Caniche

Os Caniches, também conhecidos como Poodles, são cães bastante populares. O seu ar elegante e orgulhoso é bastante cativante e assim muitas pessoas escolhem um Caniche para companheiro. No entanto há muito para dizer sobre a personalidade e história desta raça de patudos.

Personalidade

Os Caniches em sociedade

Os amantes de Caniches defendem que esta é raça de cães mais inteligente do mundo. E não estão muito enganados! Na verdade, os Caniches são conhecidos pela sua capacidade de aprendizagem fora do comum. O seu aspeto elegante, inteligência e capacidade de aprendizagem tornou-os uma presença assídua nos espetáculos de circo. Aí faziam complexas acrobacias para deleite do público. Os Caniches também são conhecidos pela sua excelente memória. Por exemplo, memorizam o nome dos seus brinquedos e vão buscar o brinquedo indicado se o dono lhes pedir.

Visto que os Caniches têm uma excelente capacidade de aprendizagem, são meigos e leais aos donos e podem desempenhar várias tarefas. Por exemplo, os Caniches podem ser treinados para ajudar em missões de resgate ou proteção. Mas também são excelentes cães guia e um ótimo apoio em processos psicoterapêuticos. E claro, são também fantásticos companheiros para uma família. Além disso, os Caniches convivem facilmente com outras pessoas. Na verdade, aceitam facilmente serem tocados por desconhecidos. É esta característica combinada com a sua personalidade tranquila e empática que faz dos Caniches excelentes cães de apoio em terapias.

Os Caniches em família

Assim, facilmente se percebe a popularidade destes patudos junto das famílias. Além disso, quando em família, os Caniches revelam-se divertidos, carinhosos e brincalhões. Estes patudos gostam muito de brincar com bolas e de ir buscar objetos.

No entanto, apesar de adorarem os donos, os Caniches têm uma personalidade forte e gostam de ser o centro das atenções. Como tal, para estes patudos as pessoas são antes de mais o seu público. E é muito raro encontrar um Caniche com comportamentos agressivos ou que morda quer a pessoas, quer a outros animais. Apesar disso os Caniches vivem mais felizes sendo o único animal de estimação da família. A elevada capacidade de aprendizagem destes patudos é visível desde cedo. Assim, os Caniches são muito fáceis de educar. A flexibilidade, o bom comportamento e a facilidade de socialização destes patudos permitem aos donos levá-los a qualquer sítio sem preocupações.

Aspeto

Muitas pessoas consideram os Caniches os mais elegantes e orgulhosos cães de companhia do mundo.
O corpo bem proporcionado, o andar elegante e ainda o pelo encaracolado que pode ser cortado e penteado das formas mais peculiares, dão a estes patudos um ar nobre. O pelo dos Caniches é fino, lanoso e denso. Além disso, o pelo dos Caniches está em constante crescimento e não cai com as mudanças de estação. Assim, é necessário cortar regularmente o pelo destes patudos. De acordo com o gosto do dono, o pelo dos Caniches pode ter um corte natural ou artístico.

O pelo

Contrariamente à maioria das raças, a variedade de cores aceite oficialmente para o pelo dos Caniches é praticamente total. A gama de cores vai do preto a prateado, cinzento e branco até castanho, fulvo e alaranjado (apricot). No entanto, de acordo com o padrão da raça, as cores devem ser o mais regulares possível. Além disso, partes do corpo como as pálpebras, o nariz, os lábios, os orifícios naturais, as almofadas das patas e nos machos também os testículos, devem estar devidamente pigmentados.

Quanto ao tipo de pelo, os Caniches mais típicos são os pelo cacheado. No entanto, existem também os Caniches de pelo encordoado. Nestes patudos o pelo forma cordões ou rastas características que devem medir pelo menos 20 cm.

Tamanho

De acordo com o tamanhos, os Caniches são divididos em três variedades:

  • Grandes com mais de 45 cm até 60 cm.
  • Médios com mais de 35 cm até 45 cm.
  • Anões com mais de 28 cm até 35 cm.
  • Caniches Toy com mais de 24 cm até 28 cm.

