Insuficiência cardíaca nos cães This article is verified by a vet

Veterinário ouve os batimentos cardíacos do cão com um estetoscópio. A insuficiência cardíaca nos cães é uma condição que exige acompanhamento médico-

Os cães com insuficiência cardíaca têm que ir ao veterinário regularmente.

O seu patudo anda a ficar apático e perde rapidamente o fôlego? Então é possível que ele tenha uma insuficiência cardíaca. Para identificar os sintomas de insuficiência cardíaca nos cães leia o nosso artigo. Aqui damos também alguns conselhos sobre os cuidados a ter com o seu patudo se ele tiver esta doença.

Qual a gravidade da insuficiência cardíaca nos cães?

Sem tratamento a insuficiência cardíaca nos cães vai ser fatal mais cedo ou mais tarde. Esta doença é progressiva, ou seja, vai piorando com o tempo e por isso os patudos precisam de ser medicados para travar a sua progressão. Assim, nunca menospreze a gravidade da insuficiência cardíaca nos cães. Além disso, os patudos têm que fazer exames periódicos para verificar a evolução da doença.

O funcionamento saudável do coração

Para perceber melhor o que é a insuficiência cardíaca vamos em primeiro lugar conhecer a anatomia do coração:

Anatomia e funcionamento do coração

O coração é constituído pelos ventrículos direito e esquerdo e também pelas aurículas direita e esquerda. A aurícula direita recebe o sangue pobre em oxigénio e portanto, rico em dióxido em carbono. O sangue passa então pela válvula tricúspide e chega ao ventrículo direito. Com as contrações normais do coração o sangue é transportado através da artéria pulmonar para os pulmões. Aí o sangue vai perder o dióxido de carbono e adquirir o oxigénio necessário.

O sangue oxigenado chega à aurícula esquerda e passa pela válvula mitral para chegar ao ventrículo esquerdo. Daí o sangue é distribuído ao corpo passando pela aorta. Todo este processo é essencial para o bom funcionamento geral do organismo assim como dos vários órgãos. É através deste processo de libertação do dióxido de carbono e enriquecimento de oxigénio que o sangue fornece ao oxigénio essencial para a vida.

Formas de insuficiência cardíaca nos cães

Insuficiência cardíaca é uma designação que se refere ao enfraquecimento geral do coração. Assim, não constituiu uma doença em concreto. Na verdade, existem várias doenças que provocam insuficiência cardíaca, incluindo doenças do próprio coração ou doenças de órgãos próximos.

A insuficiência cardíaca, também conhecida como insuficiência cardíaca congestiva, ocorre quando o coração não consegue bombear sangue em quantidades necessárias. Nestas situações a quantidade de oxigénio que chega ao organismo é inferior ao normal. A insuficiência cardíaca congestiva pode afetar quer o lado esquerdo, quer o direito do coração.

Insuficiência cardíaca congestiva

De acordo com a localização do problema os veterinários dividem a insuficiência cardíaca em esquerda e direita:

  • Insuficiência cardíaca esquerda: esta forma de insuficiência cardíaca é de longe a mais comum entre os patudos. Esta doença afeta regra geral patudos em idade mais avançada. Ainda algumas raças de cães, como por exemplo o Cavalier king charles spaniel, apresentem alguma tendência a desenvolver insuficiência mitral precoce. No entanto, nesses casos esta doença costuma resultar de uma predisposição familiar. Em termos gerais, esta doença costuma ser desencadeada por uma endocardiose, uma condição que causa o espessamento da válvula mitral. Em consequência, o sangue não fui normalmente entre a aurícula esquerda e o ventrículo. Com o tempo a aurícula aumenta de tamanho causando a congestão do lado direito do coração. À medida que este problema se agrava também os pulmões podem ser atingidos. Existem outras situações que causam insuficiência cardíaca esquerda, como o estreitamento da válvula mitral, malformações ou dilatação dos ventrículos.
  • Insuficiência cardíaca direita: Os patudos também podem apresentar este tipo de insuficiência cardíaca, que se deve ao aparecimento de uma endocardiose da válvula tricúspide. Por outro lado, a acumulação de líquidos no pericárdio, uma embolia pulmonar ou mesmo a insuficiência cardíaca esquerda também limitam o funcionamento do lado direito do coração.

Insuficiência cardíaca sistólica ou diastólica

Neste caso trata-se de uma disfunção, em que o coração não bombeia a quantidade de sangue esperada. Ou seja, a quantidade de sangue que passa no coração por minuto é inferior ao necessário. Este problema pode ser a consequência de alterações no lado esquerdo ou direito do coração.

