Os cães podem comer comida de gato?

Quem tem cães e gatos na família pode interrogar-se se os cães podem comer comida de gato ou vice-versa. A resposta é clara e objetiva: os cães e os gatos devem comer a sua comida. No entanto, não se preocupe se de vez em quando o seu patudo rouba uns bocadinhos da comida do gato. Ainda assim não se esqueça que a alimentação desadequada é responsável por cerca de 90% das doenças dos gatos e dos cães.

Os cães comem só carne ou comem tudo?

Algumas pessoas têm dúvidas relativamente ao que comem os cães, ou seja, se são carnívoros, herbívoros ou omnívoros. E esta questão surge com alguma frequência em fóruns online sobre a alimentação dos cães. Neste contexto surge o argumento de que o rótulo da comida dos fabricantes indica o tipo de alimentação adequada para os cães. No entanto, existe no mercado comida vegan e vegetariana para cães. Mas isto não quer dizer que esse tipo de comida seja adequado para os patudos, nem que atenda a todas as suas necessidades nutricionais.

Também as rações para cães com elevado nível de cereais podem levar a conclusões erradas. Pois os cereais em excesso podem causar sérios problemas de saúde no seu patudo. Por exemplo, as rações de má qualidade costumam ter uma percentagem elevada de trigo. No entanto, este cereal pode sofrer processos de fermentação nos intestinos causando stress sobre todo o organismo. A regra é que uma má alimentação mais cedo ou mais tarde tem um impacto negativo sobre a saúde ou sobre o comportamento do seu patudo.

Os nossos patudos nem sempre fazem as melhores escolhas na sua alimentação

Além disso, tal como os gatos, os cães geralmente não escolhem comer o que lhes faz bem. Por exemplo, quando podem os patudos comem chocolate. No entanto, o chocolate pode ser fatal se ingerido acima de uma certa quantidade. O chocolate contém teobromina, um alcaloide presente nos grãos de cacau, e a partir de determinada concentração a teobromina pode danificar seriamente o sistema nervoso dos cães.

O mesmo se passa com os gatos. Como escreveu o etólogo Paul Leyhausen em 2005: "Quem acredita que deve confiar no instinto dos gatos no que se refere à alimentação vai ter uma surpresa desagradável. Contrariamente aos ratos, que são omnívoros e que aprendem rapidamente o que podem ou não comer, os gatos muitas vezes não fazem ideia do que estão a comer.". Esta observação aplica-se também aos cães.

Mas voltando à questão inicial, se os cães são carnívoros ou omnívoros. Olhando para a origem genética dos cães, ele pertence aos carnívoros. Então podemos concluir que os cães são carnívoros? A resposta é claramente não.

Porque é que os cães são omnívoros?

Os cães são omnívoros. O que era válido para o seu ancestral, o lobo deixou de se aplicar aos cães há muito tempo. Os cães vivem com seres humanos há milhares de anos. Assim, é fácil perceber que eles adaptaram os seus hábitos alimentares ao que as pessoas lhes davam. Do mesmo modeo, os cães também se adaptaram ao que havia para comer na região onde viviam. Portanto, se pensarmos que em vários momentos da história do ser humano a carne era um artigo de luxo, rapidamente percebemos que nem sempre os cães tiveram a sorte de comer carne. Portanto, ao longo do tempo os cães evoluíram de carnívoros para omnívoros funcionais e a sua alimentação deve estar de acordo com esta evolução.

Os gatos, pelo contrário, continuam a ser carnívoros. Por isso os gatos têm uma grande necessidade de proteínas animais, assim como de gordura animal. Deste modo é fácil compreender que as necessidades nutricionais dos gatos e dos cães são muito diferentes. Assim, já conhece a resposta à pergunta se os cães podem comer comida de gato.

Qual o impacto da alimentação no comportamento e saúde dos cães?

Os cães também são o que comem, no entanto eles não se transformam em gatos por irem petiscar à taça de comida dos seus companheiros. Quando os cães apresentam comportamentos indesejados que não se explicam por problemas na educação, os especialistas recomendam aos donos que examinem com cuidado o que lhes põem na taça de comida (ou ver se ele anda a comer a comida do gato!). Além disso, os veterinários muitas vezes aconselham os donos a dar uma ração com uma composição diferente.

Naturalmente, deve escolher uma comida de alta qualidade para o seu patudo. Ingredientes usados para encher, como por exemplo trigo, soja e milho têm um impacto negativo no seu patudo. Estes alimentos levam a uma redução da serotonina devido ao aumento da concentração do aminoácido tirosina. E a serotonina é um neurotransmissor muito importante. Tal como nas pessoas, também nos cães a serotonina é um estabilizador do humor. Assim, uma baixa concentração de serotonina pode causar uma depressão ou sintomas associados.

A comida dos cães também costuma conter açúcar. No entanto, os patudos não devem comer muito açúcar, porque em excesso o açúcar pode causar hipersensibilidade, mau hálito e problemas nos dentes. Além disso, os cães não sentem necessariamente mais prazer ao comer comida com açúcar.

Por que razão os cães têm pouca tolerância à comida de gato?

Os fabricantes de comida para cães têm em consideração as necessidades nutricionais e fisiológicas específicas dos nossos patudos. Existem também rações especificas e suplementos alimentares desenvolvidos para determinadas condições de saúde como por exemplo para patudos com alergias ou rações de dieta.

Só uma comida desenvolvida tendo em atenção as necessidades dos cães consegue dar aos nossos patudos todos os nutrientes que eles precisam sem incluir alimentos que podem ser prejudiciais à sua saúde. É muito importante excluir das rações alimentos ou substâncias inadequadas dado o seu impacto sobre a saúde física e mental dos patudos. Assim, não deve deixar que o seu patudo ande sempre a petiscar na taça de comida do seu gato.

Não faça isto em casa

Existem na internet vários vídeos de pessoas que dão comida de gato aos cães. O objetivo destes vídeos é demonstrar que a comida de gatos não faz mal aos cães. No entanto, o que estes vídeos experimentais mostram é que a comida para gatos não tem efeitos imediatos sobre os cães. Nada prova que não existem efeitos a médio ou longo prazo. Assim, não deve copiar estas qualquer outra experiência com os seus animais de estimação. No que se refere à alimentação do seu patudo deve sempre consultar um especialista ou publicações da especialidade.

Esperamos que na sua família os seus gatos e cães se deem muito bem e se divirtam muito. Esperamos também que cada um coma a sua comida pois esta é a única forma de garantir uma vida longa e saudável a todos os membros da família.

Os nossos artigos mais relevantes