Corpo

A aparência dos Caniches não varia em função do seu tamanho. Assim, em qualquer Caniche encontramos uma cabeça retilínea com os olhos inseridos ao nível do stop e ligeiramente oblíquos. Apresentam também um dorso firme e curto comparativamente às pernas mais longas. A cauda dos Caniches tem uma inserção alta e inclina obliquamente em relação ao corpo quando o patudo está em movimento. Os membros posteriores têm os músculos bem desenvolvidos. Antigamente era comum raspar todo os pelos das patas traseiras para que os Caniches pudessem desempenhar melhor a sua função original de cão de trabalho em água. Hoje em dia os Caniches que participam em concursos continuam a ser tosquiados e de formas extremamente criativas. Por outro lado, os donos de Caniches de estimação deixam cada vez mais o pelo do seu patudo encaracolado.

História

A origem dos Caniches não é clara. É provável que no Antigo Império Romano e no Império Persa já existissem cães com pelo encaracolado. Mais recentemente, na Idade Média encontravam-se patudos com este tipo de pelo na Hungria, Rússia, mas também na França e na Alemanha. E a discussão sobre a origem dos Caniches só acalmou nos anos 30 do século passado, quando a Federação Cinológica Internacional (FCI) reconheceu os Caniches como uma raça independente. Nessa altura, os Caniches passaram a integrar o padrão número 172 e estabeleceu-se que este elegantes patudos eram originários de França.
O nome Caniche tem origem na palavra francesa cane, que significa pata, a fêmea do pato. Trata-se de uma referência à atividade principal dos Caniches: a caça de aves selvagens. Como as inúmeras pinturas da Renascença demonstram, os Caniches especializaram-se na caça de aves aquáticas, como por exemplo, de patos. Em outras línguas, como no alemão, o nome desta raça também faz referência à caça de aves aquáticas. Assim, a palavra Pudel, a designação alemã para esta raça, tem origem em puddeln, que significa salpicar água.
Nessa altura, só existiam Caniches com tamanho correspondente ao tamanho médio atual.

Criação e desenvolvimento da raça

No início do século 20 iniciou-se a criação desta raça inteligente e fiel e assim surgiram Caniches com vários tamanhos. A variedade de tamanhos e cores, a versatilidade e personalidade destes patudos conquistaram o coração das pessoas e assim os Caniches passaram de cães de caça para principalmente cães de família.
Nos anos 50 e 60 do século 20, os Caniches eram os mais populares patudos entre as famílias. E também figuras do mundo da política e artes, como por exemplo Maria Callas, Grace Kelly, Sir Winston Churchill, Thomas Mann e John Steinbeck não resistiram aos encantos desta raça invulgar e escolherem um Caniche para animal de estimação.

pudelpointer im schnee

Criação e saúde

Se por um lado os criadores de Caniches tentaram desenvolver variantes quanto a tamanho e cores, as características de personalidade destes patudos também foi uma preocupação constante. Assim, os criadores privilegiaram sempre a criação de Caniches fiéis, inteligentes e com grande capacidade de aprendizagem. No entanto, as suas capacidades de caça não eram relevantes para as famílias e assim, infelizmente, o instinto caçador dos Caniches é hoje praticamente inexistente. A seleção artificial feita pela maioria dos criadores hoje em dia põe ênfase principalmente na saúde e longevidade dos patudos. No entanto, visto que alguns criadores continuam a privilegiar a beleza sobre a saúde, esta raça ainda apresenta predisposição para várias doenças genéticas.
Doenças oculares que podem causar cegueira, como a atrofia progressiva da retina e cataratas, estão entre as mais comuns entre os Caniches. Doenças das articulações são igualmente comuns, como por exemplo, a conhecida displasia da anca e a luxação da rótula. No caso desta última, a rótula desloca-se para o lado de fora fazendo com que o Caniche coxeie.

Como escolher um criador

Felizmente as doenças genéticas entre os Caniches têm vindo a diminuir. Isto deve-se à atitude de criadores responsáveis que realmente se preocupam com a saúde dos seus cães e ninhadas. Assim, é extremamente importante escolher um criador sério se decidir adquirir um Caniche. Antes de levar o seu novo patudo para casa deve informa-se sobre a forma de seleção implementada pelo criador, sobre as condições em que os cães vivem e sobre o controlo de saúde que o criador adota. Os criadores responsáveis seguem as diretrizes da FCI e geralmente são membros de uma associação reconhecida. Assim, um bom criador preocupa-se não apenas com a saúde da ninhada, mas também dos pais e de outros membros da família. E só assim é possível evitar o aparecimento de doenças genéticas.

Assim sendo, o preço de um filhote de Caniche de um criador sério não pode ser baixo. De acordo com o tamanho do Caniche os preços variam entre 800 e 1.000 euros. É importante não cair na tentação de adquirir o seu novo patudo por uma pechincha. Os problemas de saúde que ele pode vir a ter provavelmente vão ser mais dispendiosos do que o que pouparia, pois os tratamentos veterinários não costumam ser baratos.

