A tosse nos cães This article is verified by a vet

Conteúdo verificado por um veterinário
Escrito por Amelie Krause, Tierärztin

causas e como tratar tosse nos cães

Como nos humanos, a tosse nos cães não é uma doença em si, mas um sintoma de uma doença do sistema respiratório ou de outro órgão. A tosse também pode ser um reflexo para proteger o corpo de substâncias várias, como corpos estranhos ou substâncias irritantes. Às vezes, a tosse pode ser confundida com tentativas de vomitar ou regurgitar, engasgar-se ou ofegar com intensidade ou com o espirro reverso. A tosse pode ser irritativa sem expetoração (tosse seca) ou tosse com expetoração (tosse produtiva). De acordo com a sua duração, qualquer uma delas pode ser aguda ou crónica.

Formas e causas da tosse

Uma tosse seca, forte ou semelhante ao latir, é também chamada de tosse seca e pode ser muito dolorosa para o cão. Se a tosse seca persistir, pode-se autorreforçar e desencadear um ciclo vicioso: respirar com intensidade irrita e danifica as membranas mucosas, o que, por sua vez, aumenta vontade de tossir e, por conseguinte, aumenta a necessidade de inspirar com mais força e assim sucessivamente. Muitas vezes a tosse é desencadeada por um leve puxão na coleira, pressão na laringe ou traqueia, excitação ou por respirar intensamente ar frio e seco.

Causas da tosse seca

  • Primeiro sinal de infeções e inflamações respiratórias (como tosse do canil)
  • Inalação de objetos estranhos, como comida ou líquidos
  • Inalação de substâncias irritantes, como alergénios ou fumo
  • Parasitas

Causas da tosse seca crónica

  • Colapso da traqueia, mais frequente em cães pequenos
  • Pressão nas vias respiratórias devido a tumores, aumento da aurícula do coração ou gânglios linfáticos aumentados
  • Parasitas

A tosse produtiva é caracterizada pela existência de secreções. Ouve-se com frequência um som áspero ao tossir. Essa tosse é geralmente húmida e muitas vezes o cão vomita no fim do ataque de tosse. Após a tosse, as secreções na forma de muco são frequentemente “vomitadas” ou regurgitadas. A tosse produtiva ocorre frequentemente após períodos de descanso, como ao acordar.

Causas da tosse produtiva

  • Fase avançada de infeções ou inflamação do aparelho respiratório (pneumonia)
  • Edema pulmonar

Expelir sangue ou secreções com sangue ao tossir, levanta suspeitas de um quadro clínico mais grave, como lesões no aparelho respiratório, inalação de corpos estranhos, pneumonia grave ou até mesmo um tumor e o problema deve ser clarificado o mais rapidamente possível.

labrador gassi

Diagnóstico da tosse

O veterinário vai realizar exames específicos de acordo com o tipo e gravidade da tosse para descobrir e tratar a causa. O tamanho e a raça do cão também podem desempenhar um papel no diagnóstico, uma vez que os cães de raças pequenas sofrem frequentemente de colapso da traqueia. Para a primeira fase da avaliação é importante que o dono do cão descreva detalhadamente as queixas ao veterinário. Pontos importantes são, por exemplo:

  • Quando começou a tosse?
  • Quantas vezes e com que intensidade o cão tosse?
  • A tosse é seca ou produtiva?
  • Quando é que geralmente acontecem os episódios de tosse (à noite, durante o dia, quando o cão está excitado, ao comer)?
  • O cão apresenta mais alguma queixa e como está o estado geral?
  • São conhecidas patologias anteriores, como doenças cardíacas?

A seguir, o veterinário faz um exame clínico completo, através do qual, geralmente, consegue determinar a causa da tosse. Por exemplo, pode detetar gânglios linfáticos aumentados no pescoço, temperatura corporal alta ou até febre, garganta avermelhada ou amígdalas inchadas, o que pode indicar uma infeção. Nalguns casos, é necessário recorrer a meios mais avançados de diagnóstico, como uma radiografia aos pulmões, por exemplo ao tórax, na qual o veterinário vai estar especialmente atento a alterações nos pulmões, coração ou traqueia. Também pode ser necessário efetuar exames ao sangue, uma endoscopia ou até mesmo uma ressonância magnética ou tomografia computadorizada - TC.

Tratamentos para a tosse

Para que a tosse possa ser tratada é preciso conhecer a sua causa. No caso de uma tosse leve causada por uma constipação, descansar costuma ser suficiente para o restabelecimento e fortalecimento do sistema imunológico. Com indicação do veterinário, a administração de um expetorante para tosse produtiva pode ser o suficiente. Antes de dar “medicamentos caseiros”, deve sempre consultar o veterinário, pois alguns não são adequados a cães. Se a tosse se tornar grave, persistir por alguns dias, ocorrer repetidamente ou se aparecerem outros sintomas, é aconselhável visitar o veterinário para uma melhor clarificação da situação clínica do cão. De acordo com a gravidade e a causa, pode ser necessária a administração de medicamentos, como anti-inflamatórios, antibióticos, expetorantes, broncodilatadores, ou mesmo drenar os pulmões.

Prevenção da tosse

Obviamente, prevenir a tosse é melhor do que curá-la. As constipações podem ser evitadas com o fortalecimento do sistema imunológico, através de um estilo de vida saudável, muito exercício e uma dieta equilibrada. Devido ao risco de contágio, deve evitar que o seu cão entre em contato com cães doentes, por exemplo, durante os passeios ou na creche canina. Como dono responsável, se o seu cão estiver doente, não o deve levar a escolas caninas ou a locais em que os cães estejam juntos, para evitar a transmissão da tosse infeciosa. A vacinação também pode atenuar o risco de uma infeção. Além disso, deve evitar expor os cães a substâncias que eles possam inalar, como fumo e produtos de limpeza agressivos. Para cães que devoram a ração, pode usar um comedouro interativo e evitar que eles se engasguem ou inalem a ração. Em muitos cães é mais aconselhável usar um peitoral ou um arnês do que uma coleira para aliviar a área do pescoço.

Os nossos artigos mais relevantes

Castração de cães

A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada? Qual a diferença entre castração e esterilização?

Dermatite canina

Se o seu cão se coça demasiado deve apurar-se a origem do prurido, pois isso restringe o seu bem-estar e reduz a sua qualidade de vida.