Constipação nos coelhos This article is verified by a vet

constipacoes_coelhos

saiba identificar constipações no seu coelho

Constipação nos coelhos – o que fazer?

Nos coelhos, os sintomas de constipação podem estar associados a várias doenças, sendo que algumas destas têm início com manifestações aparentemente inofensivas, dando lugar, depois, a sérias complicações. Por outro lado, também a inalação de corpos estranhos, como feno ou restos de comida podem simular infeções no trato respiratório.

Doenças do sistema respiratório

Nestas situações podem ocorrer a inflamação da mucosa nasal (rinite) e dos seios nasais (sinusite), além da inflamação da traqueia, dos brônquios (bronquite) e dos pulmões (pneumonia). Estes problemas de saúde são causados por diversas bactérias e agentes virais.

Pseudotuberculose dos roedores

A bactéria Yersinia pseudotuberculosis entra no sistema respiratório através da comida ou do ar. A doença assume a forma crónica, manifestando-se, inicialmente, com rinite, sinusite e traqueobronquite. Em casos graves, os animais desenvolvem pneumonia. Também os humanos podem ser infetados com a bactéria da pseudotuberculose, sendo-lhes diagnosticada a doença, embora somente através da deteção direta do agente patogénico, já que nem sempre os sintomas característicos se encontram presentes.

Pneumonia infecciosa nos coelhos

Esta doença é também causada por uma bactéria – Pasteurella multocida. Em casos severos, os animais rapidamente se tornam apáticos e perdem o apetite, apresentam conjuntivite e possivelmente também diarreia. Nas manifestações crónicas, os coelhos apresentam dificuldades respiratórias, corrimento nasal, perda de peso e pelo desgrenhado.

Constipação nos coelhos

Estão na origem da designada constipação nos coelhos diferentes germes. Os sintomas mantêm-se, sobretudo, em animais com o sistema imunitário enfraquecido, assumindo a forma de doença crónica, aumentando, assim, a suscetibilidade a outras doenças.

Mixomatose

A infeção despoletada pelo vírus da mixomatose manifesta-se inicialmente através de sintomas como pálpebras inchadas, pois os agentes patogénicos penetram no organismo pelas membranas mucosas. São depois evidentes as descargas purulentas e viscosas no nariz e nos olhos e, mais tarde, o inchaço de toda a cabeça. O vírus da mixomatose é transmitido por insetos sugadores de sangue, como as pulgas dos coelhos, ácaros e piolhos, mas também pode ser introduzido por forragem contaminada, moscas e até mesmo pelo próprio dono do animal. Infelizmente, cerca de 20% dos coelhos infetados morrem.

É possível precavermo-nos contra estas doenças?

Pode vacinar o seu coelho contra a constipação e a mixomatose. As duas outras doenças mencionadas são tratáveis com antibióticos. No entanto, o diagnóstico atempado destas patologias é importante. Esteja atento à saúde dos seus animais e ao detetar os primeiros sinais de constipação dirija-se de imediato ao veterinário. É igualmente possível proteger-se a si mesmo e aos seus coelhos destas doenças se, ao acolher ou comprar novos coelhos, aceitar somente animais saudáveis.


Franziska G., veterinária
Profilbild von Tierärztin Franziska Gütgeman mit Hund

Estudei medicina veterinária na Universidade Justus-Liebig em Gießen, onde pude ganhar alguma experiência em vários campos, como medicina para pequenos e grandes animais, medicina exótica, farmacologia, patologia e higiene alimentar. Desde então, não trabalhei apenas como autora veterinária. Também trabalhei na minha tese, que foi influenciada cientificamente. O meu objetivo é proteger melhor os animais contra patógenos bacterianos no futuro. Além do meu conhecimento, partilho as minhas próprias experiências como dono de um cão e, assim, consigo entender e dissipar medos e problemas, bem como outras questões de saúde animal.


Os nossos artigos mais relevantes