Ciclídeos

ciclídeos

ciclídeos

A família dos ciclídeos

A grande maioria dos elementos da enorme e variada família dos ciclídeos (cichlidae) fazem parte do grupo dos peixes ornamentais originários dos trópicos e subtrópicos que chegaram até aos nossos aquários.

Qual a origem dos ciclídeos?

A maioria dos ciclídeos é oriunda do continente africano e são em grande parte encontrados nos lagos da zona oriental de África. Os ciclídeos podem também ser encontrados na América Central e do Sul, em Madagáscar e em algumas áreas da Ásia. Vivem principalmente em água doce e muito raramente em áreas de água salobra (é este o caso do ciclídeo indiano).

Um dos mais importantes redutos dos ciclídeos é sem dúvida o lago Malawi, na África oriental. Circunstâncias geográficas particulares na génese deste “mar de água doce” contribuíram para a criação de uma fauna piscícola única.

Buntbarsche

Os cientistas acreditam que foram necessários mais de 2 milhões de anos para que este rifte africano, com mais de 700 metros de profundidade, ficasse com a aparência que tem hoje. Mais de 70% das espécies que lá vivem são ciclídeos e tratando-se de espécies endémicas, não existem em mais nenhum outro local do mundo! Este é um exemplo bem ilustrativo da adaptabilidade dos ciclídeos.

Entre os ciclídeos mais populares como habitantes de aquários contam-se os acará-bandeira, os acará-disco e os ramirezi, sendo que estes últimos se encontram na categoria de ciclídeos de menor dimensão.

Buntbarsch Skalare
Buntbarsche

Características dos ciclídeos

A variação de tamanho entre os ciclídeos é quase tão impressionante quanto a riqueza de cores deste grupo de peixes. Enquanto, por exemplo, os acará-bandeira têm a forma de uma flecha, os ciclídeos anões, com um padrão axadrezado, têm por  norma corpos alongados. O mesmo se aplica às bocas dos ciclídeos, adaptadas às respetivas condições de alimentação.

buntbarsche

É habitual os verdadeiros conhecedores reagirem com incompreensivos acenares de cabeça quando os não especialistas mencionam os ciclídeos no contexto errado. Confudem-os com as percas, que têm quatro fossas nasais e a barbatana dorsal consiste em duas partes separadas – a da frente, dura, e a posterior, macia. Os ciclídeos, no entanto, têm apenas duas narinas e a barbatana dorsal constitui uma única orla.

Muitos acreditam que os ciclídeos se comportam de forma bastante agressiva, o que não é totalmente verdade. Caso se verifiquem esse tipo de atitudes, estes devem-se muitas vezes a más condições de habitação. É essencial, especialmente durante as épocas reprodutivas, providenciar espaço suficiente aos animais. Tendo em conta o seu comportamento altamente territorial, os ciclídeos apresentam tendência para a agressividade neste período. É importante informar-se acerca das atitudes e necessidades destes animais antes de os adquirir.

Comportamento dos ciclídeos

Aquário

O tamanho do aquário varia de acordo com o tamanho dos ciclídeos. No entanto, é claro que quanto maior, melhor. Tal como já foi mencionado, é imprescindível ter em conta as atitudes territoriais dos ciclídeos durante o planeamento e excecução do plano do aquário. As espécies de ciclídeos anões, por exemplo, podem manter-se me aquários com cerca de 54 litros. Tão diversas como as espécies de ciclídeos são as suas necessidades que devem ser bem consideradas. No caso de ciclídeos herbívoros, por exemplo, não se devem colocar muitas plantas no aquário, pois são encaradas como comida. Outras espécies arrancam as plantas do fundo do aquário.

Alimentação dos ciclídeos

Tão diferentes quanto os ciclídeos são as suas dietas alimentares – desde carnívoros, passando por herbívoros e omnívoros, há de tudo! Aos carnívoros deve ser oferecida uma alimentação rica em proteína, enquanto a mesma base nutricional pode, no caso dos herbívoros, provocar problemas de saúde. É necessário inteirar-se da dieta de cada espécie e ajustar assim a alimentação. Comida seca, como granulado e sticks ou flocos, é unanimemente considerada uma componente nutricional importante para os peixes, pois contém, regra geral, todos os ingredientes importantes para o animal. Comida viva constitui uma iguaria, especialmente para os peixes predadores. Poderá encontrar mais informações acerca de comida viva no nosso artigo dedicado ao assunto.

Buntbarsche

Reprodução dos ciclídeos

O que faz dos ciclídeos animais particularmente interessantes é a sua forma particular de cuidar dos peixes mais jovens e os seus hábitos de cortejo. Não é raro definir este seu comportamento como “comunicativo”, de tão expressivos que são os seus gestos. Os ciclídeos são também conhecidos pelos demorados cuidados que oferecem aos animais recém-nascidos, ao mesmo tempo que defendem consistentemente o seu território. Entre os ciclídeos encontramos vários tipos de reprodução - podem desovar no substrato (pedras, folhas, raízes) ou em buracos, onde procuram proteção. Outros praticam a incubação bocal, isto é, as fêmeas carregam os ovos fertilizados na boca e incubam-nos, o que faz com que não sejam demasiado territoriais; na verdade, defendem a sua área durante muito pouco tempo, o que se torna bastante vantajoso na manutenção do aquário. Os ciclídeos são um grupo de peixes muito diversificados e que apelam a vários tipos de aquariófilos e não demorará até se fascinar pelo seu comportamento intrigante.

Os nossos artigos mais relevantes

Ciclídeos

A maioria dos elementos da família dos ciclídeos fazem parte do grupo dos peixes ornamentais originários dos trópicos e subtrópicos.

Peixe-palhaço

Os peixe-palhaço são animais de água salgada, oriundos do Pacífico e apresentam tons que variam entre o preto, laranja, amarelo e vermelho.