Frísio

Escrito por Natalie Decker
dois frísios a correr no campo

A imagem de marca dos frísios é a sua crina comprida e fluida.

Os frísios não são apenas uma das raças mais antigas, como também uma das raças de cavalos mais dispendiosas da Europa. Os seus elegantes movimentos fazem dos majestosos animais, oriundos dos Países Baixos, cavalos de ensino e de carruagem muito cobiçados. No entanto, devido à sua estatura especial, o nobre cavalo negro não é indicado para principiantes. 

Aspeto: qual o tamanho dos frísios?

Os frísios são cavalos grandiosos que podem chegar a ter 175 centímetros de altura. As éguas oscilam entre os 155 e os 165 centímetros, enquanto os garanhões só são aprovados para criação se tiverem 158 centímetros, no mínimo.

Já o peso destes imponentes animais oscila entre os 520 e os 770 quilos.

Silhueta especial

Uma característica desta raça de cavalos é o pescoço alto e arqueado que, no entanto, suporta uma cabeça pequena. Os olhos escuros destes nobres cavalos negros são grandes e amigáveis.

O peito largo, o dorso relativamente curto e a garupa inclinada, muitas vezes ligeiramente dividida, confere aos frísios esta silhueta especial.

O frísio é um cavalo de sangue frio?

O físico do frísio é compacto e musculado. Distinguem-se dois tipos: o tipo desportivo e o tipo barroco. Assim, os frísios desportivos são mais altos e elegantes, enquanto os do tipo barroco são mais robustos, embora sem perder a elegância e a graciosidade. E, apesar da sua aparência barroca, os frísios são cavalos de sangue quente.

Um nobre cavalo preto com uma longa crina

O pelo desta raça de cavalos é sempre negro. São exclusivamente criados cavalos pretos. Assim, ganharam o apelido de Pérola negra. Já as manchas brancas não são desejáveis. Mas também podem ocasionalmente aparecer manchas cor de raposa. No entanto, os garanhões que herdem esta cor são excluídos da criação.

Outra característica típica dos frísios é a sua crina longa e muitas vezes ondulada, a cauda abundante e exuberante e o pelo comprido nas patas. Por vezes, estes animais também são chamados cavalos de pelo comprido.

cavalo frísio parado no campo
Os frísios devem o seu pescoço curvado ao cruzamento prévio com os cavalos espanhóis.

Carácter: o frísio é um cavalo teimoso?

Esta raça de cavalos oriunda dos Países Biaxos é conhecida por ser dócil, orientada para as pessoas e sensível. Estes animais têm nervos de aço, são de compreensão rápida e têm muita vontade de aprender.

Porém, alguns exemplares usam a sua inteligência para tomar as suas próprias decisões. Assim, uma educação consistente é necessária. Pois, se assim não for, os bem-humorados frísios podem mostrar o seu lado teimoso.

O frísio é um cavalo apropriado para principiantes?

Embora os frísios sejam muitas vezes descritos como calmos e pacientes, são temperamentais e têm um enorme desejo de mobilidade. A sua marcha é energética e caracterizada por um grandes movimentos com o joelho.

Devido aos seus movimentos enérgicos, a marcha do frísio nem sempre permite ao cavaleiro sentar-se. Portanto, os frísios não são necessariamente indicados como cavalos para principiantes.

Este barroco de sangue quente foi, devido à sua aparência majestosa, um popular cavalo de carruagem. E, mesmo atualmente, estes elegantes cavalos negros fazem uma muito boa figura numa parelha. Os seus movimentos expansivos a passo e a trote são impressionantes à frente de uma carruagem.

Os frísios são difíceis de montar?

Ao mesmo tempo, no entanto, os imponentes frísios não deixam de ser populares cavalos de montar e de lazer. Porém, devido à sua estrutura compacta e ao pescoço alto, são difíceis de montar sobre as costas.

Por vezes, estes cavalos têm problemas de equilíbrio e arqueiam as costas. O cavaleiro deve, então, corrigir a tendência do cavalo para se curvar para cima. Portanto, montar um frísio requer alguma prática.

Elegantes cavalos de dressage e de exibição

Os frísios também são usados na dressage clássico, em circos e na dressage de alta escola. Graças à sua fiabilidade e aos seus nervos de aço, os frísios são apropriados para espectáculos e filmes.

