Alimentos que os cães não devem comer This article is verified by a vet

Escrito por Dr. Cornelia Kolo
Alimentos que os cães não devem comer: descubra quais os alimentos que os cães não devem comer e os que são inofensivos.

Antes de mais nada, é importante lembrar que nem tudo o que as pessoas comem sem hesitar é bom para os patudos. Alguns alimentos são tóxicos nas mais pequenas quantidades, enquanto outros precisam de ser cozinhados ou preparados de forma adequada para os cães. Neste artigo descubra quais os alimentos que os cães não devem comer e os que são inofensivos.

Quais os alimentos que os cães não devem comer?

Apesar de os cães serem há muito conhecidos por comerem com satisfação os restos da nossa comida, os patudos devem comer sempre ração de alto valor nutritivo. Naturalmente, os patudos podem comer uma guloseima de vez em quando. No entanto é importante ter cuidado, pois alguns dos nossos alimentos são nocivos ou mesmo tóxicos para os cães. Assim, se tem um patudo na família informe-se bem sobre os alimentos que lhe pode dar ou que devem ser banidos.

A regra é: os alimentos que as pessoas não comem cru, os cães também não devem comer. Ou seja, o que cozinha para si também deve dar cozinhado ao seu patudo. No entanto, existem algumas exceções, que encontra na lista no fim deste artigo.

O seu cão comeu o que não deve? Leve-o ao veterinário!

Se o seu patudo comeu algo que não devia, leve-o imediatamente ao veterinário. As informações mais relevantes neste caso são: quando é que se deu o acidente, o que comeu e a quantidade. Em seguida o médico prescreve a medicação ou tratamento adequado.

No entanto, em algumas situações o veterinário não pode fazer nada devido à substância ingerida ou porque é tarde demais. Assim, para que o seu patudo esteja sempre em segurança nunca o deixe comer alimentos tóxicos nem os deixe ao seu alcance.

Alimentos que os cães não devem comer: aprenda a resistir ao olhar do seu patudo

Visto que nem todos os nossos alimentos fazem bem aos nossos patudos, é muito importante não ceder àquele olhar pedinchão que os cães cedo aprendem a fazer. A maioria dos donos tem dificuldade em resistir aos pedidos do seu cão, mas é possível aprender a ignorá-lo.

Lembre-se também que o instinto dos cães nesta área não é muito bom. Ou seja, os cães não conseguem diferenciar alimentos tóxicos e não tóxicos e por isso podem adorar comer algo que lhes faz mal. Assim, são os donos que têm que fazer a distinção para não pôr o seu patudo em perigo.

Alimentos que os cães não devem comer em caso algum

Em seguida apresentamos uma lista de alimentos proibidos aos cães. No entanto, a lista cobre apenas os alimentos mais comuns na dieta das pessoas. Assim, existem outros alimentos que também podem ser muito prejudiciais para os cães.

Não tem a certeza se o seu patudo comeu algo tóxico? Ele está com sintomas de intoxicação? Leve-o logo ao veterinário.

Os sintomas mais comuns e imediatos de uma intoxicação são a diarreia e os vómitos. No entanto, alguns alimentos podem ter outras consequências e, dependendo da quantidade, podem ser fatais.

Quais os legumes e frutas proibidos aos cães?

Em caso algum os cães podem comer cebola, alho e outras plantas da subfamília Allioideae. Estas plantas contêm substâncias como dissulfito n-propil e alicina que provocam a destruição dos glóbulos vermelhos nos cães.

Mesmo quantidades muito pequenas, por exemplo, uma proporção de 5 gramas por quilo do patudo, podem ser extremamente tóxicas. Os cães não podem comer estes vegetais crus, cozidos, fritos ou secos. Por exemplo, uma cebola de tamanho médio ou um dente de alho podem ser fatais para um cão com 20 quilos.

As uvas e as passas são fatais para muitos cães. No entanto, ainda não sabemos qual ou quais as substâncias tóxicas para os cães que as uvas contêm. Da mesma forma não é também claro por que razão alguns cães não apresentam sintomas de intoxicação quando comem uvas.

No entanto, sabemos que a ingestão de 10 gramas de uvas ou 3 gramas de passas por quilo de peso do cão pode desencadear sintomas de intoxicação. Os primeiros sintomas surgem em algumas horas e incluem vómitos, letargia e dores de estômago. Num espaço de 24 a 72 horas após a ingestão das uvas ou passas o patudo pode apresentar insuficiência renal e morrer.

Frutos secos de casca rija, especialmente nozes e nozes de macadâmia, são alimentos igualmente vedados aos cães. Estes tipos de frutos secos podem causar problemas musculares e nervosos, mesmo em quantidades reduzidas. Por exemplo, 4 nozes de macadâmia são o suficiente para desencadear os sintomas de intoxicação num cão com 30 quilos.

