Carraças nos cães This article is verified by a vet

Carraças em cães: estes parasitas podem transmitir doenças aos cães

As carraças encontram-se principalmente entre as ervas e na relva

Quando o inverno acaba as carraças rapidamente se tornam um problema para os nossos companheiros peludos. Neste artigo descobre por que razão é importante remover as carraças nos cães rapidamente. Também explicamos como as remover corretamente.

Remover as carraças nos cães: quanto mais depressa melhor

Infelizmente as carraças não causam apenas um grande incómodo às pessoas e aos cães. Na verdade as carraças são parasitas que sugam sangue e também podem transmitir várias doenças. Assim, estes parasitas são um problema sério para os patudos, por isso a regra é:

Quanto mais cedo descobrir e remover as carraças do seu cão menor o risco de estes parasitas causarem doenças.

A maioria dos agentes causadores de doenças vive nos intestinos das carraças. Para infetarem os cães, estes agentes migram para as glândulas salivares das carraças. E visto que são precisas algumas horas para completar este processo, quando mais cedo remover as carraças menor a probabilidade de o seu patudo apanhar uma doença.

É essencial verificar regularmente o seu cão

O ideal é verificar se o seu cão tem carraças depois de irem passear. Assim, verifique todo o corpo do seu patudo. No entanto, tenha particular atenção à zona da cabeça, orelhas, pescoço, barriga e a parte interna das coxas, visto que estes parasitas preferem instalar-se em zonas em que a pele é mais fina e com menos pelo.

A visibilidade das carraças depende do tamanho que elas têm. Antes de se alimentar, uma carraça pode ser tão pequena como a cabeça de um alfinete. No entanto, depois de ter absorvido bastante sague pode chegar a ter o tamanho de uma pequena cereja.

Se uma carraça morder o seu cão esteja atento a possíveis sintomas de doenças, como por exemplo, febre ou falta de apetite.

Como remover as carraças nos cães?

Se o seu cão apanhou carraças deve removê-las rapidamente. Para o fazer siga as indicações abaixo:

  • Use uma pinça ou gancho.
  • Coloque a pinça o mais próximo possível da pele do seu cão. Não aperte o corpo da carraça.
  • Segure a carraça pela cabeça, que está mesmo junto à pele. Em seguida puxe lentamente a carraça em linha reta em relação à zona mordida de forma a não rasgar a pele.
  • Verifique se removeu totalmente a carraça.
  • Descarte a carraça de forma segura para que esta não tenha a possibilidade de atacar outro animal.
  • Desinfete a ferida na pele do seu cão e verifique regularmente o seu estado. Se surgir um círculo vermelho à volta da ferida é possível que o seu cão tenha Doença de Lyme, uma doença também conhecida por Borreliose de Lyme.
  • Lembre-se a manifestação de sintomas de doenças causadas pela picada das carraças pode demorar algum tempo. Assim, se o seu patudo ficar adoentado, sem energia ou com febre leve-o ao veterinário.

Doenças que as carraças podem transmitir

Quem tem um cão em casa muitas vezes pergunta se as carraças são perigosas para os cães. A resposta é indiscutível: Sim!

As carraças podem transmitir inúmeras doenças através da saliva. Algumas destas são bastante perigosas para os cães. Entre as doenças causadas por carraças estão:

  • Doença de Lyme
  • Anaplasmose
  • Ehrlichiose
  • Babesiose
  • Hepatozoonose canina
  • Meningoencefalite: esta doença é transmitida por um vírus. No entanto, é muito rara e afeta maioritariamente cães com o sistema imunitário enfraquecido.

Prevenção: como evitar carraças nos cães

No que diz respeito às carraças, é sempre melhor prevenir do que remediar. Assim, é muito importante proteger o seu patudo das picadas de carraças e consequentemente das doenças que estes parasitas podem transmitir.

Existem vários medicamentos antiparasitários que matam ou impedem que as carraças se fixem ao seu patudo. Além disso, estes medicamentos existem em várias formas:

  • Pipetas: Os antiparasitários em pipetas são administrados entre os ombros do patudo. O líquido vai-se então espalhar por todo o corpo. De acordo com o período de proteção do medicamento tem que o administrar várias vezes ao ano.
  • Sprays: esta forma de antiparasitário funciona exatamente como as pipetas.
  • Coleiras: as coleiras libertam continuamente a substância ativa que atua contra as carraças e outros parasitas. A duração das coleiras é também variada, mas geralmente mais longa do que os anteriores.
  • Comprimidos: Existem também antiparasitários em comprimido que pode comprar no veterinário ou na farmácia. Regra geral os comprimidos fornecem proteção entre 3 e 6 meses.
Existem vários antiparasitários que evitam que carraças colonizem os cães
As pipetas são aplicadas no pescoço ou entre os ombros do cão.

Carraças nos cães: três mitos

Quando falamos de carraças nos cães, ou em outros animais, existem vários mitos. Vamos examinar de perto os principais:

Esta é uma ideia falsa. Estes parasitas encontram-se em ervas altas ou arbustos, mas não nas árvores.

Se for mais simples pode remover a carraça com uma ligeira torção. No entanto, não é absolutamente necessário. Além disso, não deve rasgar a zona da pele onde a carraça mordeu.

Se por acaso não conseguir remover completamente a carraça, ou seja, se a cabeça ou parte dela ficar agarrada, não faz mal. O corpo do cão resolve o problema naturalmente, envolvendo o resto da carraça numa crosta que acaba por cair. No entanto, se essa zona ficar infetada deve consultar o veterinário.

Além disso, se a cabeça ficar presa no corpo do patudo o risco de ele desenvolver doenças aumenta. Assim, remova a carraça delicadamente para evitar que a cabeça do parasita se separe do corpo.

Existem soluções caseiras para remover as carraças?

Existem várias teorias sobre como remover as carraças nos cães. Por exemplo, muitas pessoas acham que óleo, cola, acetona ou similares são úteis para este fim. No entanto, não só estes métodos não funcionam como podem prejudicar ainda mais o cão. Por exemplo, a utilização destes produtos pode abrir ainda mais a porta à entrada de bactérias ou vírus através da ferida. Colas ou substâncias com álcool podem causar irritação na pele. Assim, a única forma segura para remover carraças nos cães é usar uma pinça ou gancho.

Remédios caseiros para prevenir as carraças nos cães

Várias pessoas também usam remédios caseiros para impedir que o aparecimento de carraças nos cães. Entre os mais comuns estão os óleos, como óleo de cominho preto ou óleos essenciais, como óleo de lavanda, hortelã ou alho. As carraças parecem rejeitar estes óleos, no entanto a sua eficácia é muito curta. No entanto, não existem ainda estudos científicos que comprovem o valor destes remédios caseiros.

Além disso, o maior problema é que muitos destes supostos medicamentos podem ser tóxicos para os cães. Também o odor intenso dos óleos pode incomodar os sensíveis narizes dos patudos.

Assim, a European Scientific Counsel Companion Animal Parasites – ESCCAP – uma organização independente que apoia os veterinários profissionais, desaconselha a utilização destes produtos para prevenir as carraças nos cães.

Ganchos e pinças são os melhores instrumentos para retirar carraças aos cães
A utilização de um gancho permite remover completamente a carraça.

Franziska Pantelic, veterinária
Franziska Pantelic

I am supporting the zooplus magazine for several years with my extensive expertise. I became a licensed veterinarian as early as 2009 and currently operate a mobile small animal practice in the metropolitan area of Munich.


Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Castração de cães

A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada? Qual a diferença entre castração e esterilização?