Febre nos cães This article is verified by a vet

A febre nos cães é um sintoma de uma doença ou problema de saúde

Se o se cão tem febre ele não tem energia e está cansado

O seu patudo foge assim que o vê com o termómetro na mão? Então descubra neste artigo a melhor forma de medir a temperatura ao seu cão. Aqui também explicamos os principais sintomas e as causas da febre nos cães.

A partir de que temperatura os cães têm febre?

A temperatura normal dos cães varia entre 37.5 e 39 graus. No entanto, os cachorrinhos costumam ter a temperatura mais alta, até 39.5 graus. A partir dos 40 graus os veterinários consideram que o cão está com a temperatura elevada. Se o cão apresentar mais de 40 graus de temperatura considera-se que ele tem febre. Por fim, acima dos 41 graus os veterinários consideram que o patudo tem febre elevada.

É também de sublinhar que a temperatura nos cães pode variar muito em pouco tempo. Assim, pode haver uma subida de temperatura substancial em poucas horas e uma queda igualmente rápida. De acordo com a duração a febre nos cães classifica-se em febre efémera se durar apenas um dia. Por outro lado, se a febre durar entre 2 e 3 semanas considera-se uma febre subaguda. Por fim, se a febre durar mais de 3 semanas trata-se de febre crónica.

A febre nos cães pode passar tão rapidamente como surgiu

Quais os sintomas de febre nos cães?

A febre é um sinal de que o sistema imunológico do cão está a ser atacado. Ou seja, a febre não é uma doença em si, é apenas um sintoma. No entanto, os cães com febre geralmente apresentam outras queixas. Estes sintomas estão relacionados ou com a desidratação ou com a doença que está a causar a febre. Abaixo encontra os principais sintomas associados à febre:

  • Cansaço e passar muito tempo a dormir.
  • Redução de apetite.
  • Tremores de frio, nesse caso os pelos podem ficar eriçados.
  • Respiração e pulsação acelerada.
  • Fezes firmes e secas.

Quando é a altura de procurar o veterinário?

Se o seu patudo tiver uma temperatura muito alta ele pode correr perigo de vida. Assim, se o seu cão tiver um quadro febril deve medir-lhe a temperatura várias vezes ao dia. Caso a temperatura atinga os 41 graus ou mais leve-o ao veterinário. A intervenção médica permite não só baixar a temperatura como também tratar a causa da febre.

Febre nos cães: como medir a temperatura

Se o seu cão anda mole e sem energia deve medir-lhe a temperatura retal. Este é um processo simples e rápido se o seu cão estiver habituado ao termómetro. No entanto, se o seu patudo tiver medo do termómetro peça ajuda a alguém para medir a temperatura.

Os seguintes passos facilitam o processo de medição de temperatura:

  1. Em primeiro lugar, a segunda pessoa deve posicionar-se atrás da cabeça do patudo e segurá-lo bem.
  2. Fale com o seu cão de forma calma. Procure igualmente criar-lhe o menor stress possível. Pode também dar-lhe algumas guloseimas, assim, o seu patudo fica mais acalmo e distraído.
  3. Para não correr o risco de causar lesões na zona retal use um termómetro flexível. Além disso para tornar o processo mais confortável pode aplicar um lubrificante na ponta do termómetro.
  4. Levante a cauda com cuidado e em seguida coloque o termómetro no ânus. Não é preciso introduzir o termómetro além da parte metálica que está na ponta.
  5. Pressione o botão de medição e em seguida leia a temperatura após o sinal.
  6. Quando terminar o processo elogie o seu cão. Dessa forma ele aprende que medir a temperatura não é uma situação assim tão má.

Importante: O seu cão deve estar calmo e descansado na altura de medir a temperatura, pois a atividade física faz subir a temperatura corporal. Além disso, também a ansiedade e medo elevados podem levar ao aumento da temperatura.

O que fazer se o seu cão tem febre

Muitas vezes a febre desaparece tão rapidamente como aparece. No entanto, se a febre não baixa ou se aumenta o seu cão precisa de ajuda.

Se o veterinário souber qual a doença que está a causar a febre, o tratamento é simples. Por exemplo, se o patudo tiver uma infeção bacteriana o veterinário administra antibióticos. Por outro lado, as inflamações são tratadas com antiinflamatórios.

No entanto, se a febre for tão alta que ponha em causa o bom funcionamento do sistema imunitário, o veterinário também administra medicamentos para os sintomas. Assim, antipiréticos são os medicamentos indicados para baixar a febre. Para combater a desidratação o veterinário administra líquidos via venosa.

Principais causas de febre nos cães

Se o seu cão contraiu uma infeção, os agentes patógenos atacam o sistema imunológico. O corpo reage naturalmente aumentando a temperatura, visto que os agentes patógenos são sensíveis a temperaturas elevadas. Portanto, a febre não é uma doença, mas antes um mecanismo de defesa do próprio corpo. Além disso, só se a febre for muito alta ou persistir por um longo período de tempo é que se torna perigosa para o patudo.

Existem várias doenças que causam febre nos cães. Na tabela abaixo encontra as causas mais comuns:

Causas Exemplos
Doenças infeciosas Doença de Lyme, Leishmaniose, Leptospirose, Parvovirose, Esgana, Raiva, Toxoplasmose, tosse do canil
Inflamações Abcessos purulentos, inflamação da próstata, infeção uterina (piometra), inflamação mamária (mastite), meningite
Doenças autoimunes Poliartrite (inflamação das articulações), reumatismo
Tumores Linfoma
Intoxicações Medicamentos, intoxicação por plantas ou substâncias químicas
Febre idiopática Causa desconhecida

Franziska G., veterinária
Franziska G.

Estudei medicina veterinária na Universidade Justus-Liebig em Gießen, onde pude ganhar alguma experiência em vários campos, como medicina para pequenos e grandes animais, medicina exótica, farmacologia, patologia e higiene alimentar. Desde então, não trabalhei apenas como autora veterinária. Também trabalhei na minha tese, que foi influenciada cientificamente. O meu objetivo é proteger melhor os animais contra patógenos bacterianos no futuro. Além do meu conhecimento, partilho as minhas próprias experiências como dono de um cão e, assim, consigo entender e dissipar medos e problemas, bem como outras questões de saúde animal.


Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Castração de cães

A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada? Qual a diferença entre castração e esterilização?