Infeções bacterianas em cães

Infeções bacterianas em cães: o primeiro passo para o diagnóstico é um exame geral onde o veterinário recolhe informações.

Num exame geral o veterinário recolhe informações e começa a formar o diagnóstico.

As bactérias são invisíveis a olho nu, mas estão em todos os sítios! Escondem-se no campo, nas florestas e mesmo na cidade. Muitas são completamente inofensivas, mas algumas bactérias causam doenças graves aos nossos patudos. Conheça melhor 5 das mais comuns infeções bacterianas em cães.

Doença de Lyme ou borreliose

A Doença de Lyme é causada por espécies de bactérias Borrelia. Geralmente os cães apanham esta doença quando são picados por carraças que são os portadores e portanto transmissores destas bactérias. No entanto, a probabilidade de ser infetado depende da região do globo onde se vive. No hemisfério norte, esta espécie de bactérias é relativamente comum.

Ainda assim, nem todos os cães que são picados por carraças ficam doentes. Mas infelizmente em muitos casos de infeção os sintomas surgem tarde demais.

Para saber sobre esta doença leia o nosso artigo Doença de Lyme nos cães.

Colibacillose

A bactéria Escherichia coli também conhecida por E. coli, assim como outras bactérias coli, estão naturalmente presentes na flora intestinal das pessoas e dos cães. Portanto, estas bactérias são regra geral inofensivas.

No entanto estas bactérias podem desencadear infeções bacterianas nos cães com consequências graves. Além disso, existem variantes da E. coli que são prejudiciais à saúde.

Sintomas

Os principais sintomas da colibacilose são a diarreia e os vómitos. No entanto, esta bactéria pode também causar infeções do trato urinário. As cadelas apresentam com alguma frequência inflamações no útero e formação de pus.

Tratamento

Se o seu patudo for diagnosticado com uma infeção por bactérias coli, o veterinário vai prescrever antibióticos específicos. Além disso, de acordo com a gravidade dos sintomas, pode ser necessário adotar medidas para aliviar o mal-estar do patudo. Assim, o veterinário pode também prescrever a utilização de analgésicos.

Leptospirose

A leptospirose é uma doença provocada por bactérias do género Leptospira. Estas bactérias escondem-se em superfícies ou águas paradas onde esperam pela sua vítima. Além disso os patudos também se infetam através da urina de outros animais.

Esta é uma das infeções bacterianas nos cães mais grave e é altamente contagiosa. Especialmente em cães mais jovens ou com o sistema imunitário enfraquecido, as bactérias Leptospira podem causar lesões fatais a órgãos internos. Além disso, esta doença é uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida aos seres humanos.

Infeção por salmonela

Neste caso a boa notícia é que um cão saudável geralmente resiste bem a este tipo de infeção. Por outro lado, patudos com o sistema imunitário fraco ou com outras doenças podem desenvolver uma infeção grave. As salmonelas transmitem-se através de carne crua ou das fezes de aves infetadas.

Sintomas

Os sintomas desta doença variam com a quantidade de salmonelas que o cão ingere assim como com o seu estado geral de saúde. No entanto, a maioria dos cães apresenta diarreia, que pode ser leve ou grave apresentando sangue, vómitos, febre e apatia. Nos casos mais graves desenvolvem-se abscessos em órgãos internos e alterações no sistema nervoso.

Tratamento

Esta doença é também tratada com antibióticos. Se órgãos internos como por exemplo o fígado, rins ou baço também ficarem afetados, o veterinário vai prescrever medicação adicional.

Prevenção

Se der ao seu patudo carne crua informe-se sobre a origem da carne. Para evitar problemas não dê ao seu cão carne crua de aves de origem desconhecida. Além disso, evite que ele entre em contato com fezes de pombos e patos.

Infeção por estafilococos

Os estafilococos são também bactérias que estão presentes na pele das pessoas e dos cães. No entanto, algumas espécies de estafilococos podem causar inflamações na pele, a chamada piodermite. Sem tratamento estas inflamações podem evoluir e espalhar-se para órgãos internos, como o coração. Podem também afetar os ossos e articulações.

Sintomas

As inflamações na pele provocadas por estafilococos aparecem geralmente no tronco, cotovelos e entre os dedos das patas dos cães. Nos cachorros esta inflamação aparece predominantemente na barriga.
Os principais sintomas destas inflamações incluem comichão, manchas avermelhadas e purulentas na pele, perda de pelo, úlceras e furúnculos.

Tratamento

O antibiótico é igualmente o medicamento mais adequado para tratar este tipo de infeção. No entanto, se a infeção desencadear outras doenças como por exemplo alergias, infestação de parasitas ou perturbações hormonais o veterinário prescreve também outros medicamentos.

Outras infeções bacterianas nos cães

Além das infeções bacterianas mencionadas, existem naturalmente outras que representam um perigo para os cães. Por exemplo, as seguintes doenças são causadas por bactérias:

  • Tuberculose
  • Listeriose
  • Erliquiose
  • Anaplasmose
  • Tétano

Como prevenir o aparecimento de infeções bacterianas nos cães?

As bactérias que desencadeiam infeções nos nossos cães são variadas, assim como os sintomas das doenças. No entanto, a melhor forma de prevenir estas infeções é sempre a mesma. Mantenha o espaço onde o patudo vive limpo e garanta que o seu sistema imunitário se mantém forte.

Assim, se seguir estas dicas simples consegue manter as bactérias afastadas do seu cão:

  • Dê ao seu patudo uma alimentação saudável e equilibrada
  • Deite fora os restos de comida a seguir a cada refeição. Além disso lave bem o comedouro.
  • Mude a água do seu cão pelo menos duas vezes por dia.
  • Não deixe o seu cão beber água de poças ou de águas estagnadas.
  • Evite que o seu cão entre em contato com fezes de outros animais.
  • Trate regularmente da higiene do seu cão.

Encontra mais informações sobre a alimentação adequada para cães na nossa secção Comida para cão. Se deseja aprofundar os seus conhecimentos sobre temas de saúde consulte a nossa seção Saúde do cão e cuidados. Na zooplus Magazine encontra inúmeros artigos escritos a pensar em quem tem um patudo na família!

Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Castração de cães

A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada? Qual a diferença entre castração e esterilização?