Por outro lado, são menos indicados para desportos de torneio, especialmente para corridas a galope e saltos. Além disso, os frísios também não são adequados para caça.

Como animais sociáveis, os frísios gostam de viver em grupo e com estabilidade. Precisam de muito exercício físico e adaptam-se bem à vivência em estábulos abertos. 

Estes modestos animais de quatro patas não se importam com o frio. Porém, devem conseguir proteger-se do vento e das condições meteorológicas em geral. Uma sombra é essencial no verão, pois o pelo negro dos frísios aquece rapidamente. 

E relativamente à alimentação dos frísios?

Quanto à alimentação, saiba que os frísios têm necessidades energéticas menores do que outros animais de sangue quente. De qualquer modo, devem ingerir minerais, vitaminas e oligoelementos em quantidade suficiente para desenvolverem um pelo brilhante e uma crina bonita e fluida. 

Portanto, a dose de concentrado exige bom senso. Pois pouca comida pode provocar sintomas de carência, enquanto comida a mais pode vir a ser sinónimo de obesidade e problemas de pele. 

Pelo facto de terem pelo na zona dos cascos, os frísios tendem a desenvolver infeções. Portanto, esse pelo deve ser escovado e cortado com regularidade. Além disso, também a longa crina e a magnífica cauda requerem algum esforço de manutenção.

Importante: os frísios elevam bastante o joelho, podendo daí resultar problemas nos joelhos. As luxações da rótula são observadas com muita frequência nesta raça. Ou seja, talvez a predisposição para este problema seja congénita.

Esta é uma das raças de cavalos mais antigas da Europa. Os frísios são originários da província holandesa Friesland.

A história desta raça tem bem mais de 1000 anos. Júlio César e o historiador romano Tácito terão mencionado estes graciosos cavalos.

Cruzamento com cavalos ibéricos

Os cavalos ibéricos que foram cruzados durante a ocupação espanhola dos Países Baixos deram um contributo decisivo para o desenvolvimento dos atuais cavalos frísios. Então, nos séculos XVI e XVII, os cavalos espanhóis foram cruzados com holandeses de sangue frio. Foram estas as bases para a criação moderna dos frísios.

Por exemplo, os frísios devem o seu pescoço arqueado e a marcha elevada dos joelhos aos andaluzes. Os seus movimentos elegantes fazem do frísio um cavalo de carruagem para a nobreza.

Salvos da extinção

Eventualmente, no século XVIII, o interesse nesta raça desvaneceu. Assim, os frísios praticamente ficam extintos. O livro oficial da raça existe desde 1879. Em 1913, apenas apareciam registados três garanhões.

Os criadores de cavalos fizeram grandes esforços para salvar a raça e espalhá-la pela Europa. Entretanto, faz-se apenas criação pura: não foi introduzido sangue estrangeiro desde que o cruzamento com os cavalos espanhóis.

O árabo-frísio é uma raça particular e que tem vindo a ser criada desde a década de 1960. Estes têm uma certa quantidade de sangue árabe, algo que é suposto fazer do frísio um cavalo mais desportivo e poderoso. Visualmente, no entanto, o frísio e o árabo-frísio mal de distinguem.

Compra: onde comprar um cavalo frísio?

Existem ainda muitas coudelarias de renome nos Países Baixos. Mas estes nobres cavalos negros também são criados com sucesso noutros países europeus.

Relativamente a valores, são cavalos caros. E os valores dependem da linhagem, idade, sexo e treino. Regra geral, um frísio saudável de um criador reputável custa entre 5000 a 15 000 euros.

Conclusão

Devido à sua aparência majestosa, crina exuberante e pelo negro brilhante, os frísios são cavalos muito especiais. Porém, montá-los adequadamente exige experiência e know-how.


Natalie Decker
Profilbild Natalie Decker (mit Pferd)

"A vida sem um Pug é possível, mas não faz qualquer sentido," disse Loriot. Eu concordo totalmente, mas acrescento: "A vida sem um cavalo, gato ou coelho é igualmente sem sentido.". Adoro todos os animais e tenho a enorme sorte de escrever sobre a minha paixão como autora freelance. Com os meus artigos espero chamar à atenção das questões sobre o bem estar animal e dar dicas úteis a todos os amantes de animais.


Os nossos artigos mais relevantes
7 min

Frísio

Os frísios não são apenas uma das raças mais antigas, como também uma das raças de cavalos mais dispendiosas da Europa.