Sintomas típicos da insuficiência cardíaca

A insuficiência cardíaca reduz a qualidade de vida dos patudos, devido aos sintomas que acompanham esta doença. Os sintomas mais comuns desta doença são:

  • Sintomas gerais: apatia, perda de apetite, desconforto geral.
  • Insuficiência cardíaca esquerda: tosse, dificuldades respiratórias (falta de ar, aumento da frequência respiratória), arritmia cardíaca, desmaios.
  • Insuficiência cardíaca direita: membros frios ao toque e retenção de água. Os patudos também costumam apresentar as mucosas pálidas, falta de ar e dor abdominal até à zona do fígado devido à pressão dos órgãos internos.

Nos casos em que o coração está muito doente os patudos morrem se não receberem tratamento adequado.

O eletrocardiograma permite verificar se o patudo tem arritmias cardíacas.

Diagnóstico da insuficiência cardíaca nos cães

Sintomas como cansaço e falta de capacidade para fazer as atividades normais geralmente chamam à atenção dos donos. E se for o caso do seu patudo deve ir com ele ao veterinário. Na consulta, o veterinário começa por recolher informações junto dos donos, como por exemplo, quando é que os sintomas começaram. É igualmente importante saber em que alturas os sintomas aparecem. Em seguida o veterinário examina o coração, como parte do exame geral de saúde. No entanto, nessa altura o veterinário já vai medir a frequência cardíaca e respiratória, assim como outros parâmetros vitais.

Se o veterinário suspeitar de problemas cardíacos, realiza então um exame mais detalhado ao coração. Por exemplo, com a ajuda de um estetoscópio vai avaliar a força dos batimentos cardíacos e verifica se existe algum sopro cardíaco.

Para um exame mais detalhado, que inclua a visualização do coração, o veterinário pode pedir a realização de uma radiografia ou ecografia. A radiografia permite ao médico conhecer o tamanho do coração e órgãos circundantes como os pulmões. No entanto, a ecografia permite também ao veterinário avaliar a função cardíaca.

Por fim, um eletrocardiograma mede a atividade elétrica do coração e assim permite verificar se existem problema rítmicos. Este é um exame não invasivo que implica apenas a colocação de elétrodos nas axilas e dobras do joelho do patudo. Os resultados são processados por computador, que os apresenta em curvas que o veterinário avalia.

Visto que a insuficiência cardíaca nos cães é uma doença progressiva, os veterinários dividem-na em 3 ou 4 graus. O grau da doença indica a sua gravidade e também o tipo de tratamento mais indicado.

Tratamento da insuficiência cardíaca

O tipo de tratamento e o momento de início do mesmo nos patudos com insuficiência cardíaca depende da gravidade e de outros fatores, como por exemplo, a idade. Nalguns casos não é possível iniciar um tratamento dirigido diretamente à doença. Nesses casos os veterinários adotam algumas medidas com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos patudos, como por exemplo:

  • Administrar inibidores da ECA, como por exemplo ramipril. Além disso, podem também prescrever diuréticos para tratar a acumulação de líquidos, por exemplo, furosemida.
  • Prescrever medicamentos como pimobendan ou cardioglicosídeos para melhorar a capacidade do coração bombear o sangue.
  • Alterações na dieta: ração pobre em sódio
  • Evitar esforços físicos

Descubra a nossa oferta de rações para cães com doenças cardíacas!

Prognóstico da insuficiência cardíaca nos cães

Infelizmente em grande parte dos casos não é possível tratar as causas da insuficiência cardíaca. Assim, quanto mais cedo o seu patudo for diagnosticado melhor, visto que o prognóstico desta doença melhora com uma medicação adequada. Por outro lado, sem tratamento adequado, esta doença é fatal.

Prevenir a insuficiência cardíaca nos cães

Regra geral, esta doença não pode ser evitada. Não entanto, é importante que os patudos tenham uma alimentação adequada e saudável e que façam exercício físico regularmente. E deve sempre evitar que o seu cão fique com peso a mais.

Além das medidas normais para proteger a saúde do seu patudo, deve também levá-lo regularmente ao veterinário. Durante um exame de saúde regular o veterinário pode detetar um problema no coração precocemente. Nesse caso o diagnóstico e tratamento rápidos podem fazer a diferença. Por último, os patudos com problemas cardíacos não devem procriar.


Franziska G., veterinária
Profilbild von Tierärztin Franziska Gütgeman mit Hund

Estudei medicina veterinária na Universidade Justus-Liebig em Gießen, onde pude ganhar alguma experiência em vários campos, como medicina para pequenos e grandes animais, medicina exótica, farmacologia, patologia e higiene alimentar. Desde então, não trabalhei apenas como autora veterinária. Também trabalhei na minha tese, que foi influenciada cientificamente. O meu objetivo é proteger melhor os animais contra patógenos bacterianos no futuro. Além do meu conhecimento, partilho as minhas próprias experiências como dono de um cão e, assim, consigo entender e dissipar medos e problemas, bem como outras questões de saúde animal.


Os nossos artigos mais relevantes
12 min

Castração de cães

A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada? Qual a diferença entre castração e esterilização?