação "teacup Chihuahua" estão disponíveis cães em versão miniatura. A criação destes animais não é aprovada por criadores responsáveis. É encarada como crueldade, já que os cães "teacup" sofrem de limitações de saúde tão graves quanto os gatos.

Comprar um gato miniatura?

Em Portugal é quase impossível encontrar gatos miniatura à venda. Nos EUA, são pedidos entre 500 a 2000 dólares por um gatinho deste género.

Devido aos problemas de saúde associados, os donos de gatos miniatura devem contar com idas frequentes ao veterinário - o que com o tempo se pode tornar bastante dispendioso. Assim, e tendo em conta razões sobretudo éticas, evite  apoiar esta moda totalmente questionável ao comprar um gato miniatura!

Se gosta de gatos de porte pequeno, por que não adotar um singapura ou um abissínio?

Ao comprar, opte por um criador profissional, ou seja, alguém que lhe apresente o historial completo do animal. Não se esqueça de dar uma vista de olhos nas condições habitacionais dos gatinhos.

Também a visita a um gatil pode ser proveitosa. Não é assim tão fora do comum gatos com pedigree acabarem em associações para adoção.

Os nossos artigos mais relevantes
13 min

British shorthair

Os british shorthair têm uma personalidade tranquila e equilibrada o que faz deles uma raça ideal para viver em família.
10 min

Persa

Os gatos persas são das raças mais populares, antes de adotar um gato persa fique a saber: Que cuidados ter; Personalidade; Alimentação e muito mais.
11 min

Bosque da Noruega

O bosque da Noruega conquista facilmente o coração de toda a gente graças ao seu aspeto selvagem e personalidade genuína.