Envenenamento nos cães This article is verified by a vet

Escrito por Franziska G.
O envenenamento nos cães é uma situação que preocupa os donos

No dia-a-dia os cães encontram substâncias ou produtos venenosos que podem acabar por ingerir.

Um dos principais receios dos donos de cães é o envenenamento. Com efeito, apesar da proibição de utilização de produtos venenosos nas ruas e dos avisos das autoridades, situações de envenenamento nos cães ainda são relativamente comuns. Descubra neste artigo que alimentos e produtos são venenosos para os cães. Saiba também quando é altura de levar o seu patudo ao veterinário.

O envenenamento nos cães é perigoso?

Como seria normal, a gravidade de um envenenamento depende da quantidade e do tipo de produto tóxico que o patudo ingeriu. A ingestão de uma quantidade substancial de veneno vai afetar o coração e os rins. Assim, sem tratamento rápido a ingestão de veneno pode ser fatal.

Quais são os sintomas de envenenamento?

Em geral a regra é quanto maior a quantidade de veneno ingerida maior o impacto na saúde do cão. Os sintomas típicos de envenenamento nos cães são:

  • Náuseas e salivação alta
  • Diarreia e vómitos, nalguns casos os cães podem também expelir sangue
  • Aparecimento de petéquias, ou seja, pontos vermelhos nas mucosas
  • Sangue na urina
  • Perturbação do sistema nervoso central. Por exemplo, o cão apresenta cãibras, tremores, paralisia ou perda de consciência

Sem intervenção médica rápida, um cão que tenha ingerido uma quantidade elevada de veneno pode morrer em consequência destes sintomas.

Primeiros socorros: o que fazer se o seu cão tiver ingerido veneno

Se reparou que o seu patudo ingeriu uma dose elevada de veneno deve provocar-lhe o vómito imediatamente. Para tal dê-lhe várias colheres de água com muito sal. Em alternativa pode dar-lhe também tabletes de carvão ativado, visto que esta substância ajuda a reter o veneno impedindo que seja absorvido pelo corpo.

Qual é o momento de ir ao veterinário?

Se o seu cão ingeriu algum tipo de veneno é melhor prevenir do que remediar. Assim, se ele apresentar os sintomas típicos de envenenamento deve ir com ele ao veterinário o mais rápido possível.

Nesta situação aconselhamos a telefonar ao seu veterinário e explicar a situação. Dessa forma o médico está de sobreaviso e pode preparar o tratamento. Além disso, diga ao veterinário tudo o que sabe sobre o envenenamento. E nunca se esqueça de dizer qual produto que que o seu patudo ingeriu, caso saiba. Se o seu cão ingeriu uma planta ou um medicamento que não consegue identificar leve-o consigo para o consultório. Para o veterinário esta informação é extremamente útil para decidir qual o tratamento a administrar.

O tratamento de casos de envenenamento nos cães implica que os patudos devem ficar alguns dias internados
Um cachorrinho envenenado está a ser tratado com fluidoterapia

O tratamento contra o envenenamento nos cães é eficaz?

Como referido anteriormente em caso de envenenamento o cão deve receber tratamento rapidamente. Em geral os procedimentos no consultório do veterinário são:

  • Provocar o vómito com medicamentos injetáveis.
  • Lavagem ao estômago sob anestesia caso seja necessário.
  • Administração de um antidoto, caso o veterinário saiba qual o veneno em causa.

A seguir à intervenção de emergência o tratamento continua por vários dias. Nessa segunda fase, os patudos são tratados com fluidoterapia com o intuito de eliminar o máximo possível de veneno do sangue.

Assim, geralmente os cães ficam alguns dias internados. Dessa forma o veterinário consegue controlar parâmetros vitais, como por exemplo frequência respiratória, pulso e evolução das mucosas. Além disso, se o patudo apresentar vómitos persistentes o veterinário administra medicamentos antieméticos. Por fim, caso os rins tenham sido afetados é provável que o patudo precise de fazer diálise.

Alimentos e produtos venenosos para os cães

Nas nossas casas temos habitualmente vários produtos e mesmo alimentos que provocam envenenamento nos cães. Nesses casos a quantidade ingerida é um ponto crucial.

Produtos nocivos para os cães:

1. Alimentos

Existem vários alimentos tóxicos para os cães. No artigo da zooplus Magazine Alimentos que os cães não devem comer encontra uma lista dos alimentos tóxicos para os nossos patudos. Indicamos também a partir de que quantidade um determinado alimento representa um perigo para a saúde do seu cão. Por fim, indicamos igualmente quais os alimentos que deixam de ser tóxicos se cozinhados.

2. Produtos químicos

Existem inúmeros produtos químicos que são venenosos para os cães. Os mais comuns e perigosos são:

  • Veneno para ratos

A ingestão de veneno para ratos é uma das causas mais comuns de envenenamento em cães. A ingestão pode ser direta, ou seja, o patudo come inadvertidamente o veneno, ou indireta quando o cão come um animal envenenado. Muitos destes venenos têm propriedades anticoagulantes e por isso causam hemorragias internas que sem tratamento são fatais. Nestes casos, além de induzir o vómito, o veterinário também inicia uma terapia com vitamina K.

Infelizmente muitos cães são envenenados propositadamente
Perigo extra para os animais: salsichas recheadas com produtos tóxicos
  • Pesticidas

Os pesticidas utilizados para controle de vegetação em Portugal são ainda uma causa comum de envenenamento nos cães em Portugal. Apesar de estarem em curso medidas para reduzir a utilização destes produtos químicos nas zonas rurais e urbanas são vários os casos de envenenamento agudo que chegam aos veterinários. Estes casos são potencialmente fatais, por isso os cães que tenham ingerido uma substância deste tipo devem ser imediatamente tratados.

Os produtos que usamos nas nossas casas para plantas ou jardins também são venenosos para os cães. Assim, mantenha sempre estes produtos fora do alcance do seu patudo.

  • Medicamentos

Muitos dos medicamentos que temos em casa são muito perigosos para os cães. Por exemplo, os patudos costumam gostar dos analgésicos ou anti-inflamatórios mastigáveis para crianças. No entanto, a ingestão uma quantidade elevada deste tipo de medicamento causa problemas nos rins e fígado aos patudos.

3. Plantas venenosas

Algumas plantas são bonitas, mas infelizmente também venenosas para os cães. Por exemplo, a Árvore da Borracha, a Ficus Benjamina ou a Estrela-do-Natal são plantas que causam intoxicações leves, mas mesmo assim não devem estar ao alcance do seu patudo. Por outro lado, as bagas do Teixo ou o Oleandro são altamente tóxicas para os cães. Também a Hera-do-Diabo, os Lírios ou as Hortênsias são tóxicas para os cães.

Leia o nosso artigo Plantas venenosas para cães para obter mais informações sobre este assunto.

Como prevenir o envenenamento nos cães

Como vimos acima, produtos e substâncias venenosas estão por todo o lado, no quintal, em casa e na natureza. Assim, o primeiro passo é nunca perder o seu cão de vista durante os passeios. No entanto, se não conseguir evitar que ele coma algo desconhecido vigie-o atentamente nas horas e dias seguintes. Esteja especialmente atento aos sintomas de envenenamento.

Em casa mantenha os alimentos, produtos de limpeza e plantas tóxicas fora do alcance do seu patudo. Escolha locais altos para as plantas e guarde dos produtos de limpeza e alimentos em armários fechados.

Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Castração de cães

A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada? Qual a diferença entre castração e esterilização?