Porque não deve bater no vidro dos aquários?

consequências de bater no vidro do aquário

Quais são as consequências de bater no vidro do aquário? Dois cientistas do jardim zoológico de Schönbrunn, na Áustria, testaram a carga sonora num aquário, bem como a atitude dos visitantes responsáveis por esse comportamento, e obtiveram resultados surpreendentes.

A experiência

Os cientistas esconderam um microfone subaquático num aquário de um metro cúbico e conectaram-no a um dispositivo de gravação. Assim que um visitante bateu na tela do aquário, o gravador ativou-se numa fração de segundo e registou o efeito. Helmut Kratochvil e Harald Schwammer examinaram primeiramente a atividade das pancadas durante um período de quatro semanas. Contaram os embates por cada 100 visitantes entre segunda-feira do meio-dia até sexta-feira à mesma hora e no período de sexta-feira das 12 horas até segunda-feira à mesma hora. Posteriormente, colocaram três letreiros diferentes "Bater no vidro mata os peixes", "Permitido dar apenas leves pancadas no vidro" e "Por favor, não bata no vidro".

Os resultados

O ato de bater no vidro do aquário foi mais intenso durante a semana do que nos fins de semana, o que provavelmente está relacionado com a presença de muitos alunos que fazem visitas escolares. Por cada 100 visitantes, registou-se uma média de duas pancadas no aquário. Nos dias de pico, com o número de visitantes a subir até aos 15.000, chegam a contabilizar-se 300 pancadas no vidro do aquário. A carga máxima foi de duas a quatro pancadas por visitante. Houve uma ocasião concreta em que se verificaram 72 pancadas seguidas no vidro, o que representa um dano significativo para os peixes. Ao compararmos o mesmo volume no ar para os humanos seria um ruído que poderia levar à perda auditiva. Para os peixes os danos são ainda maiores: como a pressão sonora na água é muito maior do que no ar, pode-se supor que um número expressivo das mortes em aquários públicos se deve às pancadas no vidro dos aquários.

klopfen ans aquarium

Os letreiros

As pancadas que os visitantes dão nos painéis dos aquários e terrários geralmente representam a tentativa de fazer o animal emitir um som ou uma forma de chamar a sua atenção. Porém, é fundamental conseguir que os visitantes minimizem essas tentativas. Para este propósito, os dois cientistas afixaram três letreiros com diferentes inscrições, pelo prazo de duas semanas cada um. O típico "Por favor, não bata no vidro" reduziu a frequência das pancadas em 72%. Melhores resultados obteve o letreiro "Bater no vidro mata os peixes", o qual reduziu a poluição sonora em 82%. Todavia, o letreiro mais bem sucedido foi "Permitido dar apenas leves pancadas no vidro". Mais de 90% dos visitantes do zoológico cumpriram o que foi solicitado quando tentavam atrair a atenção das raias de água doce.

As consequências de bater no vidro do aquário

Os resultados desta experiência devem ser levados em conta nos aquários todos e especialmente em projetos futuros. Por um lado, os diferentes resultados obtidos pela colocação dos letreiros fornecem informações interessantes sobre a capacidade de influenciar o comportamento humano; por outro lado, a fim de se alcançar uma redução de 100% do ruído para os peixes, de futuro devem ser pensadas alternativas que impeçam totalmente o público de tocar nos aquários.

Os nossos artigos mais relevantes

Alimentar peixes com comida viva

A comida viva para peixes é muito popular entre os donos de aquários e traz muitas vantagens aos peixes. Esta é a forma mais natural de alimentação para os peixes e aumenta-lhes a vitalidade.