A alimentação dos Caniches

Descubra aqui a nossa oferta de comida para Caniches!

Uma alimentação adequada e de boa qualidade é essencial para garantir que o seu Caniche tem uma vida saudável. No entanto, as necessidades do seu patudo dependem de vários fatores. Por exemplo, ao escolher a comida do seu patudo deve levar em consideração a sua idade, peso, nível de atividade e estado de saúde. Pode escolher ração seca ou comida húmida ou ainda comida fresca. É importante saber que a ração seca contém, em regra, mais hidratos de carbono do que a comida húmida ou fresca (BARF). Assim, normalmente os patudos que comem ração seca não necessitam de tanta quantidade para satisfazerem as suas necessidades energéticas.

As boas comidas para cães identificam-se facilmente pela composição dos nutrientes. Assim, como referência considera-se que a comida para cães mais adequada contém 80% de carne e 20% de vegetais e cereais. Deste modo, o seu patudo ingere proteínas da carne e vísceras enquanto recebe vitaminas e minerais dos vegetais, cereais e arroz. A escolha entre dar ao seu patudo ração seca, húmida ou comida fresca depende muito do que melhor se ajusta ao seu dia a dia, pois é aconselhável que a alimentação se mantenha a mesma por períodos largos de tempo. Na verdade, os cães não reagem bem a alterações frequentes no tipo de comida. Assim, se pretender alterar a alimentação do seu patudo deve fazê-lo faseadamente. Deste modo, o seu Caniche pode habituar-se gradualmente à nova comida sem ter problemas gastrointestinais.

Cuidados

O Caniche, como os cães de qualquer outra raça, também precisa de alguns cuidados. O pelo deve ser escovado várias vezes por semana para impedir que se formem nós. Visto que os Caniches não perdem pelo, eles precisam de ser tosquiados regularmente. Anteriormente os Caniches eram tosquiados por razões práticas. Nessa altura, o pelo das pernas era cortado para que estes patudos pudessem caçar mais à vontade dentro de água, mas mantinham o pelo na parte das costas e peito de forma a que os pulmões e o coração ficassem mais protegidos do frio. Hoje em dia, os Caniches de uma família ou de exposição são tosquiados tendo em conta principalmente aspetos estéticos. Assim, são os donos que escolhem o penteado que mais gostam para o seu patudo.

Além dos cuidados regulares com o pelo é também importante verificar regularmente os dentes, olhos e ouvidos do seu Caniche. Desta forma pode detetar precocemente o aparecimento de alguma doença. Deve igualmente apalpar regularmente as costas e as pernas do seu patudo. Também as unhas devem ser cortadas periodicamente.

Atitude e educação

Regra geral é muito fácil educar um Caniche. Pois, estes cães aprendem com facilidade e gostam de agradar aos seus donos. Assim, os Caniches são excelentes cães de família e são mesmo indicados para pessoas sem grande experiência com patudos. Deve iniciar a educação do seu pequeno Caniche o mais cedo possível. Os Caniches demonstram grande capacidade de aprendizagem desde cedo e têm também tendência a seguir os comportamentos das pessoas com quem vivem. Assim, o treino básico de obediência pode iniciar-se muito cedo. Visto que os Caniches sem treino ou sem estimulação usam a sua inteligência para desenvolver comportamentos indesejáveis, é importante dar ao seu patudo uma educação firme e consistente.

Os Caniches que estão bem integrados na família e que recebem atenção suficiente tornam-se cães extremamente fiéis, obedientes e carinhosos. Além disso, como são cães com grande capacidade de adaptação, vivem felizes mesmo num apartamento numa grande cidade. Para os Caniches, mais importante do que o espaço onde vivem é a atenção que recebem. Assim, se tem um Caniche deve estar preparado para o estimular física e mentalmente e ser criativo, pois estes patudos adoram novas brincadeiras. Assim, os desportos caninos são especialmente indicados para esta raça. Os Caniches gostam também muito de praticar atividades com os donos, como treinos de agilidade, obediência ou desportos como Dog dancing. Estas atividades não só deixam o seu patudo extremamente feliz como ajudam a reforçar o vínculo que já tem com ele.

Os nossos artigos mais relevantes
14 min

Yorkshire Terrier

Está a pensar adotar ou comprar um Yorkshire Terrier? Saiba qual é a sua personalidade, tipo de alimentação, cuidados de saúde e muito mais.