Outros tipos de frutos secos podem causar obstruções intestinais se o patudo os ingerir sem mastigar.

Outros alimentos que os cães não devem comer

Os cães não devem comer carne de porco crua, enchidos de porco e presunto. Visto que esta carne pode estar contaminada com o vírus da doença de Aujeszky, que é assintomática nos porcos. No entanto, uma infeção por este vírus num cão é sempre fatal.

Os ossos de aves ou ossos cozinhados nunca devem chegar ao prato dos patudos. Os ossos cozinhados ficam mais porosos e por isso facilmente se desfazem em pequenos fragmentos ao mastigar. Estes fragmentos podem ser bastante pontiagudos e por isso rasgar as paredes do estômago e intestinos dos cães. Estas lesões depois causam hemorragias e mesmo a morte.

Café, chá e outras bebidas com cafeina, como por exemplo Coca-Cola ou bebidas energéticas podem causar danos fatais ao sistema nervoso dos cães. Poucas horas após a ingestão de cafeína ou teína o patudo apresenta palpitações, vómitos e fica inquieto. À medida que o tempo passa, os sintomas são semelhantes à intoxicação com chocolate. Uma dose de cerca de 7 grãos de café por quilo de peso do cão é fatal.

A ingestão de adoçantes, como por exemplo o xilitol, pode causar uma profunda diminuição no nível de açúcar no sangue, ou seja, hipoglicemia em 30 a 60 minutos. Sem intervenção médica, o patudo pode apresentar convulsões, entrar em coma e mesmo morrer.

Além disso, de acordo com a quantidade ingerida, os adoçantes podem causar insuficiência hepática aguda. Por exemplo, de acordo com a quantidade de xilitol presente, três gomas podem ser fatais para um cão com 10 quilos.

O chocolate e o cacau contêm uma substância chamada teobromina, que é tóxica para os cães. E no que se refere ao chocolate quanto maior o teor de cacau pior. Os patudos apresentam os primeiros sintomas de intoxicação horas depois de terem ingerido o chocolate, ou seja, podem vomitar, apresentar tremores e ficam inquietos. Com o passar do tempo os sintomas pioram. Os patudos podem então apresentar convulsões, dificuldades respiratórias e palpitações. Por fim, surge a insuficiência cardíaca que é geralmente fatal.

Se o seu cão comeu chocolate tente perceber em primeiro lugar qual a quantidade consumida. Em seguida leve-o ao veterinário o mais rapidamente possível. 50 gramas de chocolate preto desencadeiam sintomas de intoxicação em cães com 20 quilos.

Alimentos que os cães e cachorros só devem comer moderadamente

Muitos alimentos são inofensivos para os cães se ingeridos em pequenas quantidades. No entanto, os cães reagem de forma diferente. Por isso é difícil saber exatamente a partir de que quantidade os alimentos se tornam um problema. Assim, para evitar qualquer complicação o melhor é não dar estes alimentos ao seu cão.

Importante: alguns alimentos só são tóxicos se o seu cão os comer crus. Assim, se os der cozinhados não há qualquer problema.

Quais os vegetais que os cães devem comer moderadamente?

Deve ter alguns cuidados com legumes, como por exemplo o tomate, beringela, pimentos e batatas. O problema está principalmente nas partes não maduras destes legumes e nas partes greladas das batatas que contêm uma elevada concentração de solanina.

O seu cão só deve comer batatas e pimentos vermelhos ou amarelos cozinhados. Assim, para dar tomate ao seu patudo escolha apenas as partes mais maduras e dê em pequenas quantidades. Todas as partes verdes destes legumes devem ser retiradas. Os sintomas de intoxicação com estes legumes são irritação das membranas mucosas, diarreia e vómitos.

Ninguém sabe exatamente qual o efeito dos cogumelos no organismo dos cães. Mas podem alterar a constituição do sangue ou ter efeitos cancerígenos. Assim, os cogumelos não devem fazer parte da dieta dos cães.

As couves têm tendência a provocar inchaço nos cães. Assim, os patudos só devem comer pequenas porções de couves sempre cozinhadas.

Os cães nunca devem ingerir feijão ou qualquer outra leguminosa sem serem cozinhadas. Estes alimentos contêm uma proteína que crua é nociva não só para os cães, como também para as pessoas. Assim, ao ingerir leguminosas cruas os cães podem apresentar vómitos, cólicas e fezes com sangue.

Que frutas e outros alimentos os cães devem comer moderadamente?

Os abacates contêm persina, uma substância que é tóxica para os cães. Esta substância encontra-se principalmente na casca e no miolo. Já a polpa do abacate contém mais ou menos persina de acordo com a variedade. Os sintomas de intoxicação são principalmente diarreia e vómitos. No entanto, o patudo pode ficar com o intestino obstruído se engolir o caroço.

