Coleiras com guizo: prejudiciais para os gatos?

Escrito por Bärbel Edel
gato com coleira com guizo a olhar para a câmara

Coleiras com guizo para gatos: são mesmo necessárias?

Para proteger os pássaros no jardim, alguns donos põem coleiras com guizo nos seus gatinhos. A esperança: que o som do guizo alerte os pássaros e os proteja dos gatos. No entanto, não é uma boa idea.

Coleiras para gatos com guizo: proteção para os pássaros?

Os gatos de apartamento não costumam caçar nada além de moscas e aranhas. Os gatos de exterior, pelo contrário, caçam presas maiores. Aliás, levam as presas para dentro de casa - e, infelizmente, não são só ratos. Concordamos que não é uma visão muito agradável quando o seu gatinho entra em casa com um pássaro morto ou moribundo.

Então, há uma solução que parece óbvia: pôr uma coleira com guizo em redor do pescoço do animal. O guizo tem como objetivo avisar as potenciais vítimas e, portanto, evitar uma "matança". Mas esta solução é um tormento para os gatos. Além disso, nem é especialmente indicada para proteger as aves.

As coleiras com guizo são prejudiciais para os gatos?

Na verdade, os guizos são prejudiciais para os gatos. Estes animais domésticos ouvem os sons até quatro vezes mais alto do que nós. O constante tinir do guizo representa um grande fardo para os gatos e pode desencadear stress.

Audição altamente sensível

Os gatos ouvem muito melhor do que as pessoas. Nós conseguimos ouvir frequências até aos 20 000 hertz. Os gatos adultos, por outro lado, ouvem frequências até aos 65 000 hertz. Já os gatinhos, são capazes de ouvir frequências até aos 100 000 hertz.

Os gatos também são muito superiores a nós no que diz respeito à intensidade dos sons: conseguem ouvir o assobio silencioso de um rato a 20 metros de distância. De facto, os especialistas estimam que os gatos ouvem entre três a quatro vezes melhor do que nós.

Coleiras com guizo: como um zumbido

Portanto, mesmo o som suave do guizo soa entre três a quatro vezes mais alto para os delicados ouvidos dos gatos. Para piorar ainda mais as coisas, as coleiras ficam muito perto da cabeça dos animais. Por outras palavras, o gato está exposto ao som 24 horas por dia e, no pior dos casos, sete dias por semana. Para um gato, é como um zumbido.

Os gatos têm uma audição muito apurada. O tinido constante de um guizo é como um zumbido para eles.

As coleiras com guizo são muito perigosas?

A coleira por si só também pode ser bastante perigosa para um gato. Portanto, não só é desagradável e incómoda para os animais, como pode provocar-lhes a morte, em consequência de sufocamento ou estrangulamento.

Perigo de sufocamento

Na tentativa de tirarem a coleira, muitos gatos já se magoaram com gravidade. Por exemplo: alguns conseguem passar uma das patas da frente pela coleira, mas não consegue voltar a tirar a pata. Se o animal tiver azar, a coleira prende-se de tal maneira entre o antebraço e o pescoço que pode provocar cortes profundos.

Se a circulação for totalmente impedida, a perna pode, no pior dos casos, ter que ser amputada. Isto partindo do pressuposto que o gato chega vivo a casa e a tempo de ser levado ao veterinário.

Perigo de estrangulamento

Também pode dar-se o caso de a coleira ficar presa na boca como o freio de cavalo. Mas o gato também pode ficar pendurado num ramo pela coleira sem poder soltar-se. Pode seguir-se uma morte agonizante por estrangulamento.

No caso de jovens gatinhos que, por algum motivo, não consigam voltar para casa, há também o risco de a coleira ir ficando pequena e, lentamente, apertar a garganta.

Os fechos de segurança nem sempre funcionam

É por estas razões que deve evitar o uso de coleiras - com guizo ou não. Também as coleiras com fecho de segurança são arriscadas. Pois nem sempre se conseguem abrir de imediato em caso de emergência.

Coleiras com guizo: não ajudam a proteger os pássaros

As coleiras com guizos para gatos não são uma tortura apenas para os gatos. Afinal, não são úteis para proteger os pássaros.

Porque muitas espécies de aves têm os seus próprios sons para se avisarem de situações de perigo. Porém, não identificam o tinir de um guizo como um sinal de aviso.

Se o gato se aproximar quando os jovens pássaros estiverem sozinhos no ninho, o toque do guizo não lhes serve de nada. Se os passarinhos ainda não voam estão, em princípio, em desvantagem contra um gato.

São muitas as histórias de gatos que aprenderam a caçar com uma coleira com guizo. Conseguem mover-se de tal maneira ao aproximar-se da presa que o guizo deixa de se ouvir.

Conclusão: as coleiras com guizo têm muitas desvantagens

Ainda que algumas pessoas achem as coleiras com guizo para gatos fofinhas ou presumivelmente úteis, o bem-estar dos gatos deve vir sempre em primeiro lugar.

Na melhor das hipóteses, o tinido constante do guizo perturba o gato. Mas, no pior dos casos, a coleira pode pôr-lhe a vida em perigo. Portanto, prescinda de usar este acessório - sobretudo, porque não ajuda em nada os pássaros.


Bärbel Edel
Profilbild von Magazin-Autorin Bärbel Edel

I am a journalist, love animals and have already researched the relationship between humans and dogs during my folklore studies. A few years ago I adopted a tomcat from the Munich animal shelter. Elvis was the reason to start my cat blog "Lieblingskatze" and also to deal with animals in a journalistic way. With my articles I would like to help people understand their pets better.


Os nossos artigos mais relevantes