Alimentos humanos que o seu gato não deve comer

Alimentos perigosos para gatos

Alimentos humanos que não deve dar ao seu gato

Tal como o zoólogo e etólogo Paul Leyhausen confirmou, os gatos não ingerem apenas alimentos que os beneficiam. É, portanto, fundamental que os seus companheiros humanos estejam bem informados acerca do que lhes faz mal. A verdade é que alguns alimentos que são benéficos para nós, humanos, são altamente tóxicos para os gatos.

Apresentamos-lhe uma lista dos alimentos perigosos para os seus gatos. 

Que alimentos não devem ser ingeridos pelos gatos?

Alguns dos alimentos perigosos para gatos:

  • Álcool: É bastante óbvio que os gatos não devem ingerir álcool e é por esta razão que as flores de Bach destinadas a gatos se encontram apenas disponíveis na versão sem álcool. Este componente pode causar graves danos no organismo destes animais, nomeadamente no fígado e no cérebro. Embora do nosso ponto de vista pareça residual, o facto é que uma colher de sopa de álcool é suficiente para pôr um gato em coma – e um pouco mais do que isso pode ser fatal.

 

  • Chocolate: À semelhança do efeito que tem nos cães, o chocolate é também bastante tóxico para os gatos, dada a presença da teobromina. Esta substância está presente em todos os tipos de chocolate – uma percentagem especialmente elevada encontra-se no chocolate preto e no cacau puro, usado, por exemplo, na culinária e na elaboração de chocolate quente. O efeito do consumo de chocolate é fatal para os gatinhos, conduzindo a arritmia, tremores musculares e convulsões. Quanto mais elevada for a percentagem de cacau do chocolate, mais perigoso será para o patudo. Por outro lado, os gatos, ao contrário dos cães, demonstram pouco interesse nesta iguaria; ainda assim, dado o risco de envenenamento, esteja atento e mantenha o chocolate fora do alcance do animal.

 

  • Carne de porco crua: Neste caso, há o risco, muitas vezes fatal, de infeção pelo vírus da Doença de Aujeszky. Esta doença, também conhecida por pseudo-raiva, manifesta-se maioritariamente através de sintomas neurológicos. Os animais mostram-se agitados e ansiosos, comportamentos notórios através do constante miar. Perdem também muita saliva, dados os contínuos movimentos de deglutição. Numa fase avançada da doença, são evidentes os problemas de coordenação e a paralisia.
τρόφιμα για γάτες
  • Abacate: Apesar de os abacates serem conhecidos pelos seus benefícios para o organismo humano e de o seu consumo estar bastante na moda, estes constituem um alimento perigoso para os gatos. Nos abacates encontramos a toxina persin, cujo efeito se pode traduzir em dificuldades respiratórias, edemas e lesões no músculo cardíaco.

 

  • Tomates e beringelas: Estes vegetais contêm atropina, uma substância que provoca arritmias nos gatos.

 

  • Carne de aves crua: Embora os gatos sejam fãs de carne de aves, não devem ingeri-la. O seu consumo tem implicações perigosas para estes nossos patudos, entre outros motivos porque é um alimento que pode conter salmonelas.

 

  • Ossos: Podem conter lascas, podendo estas ferir o palato do gato, ficar presas na garganta ou magoar a sua parede intestinal.

 

  • Leguminosas e couve: Também as leguminosas e a couve constituem alimentos prejudiciais para os gatos, pois são de difícil digestão. No caso dos nossos pequenos felinos, podem ser totalmente indigestíveis e causar flatulência ou diarreia. São ainda conhecidos alguns casos fatais.

 

  • Cebolas: As cebolas são extremamente venenosas para os gatos, sejam cruas ou cozinhadas, secas ou em pó. O motivo – os compostos de enxofre, que atacam os glóbulos vermelhos dos gatinhos. O consumo de cebolas pode causar vómitos, diarreia, irritação das mucosas e até anemia, e mesmo pequenas quantidades podem ser suficientes para alterar o sangue do gato para negativo e pôr em perigo a sua saúde.

 

  • Alho-francês: Também o alho-francês é um vegetal perigoso para os gatos. Aqui incluem-se o alho-selvagem e o cebolinho. Esta última é uma erva aromática encontrada com frequência em jardins, varandas e cozinhas. Ao ingeri-la, o patudo pode apresentar sintomas de envenenamento.
  • Leite: Tendo em conta que os gatos não toleram lactose, não devem ingerir leite – embora seja comum o argumento de que os gatos das quintas bebem leite com regularidade, alegadamente sem consequências negativas para a saúde.Descubra a nossa seleção de leite para gatos, com menos lactose, na loja da zooplus.
γάλα για γάτες

Não é um alimento para gatos, mas é perigoso: moluscicidas

Os moluscicidas, disponíveis em granulado, atuam como um método de desinfestação contra as pragas de caracóis, no jardim e na área da casa. Estes agentes químicos podem conter metaldeído, um elemento venenoso para o estômago. Assim, é necessária muita precaução para que o gatinho nunca entre em contacto com quaisquer moluscicidas.

 

Caso o animal apresente sintomas como vómitos, problemas de equilíbrio ou salivação em demasia, deve levá-lo de imediato ao médico veterinário, para que este possa dar início ao tratamento mais adequado o quanto antes.

Para crianças e mamíferos, o consumo de substâncias químicas pode ser letal! Donos de jardins com crianças ou animais de estimação não devem, em nenhuma circunstância, utilizar moluscicidas! O mesmo princípio se aplica caso os vizinhos tenham gatos que possam entrar em contacto com o granulado. Pesquise acerca de alternativas amigas do ambiente e dos animais e tanto os gatinhos como as crianças lhe ficarão gratos.

Os nossos artigos mais relevantes

Os gatos podem beber leite?

Os gatos adoram beber leite é um facto, no entanto, fique a saber neste artigo se é realmente recomendado dar leite aos seus gatinhos.