As frutas de caroço são por exemplo damascos, ameixas, cerejas e pêssegos. O caroço destas frutas contém ácido cianídrico que pode provocar graves distúrbios neurológicos. Assim, os cães não devem morder os caroços. Além disso, se ingeridos inteiros os caroços podem provocar obstrução intestinal.

Tal como os caroços das frutas mencionadas acima, também as amêndoas contêm ácido cianídrico. Portanto, a ingestão de amêndoas pode provocar perturbações neurológicas. Naturalmente, a ingestão de amêndoas inteiras pode causar obstrução intestinal, especialmente em cães pequenos.

Os cães têm uma tolerância muito baixa ao álcool. Se o patudo tiver bebido pouco álcool ou na fase inicial da intoxicação, ele apresenta sintomas semelhantes às pessoas. No entanto, a ingestão de maiores quantidades ou com o passar do tempo os cães apresentam vómitos, descoordenação motora, dificuldades respiratórias e podem chegar a entrar em coma e falecer. Por fim, a ingestão recorrente de pequenas quantidades de álcool causa doenças graves ao fígado.

A ingestão de ovos crus inibe a absorção de biotina, também conhecida como vitamina B7. Esta substância é muito importante para a metabolização de hidratos de carbono, proteínas e gorduras. Além disso, ao ingerir ovos crus aumenta a probabilidade de apanhar uma intoxicação com salmonelas. Assim, os cães só devem comer ovos cozinhados.

Outros alimentos que os cães não devem comer

Pratos muito condimentados ou com muita gordura não caem bem aos cães, pois o seu metabolismo é diferente do nosso. Ao comer este tipo de prato, os cães podem apresentar diarreia ou vómitos. Além disso, ingerir gordura em excesso recorrentemente pode causar pancreatite, ou seja, inflamação do pâncreas.

A fruta tem geralmente um elevado teor de açúcar e por isso os cães só devem comer pequenas porções.

Apesar de o sal não ser tóxico para os cães, naturalmente que ingerido em excesso é altamente prejudicial à saúde, podendo causar danos ao coração e rins. Assim, se o seu patudos já tem alguma idade ou tem uma doença, deve ter muito cuidado com o sal.

Os cães só devem comer peixe cozinhado e em pequenas quantidades. O peixe contém uma elevada percentagem de proteínas e gordura e por isso causa vómitos ou diarreia a alguns patudos. E nunca se esqueça de tirar todas as espinhas!

Os lacticínios podem causar problemas gastrointestinais, como por exemplo diarreia, aos patudos com intolerância à lactose. Assim, nunca deve dar leite puro ao seu patudo. Pode dar com moderação outros lacticínios, como por exemplo iogurte ou queijo.

Quais os alimentos que os cães podem comer?

Na lista abaixo fazemos um resumo dos alimentos mais comuns no nosso dia-a-dia. Aqui encontra os alimentos que os patudos podem ou não comer, assim como outras informações, como por exemplo se o alimento deve ou não ser cozinhado.

A - C

Alimento O meu cão pode comer ...?
Abacate Não
Abóbora Sim
Alperce Sim, sem caroços
Amêndoa Não
Ameixa Sim
Amoras Sim
Ananás Sim
Arroz Sim
Atum Sim
Aveia Sim
Azeite Sim
Banana Sim
Batatas Sim, mas cozinhadas
Batatas fritas de pacote Não
Canela Não
Carne de porco Sim, mas cozinhada
Castanha de caju Sim
Cebola Não
Cenoura Sim
Cereja Sim, mas sem caroços
Chocolate Não
Coco Sim
Cogumelos Não

E - O

Alimento O meu cão pode comer ...?
Ervilhas Sim, mas cozinhadas
Espargos Sim
Espinafres Sim
Feijão Sim, mas cozinhado
Figos Sim
Framboesas Sim
Gelados Não
Iogurte Sim, mas só natural
Kiwi Sim
Laranja Sim
Limão Não
Maçã Sim, mas sem caroços
Manga Sim, mas sem caroço
Massa Sim
Mel Sim
Melancia Sim, mas sem caroços
Melão Sim, mas sem caroços
Morangos Sim
Nectarinas Sim
Nozes Não
Ovos Sim, mas cozinhados

P - U

Alimento O meu cão pode comer ...?
Pimentos Não
Passas Não
Peixe Sim
Pera Sim
Pêssegos Sim, mas sem caroço
Pistachos Não
Queijo Sim
Queijo Quark Sim
Rabanetes Não
Romã Sim
Salsa Sim
Tomate Sim, maduro, em pequenas quantidades
Uvas Não
Os nossos artigos mais relevantes