Intolerâncias alimentares nos gatos

Sensibilidade gástrica nos gatos

Cerca de dois terços dos donos acreditam que os seus gatos sofrem de algum tipo de intolerância alimentar, mais ou menos acentuada, com impacto no bem-estar geral dos animais e, acima de tudo, na pele e na qualidade do pelo. No entanto, a intolerância a um alimento ou a um ingrediente apenas se manifesta em vómitos ou diarreia em cerca de um quarto dos casos. É importante distinguir entre intolerância e alergia alimentar, sendo a última uma reação desencadeada pelo sistema imunitário.

Intolerâncias alimentares nos gatos

Situações de intolerância alimentar acontecem quando o organismo não consegue digerir um ou mais ingredientes de forma adequada. Um elemento frequentemente negligenciado pelos donos é a lactose, o açúcar do leite.

Assim, os gatos adultos nem sempre conseguem digerir a lactose, o que lhes provoca diarreia aguda. Ao contrário da crença popular, não há necessidade de dar leite a um gato adulto.

Manifestações da idade

As intolerâncias alimentares nos gatos podem surgir associadas à idade. Os donos ficam espantados quando os animais deixam de tolerar a sua comida de sempre. Pode ser um processo ligado à idade, como no caso da lactose, ou uma intolerância a desenvolver-se lentamente devido a alterações na atividade das enzimas do trato digestivo.

Por outras palavras, os gatos deixam de conseguir utilizar certos ingredientes corretamente. Por vezes, basta consumir uma vez a substância em causa para provocar uma reação indesejada no organismo.

Mudanças demasiado frequentes na alimentação

Mudanças frequentes, ou mesmo diárias, na consistência da comida (entre ração e comida húmida) são mal toleradas pelos gatos, provocando diarreia recorrente. É preferível optar por um dos tipos de comida. Para satisfazer a gulodice dos gatos, é conveniente ir variando nos sabores.

Em casos graves consulte o veterinário

Normalmente, o desespero dos donos perante comichão ou diarreia frequentes é tão grande quanto a desorientação no momento de tomar as medidas necessárias para as combater!

Em casos de sintomas graves de intolerância alimentar, é essencial consultar o veterinário. Por outro lado, em casos menos severos percorra os critérios acima mencionados ou faça uma espécie de "diário alimentar". Deste modo, pode descobrir o que está a provocar o problema e ajustar a dieta.

Poucas fontes de proteína e de digestão fácil

O fator mais importante na alimentação de um gato de estômago sensível é a opção por comida comercial com uma, no máximo duas, fontes de proteína fáceis de digerir e, de preferência, com pouco potencial alergénico.

Os nossos artigos mais relevantes